África é capaz de produzir alimento suficiente para todo o continente

Por , em 7.12.2010

Um professor da Universidade de Harvard escreveu um livro no qual afirma que a África pode ser capaz de se sustentar sozinha em termos de alimentação dentro de apenas uma geração, e ainda se tornar uma grande exportadora agrícola.

O autor afirma que melhorias na infra-estrutura, na mecanização e nas culturas geneticamente modificadas poderiam aumentar consideravelmente a produção africana. O professor acredita que há grandes possibilidades de expandir as culturas tradicionalmente cultivadas na África, como milho, sorgo, mandioca ou inhame.

Sendo assim, na obra, o professor pede que os líderes de governos africanos façam da expansão agrícola o tema central de toda tomada de decisão.

Os presidentes da Tanzânia, Quênia, Uganda, Ruanda e Burundi vão se reunir em breve para discutir a segurança alimentar africana e as alterações climáticas.

O professor alerta aos presidentes africanos que eles devem reconhecer que a agricultura e a economia da África são uma e a mesma coisa. É responsabilidade de qualquer presidente africano modernizar a economia do continente e isso significa, essencialmente, começar pela modernização da agricultura.

A produção global de alimentos subiu rapidamente nas últimas décadas, mas estagnou em muitas partes da África, apesar do continente ter terras aráveis e de trabalho “abundantes”. O professor estima que, enquanto a produção de alimentos tem crescido 145% globalmente nos últimos 40 anos, a produção de alimentos africana caiu 10% desde 1960, o que ele atribui ao baixo investimento.

Outros dados estimados são que, enquanto 70% dos africanos podem estar envolvidos na agricultura, aqueles que sofrem de subnutrição no continente aumentam de 100 a 250 milhões desde 1990.

O projeto do professor implica a ampliação da infra-estrutura básica, incluindo novas estradas, irrigação e sistemas de energia. Fazendas devem ser mecanizadas, locais de armazenamento e processamento devem ser construídos, e a biotecnologia e as sementes geneticamente modificadas devem ser usadas onde podem trazer benefícios.

Porém, segundo o professor, o mais necessário é a vontade política ao mais alto nível.

Por exemplo, ele diz que é possível modernizar a agricultura apenas construindo estradas, para enviar sementes e aumentar os locais de produção. Mas os políticos não estão interessados em ligar as zonas rurais, e sim em interligar as áreas urbanas. É preciso um presidente que queira uma ligação entre o transporte agrícola para isso acontecer.

Ele também vê áreas onde os agricultores terão de se adaptar para enfrentar as alterações climáticas. Os produtores de cereais podem passar a cuidar de gado, enquanto outros podem fazer opções mais radicais. As plantações de árvores como a fruta-pão, que vem do Pacífico, poderiam ser introduzidas na África porque árvores são mais resistentes à mudança climática.

Ele também prevê que a modificação genética vai desempenhar um papel crescente na agricultura africana, sendo que plantações geneticamente modificadas de algodão e de milho já estão sendo cultivadas no continente.

Como os países africanos precisam ser capazes de produzir novas culturas e adaptá-las às condições locais, podem se utilizar cada vez mais das novas técnicas genômicas.

A situação atual é que muitos países africanos investem menos de 10% do seu PIB na agricultura. A produtividade africana é baixa. Se houvesse investimento, os agricultores africanos seriam muito capazes de produzir alimentos em quantidade suficiente não só para alimentar toda a África, mas também para o mercado de exportação.

Ainda assim, alguns especialistas apostam mais em mudanças modestas e práticas do que em processos mais radicais. É perfeitamente possível para a África chegar a uma taxa de crescimento muito maior do que a atual, mas é preciso ter calma. [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

17 comentários

  • burro:

    Mãe África.

  • Roland:

    Morei em África muitos anos, trabalhando como voluntário em vários ocasiões!
    Sugiro que antes de opiniarem sobre àfrica e seu povo, vão trabalhar um pouco por lá!Precisa-se de muitos voluntários lá!
    Garanto que voltarão pessoas muito melhores, e também saberão opinar com mais propriedade, maturidade e espírito cristão!

  • Flavio Aires:

    O Ocidente e que nos lixou,pah!

  • Zé:

    Africa também tem coisas boas. Certifiquem http://www.ojogo.pt/26-349/artigo901360.asp

  • criancinha:

    A AFRICA É CAPAZ DE PRODUZIR ALIMENTOS SUFICIENTES….O MUNDO É CAPAZ DE PRODUZIR LIMENTOS SUFICIENTES…

    A PERGUNTA A SE FAZER É: “O SER HUMANO É CAPAZ DE PRODUZIR OS ALIMENTOS SUFICIENTES?”

  • Portal Energiamais:

    Este é o resultado de séculos de colonização.

  • Marcelo:

    Meu ultimo comentario foi barrado pela hipocrisia do moderador, que assim como muitos outros aqui, aceitam que se fale mal de todas as raças, exceto dos negros.

    “matérias primas que voçês branquinhos foram lá roubar” Eu nunca roubei ninguem, luis! Que direito voce tem de dizer isto de pessoas que voce nem conhece?

    Mas uma coisa é certa. Não voltarei mais a este site.

  • CV:

    Pelos comentários de algumas pessoas aqui vesse que muita genta ainda está mal informada sobre Africa. E dá para perceber que o racismo ainda está enraizada na mentalidade do brasileiro como indica a noticia aqui embaixo
    http://www.asemana.publ.cv/spip.php?article58825&ak=1

  • CV:

    No Brasil há disso?
    http://www.youtube.com/watch?v=eU7HbHrGbN0&feature=player_embedded#!
    Duvido…

  • Semedo:

    Desestruturaram completamente a sociedade Africana com a escravatura… Ao menod deveriam reconhecer e se algum pais europeu e musta do continenta Americano são o que são hoje foi graças a Africa.

  • Luis:

    Se o mundo é o que é hoje foi graças à Africa que contribui para a evolução com a mão de obras dos escravos e com matérias primas que voçês branquinhos foram lá roubar.
    E o que Africa recebeu em troca? Exploração e apenas exploração e este cilco continua com o Neo-colonialismo. Andam a falar mal de Africa mas se formos reparar todos andam doidos por uma oportunidade de investir em Africa ou de lá ir explorar pq o vosso primeiro mundo já deu tudo o que tinha pra dar.
    🙁

  • Afrincano:

    E que é que vocês sabem de africa? Pelos vossos comentários vesse que muito pouco!!
    Acham mesmo que o Brasil é melhor do que Africa?

    Tenho pena de pessoas ignorantes

  • ana paula camoesas:

    Tudo muito bonito,mas quem vai cultivar? Naquele continente só se gosta de armas.A maioria nem deve saber o que é uma enxada.

  • ninja:

    Pois é, brigar e reproduzir menos, trabalhar e pensar mais.

  • nelson santos arnha filho:

    a unica soluçao para africa é o controle da natalidade ou seja um programa de filho unico como é feito pela china.

  • claudemir da silva:

    vamos olhar mais pra esse continente onde só traz noticia ruim de fome e guerras precisamos ver a africa com outros olhos é isso ai

  • carolz:

    áfrica é um continente e não um país

Deixe seu comentário!