10 retratos de estranhos antes e depois da fotógrafa lhes dar um beijo

Por , em 6.09.2017

Durante o Festival de Roskilde na Dinamarca este ano, a fotógrafa Johanna Siring fez mais do que relaxar com a música e a vibração do local.

Ela queria documentar a mentalidade de espírito livre do festival, e seu experimento resultou em uma série de retratos incríveis de estranhos, que a artista fez antes e depois de beijá-los.

A ideia

A fotógrafa abordou os indivíduos de forma aleatória, sem escolher por gênero ou raça. Primeiro, fez um retrato comum. Em seguida, explicou sua ideia antes de pedir um beijo consensual.

O segundo retrato dos indivíduos é sempre diferente, normalmente mais cheio de vida. As pessoas parecem “abandonar” papéis conscientemente criados e apenas se tornar elas próprias.

Pode até haver uma explicação biológica para isso: “Beijar excita todas as terminações nervosas em seus lábios”, disse Johanna à revista i-D, “causando uma liberação de dopamina e um aumento na oxitocina”. Essas substâncias aliviam o estresse e criam um vínculo emocional entre duas pessoas.

A norueguesa, que agora mora em Nova York, transformou seus cliques em uma série chamada “Kiss of a Stranger” (em tradução livre, “Beijo de um Estranho”), através da qual ela quer demonstrar com que facilidade podemos nos conectar com pessoas novas.

“Nós somos todos apenas seres humanos com os mesmos instintos básicos. Ao criar novos relacionamentos e aprender sobre pensamentos e ideias de estranhos, podemos construir pontes e combater a ignorância e o julgamento”, contou à i-D. [BoredPanda]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (25 votos, média: 4,68 de 5)

1 comentário

  • Abelanarco Carpen Die:

    Muito legal, adorei a matéria e amei mais ainda a ideia da fotógrafa, a gente vê a reação depois do beijo. LIndo.

Deixe seu comentário!