Está grávida de um menino? Fique LONGE de produtos químicos

Por , em 10.06.2015

As mulheres grávidas que são regularmente expostas a uma gama de detergentes, solventes e pesticidas têm um risco substancialmente maior de dar à luz a meninos com deformidades genitais, de acordo com um novo estudo francês.

A pesquisa, conduzida por dois professores do Hospital Universitário Regional na cidade francesa de Montpellier, constatou que as mulheres que trabalham regularmente com tais produtos químicos, incluindo produtos de limpeza e de cabeleireiros, ficam em maior risco de ter filhos nascidos com hipospadia.

O que é hipospadia?

O defeito de nascença, que afeta cerca de três em cada 1.000 meninos recém-nascidos, é uma condição onde a abertura urinária é posicionada em um lugar anormal no pênis.

Qual é o tratamento?

A hipospadia pode ser tratada com cirurgia, mas também pode afetar a fertilidade do menino uma vez que ele atinge a idade adulta.

O estudo

O estudo, liderado pelo cirurgião pediátrico Nicolas Kalfa e pelo endocrinologista pediátrico Charles Sultan, foi realizado ao longo de cinco anos e examinou 600 crianças, 300 das quais eram meninos nascidos com hipospadia, em hospitais de quatro cidades francesas

De acordo com Sultan, essa pesquisa mostra pela primeira vez que a exposição profissional ou doméstica a esses produtos químicos é sensivelmente perigosa para gestantes – como muita gente já imaginava.

Um resumo da pesquisa também esclareceu que os meninos eram três vezes mais propensos a nascer com hipospadia se tivessem sido expostos a produtos químicos que interferem com os seus sistemas endócrinos no útero, no momento em que o sexo do feto é determinado.

Riscos além da mãe

As profissões de ambos os pais e onde eles vivem também podem desempenhar um papel importante na saúde do bebê.

O estudo identifica, por exemplo, que as mães que trabalham como domésticas, cabeleireiras, esteticistas e em laboratórios estão particularmente em risco de prejudicar a formação de seus bebês.

Já no caso do pai, o risco é maior se ele for, por exemplo, um agricultor, técnico de laboratório, executar algum serviço de limpeza, ou for mecânico ou pintor. Essas atividades, que exigem um contato maior com os produtos químicos mencionados, podem trazer uma maior chance de o filho ter o defeito na abertura urinária.

O lugar em que a gestante mora também pode representar um risco. De acordo com o estudo, viver a cerca de três quilômetros de um incinerador, aterro sanitário ou fábrica química traz um risco maior de ter um filho com hipospadia. [medicalxpress]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!