NASA acaba de fotografar o objeto mais distante até agora

Por , em 1.01.2019

A missão New Horizons começou o novo ano com pé direito. A mesma sonda que fez o primeiro sobrevoo de Plutão, em 2015, agora está no Cinturão de Kuiper. Segundo cálculos dos cientistas da NASA, a sonda passaria por um pequeno objeto pouco depois da meia-noite na costa leste dos EUA, na madrugada do dia 1º de janeiro de 2019.

Por isso, mesmo em plena paralisação federal nos EUA, eles decidiram fazer uma grande festa para celebrar as duas ocasiões.

O objeto é chamado Ultima Thule, e esta a 6,4 bilhões de km da Terra. Ele foi fotografado às 00:33, mas a confirmação de que a sonda ainda estava funcionando corretamente chegou à Terra apenas horas depois.

Já que a sonda estava em piloto automático, a equipe responsável pela missão e seus convidados se reuniram no campus da NASA para comemorar o Ano Novo e a passagem da sonda pelo objeto.

Exploração mais distante da Terra


As primeiras imagens do Ultima Thule em preto e branco já estão disponíveis, mas as fotografias detalhadas e zoons só vão ser divulgados na quarta ou quinta-feira.

“Batemos um recorde. Nunca antes uma nave explorou alguma coisa tão distante. Pense nisso. Estamos a bilhões de milhas distantes de Plutão”, anunciou Alan Stern, o cientista que fez a contagem regressiva para a passagem da sonda pela Ultima Thule. Na literatura medieval, lugares extremamente distantes eram chamados de Thule.

Ultima Thule foi descoberta sem querer em 2014, oito anos depois de New Horizons deixar a Terra. O objeto foi visualizado com ajuda do Hubble e adicionado ao itinerário da sonda.

Formato de batata

O objeto tem 4,5 bilhões de anos, e foi formado ao mesmo tempo que o nosso sistema solar. Portanto, ele pode funcionar como uma cápsula do tempo para explicar mais sobre a formação do nosso sistema. A sonda passou a 3,5 mil km do corpo.

Ainda não conhecemos a composição do objeto, mas ele deve ter ao redor de 32 km de largura. Acredita-se que ele tenha o formato de uma batata e com cor escura. O formato exato e sua composição não serão conhecidos até que todos os dados sejam enviados para a Terra, um processo que deve levar dois anos.

New Horizons


A sonda da missão New Horizons é do tamanho de um piano de cauda e é parte de uma missão de US$800 milhões. Depois da passagem pelo objeto, a sonda continuou registrando informações por quatro horas, e depois se voltou para a Terra para transmitir sua mensagem. Os sinais de rádio levam seis horas para atingirem a Terra.

Stern prevê que 2019 vai ser um ótimo ano para a astronomia, já que marca 50 anos do primeiro passo na lua em julho de1969.

Canção oficial por Brian May

Brian May compôs uma música especialmente para comemorar este evento espacial. Além músico, o britânico também é astrofísico, e chamou a obra de New Hozirons (Ultima Thule Mix).

A canção foi divulgada na última segunda-feira (31), e celebra os 12 anos da sonda New Hoziron. “Esse é o tributo pessoal de Brian para a missão New Horizons da NASA”, diz legenda do canal oficial do Queen.

Confira a música oficial da Ultima Thule abaixo:

[New Horizons, Phys.org, CNET]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (30 votos, média: 4,63 de 5)

Deixe seu comentário!