Como os humanos se parecerão daqui a 100 mil anos

Publicado em 4.07.2013

k-bigpic

Você já parou para pensar como as pessoas serão daqui a milhares de anos, quando você e outras três gerações da sua família já nem existirem mais? Graças à tecnologia, pesquisadores desenvolveram programas que mostram como serão as pessoas daqui muitos anos.

A principal característica que o trabalho do artista Nickolay Lamm e do geneticista Alan Kwan demostra é que seres humanos terão olhos bem grandes. Eles utilizaram imagens de duas pessoas brancas, tiradas em 2013, e, com o conhecimento existente da direção evolutiva e mais um monte de especulações, construíram essas imagens.

Essa pesquisa aconteceu de forma empírica, pois é difícil determinar a evolução da espécie. O processo de seleção natural, apresentado por Darwin há muitos anos, ainda segue como a principal fonte de explicação.

Kwan acredita que o fator para que os seres humanos tenham olhos tão grandes daqui a milhões de anos é que haverá vida em outros planetas, mais distantes do sol. Daí a necessidade de olhos gigantes para enxergar em ambientes de pouca luz. Kwan também acredita que dentro nos próximos 60 mil anos, mais ou menos, os seres humanos serão capazes de controlar seu genoma e, assim, construir-se à imagem e semelhança que desejarem.

As descobertas de Kwan foram recebidas com horror por alguns e ceticismo por outros. Teve até quem referiu-se ao trabalho de Kwan como “ficção científica”. É algo que muitos pagariam para ver se um dia se tornará realidade.[Jezebel]

Autor: Ana Claudia Cichon

é jornalista e curitibana, que agora tenta a vida em São Paulo. Apaixonada, doente e viciada por futebol, do tipo que troca o aniversário da mãe ou do namorado para ir ao estádio.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

57 Comentários

  1. Bem gente, uma coisa eu tenho certeza, se o geneticista Alan Kwan estiver correto infere-se que as casas de óticas desaparecerão!

    Thumb up 2
  2. O mais comédia de tudo são os olhos claros… aff

    quem estudou um minimo de biologia sabe que os genes dos olhos escuros são dominantes… a tendncia do mundo é mais olhos castanhos e negros.. conforme aumente a mistura… como aqui no Brasil. Alias, dizem que o brasileiro em a caracteristica da tendencia das próximas gerações.

    Agora, se o estudo se baseia no “dominio do homem sobre o seu ´fenótipo’ e fazer a imagem que quiser”… então saímos do campo da ciencia, sobretudo da Evolução… e entramos no campo da Moda, das Ciências Humanas… e suas preferencias…

    Sendo que vale lembrar, nos paises nórdicos (tenho parente na Irlanda), lá o sonho de todos é ter olhos escuros (castanhos, negros…) porque lá todo mundo tem olhos azul celeste.

    Japoneses desenham e desejam olhos grandes e brilhantes… porque eles não tem…
    É mais provavel, que numa sociedade futura, dominadora de seu fenótipo… se a maioria tiver olhos grandes… a moda será ter olhos pequenos…

    Capacidade dos olhos? Na Natureza vemos que ‘tamanho não é documento’. E outros atributos que podem ultrahyper maximizar nossa vizão, pode estar dentro de uma lente de contato…

    Logo…
    Que estudo mais furado.

    Thumb up 31
  3. E eu só pela foto achando que o
    olho grande é pelo ser humano passar
    maior parte do tempo olhando para
    telas Led, Lcd, plasma, e por aí vai…
    Nessas novas tecnologias (Tv,Pc, Celular, Tablet…)

    Thumb up 9
  4. Achei o artigo do senhor Kwan ficção científica.
    Primeiro não tem como prever diferenças genéticas pois dependem de fatores externos meramednte especulativos.
    Vamos para outro ponto, a espécie Homo Sapiens Sapiens existe a 160 mill anos, e até agora não houve alteração genética alguma, os fenótipos são muito diferentes, porém não houve mudanças radicias nos genótipos. Tanto que um exemplar de homo sapiens de etinia negróide pode ser mais semelhante geneticamente com um exemplar homo sapiens de etinia caucasóide do que com outro exemplar negróide, e os três compartilham 98-99,4% de DNA com os Chimpanzés.
    Uma mudança deste tipo na anatomia ocular engendraria mudanças faciais extremas, exemplo a gordura periorbitária pressionaria os músculos elevadores e retos contra os ossos da face, isso mudaria muito a anatomia do rosto. A Tróclea deveria ser muito mais resistente o que causaria alterações anatomicas bem relevantes na face. O Lobo occipital também teria de ser mais desenvolvido o que afetaria a anatomia do cérebro.
    Em suma, tal alteração não é viável no homo sapiens, a não ser que ele evolua para outra espécie o que demoraria talvez bem mais que 100.000 anos.

    Thumb up 7
  5. Nossa todo mundo vão ser um tizóia.Mas já conheço pessoas com olhos tão esbugalhados e grandes que dispenção esta evolução. Tem olho de tundera.Esses Ja chegaram lá neste estágio de evolução.

    Thumb up 0
  6. Com alimentos cada vez mais concentrados e industrializados e menos tempo dedicado a mastigar, talvez seja possível maxilar e boca menores com menos músculos, sobrando assim mais espaços para o cérebro, combinando com menos acidentes cranianos na infância o que permite espessura menor de ossos na cabeça; só que pelo que vimos os olhos toma este lugar. Rs!Com o suposto aquecimento global é mais fácil os olhos fecharem e termos mais melanina o que vai nos amorenar um pouco mais. Talvez a engenharia genética permita algumas coisas, mas não há como criar seres capazes de sobreviver em condições onde hoje não há vida que suportem altas ou baixas temperaturas, radiações, gazes ou falta de vitaminas, proteínas específicas e reações biológicas só possíveis em condições limitadas e substituir os bilhões de combinações de condições que torna possível prosperar através de DNA a vida inteligente na terra. A vida a base carbono tem limitações que ainda nem sabemos todas, talvez até além do material sólido e desta dimensão, isto ainda não foi descartado. A única coisa que se pode fazer é usar a tecnologia para nos proteger de condições adversas por períodos limitados.

    A capacidade tecnológica de trazer toda visão a 40 centímetros dos olhos pode tornar obsoleto ver a distância, o mesmo para audição, senso de direção e outras percepções substituídas por GPS e tecnologias que ampliam habilidades ou as descartam e já não são essenciais para se chegar à idade de reprodução e para proteger a prole. Apesar do acúmulo de informações e pressões de hoje, talvez os “primitivos” precisavam usar mais capacidades mentais, físicas e instintivas que nós para sobreviverem. Não devemos abrir mão da tecnologia, talvez esta seja a missão da inteligência, mas acredito que devemos nos esforçar para não ficar totalmente preso a ela sem área de escape e não permitir que técnicas patenteadas monopolizem tudo, principalmente na alimentação, pois podemos cair numa armadilha. Sementes hoje já são patenteadas e controladas por grandes capitais e as naturais não mais suportam doenças e pragas que são cada vez mais fortes graças a nossa intervenção com defensivos químicos também patenteados. Transgênicos podem trazer alimentos super-resistentes, mas é tecnologia de ponta controlada e pode promover seleção de pragas cada vez mais resistentes também e inviabilizar produção que não dependa de grandes empresas ou alta tecnologia. Ainda não podemos abrir mão de ser simples e naturais.

    Thumb up 16
    • Não. Os orientais não são quase 100 mil anos mais evoluídos que nós (ocidentais). E eles tem os olhos daquela forma por conta de outros fatores evolutivos.

      Thumb up 10
  7. Quer dizer que nós vamos ficar com a cara de animés japoneses?!Ah,fala sério.É impossível determinar se vai ser assim ou assado.São muitas variáveis.

    Thumb up 10
  8. Tal especulação não passa de idiotice, pois, caso a raça humana ainda exista, dependerá do ambiente em que cada grupo evoluirá… Não dizem que a espécie humana originou-se na África? Seríamos todos negros, ou, na época, com um clima diferente, esta pigmentação foi desenvolvida posteriormente, pelos que lá continuam até hoje?

    Thumb up 2
    • A produção de melanina que da a pigmentação da pele, olhos e cabelos é uma adaptação ao lugar onde se vive por centenas de gerações, mas para haver a mudança é necessário que isto seja um fator de seleção natural, ou seja, que consiga sobreviver saudável e forte até a idade de reprodução somente os casais mais capazes de suportar o calor e radiação ultravioleta gerando filho igual a eles neste sentido. Hoje em dia isto é muito fácil para a maioria dos que vivem em cidades,pois além de proteção não precisa mais ficar horas e horas expostos atrás de alimentos e água. Eu tenho notado na minha cidade que a maior parte de cachorros de ruas são de pelagem preta.

      Thumb up 3
    • pmahrs, legal você mencionar isso da melanina, lembro de ter lido que se você colocar suecos loiros no deserto africano ou negros africanos na Suécia, em 20 mil anos eles inverteriam suas cores. Então parece que essa adaptação da melanina é uma das mais rápidas que ocorre, certamente pode ter influência nas pessoas de daqui a 100 mil anos.
      É curioso notar que atualmente, com a integração do planeta, a tendência é termos uma grande quantidade de pessoas muito misturadas, tendendo para o ponto médio, mas nesse futuro distante, com a colonização de muitos outros planetas, a tendência vai se inverter, aumentando o isolamento e favorecendo o surgimento de diferenças grandes.

      Thumb up 3
  9. A ciência está com uma fronteira enorme de novos conhecimentos. Não vai demorar muito, estaremos convivendo,ou melhor, se relacionando todos os dias com robôs, até jogando mesmo uma partida de xadrez com esses indivíduos.
    E eles terão uma inteligência infinitamente superior à nossa. Isso não vai demorar muito, é a tendência do futuro.

    Comenta-se até que com o uso de células tronco junto com a genética e outros processos tecnológicos, nosso corpo pode ter 100 anos, mas a idade das nossas células é que vai dizer quantos anos temos na prática.

    Fala-se em prolongar a vida indefinidamente.

    Mas francamente não acho isso nem bom nem ruim.

    Um dia saímos de caverna e evoluímos.

    Se estivéssemos ainda por lá, não estaríamos lendo esse negócio.
    Quem caminha pra frente não quer mais voltar

    Hoje entendemos bem as coisas, não queremos mais voltar ao obscurantismo da idade média.

    Como disse Jônatas no comentário dele, que vamos habitar outros mundos, creio, que quando a gente estiver nesses lugares aprendendo coisas novas e convivendo com outras realidades, viver a vida que vivemos hoje vai ficar no passado.

    Mas mesmo assim, prefiro acreditar que existem seres espirituais que comandam o universo e as coisas acontecerão sob
    algum comando que vem lá de cima, quer dizer, nada acontecerá por acaso.

    Thumb up 1
  10. Olhos grandes? Para que cresçam tanto seriam necessários dezenas talvez centenas de gerações em um ambiente com menos da metade da luz que estamos habituados afinal se um ambiente for mediamente escuro pupilas no “estilo gato” resolveriam o problema.

    Thumb up 12
    • Não necessariamente. Quer dizer, não sei quanto ao número de gerações necessárias, mas basta que as pessoas de olhos mais grandes tenham sucesso reprodutivo maior para que aos poucos os seres humanos tenham em média olhos maiores. Existe esta mutação atualmente? Boa pergunta…

      Thumb up 0
  11. Lamento informar que já paramos de evoluir a muito tempo, pois a evolução se baseia em condições adversas, desafios e competição para selecionar os mais aptos que sobrevivem até a idade de reprodução. Hoje isto é muito fácil, mesmo para quem nasce com sérios problemas, até a própria reprodução já é tecnológica e casais que nunca teriam filhos já podem. Se não fosse vacinas, exames ou fecundação assistida, talvez um irmão ou primo mais apto que estaria no lugar de muitos de nos. Tudo que o Homo Sapiens fez nos últimos 100 mil anos ou mais, foi só adquirir conhecimento; se fosse possível trazer para este tempo um bebê das cavernas, ele aprenderia tudo que nossos filhos aprendem, desde andar de skate a configurar Playstation. Somente mudanças drásticas e isolamento poderia se promover diferenças significativas. Por outro lado ficamos muito dependentes de tecnologia; enquanto as criações em alimentos e nós, tomamos remédios, aparelhos e procedimentos e condições controladas, nossos inimigos naturais (vírus, bactérias, fungos) tomam venenos sendo selecionados constantemente; mudanças drásticas podem dar vantagens a eles. Nossa tecnologia não nos deixaria enfrentar condições suficientes para provocar uma seleção que levasse a transformações significativas; somente se houvesse de fato uma catástrofe que levasse a mudanças drásticas e queda da tecnologia.

    Thumb up 12
    • Pmahrs, como assim ‘paramos de evoluir’? Não é nada disso, a evolução continua ocorrendo. Evolução não acontece apenas em situações adversas, ocorre o tempo todo, em todo lugar. Os genes são selecionados o tempo todo, sempre que as pessoas se reproduzem.

      Nós alteramos a evolução com a tecnologia, mas não a detemos. Podemos até vir a determinar em parte como a evolução vai ocorrer com a engenharia genética, mas isso ainda é especulação.

      Na matéria diz “quando você e três outras gerações da sua família não existirem mais”. A conta tá errada, em 100 mil anos tem um pouquinho mais que isso, considerando que cada geração tem 30 anos, teríamos 3.333,3 gerações nesse período. Acho que faltou o “mil” depois do três.

      E também, se formos mesmo pra outros planetas, é bem provável que surjam linhagens muito diferentes por causa do isolamento (mas não espécies separadas, 100 mil anos não são suficientes pra isso), então provavelmente não haverá uma única forma básica pra humanidade.

      Thumb up 4
  12. talvez haja alguma interface entre o cérebro e a rede mundial de computadores, e talvez todos estejam conectados.. Talvez o método de educação se reduza a uma descompactação de arquivo zipado no cérebro de uma criança.. huaehueahae então a partir daí,o conhecimento cresceria exponencialmente (XD),talvez os hackers do futuro dominem a medicina tbm, para invadir o corpo de outra pessoa.. talvez ficaríamos tão abstratos, que o nosso corpo se tornaria um simples hardware, e talvez vivamos num mundo inteiramente digital (ja tentaram imaginar isso? ah droga!! já.. Matrix huaehuaehue), talvez a moralidade não acompanhe a intelectualidade, e tudo culmine numa grande guerra

    Thumb up 1
  13. talvez o cérebro fique menor, consequência da dependência por softwares ; aumentaria consideravelmente a quantidade de “pessoas visuais” (neurolinguística) fruto da comunicação instantânea;

    Thumb up 1
  14. Desculpe galera… é que já faz algum tempo que não acompanho os temas do hypescience…

    Mas aparentemente alguns pesquisadores e amigos leitores estão usando alguma substância extraordinária!

    Deve ser algum tipo de cannabis associada a um opiáceo e ácido lisérgico? Talvez tenha alguns cogumelos nesse complexo…rsrs

    Abraço psicodélico…rsrs

    Thumb up 4
  15. Talvez algo que tenhamos esquecido de mencionar, e venho lembrar, é até que ponto chegaremos via engenharia genética?
    Imagina um futuro onde em vez de terraformarmos um planeta inteiro pra morar nele, seria mais fácil alien-formar nossos próprios corpos pra morar em outros planetas. No estilo de Avatar, seria um custo de tempo e investimento menor criar corpos adaptados a outros mundos do que moldar tais mundos, acho que isso não pode ser descartado. Por isso sou mais fã da segunda hipótese que propus, haverá várias versões da humanidade.

    Thumb up 12
    • Jonatas, eu acho que em algum tempo aprenderemos o suficiente para direcionar a nossa própria evolução, na direção que nos interessa. Aí, sim, teremos um “projetista inteligente” por trás da evolução humana.

      A ideia de várias humanidades eu acho mais plausível se a gente começar a se espalhar pelo cosmos, com ou sem engenharia genética. Cada nave-colônia seria uma população que passaria a ser cada vez mais diferente.

      Thumb up 17
    • O Cesar tem razão, e provavelmente iremos inaugurar o preconceito interplanetário! Parece até piada, mas não é!

      Thumb up 11
    • Falcone, tem que ver que mudanças de comportamento social ocorrem mais vezes que mudanças evolutivas, e talvez antigos defeitos como o preconceito já terão desaparecido. No entanto, num futuro menos distante, possa vir a existir o preconceito genético se duas versões de humanos ocuparem o mesmo meio. Um bom exemplo está no filme Gattaca, uma versão genética perfeita e planejada e a outra como nós, concebidos de forma natural. Mas não creio que isso perdure por muito tempo. :)

      Thumb up 4
    • Ainda acho sinceramente que a próxima “evolução” da raça humana, é a robótica.

      esse sim é o caminho mais natural, que estamos seguindo. estamos destruindo o nosso próprio mundo, e já conseguimos criar membros mecânicos mais fortes que os nossos, que respondem aos impulsos elétricos do cérebro. logo via ser normal colocar a mente num corpo inteiro robo. que pode ter a aparência que quisermos, não vai precisar respirar, nem se preocupar com calor, fogo, frio ou qualquer baboseira. já tem cientista falando em download de mente…. sinceramente, acho que é a hipótese mais provável, do que continuarmos com corpos humanos.

      Thumb up 2
    • @Lander, os humanos ciborgues também fazem parte da ideia das várias humanidades, mais provavelmente a que colonizar o espaço *não os planetas, o espaço mesmo. Um organismo orgânico é sensível demais ao meio cósmico, assim tanto sonho em habita-lo nos fará preferir corpos cada vez mais capazes de aguentar o tranco, um homo-sapiens-silicius. :)
      No entanto, os caminhos da genética podem levar a outra forma, o homo-sapiens-superior, não sei se uns x-man mas ao menos pessoas com um verdadeiro design-inteligente como diz o Cesar, e eu acrescentaria que as experiências das neurociências aumentem a capacidade cerebral a níveis inimagináveis. Seria uma versão orgânica tão formidável quanto os homens-ciborgues. Creio que virem a existir e se expandir as duas formas simultaneamente é mais provável que apenas uma delas prosperar. :)

      Thumb up 4
    • Não posso concordar…Infelizmente o mundo é absolutamente imprevisível. Pode acontecer QUALQUER COISA!!! Viajar no futuro, conhecer extra terrestres, telepatia, comando das mentes pelo computador, apertar em um botão e destruir a terra ou o universo, ter a prova científica de Deus…Então não podemos ainda (talvez mais pra frente sim)prever o que acontecerá.

      Thumb up 4
    • Tina, o próximo passo dos humanos será desenvolver habilidades espers,rsrsrss, brincadeira!!!

      Thumb up 0
    • Quando alguém de mais idade mostra tamanha falta de educação, eu diria que a cabeça-oca não escolhe idade. E o artigo é não só científico, como apresenta referências.

      Thumb up 7
  16. Muito me impressiona a explicação para tal hipótese. A necessidade de olhos maiores não ajudaria diretamente na evolução, isso é Lamarckismo. Os seres humanos só ficariam com os olhos maiores caso algum fator, como a falta de luz, impedisse a reprodução de pessoas com olhos menores. Uma evolução nesse sentido só ocorreria se houvesse uma queda gradual na intensidade de luz emitida pelo sol E NÃO HOUVESSE TECNOLOGIA para substituir essa luz, dessa forma humanos com olhos normais não conseguiriam sobreviver e a seleção natural atuaria sobre eles, sobrando apenas os homens com olhos maiores (que já deveriam existir, pois a falta de luz não ajuda no crescimento ocular). Com a eletricidade e outras fontes de luz artificial, os humanos com olhos menores não tem desvantagem reprodutiva, mesmo que a quantidade de luz que chegue na Terra ou em outro planeta fosse reduzida a quase zero… Particularmente duvido da aceitação científica dessa pesquisa.

    Thumb up 4
    • Jonatas Nossa você é muito inteligente, parabéns!!

      Thumb up 0
    • Ops me confundi e respondi no lugar errado kkk

      Thumb up 1
  17. Com certeza não vamos mais precisar dos dentes sisos são um saco, a maioria das pessoas tira orientadas pelos dentistas, dedos mindinhos nos pés vai ser inútil na mão tb, acho kkk, talvez no futuro não precisaremos de unhas e os pelos vão diminuir mesmo, agora ficar carecas ai já não sei não, e o cóccix tb vai diminuir, eu chuto por ai acho que não vamos mudar tanto assim, é só pensar o que nós humanos não usamos e antigamente era necessário como pelos, unhas e pele grossa nós pés e mãos principalmente.

    Thumb up 19
    • Você vai mesmo ficar linda sem pelos (inclusive cabelos), sem unhas (sem poder nem tirar um cravo, e tendo os dedos machucados constantemente), sem pele grossa onde precisa ter (mãos esfoladas e pés perfurados até por uma pedrinha). Acorda, criatura! Cada item que compõe o “pacote” do teu corpo foi cuidadosamente desenhado e planejado por um Criador inteligente e você não pode sair por aí simplesmente jogando fora isso ou aquilo (agora mesmo usei meu dedo mínimo pra digitar cada “a” “q” “~” “p”, deste texto!)!!!

      Thumb up 8
    • @Tadeu – A moça falou mesmo do dedo mínimo do pé, que de fato tende a desaparecer segundo os modelos evolutivos, na mão ela apenas achou, eu já considero que ainda tem utilidade os cinco dedos. Acho que vocês estão confundindo muito o que propomos: essas características que vamos perder é exclusivamente por causa de uma vida cada vez mais artificial, logo não andaremos mais desprotegidos em lugares em que uma pedrinha possa perfurar seu pé.
      Não somos nós que excluiríamos essa ou aquela característica, é a própria natureza que faz isso. Um exemplo simples que passa essa ideia é o gato doméstico, uma vez domesticado a muito tempo pela humanidade a habilidade de caça desse animal reduziu em relação aos seus parentes selvagens – isso é mais expressivo no ser humano, a muito acostumamos a viver em sociedades e a nos protegermos das intempéries e riscos da natureza, mesmo um índio, já tem poucas vantagens para uma vida selvagem – o índio sobrevive munido da inteligência humana, ele não tem armas naturais como os animais, ele precisa fazer.
      Já quanto a criador é opinião de cada um, o religioso precisa ser mais humilde, pois ninguém é dono da verdade a ponto de afirmar de forma tão absolutista que somos criaturas planejadas e não criaturas naturais. Não pode mandar alguém acordar se não sabe nem se você próprio está dormindo.

      Thumb up 25
    • O problema é que para sumir isto tudo tem que acontecer uma mutação genética. Em alguns casos, a mesma mutação que causa um efeito desejável (o fim do dente do siso, por exemplo) também pode causar um efeito indesejável ou mesmo deletério.

      Thumb up 2
    • Tadeu Montenegro olha vc não leu direito o que eu escrevi, pra começar no final eu disse “eu chuto por ai” e EU não vou ficar qualquer coisa no futuro pq NÃO VOU EXISTIR, sobre as unhas eu não sei, foi um chute assim como chuto que no futuro a indústria da estética já vai ter solucionado os problemas com cravos e espinhas, ngm vai precisar de unhas pra tirar cravos. E bem, é um FATO que os homens das cavernas tinham a pela mais grossa que a nossa, hj em dia todo mundo usa calçado, e no meio rural ou onde a pobreza é extrema ai sim as pessoas tem pés e mãos com a pela mais grossa, ou quem trabalha com as mãos, então indo pela linha de raciocínio q no futuro não vamos precisar fazer o trabalho manual a nossa pele não será grossa, mas é claro que não vamos ser tão “sensíveis” ao ponto de sermos esfolados o tempo todo.
      E eu não estou jogando nada fora, eu acredito em um ser muito mais inteligente que nós, uns o chamam de Deus outros de Buda, Zeus e etc., mas acho que Ele é o mesmo pra todos nós eu acredito tb em alma e espirito, não acho que o Big Bang aconteceu por mágica, mas eu tb acredito que ele sabia de algum modo que evoluiríamos desde a microrganismos até sermos o que somos hoje, e o livre arbítrio nos possibilita a tomarmos um certo rumo, Ele vê mas do que nós, tb acho que existe vida inteligente em outros planetas e do mesmo jeito que surgiu a minha alma os seres de outros planetas com inteligência tb tem alma. Vc pode falar que eu sou uma herege slá por que a Bíblia diz “que Deus nos fez todos à sua própria imagem para que pudéssemos mostrar, ou refletir seu caráter e beleza moral” eu acho que Ele é um ser de extrema luz e sabedoria, pra mim Ele é o espirito mais iluminado de todos, então a “imagem” ao qual é referida essa passagem se refere ao nosso espirito, mesmo que a evolução nos faça ficar azul Ele não é superficial ao ponto de não nos amar por causa disso.
      Isso são crenças minhas e NINGUÉM precisa concordar, mas todos devemos nos respeitar, eu respeito o seu ponto de vista, mas já que deu sua opinião sobre meu comentário despretensioso te expliquei a forma como eu penso.
      E mais uma coisa eu não sou uma cientista da NASA então minha imaginação não tem muita credibilidade, mas o bom da imaginação é que não precisa ter credibilidade para pensar, acho que foi essa a intenção de quem postou para que nós pudéssemos parar pra pensar, como vamos ser no futuro, é impossível ter certeza até mesmo pra quem tem muita credibilidade na área da ciência, mas todos nós PODEMOS IMAGINAR ;)

      Thumb up 5
    • Cesar Grossmann É verdade mesmo o que vc disse, eu não faço ideia de quanto tempo demora em média pra acontecer uma mutação genética mas daqui a muuuuuuito tempo tipo 100 mil anos acho que já vai ter acontecido algumas né? Bom se acontecerem tomara que seja pra melhor e que não ocorram efeitos indesejáveis

      Thumb up 0
    • Caramba, o dedo mindinho da mão serve pra tocar violão e outros instrumentos, ta sonhando mulher? Nunca que isso pode acontecer kkk.

      Thumb up 0
    • Ironiza, mesmo! Porque essa pseudociência precisa disso!

      Thumb up 1
  18. Olha, honestamente sou cético sobretudo as montagens: só olhos grandes? É todo o resto parecendo sem nenhuma mudança significativa.
    Na verdade, acho mais provável a aparência de um extraterrestre Gray clássico, mas um pouco mais humanizada:
    A vida se tornará profundamente artificial, robôs fazendo praticamente tudo. As características deverão ser algo como um organismo de pouco musculatura, olhos grandes e pretos (visão e observação de telas e negros por causa dos ambientes constantemente iluminados por leds e outras luzes), mãos (o método touch continuará crescente até que as telas passem a seguir nossa mente) e cabeças um bocado maiores. Cabelos, bigodes e quaisquer pelos serão desnecessários, todo mundo careca.
    Bem longe dos padrões de beleza, mas provavelmente o fim das crenças, e das atividades culturais sendo substituídas por outro foco, muita criatividade voltada a conquista tecnológica e planetária, passaremos a ter prioridade a conquista e o conhecimento*e não mais diversão, beleza, arte, esportes* esse é o chute mais ousado que faço.
    Mas mais certo que o que pensei antes, é que teremos mais de uma humanidade espalhada pelo cosmos. Teremos humanos-ciborgues em bases espaciais que não querem mais nem saber de ambientes e climas de planetas. Teremos seres humanos vivendo na Terra a uma moda praticamente antiga e sem grandes mudanças. Aposto também que teremos humanos-marcianos mais fracos, mais altos e com olhos com membranas como lagartos que vivem em desertos *muito provavelmente uma dupla ação entre evolução-adaptação e engenharia genética, junto com a baixa gravidade e aridez do terraformado Marte.

    Thumb up 28
    • Nossa que imaginação fértil! Deveria estra escrevendo livros de ficção!

      Thumb up 4
    • @Vera
      Eu já escrevo ;)

      Thumb up 7
    • “Cabelos, bigodes e quaisquer pelos serão desnecessários, todo mundo careca.” Eu penso q os pelos da cabeça servem entre outras para literalmente nao esquentar a cabeça e sempre vai existir sol (ateh a explosao) e as pessoas muito ocasionalmente vao se expor ao sol.
      “passaremos a ter prioridade a conquista e o conhecimento*e não mais diversão, beleza, arte, esportes* esse é o chute mais ousado que faço.” Quanto a isso, mantendo as “proporçoes do desconhecido” eh soh ver a parcela dos 7 bi de hj q priorizam o conhecimento e conquista tecnologica ao invez de diversão, beleza, crença etc… A parcela eh pequena. Eu acredito q tudo pode mudar, mas a proporção eh mantida ou muda pouco. E a respeito de esportes… principalmente aquele, pode esquecer ;).

      Thumb up 1
    • _hiago: Naturalmente eu sei que os pelos são necessários, o que falo é do ponto de vista de uma vida cada vez mais ARTIFICIAL que natural, isso sim eliminará necessidades naturais, como pelos e unhas, heranças de nossa existência selvagem – e praticamente segue a linha, éramos mais peludos no passado.
      Uma parcela, mas você tem que ver a representação de uma parcela pelas mudanças mundiais: não é a maioria que governa o mundo capitalista e guia a linha dos acontecimentos, é uma minoria, minoria essa que ostenta as formas de governos e as verbas das pesquisas científicas.

      Thumb up 3
    • Eh verdade, talvez num mundo artificial para onde tende os seres humanos, isso ocorra, no entanto, acredito q os pelos da cabeça sejam os ultimos herois da resistencia, pois desde o homem primitivo, os pelos de braço, costas, torax etc diminuiram drasticamente, em contrapartida os pelos da cabeça ficaram aproximadamente iguais. Sim, a minoria eh quem guia o rumo da maioria, mas vejo q nao ha o mínimo motivo para, msm num futuro bem distante, eliminarem coisas como lazer e esportes e existir apenas investimentos em conhecimento, por exemplo. Se o contrario ocorrer, acredito q a epoca onde os serviços serao feitos por robôs jah serah um passado longínquo de um futuro ainda mais distante onde nao serao soh os robôs os feitos de aluminio e fibra de carbono por exemplo, mas tbm os proprios seres humanos, estes jah nasceriam com componentes como aqueles, e esses seres humanos jah fariam parte de uma nova especie. Nesta era sim, que eh uma era à frente da que vc destacou, eu acredito q investimentos em conhecimento, tecnologia etc vão começar como prioridades e dpois como unicas atividades humanas, ai sim costumes como moda, entretenimento e ateh esportes jah nao farão parte dessa nova especie de homem. Mas na realidade artificial (em torno do homem, mas nao nele), que vc apresentou eu imagino q essas coisas voltadas à entretenimento ainda vão existir. ;)

      Thumb up 1
    • Tomara que você esteja certo, pessoalmente não gosto da ideia de perdermos o que temos de humanidade e nos tornamos máquinas expansivas como se fossem vírus. O que apresento é apenas uma ousada ideia, da qual tanto não duvido quanto não tenho certeza.

      Thumb up 1
  19. Deveriam ter narinas enormes também, pra conseguir capturar melhor o oxigênio em um planeta tão puluído… Talvez uma pele bem ressecada e fina, com poucos pelos, devido a escassez de água, os ricos teriam uma pele mais bonita haha, enfim, deixa eu parar porque na minha cabeça está vindo tanta coisa KK

    Thumb up 7
  20. Bem parecido com os ETs que algumas pessoas dizem ver, olhos grandes, cabeçudos…

    Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
1
9 plantas (e um fungo) que cheiram terrivelmente mal

Apesar do sucesso da...

Fechar