Como se cura depressão? 5 dicas para acabar com este mal

Por , em 4.04.2014

Alcançar a cura da depressão pode não ser a tarefa mais fácil do mundo, mas está bem longe de ser impossível. Com a dose certa de motivação e força de vontade, o caminho que parece longo e totalmente fora de alcance começa a se construir aos poucos na sua frente. É como dizem: comece fazendo o necessário, depois o que é possível e, quando você menos esperar, estará fazendo o que antes considerava impraticável.

E o primeiro passo é saber que você não está sozinho.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 350 milhões de pessoas do mundo todo sofrem, em algum grau, de depressão. O transtorno mental, que é mais comum do que podemos imaginar, é caracterizado por tristeza, perda de interesse em toda e qualquer atividade, ausência de prazer, oscilações entre sentimentos de culpa e baixa autoestima. Distúrbios do sono e no apetite também são bastante comuns. Ou seja: todas as áreas da vida são afetadas.

O pior de tudo isso é que parentes, amigos e outras pessoas próximas não compreendem totalmente a gravidade e profundidade dessa situação, e acabam sendo negligentes nos cuidados e atenção – o que pode até contribuir para piorar o quadro de depressão.

O vídeo abaixo vai ajudar a entender melhor qual é a realidade de uma pessoa com depressão:

Também segundo a OMS, a depressão pode ser longa duração ou recorrente. Mas qualquer que seja o caso, iniciar um tratamento é absolutamente necessário. E quanto mais cedo começar, melhores serão os resultados.

O interessante desse caso é ressaltar que o paciente é protagonista no processo de recuperação. Porque, para curar depressão, é preciso – acima de tudo – querer. Você tem todos os sintomas de que já falamos e se sente sem forças para lutar contra todos eles? A depressão também tem isso: ela faz com que você se sinta impotente. Mas você não é.

O que cura depressão

Há algumas (muitas) coisas que uma pessoa pode fazer por si mesma e dar passos largos na grande caminhada que é a cura de uma depressão. Por exemplo:

1. Estabeleça uma rotina

cura depressao rotina

Se você está deprimido, precisa de uma rotina. É o que diz Ian Cook, psiquiatra e diretor do Programa de Pesquisa e Clínica de Depressão da UCLA (Universidade da Califórnia – EUA). A depressão pode fazer a estrutura da sua vida desmoronar, fazendo um dia se fundir com o outro e deixando você totalmente sem rumo. Definir uma agenda diária, com horários e atividades, pode ajudar a colocar as coisas de volta nos trilhos.

2. Pratique exercícios físicos regularmente

cura depressao exercicios

Nós já falamos aqui sobre várias situações em que um mínimo de exercícios físicos pode fazer uma grande diferença. Desde ter resultados mais satisfatórios em uma determinada prova à dormir melhor e entrar em forma. E esse é mais um contexto onde esse hábito só tem a colaborar com você.

A prática regular de exercícios aumenta a quantidade de endorfinas no corpo, que são responsáveis por uma sensação de bem-estar reconfortante. Também segundo Ian Cook, a longo prazo, a prática de exercícios físicos regulares parece encorajar o cérebro a se religar de maneira positiva. E não é preciso correr maratonas inteiras para se beneficiar com tudo isso. Caminhadas algumas vezes por semana já são suficientes!

3. Tenha uma alimentação saudável

cura depressao alimentacao saudavel

Não há uma dieta milagrosa para curar depressão, mas ficar de olho no que você come pode ser uma boa ideia. Se a depressão tende a fazer você comer demais, ficar no controle da sua alimentação vai fazer você se sentir melhor e mais confiante automaticamente. Segundo o psiquiátrica americano Cook, há evidências de que alimentos com ômega-3, ácidos graxos – como salmão e atum – e ácido fólico – como espinafre e abacate – podem ajudar a aliviar a depressão.

4. Assuma responsabilidades

cura depressao trabalho voluntario

Quando você está deprimido, a única coisa que você sente vontade de fazer é se afastar da sua própria vida e abandonar todas as suas responsabilidades – tanto em casa quanto no trabalho. Se esforce para que isso não aconteça. Ficar envolvido com algum projeto e ter responsabilidades diárias ajudam, e muito, pois contribuem para um sentimento insubstituível de autorrealização. Se você não consegue trabalhar o dia inteiro, pense em meio período. Se essa ideia também parece intolerável, considere um trabalho voluntário.

5. Desafie pensamentos negativos

cura depressao pensamentos

O trabalho mental é uma parte significativa e fundamental na luta contra a depressão. Por isso é preciso mudar o jeito que você pensa. Porque quando se está deprimido, seus pensamentos sempre são os piores possíveis, em relação a tudo. E isso é como um bola de neve. Você começa a se sentir péssimo em relação a você mesmo e a tudo que está a sua volta. Por isso, uma boa ideia é usar a lógica como tratamento natural para curar depressão. Você pode se sentir como se ninguém gostasse de você, mas existe alguma evidência real para achar isso? É preciso prática para pensar assim, mas com o tempo se torna algo natural, e você começa a domar pensamentos negativos antes que eles saiam de controle.

Todas essas dicas parecem ser exatamente aquele tipo de coisa que é fácil de falar, mas na prática são impossíveis de realizar, não? Se você sente isso, eu tenho uma dica extra para você: inspire-se nos outros. Nas pessoas que sofreram, ou sofrem, de depressão e mesmo assim conseguiram unir forças para sair desse buraco negro para o qual foram sugadas. Esse pode ser o melhor começo. [Web MD, Exame]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (43 votos, média: 4,07 de 5)

31 comentários

  • Millah:

    Queria me matar mas se a vida continuar lá no além eu vou continuar existindo, logo vou continuar sentindo dor

    • Cesar Grossmann:

      Millah, existe a possibilidade de viver aqui, sem dor. Procure ajuda profissional, é importante.

  • Francisco Oliveira:

    preciso de uma resposta porque eu a amo ela ate pediu separacao….

  • Francisco Oliveira:

    ela curada pode voltar me amar sin ou nao?

    • Cesar Grossmann:

      Depressão e desamor são coisas diferentes, Francisco. Procure ajuda profissional, alguém que te dê o apoio e acompanhamento para atravessar esta fase.

  • Francisco Oliveira:

    minha esposa esta com depressão ela disse que nao me amar mais ten solução

  • Limdomar De Saouza Santos:

    Eu rejeitei
    a ajuda da milha mãe e agora eu quero ela de volta

  • asantos7266:

    Cesar
    Reconheco que preciso de ajuda. qual profissional procurar?Para depressão, qual a diferença entre procurar um psicologo e psiquiatra?

    • Cesar Grossmann:

      Procure um psiquiatra. Se precisar de medicação, sou mais o psiquiatra.

    • Alexandre Guimarâes Carvalho:

      Psicólogo e psiquiatra. Desafiar pensamentos negativos chama-se “terapia cognitiva-comportamental”. O psiquiatra não administra essa terapia. Por outro lado, o psicólogo não administra remédios. Em casos graves são necessários os dois. Em casos gravíssimos, ECT (eletroconvulsoterapia). E se alguém te falar mal da ECT (que é coisa de doido, etc), me avisa, que faço uma denúncia pra Associação Brasileira de Psiquiatria.

  • Brenda Molina:

    Pelo resultado, tenho depressão severa…Não ligo muito, mas fiz o teste de novo pra saber se isso tinha diminuido, não diminuiu… :v

    • Cesar Grossmann:

      Brenda, não faça autodiagnóstico na internet, procure um profissional, de preferência um psiquiatra. Vai ajudar muito.

  • Fernando Estevao:

    Tenho medo do futuro, e ultimamente tenho pensamento em desistir da vida e isso vem muito forte na mente. tento não ficar sozinho. E pessimo

    • Cesar Grossmann:

      Fernando, procure ajuda profissional. A depressão geralmente é tratável, a vida fica bem melhor.

  • Maria Cardoso de Souza:

    Fui inteiramente sincera em meu teste e pra minha surpresa, fui “diagnosticada” com depressão severa, estou preocupada! :'(

    • Cesar Grossmann:

      Procure ajuda de um profissional.

  • Matheus:

    Descrobrir agora que sou depressivo. todos esses sintomas me descrevem absurdamente, eu n to entendendo nada mds, eu só quero ajuda

    • Cesar Grossmann:

      Procure ajuda profissional. E que bom que você quer ajuda, tem gente que nega ter algum problema.

  • Ebe Vieiro:

    Um forte impedimento na depressão é o reducionismo pelos profissionais: a pessoa é mera “consumidora” de medicamentos…

  • Alinne Gomes:

    O qe posso dizer com toda e absoluta certeza é qe depressão é realmente algo terrivel, qe vai se apossando, te dominando, te afundando sem muitas vezes vc perceber, e derrepente já se torna uma depressão profunda. É horrivel, pois é psicologico, tudo da mente, ou seja, o “inimigo” somos nós mesmo. A luta é da gente contra a gente mesmo. Mas essa luta só acontece quando a gente se da conta de verdade qe algo em nós esta muito errado, pq as vezes a gente demora muito pra perceber..

  • Regina Souza:

    Isso é horrível, é uma coisa q parece q controla a gente. Será que isso é hereditário?

    • José Caetano Ogliano:

      Regina eu tenho ela hereditária, não tenho problema nenhum na minha vida mas tenho todos sintomas dela, tomando remédios sinto-me bem.

  • karina souza:

    Me sinto muito mal, tenho uma sensação de vazio, me sinto muito angustiada, minha cabeça dói muito, não tenho motivação pra fazer as coisas de casa, não tenho com quem conversar, não tenho sequer um amigo que eu possa desabafar, me sinto muito solitaria; as vezes fico pensando que não há motivos pra eu continuar vivendo, não consigo dormir a noite. Só queria ser igual as outras pessoas, queria ser normal; queria não ser tão tímida.

    • Marcelo Ribeiro:

      Olá, Karina. Você deve procurar um psiquiatra. Vai descobrir que pode ser uma grande ajuda.

    • Cesar Grossmann:

      Reforço o conselho do Marcelo, Karina. Depressão é uma doença que pode ser tratada e mantida sob controle. É importante, muito importante mesmo, buscar ajuda profissional.

      Vai lá e boa sorte.

    • Emanuel Pedro:

      Karina, o meu conselho é ires a uma medico não penses em fazeres coisas más, faz uma rotina diária com actividade fisica.

    • Karem Lara:

      karina me sinto assim tambem, o que me ajuda e que sei q nao estou bem
      ..mas nao tenho ninguem , ate minha unica filha nao fala comigo.

    • Isabel Melo:

      Karina eu acho que o fato de ser tímida não muda nada , eu não sou tímida e faz mais de 5 anos q faço tratamento . E cada dia me sinto pior

    • Cesar Grossmann:

      Avise seu terapeuta. Depressão é coisa séria (mas acho que você já sabe disso, não?).

  • andarilho:

    A depressão é algo muito ruim. É o inimigo íntimo que você não quer ter – na verdade, você quer matá-lo. É o coleguinha insuportável da escola que você quer ter distância, se separar, mas não pode fazê-lo porque ele está dentro de você. É o total conflito, a total destruição, o completo caos, o inferno pessoal e intransferível que você não pode ousar desejar à ninguém porque é um golpe baixo demais, a mais completa covardia. Essa é a minha humilde opinião. Grato pelo espaço!

  • Afonso Do Carmo:

    Excelente artigo!
    Creio que o maior problema da depressão é a sensação de solidão, de que ninguém pode ajudar.
    Não é bem assim. Mas é preciso um empurrãozinho para que as pessoas deprimidas busquem ajuda.

Deixe seu comentário!