Vídeo: os incríveis fluxos de lava dos vulcões do Havaí

Por , em 12.06.2013

Esse vídeo incrível foi feito pelo fotógrafo Quang-Tuan Luong, e mostra os vulcões ativos do Parque Nacional de Vulcões do Havaí (EUA).

Luong conta que já fotografou todos os 59 parques nacionais dos EUA, mas este é seu primeiro vídeo completo. O fenômeno que assistiu foi tão inspirador que ele se sentiu compelido a ilustrá-lo em movimento neste time-lapse.

“Um dos mais fascinantes espetáculos da natureza que eu já testemunhei foi a lava fluindo para o mar conforme nuvens de vapor subiam a partir da reunião de fogo e água. Eu estive a poucos metros de distância da lava de 1.093 graus Celsius. Após todos irem embora, eu fiquei para gravar o pulso do fluxo uma noite inteira”, afirma o explorador.

As imagens do vídeo foram feitas entre 2011 e 2013, a maioria no Parque Nacional de Vulcões do Havaí.

Entre as belas cenas mostradas na filmagem estão a cratera Halemaʻumaʻu, a Via Láctea acima, Mauna Loa, o maior vulcão ativo do mundo, visto a partir do vulcão inativo Mauna Kea e do Parque Nacional de Haleakala, e o anoitecer e amanhecer registrados do topo de falésias com vista para a imensa caldeira Moku’aweoweo, do Mauna Loa.

“Eu caminhei sozinho 20 quilômetros sobre rochas de lava íngremes e afiadas até seu cume [do Mauna Loa] de 4.175 pés metros. Na parte da manhã, minha garrafa de água estava congelada depois de acampar para capturar o que é provavelmente o primeiro time-lapse da noite e do nascer do sol a partir do topo das falésias”, conta Luong.

Paisagem vulcânica

O Havaí senta sobre o que a geologia chama de “ponto quente” – pontos de anomalia termal no interior da Terra, ligados a sistemas de convecção do manto e responsáveis pelo vulcanismo que ocorre no interior de placas tectônicas.

Todas as ilhas do Havaí foram formadas por vulcões, que lentamente emergiram do leito do mar. Cada um em um canto do arquipélago, cinco vulcões-escudo moldaram a ilha através de sua atividade. Em ordem de antiguidade, são eles:

  • Kohala (hoje extinto);
  • Mauna Kea (em repouso);
  • Hualalai (em repouso);
  • Mauna Loa (ativo);
  • Kilauea (plenamente ativo).

O Mauna Loa fica parcialmente localizado no Parque Nacional dos Vulcões do Havaí, e o Kilauea fica totalmente dentro do parque.
Desde 2008, a cratera Halemaʻumaʻu, do vulcão Kilauea, contém um lago de lava em atividade, que à noite ilumina uma grande pluma de gás. Desde janeiro de 1983, há um fluxo contínuo de emissão de lava proveniente de um outro cone do Kilauea, chamado Pu’u’o’o.

O Kilauea é considerado o vulcão mais ativo do mundo na atualidade. Com o volume de material expelido continuamente, daria para construir três rodovias amplas o suficiente para contornar o globo terrestre.

E mais vulcões devem vir por aí. Uma teoria geológica diz que, à medida que a placa tectônica do fundo do Oceano Pacífico move-se em direção ao noroeste, o ponto quente mantém sua posição (ou seja, não se move juntamente com a placa tectônica), e vai lentamente criando novos vulcões.

O mais recente vulcão em formação no Havaí é o Lō‘ihi, que ainda está a cerca de 975 metros abaixo da superfície do oceano. Seu pico pode emergir dentro de algumas dezenas de milhares de anos, formando uma nova ilha.[io9, Vimeo, LM, IE]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

2 comentários

Deixe seu comentário!