Nem mesmo respirar é seguro no Iraque

Por , em 1.04.2011

Sabemos que o Iraque é um terreno perigoso – mas pesquisas recentes apontam que nem inalar o ar do lugar é seguro. O ar está cheio de partículas de metais pesados, que podem detonar com qualquer pulmão saudável.

As amostras coletadas desde 2008 mostram que há alumínio, chumbo e outros metais em excesso.

Apesar das concentrações variarem diariamente, elas chegavam a 1 micrograma por metro cúbico de ar, quatro vezes mais do que o ar de uma cidade grande.

Mas o pior são as tempestades de areia, nas quais as partículas de metal são levantadas pelo ar e a concentração de alumínio excede 1400 microgramas por metro cúbico – a exposição considerada limítrofe é de 64 microgramas por metro cúbico.

Isso é causado tanto por causas naturais quanto pelo homem. O Iraque está em um terreno arenoso, que contém zinco e chumbo – e o uso de gasolina cheia de chumbo por lá não atenua a situação.

Essas partículas podem penetrar nos pulmões de pessoas expostas e causar danos a saúde – soldados americanos já relataram sofrerem com tosse, dores no peito e sintomas de alergias. [Wired]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

4 comentários

  • Gustavo:

    eduardo,

    nada a ver, aqui tem o ar mais limpo.
    venha para o interior para ver.

  • eduardo:

    Isso pq os cientistas não analizaram o ar de são paulo… arzinho ruim dakela cidade, mermão…

  • paulo:

    ….

  • IGOR:

    Muito bom post” 🙂 o que me assustou foi a noticia “1 micrograma por metro cúbico de ar, quatro vezes mais do que o ar de uma cidade grande.”:O

Deixe seu comentário!