Campanha ateísta sofre “perseguição”

Por , em 10.01.2011

Cartazes veiculando a idéia do ateísmo, criados pela organização Atea (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos), para combater o preconceito àqueles que preferem não ter nenhuma religião foram censurados. Eles circulariam pelos ônibus de Salvador e Porto Alegre.

A própria empresa contratada pela Atea para a divulgação dos cartazes foi quem barrou a circulação deles. Segundo a empresa, isso aconteceu em Salvador porque eles acreditavam que o estado e os empresários responsáveis pelas linhas de ônibus poderiam não concordar com a divulgação das peças. Agora a Atea afirma que está estudando possíveis recursos contra a empresa.

Já em Porto Alegre, a situação foi outra. A Agência de Transportes Públicos vetou os cartazes porque eles veiculariam mensagem de conteúdo religioso e isso não era permitido por lei.

A mensagem dos cartazes, basicamente, é que ter religião não define seu caráter. Uma das mais marcantes é a de Charles Chaplin e Adolf Hitler, mostrando que o primeiro era ateu enquanto o segundo era religioso.

Segundo a Atea a idéia não é “converter” as pessoas ao ateísmo, mas buscar uma igualdade, fugir do preconceito que existe contra aqueles que preferem não seguir nenhuma religião.

A idéia da campanha surgiu após o “ataque” do apresentador José Luiz Datena contra os ateus em seu programa.

Confira os outros cartazes:

O que você acha, leitor? Os cartazes deveriam ser publicados ou não? Deixe sua opinião nos comentários.[Atea]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,75 de 5)

1.072 comentários

  • Homero:

    Vera,
    esta “hostilidade” que eu e outros ateus, agnósticos, irreligiosos, céticos, humanistas, racionalistas e livres pensadores, expressamos contra a religião fundamentalista limita-se a palavras.
    Não vou atacar ninguém com bombas, decapitar ninguém, apedrejar ninguém, queimar ninguém em fogeuiras, crucificar ninguém, nem lançar aviões contra aranha-séus, pregar a homofobia, só por causa de uma discordância teológica. Nem somos tão fundamentalistas como os novos evangélicos dos templos, digo tempo é dinheiro. Preciso descartar essa acusação de fundamentalismo, pois ela é perturbadoramente comum.

    Defendemos a teoria da evolução à gênese bíblica; refutamos a existência de um ser supremo; defendemos um Estado Laico; reprovamos o preconceito contra não-crentes e contra a homofobia entre outras coisas. Minha crença na evolução não é fundamentalismo, e não é fé, porque sei o que seria necessário para mudar de idéia, e mudaria satisfeito se fossem apresentadas as evidências ncessárias.

    E ainda se Deus for um cientista (hipótese improvável) que considera a busca honesta pela verdade a virtude suprema? Aliás, o projetista não teria” de ser um cientista? Sepunhamos. Se eu morrer e me visse confrontado por deus, exigindo saber porque não acreditava nele. “Não havia provas suficientes. Deus, não havia provas suficientes! “, seria a minha resposta.
    Deus não me respeitaria por meu ceticismo corajoso ! Você “apostaria” que Deus valorizaria mais uma crença fingida, hipócrita, desonesta (ou mesmo uma crença honesta) que o ceticismo honesto?

    Pelo que vejo, Você acredita 100% em seus Deus, e nós não acreditamos 100%, em nenhum Deus, que existe, existiu ou venha a ser inventado pelo ser humano. O importante é a cada um dar Sentido a Vida, acreditando ou não nos textos sagrados que se revelaram corrompidos e falsificados, cada um a seu modo.

  • Vera:

    O título da matéria é ‘Campanha ateísta sofre “perseguição”’, porém nos comentários está mais para ‘Campanha cristã sofre “perseguição”’.

    Quem tem o mínimo de cuidado ao ler os comentários dos ateus, percebe nas entrelinhas de seus discursos não uma defesa de sua crença ou fé na descrença, mas uma tentativa vã, falha e pobre de imposição de pensamentos.

    O nível de argumentação dos ateus está muito baixo, só vejo muito Ctrl+C/Ctrl+V e nenhuma opinião própria embasada em leituras férteis. A máquina de produzir neo-ateístas made in internet rasteja por falta de personalidade de seus personagens e desvio do foco de pauta.

    Parabenizo ao senhor Jorginho que vem colocando no chinelo o posicionamento imaturo, desconstrutivo, leigo e de pouco efeito dos rapazes que se aventuram em uma ótica estreita e limitadora do ser. Mas mesmo assim reconheço que vocês (ateus) são bem esforçados em tentar mostrar e impor de forma velada seus conceitos. Fiquem todos com Deus, aceitando-o ou não e felicidades para todos!

    • Jorginho – ” Amado pelos ateus”:

      Sou supeito em parabenizar a colega Vera. Mesmo assim Parabéns! Pois em poucas palavras expressou sobremaneira.
      …Mostrando que muitos desses não pensam por si.

  • Jorginho – ” Amado pelos ateus”:

    Pois é meu caro L.P. Analisei o primeiro link superficialmente… O que me pareceu muito tendecioso, sem deixar de falar da imparcilidade que, nem de longe poderemos considerar ter visto!

    Com tantos fatos e relatos, resumir 001% do tratante é mesmo querer justificar sua crença cegamente!

    Já o segundo do Sr.Alfredo, já conheço sua mentalidade por longas datas!
    Esse, prefiro nem comentar…
    Vamos ser sinceros e façam uma investigação na prática, justa e imparcial…
    Comente algo aquilo que fiz referência e partiremos para os finalmente!

    Abraço

  • Jorginho – ” Amado pelos ateus”:

    Caros ateus, estou arrumando as malas para um longa estadia…
    Espero que possamos encerrar com um ou dois post.
    Acredite na vida com quiser.

    Eu vou encerrando por aqui, mesmo porque alguém precisa manter a coerência e o que tinha para lhes dizer, já foi dito. Espero que possamos entender, que não sabemos de nada.
    SEJA ATEU OU NÃO!

    Larguemos de prepotência e admitamos que não poderemos considerar nem 1 elétron nessa imensidão que nos cerca.

    Independente do que acharmos,a vida continuará de forma independente.
    E no fundo, todos temos esperança que o amanhã seja melhor que ontem.
    Em suma, fiquem no que melhor lhe agradar e agradeço pela presença.
    Isso feito, espero que possamos encerrar esse tópico tão polêmico.

    Bem, na verdade não encerrar… Pois isso desenvolverá segundo o tempo e, como vcs não acredita na vida após a morte; aproveite o máximo dela.

    Pois é única!

  • Livre Pensador – Odiado pelo Jorginho:

    “Eu não sabia que podia ser tão fácil me livrar da religião”

    “A ciência tem provas sem certeza.
    Os teólogos têm certeza sem qualquer prova.” Ashley Montagu

    Tem gente que não sabe o que é ser ateu… mas basicamente ser ateísta é não precisar de um Deus nem de deuses para justificar os próprios atos. Não é simplesmente “negar” a existência de deus/deuses. É assumir a responsabilidade de estar vivo e viver conforme a própria consciência, fruto do funcionamento cerebral.

    Ser ateísta, irreligioso, humanista secular ou livre pensador, portanto é não ter vínculos com outras realidades supra-humanas, é estar livre para decidir por si mesmo, sem medo de estar indo contra ou esperando estar a favor de algum tipo de supra-consciência à qual se deva obediência e submissão cega. É reduzir as crenças a um número limitado delas, focadas no aqui/agora. É não se saber ligado aos demais por algum tipo de poder sobrenatural mas simplesmente pelo fato de “apenas” ser um ser humano convivendo entre os demais seres humanos e de acordo com as leis humanas. É não esperar recompensa por seus atos senão aquelas que outros seres humanos possam oferecer como recompensa.

    Ser ateísta e livre é ser “simples”, é ter cortado todo excesso, é enxergar a vida pela perspectiva humana, sem a necessidade de deificá-la nem a necessidade de idolatrar a quem quer que seja. E lógico que ateístas têm fé, Fé em si mesmos mas ela não os “cega”, pelo contrário, ela faz abrir os olhos para o que está acontecendo a fim de que se tomem as medidas necessárias, sem acreditar numa outra justiça maior do que aquela que possa ser levada a cabo por si mesmo ou pelos desígnios humanos.

    Da mesma forma como não há provas da existência de Deus e, caso alguém afirme categoricamente que Ele existe o ônus da prova (e suas falácias) recai sobre quem afirmar. Também não há provas de que ele “não existe” ( embora existam argumentações sólidas sim) e nenhum ateísta se engajará de buscar as provas de uma “não existência”, uma vez que não há meios de provar algo que não existe…

    Contudo, há meios sim de aceitar a existência de algo que comprovadamente existe. Portanto, para um ateu deixar de ser ateu bastaria que alguém provasse a existência de Deus, coisa essa que os teístas em sua Fé em Deus ainda não foram capazes de provar… e aí? Qual o problema em ser irreligioso ou Ateu? Se para que Deus exista basta que se creia nele, alguém que negue a necessidade de crer em Deus não pode ser tomado como portador de uma “fé” cega… apenas alguém não preocupado com o que não faz falta.

    FAÇA UMA EXPERIÊNCIA: tire Deus/deuses do palco da existência e veja, perceba o que sobra. O que sobra?
    A mesma vida de sempre… contudo muito mais “ameaçadora” pelo fato de exigir a própria tomada de decisões ao invés de depositar-se tais decisões em alguém ou algo além de “si mesmo”. Perceba que não tem mais ninguém observando seus atos além de você mesmo e assim qualquer coisa que você faça estará de acordo apenas com a sua vontade, não a vontade de um ser superior a você. Pense nisso.

    A crença em Deuses antes de ser uma “necessidade” dos crentes é o maior dos vícios. Ela expressa imaturidade e a necessidade de um Pai guiando os próprios passos de quem estiver “viciado” em acreditar num “pastor”, num condutor. É alienante e altamente prejudicial ao desenvolvimento pleno da potencialidade humana… Visto dessa perspectiva, um Ateísta só perdeu o vício, como alguém que deixa de fumar, como alguém que deixa de beber, como alguém que deixa de se drogar e entorpecer… Um ateísta “sabe” que ele é o responsável por qualquer atitude que venha a tomar. Daí a opção pela Ética acima de tudo.

    Há várias questões para as quais Deus e a espiritualidade é a resposta, e que de certa forma quem tentar respondê-las pode vir a fundamentar-se na crença em nele ou em espíritos, vida no além, a fim de “validar” as possíveis respostas…

    Como a Matéria sem vida cria vida? A resposta seria: através da vontade de Deus? Ou…

    Um segredo? Qualquer porção de matéria que contenha os ingredientes necessários ao desenvolvimento de organismos simples, ganha “vida” no correr do tempo sob as condições propícias ao desenvolvimento de tal “vida”. O Universo parece ser apto ao desenvolvimento de vida, a matéria parece ser apta a desenvolver seres conscientes em algum ponto da jornada evolutiva… mas e aí? Acrescentar um ingrediente a mais em algo não faz desse ingrediente uma necessidade… a menos que se prove que “SEM” tal ingrediente a vida não se forma… Mas isso é prova da existência de Deus ou apenas uma das várias qualidades da matéria que ainda não conhecemos totalmente?

    ATOMISMO

    A começar por Demócrito, que, cinco séculos antes da era cristã, intuiu a existência do átomo em um exercício mental de um vigor espantoso. Diante da afirmação de que tudo era matéria, tudo era átomo, a fé sentiu-se contrariada.
    Somos feitos de matéria e energia. Tudo no Universo é constituído por átomos. Já faz mais de um século que a ciência descobriu que toda a matéria no Universo é constituída de átomos. Tudo no Universo seria energia vibrando, inclusive o que chamamos de matéria. Ou seja já conhecemos mais 7 elementos: Neutrinos, elétrons, quarks, glúons, bósons, fótons, grávitons, que comandam átomos e moléculas que interagem entre si. Uma nova visão da realidade, sobre do que somos feitos. Leia Uma nova visão da realidade, em:

    http://contextopolitico.com/?p=804

    Dito isso, fica claro que o conceito de Deuses e a imagem dos céus como moradia, está outra vez excluído das preocupações da ciência, pois as leis da Física e pela nova Cosmologia são suficientes para explicar todo o Universo, inclusive sua aparição, e dos Planetas.

    Somos animais como todos os demais. Temos sentidos que ainda não conhecemos. Alguns animais têm sentidos mais apurados que outros… percebem variações sutis na atmosfera, vibrações sutis na forma de sons inaudíveis mas que podem ser sentidos pelas partes moles ou ocas do organismo. Nós percebemos estes sons inaudíveis… percebemos o campo magnético da Terra, percebemos de que forma está tudo interligado na teia da vida… mas isso é prova de que Deus existe, ou apenas uma das condições de se estar vivo e imerso num sistema fechado onde tudo co-participa e é co-dependente? A suposta “ligação” entre as pessoas a quilômetros de distância pode ser simplesmente fruto de algum sentimento que as une e isto sim deveria ser estudado, a forma como o Amor faz romper barreiras entre o Eu e o Outro… mas o Amor é prova da existência de Deus? Ou é algo “imanente” na própria “vida”? O que é o Amor para que possa ser confundido com um “algo mais” além de nós mesmos?

    Como a Matéria sem propósito criou o propósito e a ordem?

    Mas, quem “vê” tal ordem? Quem “vê” tal propósito senão nós mesmos? O universo é um caos que nós percebemos ser ordenado… a inteligência é capaz de ver tal ordem… mas isso é prova de que Deus existe? Ou a necessidade de “ver” tal ordem nasce da necessidade de compreender o caos? “Ver” padrões indica que algo está sendo compreendido, nosso cérebro funciona assim, ele seleciona partes desconexas e as agrupa conforme as semelhanças encontradas entre elas… onde está Deus na ordem que nós mesmos emprestamos ao Universo?

    E a Reencarnação… como se explica sem a existência de espíritos e Deus?

    Hum… Você sabe como o cérebro funciona?
    Nem os cientistas sabem completamente… mas estão pesquisando ao invés de atribuir as qualidades desse órgão à existência de um Deus Design ou de uma consciência migratória. Sabe-se hoje em dia que tudo o que experimentamos nasce do equilíbrio físico-químico das reações que desencadeiam os pulsos elétricos a serem transmitidos em cadeia pelos
    neurônios dentro do cérebro. Ampute-se uma parte disso, lesione-se alguma região lá dentro da cabeça de um indivíduo e a “personalidade” diferenciada por algum ou outro atributo já não existe mais!

    “Superstição” …que palavra estranha esta! Se a gente acredita no bom Deus, isto se chama ter “fé”. Mas se a gente acredita em astrologia ou sexta-feira 13 o nome muda para “superstição”! As doenças são um castigo dos deuses? Será que alguém acredita nisso hoje em dia? Muitas pessoas ainda consideram doenças como AIDS, como um castigo de Deus. Ora, isso significa que, para elas, deve haver um dedo de Deus na decisão sobre quem deve adoecer e quem deve continuar sadio. Se fosse Deus, forças místicas ou o destino, as pessoas não teriam livre-arbítrio. Não acreditamos que uma pessoa enferma possa ser curada por meios “sobrenaturais”. Não acreditamos na interferência de forças espirituais sobre a vida. Assim, não acreditamos que o homem tenha uma alma imortal. Vivemos uma boa vida (Carpe diem) porque nós libertamos do medo da morte. Não precisamos mais temer os deuses e se preocupar com a morte. È fácil alcançar o bem. É mais fácil suportar o que nos amedrontava. Ou seja, vivemos o momento, não acreditamos na ressurreição da carne, imortalidade da alma e da vida eterna.

    Assim só para concluir, ser Ateu e Irreligioso não é negar a maravilha, o grandioso, o magnífico. É simplesmente não precisar de explicações com base na “fé cega” para algo que carregamos. Se Deus (es) existem, ou Ele não pode fazer nada para impedir as mais terríveis calamidades, ou então Ele é impotente, ou então é mau. E ainda qualquer Deus que se preocupe com coisas tão triviais como o casamento gay, ou o nome pelo qual Ele é chamado nas orações, não é tão inescrutável assim. Os ateus consideram outra possibilidade, claro, que é ao mesmo tempo mais razoável e a menos odiosa: o Deus bíblico é uma ficção, tal como Zeus e milhares de outros deuses mortos que a maioria dos seres humanos mentalmente sãos hoje ignora. E quando Você argumenta que seu Deus é verdadeiro, aí toda a sua tese desmorona, porque cada cultura tem uma inspiração divina que aponta para uma dimensão mágica diferente, governada por um criador do universo diferente. Para o seu Deus existir, todos os outros precisariam existir também. Não há porque considerar apenas o “seu” D!us verdadeiro.

    Tire Deus agora e o que sobra? O Universo, toda a maravilha e beleza que nós experimentamos a partir de nossa inteligência e nossa capacidade de vermos padrões e ordenação. Não há palavras para se descrever o fato de sermos partes disso tudo e termos inteligência para perceber a grandiosidade e a infinidade contida em cada porção mínima de matéria. Quem já tenha lido sobre a física de partículas, sobre Mecânica Quântica já faz uma idéia: A maravilha não para no átomo, ela adentra ainda mais esse mundo diminuto estendendo-se para além dos limites de nossa compreensão. Para quê Deus e tudo o que nos condicionamos a acreditar que Ele represente para nós? Já não basta estarmos vivos e experimentando o mundo? Para que um regente supremo de nossos atos além de nós mesmos? E se tudo é imensamente maior do que percebemos, para que cedermos a uma certeza que é a Fé na existência de um Deus?
    Percebe? Ser ateu é ater-se ao presente e simplesmente vivê-lo… é estar ancorado no meio do nada que se faz tudo quando é observado e vivenciado a partir da inteligência seja ela humana ou animal, seja ela inerente à matéria ou não, não importa.

    Para ser mais claro: a humanidade está diante de questões importantes, para as quais não é fácil encontrar uma resposta adequada. E então abrem-se duas possibilidades: podemos simplesmente enganar a nós mesmos e ao resto do mundo como se soubéssemos de tudo o que vale a pena saber uma conversa da idade do bronze), ou então podemos simplesmente fechar os olhos para questões importantes e desistir para sempre de ir em frente. Um ateu tem grande confiança na razão humana enquanto fonte de conhecimento do mundo. Por meio da razão, que de certa forma é o oposto de achar e sentir, o indivíduo isolado pode sair das trevas das caverna e buscar a luz e a realidade do mundo. Somos felizes porque desenvolvemos e utilizamos todas as nossas capacidades e possibilidades, através do equilíbrio e da moderação alcançamos a harmonia.

    Muitos ateus e Livres Pensadores como eu, não conseguem ficar à parte das discussões que impedem, as transfusões de sangue, aborto, aborto, relações com camisinha, homossexualismo, direitos humanos, evolução científicas, transplantes, origem do universo, evolução, massacres, genocídios ou atos terroristas (provocados pela intolerância religiosa) ou pregações dos mercadores da fé, doutrinação infantil… em moda no Brasil.
    Recorde que a história da maioria de religiões é sangrenta, cruel e repressiva, não importa como muita eles reivindicam ser baseada no amor. Os cristãos abusaram, atormentaram, insultaram, torturaram e mataram pessoas durante séculos, com base em uma leitura teologicamente defensável da Bíblia. Num tempo de guerras e ataques terroristas com motivações religiosas, o movimento pró-ateísmo ganha força no mundo todo. Como então, Você pode argumentar que o seu Livro Sagrado oferece a expressão mais clara da moralidade que o mundo já viu?

    Não esperamos um d!us resolver os problemas do mundo. Olhe à ciência, a tecnologia e o humanismo como ajudam. A religião lhe diz como ir para o céu, a ciência como funciona o céu. Ateus, não são contra os religiosos de qualquer denominação ou credo, mas sim as idéias deles com seus dogmas, que não estão acima da crítica. O que buscamos não é apenas provocar os religiosos convictos, mas principalmente levar os religiosos “por inércia” a pensar racionalmente a sua crença, numa entidade divina ou sobrenatural, seja Alá, seja o Deus católico, evangélico ou judeu, russo ou americano, trocando-a pelo orgulho ateu e pelo amor à ciência.

  • Jorginho – ” Amado pelos ateus”:

    Entre outras coisas, Homero disse: “… Meus deuses são a Inteligência e a Razão, o Amor à vida, a Alegria Autêntica, os seres vegetais e animais, montanhas e rios, mares e céus, e especialmente os homens e mulheres comprometidos com a Verdade, com o Bem, com a construção de uma humanidade consciente, livre dos deuses fantasmagóricos, dos ídolos fracassados, dos ícones e referência infantis mitológicas que povoam o imaginário por milênios. Meus verdadeiros deuses são o Humanismo, A Vida Familiar e comunitária Feliz, os Bons Livros, a Música, a Dança, Bons Filmes, os Alimentos bem Preparados, os Perfumes, os Orgasmos provocados pelo Sexo pleno de entrega, as Esculturas, as Pinturas, as artes em geral e tudo que produz algum tipo de encantamento aos sentidos”.
    Ainda: “…Dedicarei meu tempo para falar de coisas que estão de acordo com a Inteligência Racional, inspiram bondade eternas, preservação da vida na terra, este sim o maior presente da Vida’’.

    Resp. Bem, pelo que vejo sua contrariação estar contra os religiosos, como fazem os ateus tipicamente. Podem até discordar. Mas, ao menos podem explicar o princípio que exige uma ação primária, exigindo resposta de causa?
    Se não podem, então sejam humildes e admitam que não acredita no Design, mesmo que Ele exista ou tenha probabilidade para existir, como disse seus venerado Sr.Richard Dawkins:
    http://www.youtube.com/watch?v=_LLWdSUccnU&feature=fvwp&NR=1

    E, pelo que pude observar, vc disse –“ Meus deuses são…” Isso de certa forma lhe traz conforto, harmonia, etc.
    E se encaramos isso friamente, diria:
    Tu é um religioso como qualquer outro.

    Por outro lado, negar Um Deus meramente religioso, nem de longe responde ou justifica a causa de estarmos,dentro de um Universo “Infinito”, cheio de leis…Algumas desconhecidas.
    Esse negação não justifica nem de longe a razão da criação e nem à razão para esse Universo.

    Em outras palavras: Vocês ateus desacreditam no Deus dos Religiosos; mas emudece diante dos mistérios que nos cerca. … Acreditando por fim e única na razão relativa que estamos aqui por um momento e depois disso, o esquecimento como nunca tivesse existido.
    Como criado por uma natureza sádica, sem pé e sem cabeça.

    Da mesma forma que acusa o Deus Onipotente, desprezando suas criaturas (no conceito de Sua existência); assim a natureza que vc acaba de revelar, dura e fria; faz as mesma coisas…Não nos dando uma razão para tanto sofrimentos.

    Da mesma forma, mas de forma diferente, é muito irracional acreditar no Acaso, quando a lógica mostra regência de leis sobre a natureza, sendo ela apenas instrumento.

    Veja a complexidade e o mistério que nos cerca dentro de um cosmo considerado por muitos Infinito…e diga com que certeza pode dizer que a vida é algo meramente casual?
    Se fosse assim,deveríamos ver Novas espécies sugindo quase que diariamente.

    A vida tem fundamento muito além que podemos observar e acredite ao menos pela razão que não conhecemos muito daquilo que nos cercam… que em grandezas Universal; mal conhecemos nosso quintal.

    Por fim, à razão de um D-us (Design, Arquiteto, etc),se nos deixa a mercê da sorte como suponhe(Ele tem fortes razões para isso), acredite ou não; vemos por outro lado ações inexplicáveis aos olhos carnais, talvez propositais para que deixe a ciência maluca, dando-nos a conhecer aos poucos que há muito mais que supõe nossa vã filosofia,seja ela científica ou não.
    O Universo que“conhecemos” é apenas uma parte dentre tantas outros.

    Sr. Homero, torço que viva a vida como se revelou e acredito que sua “revolta” de certa forma é até justificável, quando olhado meramente com olhos carnais.

    Mas, diante das primícias; somos interação física/espiritual. Não somos únicos nesse universo cuja medida ultrapassa os 13, 77777777bilhões de anos luz(isso é, se podemos confiar na luz como medida absoluta).

    Quem sabe, estamos nessa dimensão e foi nos dado liberdade e condição de aceitar as coisas seja pela fé ou por aquilo que chamamos de razão,que nem sempre explica o Inexplicável.

    Mas,entenda que nínguém tem verdades absoluta, e sim, parte dela. O difícil é saber qual dessas parte são verdadeiras.
    Em suma, para mim é prepotência dizer que não existe um Arquiteto, quando tudo indica haver e seja feliz com seus deuses,como mesmo disse.
    atm

    • Homero:

      Considere meus deuses, no Sentido da Vida, que o correto, mas Você “entendeu” perfeitamente.

      Ou para ser mais claro, não acredito em deuses que se preocupa com os destinos e as ações dos seres humanos. Excluo as revelações das religiões, segundo o qual Ele se mostra por atos, como a aparição a Moises, no antigo testamento, (ou Maomé), ou pelo nascimento, vida e morte do seu garoto Jesus, ou de palavras proferidas por um anjo, como diz o Corão.
      Me oponho tambem à ideia de que existe um criador deus como sujeito que concebeu o mundo, homem, animal ou partícula de átomo surgida em qualquer instante do Universo. À luz das pesquisas científicas, fé religiosa não tem mais sentido, sobretudo quando tenta explicar o Universo, a vida e as leis que o regulam. Hoje já se pode explicar facilmente como se desenvolveram todos os seres vivos, e para isso não houve necessidade de nenhum D eus.

      O surgimento da ciência moderna nos séculos XVI e XVII, para contribuiram Kepler, Tycho Brahe, Galileu (a quem o Vaticano pediu desculpas e erigiu uma estátua), Descartes e Huygens entre outros, destruiu a imagem dos céus como moradia dos deuses. O movimento dos corpos celestes deixou de ter origem divina com a explicação mecânica do Universo.

      Aristóteles – esse grande filósofo grego foi o primeiro a se dar conta da exstraordinária semelhança existente entre o desenvolvimento embrional de um indivíduo humano ( a ontogênese) e o diferente estado evolutivo das diversas espécies animais ( a filogênese). Assim, o gênio de
      Aristóteles iniciou, mais de 2000 anos de Darwin ( a quem ICAR pediu desculpas), a observação da essência da teoria da evolução.

      Da mesma forma, a Teoria da Evolução das espécies e, mais recentemente, a descoberta do DNA (ácido desoxirribonucleico) ajudaram a explicar o surgimento da vida. Atualmente, as leis da Física, a Cosmologia são suficientes para explicar de maneira satisfatória a constituição e o surgimento do Universo

      No entanto, o nosso conhecimento a respeito deste mundo não tem somente valor acadêmico; quanto mais sabemos, mais devemos acreditar na igualdade dos homens, pois a diferença existente entre os indivíduos mais inteligentes e os mais ignorantes é modesta comparada a tudo aquilo que se desconhece.

    • Jorginho – ” Amado pelos ateus”:

      Homero disse: “…para ser mais claro, não acredito em deuses que se preocupa com os destinos e as ações dos seres humanos”.

      Resp. O que me parece “não acreditar em deuses que se preocupa com…”
      Pode ser que eu esteja errado (novamente) ou vc não acredita “nesses” tipos de deuses, somente?

      Seja mais direto quanto suas idéias.

      Abraço.

    • Jorginho:

      Em suma, vc disse,disse e não provou nada!
      Onde está o determinismo científico que estão em comum acordo entre si?
      Onde está a razão absoluta, seja científica ou não?

      Não há Ciência que explique as divergências entre eles quando tratando de vida e universo’s

      Você Confia na ciência de forma absoluta?
      Vou esperar resp…

      Abraço e Pense Nisso!

    • Jorginho:

      Em suma, vc disse,disse e não provou nada!
      Onde está o determinismo científico que estão em comum acordo entre si? Onde está a razão absoluta, seja científica ou não?

      Não há Ciência que explique as divergências entre eles quando tratando de vida e universo’s

      Você Confia na ciência de forma absoluta?
      Vou esperar resp…

      Abraço e Pense Nisso!

  • joao Paulo:

    Qualquer um em sâ consciencia sabe que nem sempre uma coisa deu origem a outra a sequencia obrigatoriamente teria o seu início ja existindo de forma inesplicável ja sempre existindo seria um circulo vicioso algo criando algo… criando algo, pare e pense por um só segundo tamanha ignorancia da parte de quem adota tal raciocinio, Deus se revela como quem nunca teve princípio e nunca terá fim, e isso o homem não consegue atingir no dicernmento, assim como a própria ciencia avançada não descobre coisas aparentemente explicável pelas leis da física fatos sobre universo ainda, e creio não conseguirá em um milhão de anos,por meras facetas de cálculos, que só ela entende, acho imconcebível tal nível de debate apenas com intuíto de desmoralizar ou descaracterizar algo, é pobre e mesquinho alguem entrar neste mérito, pois se acha completamente dono da razão quando de fato nem saiu das fraldas, sem ao menos mostrar de sua parte algo tambem papável.

  • Homero:

    O SENTIDO DA VIDA
    Porque não acredito em deuses!

    Não acredito neste deus inventado pelos judeus porque é um mal exemplo de dignidade, tolerância e desconhece o significado da palavra Amor. Mas acredito sim, numa Inteligência a quem prefiro chamar de Sentido da Vida, é generosa, paciente e transborda amor a todos os seres sem dividí-los entre eleitos ou não, pecadores ou não, adoradores ou não. Acredito na natureza das coisas, na qual acredito, dá o fruto, a água, o sol e o ar que respiramos a justos e injustos, pecadores ou santos diferentemente do vingativo e cruel deus Bíblico que reflete apenas a ignorância dos homens que o criaram.

    Não acredito no Deus da Bíblia ou do Alcorão, porque nenhuma criatura por mais cruel que fosse, se deleitaria em criar seres “imperfeitos” (Adão e Eva) para colocá-los num suposto Paraíso e ao mesmo tempo criar uma “serpente” (ser que simboliza o mal) para induzir a mulher ao “pecado original” condenando estes mesmos seres criados, ao sofrimento eterno nas labaredas do inferno. A Inteligência infinita na qual acredito, não perderia tempo criando seres “diabólicos” só para sua diversão e sadismo no futuro e nem esperaria por milhares de anos para enviar o seu único filho para morrer esmagado pela crueldade dos seres humanos, suas outras criaturas. Porque Jeová Deus onisciente e onipotente não resolveu logo essa tragicomédia criando seres iguais ao seu pretenso filho, evitando o banho de sangue. Parece inacreditável que ao fim de alguns milênios o Senhor Jeová expiando uma mea culpa insuportável envia um ser a quem milhões de pessoas acreditam ingenuamente ter existido e o chamam de Jesus, para salvar o mundo – que permanece perdido e sangrento.

    Não acredito no deus bíblico, ou deuses, porque suas ações, sua personalidade, suas atitudes, são iguais aos dos reis bárbaros da antiguidade e dos tempos modernos que mandam degolar seus desafetos ou exigiam adoração e obediência cega, sem contestação. A Inteligência racional em que acredito está acima dessa barbárie que continua existindo entre aquele mesmo povo inventor de um Deus Jeová, em nome do qual cometiam atrocidades e vão continuar cometendo enquanto acreditarem que essa é a vontade do Senhor.
    Não me é possível crer num Deus que vire as costas a alguém, por nenhuma razão, porque não há lógica nem amor genuíno num ser que é capaz de matar ou deixar matar alguém que diz ser seu próprio filho, (Jesus) para salvar a humanidade, que Ele mesmo criou cheia de vícios, maldade e ignorância. Um deus que fosse capaz de ser impiedoso ao próprio filho, só poderia ser produto da mente doentia e patriarcal dos judeus e seus descendentes daquela época (e até dos nossos dias) que são capazes de matar ou mandarem matar seus próprios filhos e filhas que lhes desobedecerem, sem qualquer dó ou piedade. Certamente se tivessem a inteligência de inventarem uma Deusa Mãe, Ela jamais imolaria o único filho por quem quer que fosse, por nenhuma razão do Universo. Um ser bondoso e misericordioso, iria ele mesmo dar a própria vida pela humanidade, seria ele mesmo o grande exemplo.

    Mas esse Deus castrado, meio-eunuco, hermafrodita e estúpido, fruto da imaginação de homens incultos e bárbaros, não tinha a capacidade de enxergar além de um homem comum e destituído do amor de uma mulher-mãe.
    A Inteligência na qual acredito não precisaria fazer uma mulher ( Maria) mentir para enganar seus familiares e amigos, nem a um homem dito justo (José) engravidada de um pretenso Messias gerado por um Fantasma batizado de Espírito Santo. Uma mulher que declarou-se grávida de um ser que não era seu marido e foi aceito por este para não ser apedrejada como era costume da época, tinha como esposo um verdadeiro anjo, este sim, merecia o título de Discípulo do Bem e prova de amor, no mínimo maritral à mulher que cometera o deslise carnal tão abominado pelos judeus.

    Não posso crer num Deus, nem em seu dito filho Jesus, porque não reconheço a hierarquia familiar inventada por analfabetos da ciência, que naquela época achavam que apenas o homem podia produzir filhos e filhas (preferencialmente homens, pois as mulheres eram inferiores) e que a mulher apenas recebia o sêmem do varão (desconheciam o óvulo) e era apenas ele, o homem , responsável pela gravidez; por isso mesmo construíam a árvore genealógica considerando apenas o pai, porque as mães não tinham qualquer valor. Uma Inteligência Suprema, jamais admitiria tal estupidez.

    Finalmente, não posso crer nesse Deus-Hitler, nem num Jesus “meio-retardado” que pediu adoradores para esse verdadeiro monstro do apocalipse, fruto da maldade e ganância judaico-cristão e que continua florescendo nos corações e mentes ávidas pela salvação-eterna, amedrontadas pelo fogo do inferno.

    Meus deuses são a Inteligência e a Razão, o Amor à vida, a Alegria Autêntica, os seres vegetais e animais, montanhas e rios, mares e céus, e especialmente os homens e mulheres comprometidos com a Verdade, com o Bem, com a construção de uma humanidade consciente, livre dos deuses fantasmagóricos, dos ídolos fracassados, dos ícones e referência infantis mitológicas que povoam o imaginário por milênios. Meus verdadeiros deuses são o Humanismo, A Vida Familiar e comunitária Feliz, os Bons Livros, a Música, a Dança, Bons Filmes, os Alimentos bem Preparados, os Perfumes, os Orgasmos provocados pelo Sexo pleno de entrega, as Esculturas, as Pinturas, as artes em geral e tudo que produz algum tipo de encantamento aos sentidos.

    Deixo as religiões com suas “revelações” para os religiosos, que têm abdicado das suas verdadeiras existências, por um céu povoado por seres acéfalos, que tem como líder um Deus no mínimo confuso e esquizofrênico. Deixo para eles o mito das cavernas, a tribo e o sacrifício do sangue. Esse culto à morte que se recusa a perder força, embora tenhamos todas as razões para pensar que as “coisas terrenas” são tudo o que temos ou que iremos ter. Em nossas mãos e o ao alcance dos olhos há todo um universo de descoberta e esclarecimento, que é em si um prazer de estudar, que dá à pessoas medianas acesso a conhecimento que nem mesmo Darwin e Einstein tinham e oferece promessas de avanços quase milagrosos na cura, na energia e no intercâmbio pacífico entre diferentes culturas.

    Dedicarei meu pouco tempo e minha vida que me resta a ajudar a esclarecer as mentes das crianças com a Verdade da Vida e não intimidá-las ou encantá-las com estórias de Papai-Noel, bichos-papões, saci-pererês e boitatás, Alah, Shiva, Brahma, Buda, Jeová… e Cristo ensanguentado morrendo por eles para lhes dar “salvação, inferno, vida eterna num paraíso imaginário de governo no Reino dos Céus”. Dedicarei meu tempo para falar de coisas que estão de acordo com a Inteligência Racional, inspiram bondade eternas, preservação da vida na terra, este sim o maior presente da Vida.

    Um abraço e fiquem com a RAZÃO!

  • Livre Pensador:

    DESIGN INTELIGENTE = O DEUS DAS LACUNAS
    SE É PRECISO TER FÉ PARA ACREDITAR EM ALGO…
    As lacunas diminuem conforme a ciência avança!
    SE DEUS CRIOU O UNIVERSO, O QUE CRIOU DEUS?
    QUEM PROJETOU O PROJETISTA OU CRIOU O CRIADOR?

    Religiões são tentativas humanas (muito bem-sucedidas) de se aproveitar da fé que as pessoas têm na divindade. Deuses são apenas e tão somente as interpretações que se fazem deles.Será que alguém poderia me explicar como se chega a essa conclusão sem recorrer à ‘fé’? Isso porque fé não é nada além da vontade de que as coisas sejam e/ou aconteçam do jeito que a vocês crentes gostariam, obrigadas que são a acreditar num deusIlusão só porque todas aquelas pessoas em volta das quais nasceu acreditam.

    Se Deus existe, (hipótese improvável) se é todo-poderoso, se é o que você acha que é, deixe que ele mesmo se revele a cada um, sem ajuda externa.
    Vocês crentes acreditam que os primeiros membros da espécie humana foram modelados do barro e do hálito divino e mulheres feitas de costelas em um jardim com uma cobra falante; em frutas mágicas; arbustos em chamas; burras falantes; em centenas de milhares de espécies de animais convivendo pacificamente dentro de uma arca onde os dinossauros sobreviveram aos pares…Que Jesus nascido de uma mulher virgem sem um pai biológico vai voltar como super-herói para julgar os vivos e os mortos. Que os mártires muçulmanos vão direto para o Paraíso.
    Já, eu não acredito em deuses invisíveis com poderes sobrenaturais, criador da evolução do universo com seu minúsculo planeta Terra e capaz de ler e interpretar a mente de cada mortal.

    SE É PRECISO TER FÉ PARA ACREDITAR EM ALGO , então a probabilidade de esse algo ter qualquer verdade ou valor é consideravelmente reduzida. O trabalho duro de investigar, provar e demonstrar é infinitamente mais recompensador, e revelou a nós descobertas mais “milagrosas” e transcendentes” que qualquer teologia com suas “provas” forjadas.
    Essas evidências e essas provas incluem argumentos do projeto, revelações, punições e milagres.

    Os Criacionistas do DI procuram avidamente uma lacuna no conhecimento ou na compreensão atuais. Se uma aparente lacuna é encontrada “assume-se” que Deus, por padrão, deve preenchê-la. Mas o que preocupa os teólogos é que as lacunas diminuem conforme a ciência avança, e Deus fica ameaçado de acabar sem nada para fazer, e sem ter onde se esconder.
    É uma parte essencial no empreendimento científico admitir a ignorância, até mesmo exultar na ignorância, já que elas são um desafio para conquistas futuras. Agora que o monopólio da religião foi quebrado, com a sua contínua mensagem de submissão, gratidão e medo, está ao alcance de qualquer ser humano ver essas evidências e provas como as invenções pusilânimes que são.

    Demócrito não teve acesso aos aparelhos eletrônicos de nossa época. Na verdade a sua única ferramenta foi a sua razão. Mas a razão não lhe deixou escolha. Não acreditava numa “força” ou numa “inteligência”, que pudesse intervir nos processos naturais. As únicas coisas que existem são os átomos e o vácuo dizia ele. Homens e animais são compostos de átomos. Ele não acreditava na interferência de forças espirituais sobre a vida. Além, disso, não acreditava na vida após a morte, que o homem possuía uma alma imortal. Nem os animais. E como ele só acreditava no “material” nós o chamamos de materialista. Nesse caso ele era extremamente útil contra a religião e a superstição.

    A ciência descobriu que os átomos podem ser divididos em partículas ainda menores, as “partículas elementares” e partículas mínimas através das quais a natureza se constrói. Saiba que SOMOS FEITOS DE ÁTOMOS. Átomos geram eletricidade e movimentos. Elétrons se comportam como nuvens de energia. Tudo no Universo é energia vibrando, inclusive o que chamamos matéria. Tudo a partir deles. Acho que você sabe disso, mas quer complicar ou personalizar uma explicação. Átomos! Natureza! A natureza não é inteligente. É casual e evolui conforme o ambiente em que existe. Inteligência faz parte do cérebro. Em todas as escalas, desde um passarinho ao homem. Não sou ninguém para decifrar os mistérios do cérebro, mas NÃO INVENTO PSEUDOCIÊNCIA. Já acabou o tempo de colocarmos nas costas de deuses tudo aquilo que ignoramos. E acho mesmo, que esse negócio de inteligência cósmica é exatamente risível.

    INTELIGÊNCIA CÓSMICA ou DESING INTELIGENTE, pra mim é uma dissimulação da palavra Deus. Vocês não conhecem o suficiente de biologia para encontrar uma explicação do por que um coração bate, então dizem que é por causa da inteligência cósmica, ou outro nome que vocês inventam.
    APRENDA SOBRE BIOLOGIA aprofunde EVOLUCIONISMO. Pode continuar os seus estudos pesquisando sobre a Origem do Universo, Biologia Evolutiva, Explosão Cambriana, Micro evolução, A Origem das moléculas orgânicas, Síntese das moléculas, O Século do Gene, Genoma Humano, Complexidade Genética, Leis da Natureza ou sobre a Natureza das Coisas…etç, etç, etç… .

    Ainda há muito trabalho a fazer, é claro, e tenho certeza de que ele será feito. Esse trabalho jamais seria feito se os cientistas ficassem satisfeitos com um padrão preguiçoso como o estimulado pela “teoria do design inteligente”. Esta é a mensagem que um “teórico” imaginário do design poderia transmitir aos cientistas:
    Quer dizer que o coração de um passarinho bate por causa da inteligência cósmica! Você está flutuando no espaço cósmico! Viajando na literatura! Você está sim, jogando nas costas do divino, aquilo que não sabe como funciona. Que nem índios de antigamente, que achavam que o Sol era um deus! E não adianta espernear. Não estou criticando a nomenclatura Inteligência Cósmica, mas o que ela está definindo ou representando para você. Você coloca Inteligência cósmica (um design) no mesmo patamar de um deus e quer negar isso. Um algo sobrenatural que comanda a natureza racionalmente.

    Mesmo que aceitássemos que o universo simplesmente tinha de ser projetado por um “projetista”, isso não indicaria que esse projetista é o Deus bíblico, nem que Ele aprova o cristianismo.
    Os teólogos afirmam. Se vocês não entendem como funciona, não tem problema: simplesmente desistam e digam que Deus a criou. Vocês não sabem como um impulso cerebral funciona? Tudo bem! Não entendem como as lembranças são depositadas no cérebro? Tudo bem! Excelente! Maravilha! Por favor, não saiam trabalhando em cima do problema, apenas desistam e apelem a Deus. Caro cientista, não “estude” seus mistérios. Traga seus mistérios a nós, podemos usá-los. Não desperdice a ignorância preciosa pesquisando por aí. Precisamos dessas gloriosas lacunas para o último refúgio de Deus.

    O Deus cristão já é esculhambado por si. Eu só mostro os livros, as pesquisas científicas, mitologias, capítulos e versículos que confirmam isso. Eles se destinam a provar que a crença em Deuses é apenas fé religiosa, ridícula, absurda no mínimo, uma ilusão. A religião não tem mais justificativas. Se ela um dia foi capaz, por seu completo controle de uma visão do mundo, de impedir o surgimento de rivais, hoje só pode perturbar e retardar – ou tentar reverter – os consideráveis avanços que fizemos. “Conhece a si mesmo”, disseram os gregos, gentilmente sugerindo os consolos da filosofia. Aceite a crítica. É assim que se evolui.

    E QUEM ESTÁ FORA DO MERCADO DA FÉ ? Os ateus, os céticos, os humanistas seculares, os racionalistas. É possível convencer um católico, um espírita ou um umbandista a mudar de religião. Mas é bem mais difícil – quando não impossível – converter um ateu. Para quem não acredita na existência de Deus ou deuses, qualquer produto religioso, seja ele material, como um travesseiro que cura doenças, ou subjetivo, como o conforto da vida eterna, não tem qualquer apelo. Seria como vender gelo para um esquimó.

    Santo Agostinho, disse de forma bem clara:
    “Existe outra forma de tentação, ainda mais cheia de perigo. É a doença da curiosidade. É ela que nos leva a tentar descobrir os segredos da natureza, segredos que estão além de nossa compreensão, que nada nos podem dar e que nenhum homem deveria querer descobrir”.

    Sendo assim, filosofe e pesquise à vontade, conscientize-se e descubra. Não concordo, não concordo com os BurroCriacionistas! É a minha opinião e tenho direito de usá-la.

    SE DEUS CRIOU O UNIVERSO, O QUE CRIOU DEUS? QUEM PROJETOU O PROJETISTA OU CRIOU O CRIADOR?
    Irrespondível, pois religião, teologia e teodicéia têm constantemente fracassado em superar essa objeção!Se responder que é preciso ter “fé” para acreditar em algo, então a probabilidade de esse algo ter qualquer verdade ou valor é consideravelmente reduzida.

    Bom fim de semana
    Livre Pensador colaborou!

    • Jorginho – ” Amado pelos ateus”:

      Livre Pensador disse: “DESIGN INTELIGENTE = O DEUS DAS LACUNAS
      SE É PRECISO TER FÉ PARA ACREDITAR EM ALGO…
      As lacunas diminuem conforme a ciência avança!
      SE DEUS CRIOU O UNIVERSO, O QUE CRIOU DEUS?
      QUEM PROJETOU O PROJETISTA OU CRIOU O CRIADOR?”

      Resp. Pois é Livre Pensador, eu até poderia tentar responder suas indagações a respeito da vida e já tentei… Além disso, provar de forma que possa “tocá-Lo” acho mesmo impossível.
      Como também acho impossível, explicar a evolução, provando e mostrando o Elo perdido; criando lacunas na história evolutiva.
      Independente da evolução, ninguém pôde explicar às Origens tanto da vida quanto o surgimento do Ponto Massivo.
      Ninguém explica o Infinito. O limiar do que é Universo por onde ele se expande…
      Eu poderia acreditar numa evolução que os fósseis datam bilhões de anos, criando suposições e, quando muito; seus fósseis, na maioria feito de gessos?
      DE FATO, É PRECISO TER FÉ!

      Aconselho que veja esses link’s:
      http://teismo.net/quebrandoneoateismo/tag/bule-voador/

      Afinal, qual de nós podemos entender o que é absoluto e o que é infinito?
      Qual de nós podemos imaginar o que “era” antes do ponto massivo (big bang)?
      A vida é um mistério dando espaço para qualquer questionamento.
      Leis postulam ” que uma causa exige uma ação primária”. E, nesse caso, como surgiu tal ação? Poderia ter surgido do “nada”? O que provavelmente não.
      Mesmo que exista o “nada”, ele por si já declara que nele, nada há! Talvez nunca saibamos… Apenas estou apostando que esse “galinheiro tem dono”.

      L.P. disse: “Se Deus existe, (hipótese improvável) se é todo-poderoso, se é o que você acha que é, deixe que ele mesmo se revele a cada um, sem ajuda externa”.
      Os Criacionistas do DI procuram avidamente uma lacuna no conhecimento ou na compreensão atuais. Se uma aparente lacuna é encontrada “assume-se” que Deus, por padrão, deve preenchê-la. Mas o que preocupa os teólogos é que as lacunas diminuem conforme a ciência avança, e Deus fica ameaçado de acabar sem nada para fazer, e sem ter onde se esconder.

      Resp. Interessante que “as lacunas diminuem…quando parece uma resposta, faz surgir duas perguntas!

      L.P.disse: “É uma parte essencial no empreendimento científico admitir a ignorância, até mesmo exultar na ignorância, já que elas são um desafio para conquistas futuras”.

      Resp, Conquistadas futuras!? Ah,tá! Vc é daqueles que crêem que a Ciência encontrará meios para vida Eterna?
      L.P. disse: “A ciência descobriu que os átomos podem ser divididos em partículas ainda menores, as “partículas elementares” e partículas mínimas através das quais a natureza se constroe. Saiba que SOMOS FEITOS DE ÁTOMOS. Tudo no Universo é energia vibrando, inclusive o que chamamos matéria. Tudo a partir deles. Acho que você sabe disso, mas quer complicar ou personalizar uma explicação. Átomos! Natureza! A natureza não é inteligente.

      Resp. Nesse caso, não havendo “natureza inteligente”, o que sobra para vcs acreditar? A propósito, do que é feito a Energia Promordial?
      Afinal, algo a fez surgir, o que foi?
      Não pode negar algo, se não podem provar o contrário.
      As evidência mostra um Mentor.

      L.P. disse: “E acho mesmo, que esse negócio de inteligência cósmica é exatamente risível”.
      INTELIGÊNCIA CÓSMICA ou DESING INTELIGENTE, pra mim é uma dissimulação da palavra Deus. Vocês não conhecem o suficiente de biologia para encontrar uma explicação do por que um coração bate, então dizem que é por causa da inteligência cósmica, ou outro nome que vocês inventam.APRENDA SOBRE BIOLOGIA aprofunde EVOLUCIONISMO.

      Resp. Não é dissimulação. O Design Inteligente não contraria a ciência em nenhum aspecto, apenas mostrando que as evidências mostram diante de nossos olhos e não ver que não quer.
      Ou pode dá razão para o EXISTENCIALISMO pode exige qualquer método? Acaso o acaso pode criar vidas e só pode, diante de tantas caos; ainda não vi novas espécies nascendo desse meio.
      Aliás, nem mesmo dentro dos mais poderosos laboratórios puderam provar conceitos da Abiogenia!
      Onde mora a essência da vida? Se tivesse em numa estrutura molecular, literalmente então poderiam reanimar uma célula, uma vez tendo sua completa estrutura e, como vemos não é algo simples como alguns supõe.

      L.P. disse: “Ainda há muito trabalho a fazer, é claro, e tenho certeza de que ele será feito. Esse trabalho jamais seria feito se os cientistas ficassem satisfeitos com um padrão preguiçoso como o estimulado pela “teoria do design inteligente”. Esta é a mensagem que um “teórico” imaginário do design poderia transmitir aos cientistas:
      Quer dizer que o coração de um passarinho bate por causa da inteligência cósmica! Você está flutuando no espaço cósmico! Viajando na literatura! Você está sim, jogando nas costas do divino, aquilo que não sabe como funciona”.

      Resp. Sinceramente, fico decepcionado com a mentalidade que um cientista religioso viesse limitar a ciência… Como se todos eles fosse ateístas!

      L.P. disse : “Não estou criticando a nomenclatura Inteligência Cósmica, mas o que ela está definindo ou representando para você. Você coloca Inteligência cósmica (um design) no mesmo patamar de um deus e quer negar isso. Um algo sobrenatural que comanda a natureza racionalmente”.

      Resp. Engana-se! Em nenhum momento coloquei o D.I. como Inteligência Cósmica. Até pelo contrário, levantei a questão que um Mentor Sem Personalidade Não poderia jamais criar tais Sistemas.

      L.P. disse : “Mesmo que Aceitássemos que o Universo Simplesmente tinha de ser projetado por um “projetista”, isso não Indicaria que esse Projetista é o Deus bíblico, nem que Ele aprova o cristianismo.

      Resp. Então esse é problema que “isso Não Indicaria ser esse projetista um Deus Bíblico e nem aprova o cristianismo”?
      Até posso entender sua dificuldade em crer nesse Deus…que certamente cria dúvidas sobre suas narrativas…Mas, nem por isso poderia negar um Feitor para tudo que existe.
      Eu penso que não existe nada que explique o existencialismos sem uma razão primária e de certo, podemos ser uma forma de vida entre tantas outras.
      Ou imagina que bilhões de Galáxias que assombram astrônomos e astrofísicos,nosso planeta seja o único a ter vida inteligente.
      L.P. disse: “ O Deus cristão já é esculhambado por si. Eu só mostro os livros, as pesquisas científicas, mitologias, capítulos e versículos que confirmam isso. Eles se destinam a provar que a crença em Deuses é apenas fé religiosa, ridícula, absurda no mínimo, uma ilusão”.

      Resp, Certamente os escritores desse Livros deva ter viajado todo Universo e como aquele que diz: “Fomos acima da Terra e não vimos D-us; então, Ele não Existe!”
      Caso esses escritores saber de fato algo absoluto? Certamente eles ( todos) devem ter provas contundentes que realmente prove que não existe um Arquiteto!
      Eles devem saber a dimensão do cosmo, todos seus mistérios… Além, claro ter a Fórmula da Vida!
      Para sô! Falar até papagaio fala!

      L.P, disse: “A religião não tem mais justificativas. Se ela um dia foi capaz, por seu completo controle de uma visão do mundo, de impedir o surgimento de rivais, hoje só pode perturbar e retardar – ou tentar reverter – os consideráveis avanços que fizemos. “Conhece a si mesmo”, disseram os gregos, gentilmente sugerindo os consolos da filosofia. Aceite a crítica. É assim que se evolui”

      Resp. Espero que entenda de uma vez por todas que “Religião” não é o ponto chave nessa história, e sim, às origens exigindo que explique de forma sólida que “tudo” existe por alguma razão.ISSO É LÓGICA.

      L.P.disse: “E QUEM ESTÁ FORA DO MERCADO DA FÉ ? Os ateus, os céticos, os humanistas seculares, os racionalistas. É possível convencer um católico, um espírita ou um umbandista a mudar de religião. Mas é bem mais difícil – quando não impossível – converter um ateu. Para quem não acredita na existência de Deus ou deuses, qualquer produto religioso,seja ele material, como um travesseiro que cura doenças, ou subjetivo, como o conforto da vida eterna, não tem qualquer apelo. Seria como vender gelo para um esquimó”.

      Resp. Ok. Como descreve as profecias do N.T. que nos últimos tempos, não haveria fé na terra e que amaram mais a criatura que o Criador!
      De fato, não estou aqui defendendo a causa que toda Bíblia é inspirada por D-us, mas que suas profecias cumprem como descritas.
      Admito e sempre admitir que suas narrativas são na maiorias das vezes ilustrativas… Uma vez que foi e está sujeita ao domínio de homens tendenciosos.

      Mudaram o tempo e a lei. Até posso compreender sua posição de cético… mas, generalizar tudo e colocar num mesmo saco é ingenuidade de sua parte.

      L.P. disse: “Santo Agostinho, disse de forma bem clara:
      “Existe outra forma de tentação, ainda mais cheia de perigo. É a doença da curiosidade. É ela que nos leva a tentar descobrir os segredos da natureza, segredos que estão além de nossa compreensão, que nada nos podem dar e que nenhum homem deveria querer descobrir”.

      Resp. Até concordo com ele. Pois, o que ganharemos saber os segredos do Universo se não vivemos além de 120anos?
      A vida é para ser vivida… e de certo, pergunto: Onde vc pensa que chegaremos com a ciência?
      Se não somos capazes de combater a calvície, imagine encontrar o segredo da perpetualidade!

      L.P. disse : “Sendo assim, filosofe e pesquise à vontade, conscientize-se e descubra. Não concordo, não concordo com os BurroCriacionistas! É a minha opinião e tenho direito de usá-la”.

      Resp. Claro Livre Pensador que vc tem o direito de falar o que achar conveniente. Apenas cuidado para não passar da conta diária de falar asneiras, como chamar os Criacionistas de ignorantes.

      L.P. disse : “ SE DEUS CRIOU O UNIVERSO, O QUE CRIOU DEUS? QUEM PROJETOU O PROJETISTA OU CRIOU O CRIADOR?’

      Resp. Lembro de ter expressado meus conceitos sobre isso,aqui no H.S. mas, expressarei para que grave ao menos meus pontos de vistas e, questione a vontade, Afinal é um direito garantido: O Universo surgiu por algum motivo e obviamente ele não surgiu do “logo existo”.
      Algo fez sua causa… E não vejo outra razão de sermos criaturas… Com determinado finalidade.
      Não sabemos qual foi o motivo, mas acredito que somos muito mais que átomos pensantes.Se nós, em poucos anos fizemos grandes progressos, então por qual motivo não existiria seres muito mais antigos ou até mesmo eternos; criando experiências entre o físico e o espiritual.
      Se me disser que espíritos nãos existem, simplesmente explique certos eventos exposto em links que ainda não tive resposta?

      L.P. disse: “Irrespondível, pois religião, teologia e teodicéia têm constantemente fracassado em superar essa objeção! Se responder que é preciso ter “fé” para acreditar em algo, então a probabilidade de esse algo ter qualquer verdade ou valor é consideravelmente reduzida.

      Resp. …” valor é consideravelmente reduzida”? Tudo bem. Concordo contigo na redução de probabilidade. Mas ela existe?

      Não peço para afastar de suas convicções. Apenas que dê cabeça e pés, além de personalidade sua descrença de forma física, como exige vossa adorada Ciência.

      Tais Como explicar um ponto massivo surgindo do… (de qual meio,surgiu se não havia vazio, etc?)
      E existia vazio, certamente em algum lugar essa massa de todo Universo conhecido, estava contida em algum lugar. QUAL LUGAR?
      De onde surgiu essa energia?
      Como uma explosão pode criar sistemas complexos e rigorosos se tratando de Caos?

      Bem, pense nisso e responda.
      (Tenha uma excelente semana)

  • Jorginho – ” Amado pelos ateus”:

    Livre Pensador disse: “…Mesmo que admitíssemos a existência de Deus e do seu desígnio como explicação para a causa do universo (explicação que a ciência dá como bastante mais simples, pela mera casualidade dos acontecimentos naturais), teríamos uma nova questão, certamente ainda mais difícil de explicar: sendo Deus um ser inteligente e onipotente capaz de conceber o mundo segundo um determinado plano ou desígnio, então a sua causa e existência carecem de uma explicação porventura mais urgente do que a causa do universo. Qual é a causa de Deus e porque é que existe? É certo que os teístas não têm uma resposta para estas novas questões que eles mesmos levantam. Porquê, então, admitir a hipótese que apresentam, se nada tem de plausível.

    Resp. Vamos as questões: Primeiro aconselho os neo-ateus a larga mão de olhar somente para um lado ( religião) como ponto de argumento.
    Pois, como já dito, “independente de religião, toda Ação Exige uma força Primária como causa. Então, o razoável é questionar o existencialismo como ponto inicial…e, nesse ponto todos damos de cara como o grande mistério que a Ciência Busca incansavelmente. Ou seja: Quem somos e o que é o Universo?
    Temos resposta? Para ser sincero, não temos e ninguém tem! Tudo que passa disso é meras especulação.
    A Ciência busca uma saída… e isso é bom, pois quem sabe encontrarão resposta relativo o que somos realmente.
    Um Mentor é necessário, como a foi necessário que a Ciência encontrasse um ponto de referência… e, como sabemos que a teoria perdurada por longo tempo é o Big Bang…
    Entretanto, ela não narrar nada do “Antes” e, portanto deixa os que acreditam nela, um ponto abaixo aos que acreditam no Design.
    Ao menos, quando aponta um Mentor; aponta uma causa… Que até hoje ninguém provou contrário.
    Na existência de um Autor, falta provar sua existência que o mais Thomé Não duvidasse… E como provar que Ele existe?
    Seria interessante apontar as ordens de causas, Literalmente sujeita uma lei. Então, portanto, uma lei não poderia existir por si…

    Vemos lógicas que parece provar uma força criadora. Pois, diante de proporções, a natureza parece seguir fielmente.Por qual razão existe esse equilíbrio, tanto aqui na Terra quanto no Universo?
    Veja a sincronia dos astros…Sendo capazes formula fatos que acontecerá mais de 100anos no futuro. Veja o corpo cheio de regras… Cheio de estrutura, e ordens capaz de desafiar junto todos os cientistas.

    Quantas células existem em nosso corpo e quantos tipos há?
    Como poderiam explicar seu surgimento ( todas) dentro de um único DNA?
    Não vou alongar demais esse assunto… Mas, se tiver interesse; já postei essas questões recentemente e nenhum ateu veio a público…
    Outra coisa interessante é negar… Fazer vista grossa… Por não saber como foi a União inicial, gravando todos os processos numa célula; espalhando diversificações em todas outras!
    Como pôde harmonizar a evolução criando celular diversas…Unificando-as num só Núcleo?
    Imagine que de alguma forma inicial uma célula unifica entre outras… Criando sistema de tecidos e conseqüentemente coração, cérebro, rins, fígado e sistema elementar, mas com aparelho digestivo, gustativo, olhos, audição e todas outros… De forma muito subjetiva etc. (Ufa!)Mostre-me onde entra o acaso nessa história?

    Que me perdoe os ateus, mas isso se fosse possível, já teríamos vistos carros voadores e a vida nasceria até mesmo por um relâmpago!
    Ou poder-se-ia dizer que Vida nasce esporadicamente?
    Vou espera resposta!

    L.P. disse: “Há ainda uma última objeção ao argumento do desígnio, que tem a ver com O PROBLEMA DO MAL. Quando se discute os vários pontos do argumento do desígnio, referindo-se ao problema do mal, ao referi-lo, ridiculariza-se o argumento inicial do design.

    Um homem que siga a vossa hipótese é talvez capaz de afirmar ou de conjeturar que o universo surgiu a dado momento de algo como o desígnio; mas, além dessa posição, não poderá asseverar uma circunstância única e pode depois fixar todos os pontos da sua teologia com toda a licença da fantasia e do hipotético. Este mundo, que ele saiba, tem muitas falhas e imperfeições, comparado com um padrão superior; e foi apenas a primeira tentativa rude de uma qualquer divindade infantil, que mais tarde o abandonou, envergonhada com o seu deficiente desempenho; seria a obra apenas de uma divindade dependente e inferior, e é objeto de troça dos seus superiores; é o produto da idade avançada e da senilidade de uma qualquer divindade aposentada, e desde a sua morte tem continuado por inércia, a partir do primeiro impulso e força ativa que dele recebeu. […] E, pela minha parte, não posso pensar que um sistema de teologia tão selvagem e instável seja preferível a nenhum.

    Resp. Tudo bem, isso é seu ponto de vista. Mas, o Mal é mal onde for!
    Se haveria necessidade de conhecer e sentir o que é mal, certamente isso traz,no mínimo experiência… Além disso, todos estamos sujeito as leis como qualquer corpo. O mal é muito relativo em alguns pontos.

    Uma faca é de grande utilidade… Podendo ser usado para prática do bem quanto do mal. Como também há mal necessário e esse nos traz aprendizado.
    Um revolver de certo não tem outra utilidade que não seja matar! Isso é bom ou ruim? Depende do lado está armado! (Sic)
    Também posso lhe fazer algo bom para prejudicar alguém… Mas, qual é a finalidade da existência do mal?

    Todo mal deve ser cortado pela raiz? De certo, sendo destrutivo, sim. Mas, o pior mal é aquele que não lhe dá chance de defesa.
    Aquilo que vem destruir a qualquer preço… Tais como cânceres. Isso sim é mal absoluto!

    Para alguns o mal é uma necessidade, como é o contrário.
    Ser livre, não nos isenta de responsabilidades… E todos estamos sujeito uma ou outra coisa referente.
    Vou esperar ouvir seus argumentos… Senão, me resta sair em busca de novos conhecimentos.

    L.P. disse: “Se o teísta afirma que a semelhança entre os humanos e Deus é grande, para reforçar a sua tese da semelhança entre os desígnios e as obras dos humanos e de Deus, então isso implica que as características de Deus se assemelhem de tal modo às humanas, que a imperfeição, a finitude e as limitações várias terão que estar incluídas neste rol de semelhanças. Ora, daqui segue-se que um DEUS tão parecido com os humanos, e, por consequência, tão limitado e imperfeito como estes últimos, NÃO PODERIA TER CONSTRUIDO O MUNDO.

    Resp. Se semelhante não significa literalmente ser igual. Posso parece idêntico em muito aspecto, embora não necessariamente ser igual.
    Posso parece com vc e no entanto não sou em todos aspectos. Podemos está no mesmo ramo, mesmo nível e até ser considerado doutor de uma mesma coisa… e no entanto, não somos idênticos. Há uma finidade de coisas iguais e diferentes.

    L. P. disse: “…O que descobrimos é que, de uma maneira ou de outra, considerando esta e as objeções que já apresentei e analisei anteriormente, o argumento do desígnio não nos oferece, de fato, uma explicação séria e fiável, sendo, pelo contrário, ridicula, ilógico porque inconsistente, cientificamente errado e contraditório, e auto-refutante.

    Resp. Cientificamente errada!? Fala sério! Com qual argumento é capaz de provar?
    O que a ciência sabe sobre a vida e sobre o universo que tenha sido conclusivo?
    Quer saber de uma coisa? A Ciência mal conhece nosso sistema Solar! Mesmo com relação a Lua, não sabe ao certo sua origem! E vem vc falar de ridículo, ilógico, inconsistência, contradição e auto-refutância!?

    Caramba! Os caras mal sabem o que é matéria e ainda quer explicar o que é vida?
    Dê-me fé!… Senão acabo tendo um troço! Kkkkkkkkkkkkkkk
    É como digo: Se vocês fossem crentes, já teriam feito aquilo que Maomé não conseguiu… trazer a montanha de lá pra co lá!

    Eta meu polvo! Se eu tivesse vossa fé em acreditar em tudo que lêem nas alas científicas; já teria feito urina virar ouro e o elixir da vida eterna!

    Aprendam preparar vossos alimentos!

    L. P. disse: “Não é Deus que não sai do meu pensamento. São as crianças indefesas que são mentalmente estupradas pelos seus pais, pela sua família e pela sua sociedade, obrigadas que são a acreditar numa ilusão idiota só porque todas aquelas pessoas em volta das quais nasceu já acreditam. Se Deus existe, (hipótese improvável) se é todo-poderoso, se é o que você acha que é, deixe que ele mesmo se revele a cada um, sem ajuda externa. Você acredita em homens feitos de barro e mulheres feitas de costelas; em frutas mágicas; nascimento virginal, arbustos em chamas, em cobras e burras falantes; em centenas de milhares de espécies de animais convivendo pacificamente dentro de uma arca durante quase meio ano… O Deus cristão já é esculhambado por si. Eu só mostro os livros, capítulos e versículos que confirmam isso. Eles se destinam a provar que a crença em Deus é ridícula, ou, no mínimo, uma ilusão.

    Resp. Agora sim, vc desabafou! Até não discordo em sua totalidade… Mas, acredito de minha maneira…deixando de lado todos conceitos… Religiosos e partindo pros finalmente.
    Estamos aqui(isolados) e não nos foi dado conhecimento e nem para gloriosa ciência!

    Não há razão para desacreditar que há inúmeros Planos (dimensões) e isso Não é mais absurdo que achar que foram criados de uma sopão única, jamais sendo capaz de criar um molusco depois disso de forma tão esporádica, como descrito em seus livros de “capa preta”!

    L.P. disse: “CONCLUSÃO:Espero que este trabalho seja elucidativo e que permita perceber como é que o argumento do desígnio e design CRIACIONISTA é formulado, quais as suas implicações, as objeções que lhe são levantadas, e por que razão, afinal, falha no seu objetivo: NÃO PROVA A EXISTÊNCIA DE DEUS. Espero também que este comentário possa ser um instrumento de reflexão para que cada um possa chegar às suas próprias conclusões sobre o problema analisado. As ciências permeiam praticamente todas as atividades humanas e as evidências científicas são um importante instrumento de decisão e convencimento. Sendo assim a citação de dados da literatura científica desempenham um papel na retórica moderna em nossa sociedade. A grande variedade das EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO fornece ampla e rica informação dos processos naturais pelos quais toda a variedade de vida se desenvolveu.

    Resp. Ótimo! Seja assim. Faltando agora postular seus argumentos, criando um mito científico como verdade absoluta… Não diferenciando os religiosos em termos de crenças. Vamos esperar o que a ciência nos reserva nos próximos anos… Através de aceleradores, bombas nucleares, e qualquer coisa que pareça estarmos evoluindo para algum propósito que me parece ser a destruição em massa!

    Amém!

  • Livre Pensador:

    ALGUMAS VERDADES SAGRADAS

    Serico 115 Leia e divulgue em nossa querida Portugal

    Gostaria de apelar para a sua inteligência, para me ajudar a divulgar, as questões abaixo.

    Eu estive checando algumas perguntas que você pode achar úteis. Elas foram elaboradas para mostrar que membros de igrejas, mesmo os mais ardentes devotos, são céticos também – porque eles duvidam de cada sistema mágico que não seja o deles próprios. Se um clérigo repreender você, talvez você possa responder assim:

    “Você é um descrente, assim como eu. Você duvida de muitos dogmas sagrados. Deixe-me mostrar a você:

    “Milhões de hindus rezam sobre o pênis da estátua de Shiva. Você acha que existe um Shiva invisível que quer que as pessoas rezem sobre o seu pênis, ou é cético?

    “Os mórmons dizem que Jesus veio para os Estados Unidos depois da sua ressurreição. Você concorda, ou duvida?

    “Praticantes do candomblé sacrificam cachorros, cabras, galinhas, etc., e jogam os corpos em rios. Você acredita que os deuses da macumba querem animais mortos, ou você é cético a respeito?

    “É dito aos homens-bomba muçulmanos que, ao se explodirem, se tornarão ‘mártires’, e serão instantaneamente enviados a um paraíso repleto de adoráveis ninfetas. Você acredita que os homens-bomba estão no paraíso com as ninfetas ou não?

    “Os membros da Igreja da Unificação acham que Jesus visitou o reverendo Sun Myung Moon e disse a ele para converter as pessoas em “Moonies”. Você acredita nesse dogma sagrado da Igreja da Unificação?

    “As Testemunhas de Jeová dizem que, a qualquer dia, exatamente 144.000 deles serão fisicamente arrebatados para o paraíso, onde eles reinarão com Jesus Cristo. Você acredita nesse ensinamento solene da igreja deles?

    “Os Astecas esfolavam virgens e arrancavam corações humanos para oferecê-los a uma divindade em foram de serpente emplumada. O que você acha de serpentes emplumadas invisíveis? Ahá! Exatamente como eu suspeitava: você não acredita.

    “É ensinado aos católicos que a hóstia e o vinho da Comunhão magicamente se tornam o corpo e o sangue de Jesus (e depois defewcam), literalmente, durante os cânticos e toques de sinos. Você acredita ou é um descrente?

    “O curandeiro Ernest Angley diz que ele tem o poder, descrito na Bíblia, de distinguir espíritos, o que permite a ele ver demônios dentro de pessoas doentes e anjos flutuando nos seus cultos. Você acredita nessa afirmação?

    “A Bíblia diz que pessoas que trabalham no sábado devem ser mortas (Êxodo, 31:15). Devemos executar trabalhadores de fim-de-semana ou você duvida dessa escritura?

    Você acredita em homens feitos de barro e mulheres feitas de costelas; em frutas mágicas; nascimento virginal, arbustos em chamas, em cobras e burras falantes; em centenas de milhares de espécies de animais convivendo pacificamente dentro de uma arca durante quase meio ano…

    “Num templo dourado da Virgínia do Oeste, adoradores em roupões alaranjados acham que se tornarão um só com Lord Krishna se cantarem ‘Hare Krishna’ muitas e muitas vezes. Você concorda, ou duvida?

    “Membros da comunidade Portão do Paraíso diziam que podiam se livrar de seus ‘contêineres’ (quer dizer, seus corpos) e serem transportados para um disco voador que viajava atrás do cometa Hale-Bopp. Você acredita que eles estão agora naquela nave espacial ou você é cético a respeito?

    “Durante a caça às bruxas, padres inquisidores torturaram milhares de mulheres para que confessassem que elas arruinavam as colheitas, faziam sexo com Satanás, etc., e, então, as executaram por isso. Você acha que a Igreja estava certa em fazer cumprir o que diz a Bíblia, “Não deixarás viver a feiticeira” (Êxodo, 22:18), ou você duvida dessa escritura?

    “Membros de igrejas Espíritas dizem que podem conversar com os mortos durante seus serviços de adoração. Você realmente acha que eles de fato se comunicam com espíritos de pessoas falecidas?

    “Milhões de Pentecostais americanos falam ‘línguas desconhecidas’, um espontâneo jorrar de sons. Eles dizem que é o Espírito Santo, a terceira parte da Trindade, falando através deles. Você acredita nesse dogma, para muitos americanos sagrado?

    “Cientologistas dizem que cada ser humano tem algo semelhante a uma alma, que é um ‘Thetan’ que vem de um outro planeta. Você acredita na doutrina deles ou duvida?

    “Os gregos antigos achavam que a grande variedade de deuses vivia no Monte Olympo, e alguns dos Novos Agers de hoje acham que Lemurians invisíveis vivem dentro do Monte Shasta. Qual sua posição quanto a deuses da montanha: crente ou descrente?

    “Nas montanhas da Virgínia do Oeste, algumas pessoas obedecem ao ensinamento de Cristo de que verdadeiros crentes podem lidar com serpentes (Marcos, 16:18). Eles seguram cascavéis nos cultos. Você acredita nessa escritura ou não?

    “Os Thugs indianos acreditavam que a multiarmada deusa Kali queria que eles estrangulassem pessoas em sacrifício. Você acha que há uma deusa invisível que deseja que pessoas sejam estranguladas, ou você é um descrente?

    “Os budistas do Tibete dizem que quando um velho Lama morre, seu espírito entra em um bebê que acaba de nascer em algum lugar. Então eles permanecem sem líder por uns doze anos ou mais, até que encontrem o garoto que deve ter conhecimento sobre a vida privada do antigo Lama, e eles o ungem como o novo Lama (na verdade o mesmo Lama só que em um novo corpo). Você acredita que Lamas à beira da morte voam para dentro de novos bebês ou não?

    “Na China dos meados de 1800, um cristão convertido disse que Deus apareceu a ele e lhe revelou que ele era o irmão mais novo de Jesus, e ordenou que ele destruísse demônios. Ele levantou um exército de crentes e travou a Rebelião Taiping que matou cerca de 20 milhões de pessoas. Você acredita que ele era o irmão de Jesus, ou não?”

    Etc., etc., etc. Você entendeu o que quero dizer…

    Eu aposto que não há um membro de igreja, seja onde for, que não pense que todas essas crenças sobrenaturais são baboseiras – exceto a única na qual ele acredita.

    Pois bem: através de um sem número de teologias, eu acho que você pode estabelecer que o cristão médio duvida de 99% dos dogmas sagrados do mundo. Mas o 1% em que ele acredita não é mesmo em nada diferente do resto. É um sistema de alegações miraculosas sem qualquer evidência confiável que as suporte.

    Então, se nós podemos mostrar às pessoas que algumas “verdades” sagradas são malucas, talvez a lógica subconsciente se infiltre, e elas percebam que, se algumas crenças mágicas são irracionais, crenças em deuses são ilusão, todase todos podem ser.

    Obrigado

    Colaboração de Livre Pensador

  • Jorginho – ” Amado pelos ateus”:

    “ À união faz a força”
    Relativo aos 7 bilhões de habitantes, só tenho lamentar! Pois a tendência é tornar cada dia mais concorrente… e a matéria-prima tende esgotar!
    Como disse a ONU: “ISSO NÃO É MOTIVO PARA COMEMORAR!”

    Mas, relativo a “União faz a força”, digo:
    Quando vemos a diversidade celular existentes no corpo humano(particularmente); com todos conjuntos específico de células, formando órgãos,cada qual cumprindo suas respectivas funções… é impossível dizer que Tudo é obra criada por forças inconsciente!

    Não seria exagero chamar essas atividades e fatos de “Universo multicelular”. …Parecendo programadas a trabalhar em parceria de forma dependente entre si…e em preservação de todo corpo… É mesmo Impossível dizer que foi obra dada ao acaso. Sobremodo pergunto: Como foram possíveis tais ordens,dada pelo DNA, antes que as formasse? O DNA nos mostra que a estrutura da vida foi projetada de uma forma ou outra. Agora dá Personalidade um Mentor seria difícil, mesmo porque se Ciência dissesse parecer ser Obra de Design, certamente teria que nos mostrar uma razão para isso e, como trabalham por métodos baseado em grandezas; não poderia explicar por qual razão acha isso… Além do mais, um Deus Personalizado, ela(Ciência-Gov.) não Desejaria ter.
    Uma prova é quando alguns cientistas ateus dizem escancaradamente que “ não precisam de Um Deus” para explicar o científico.
    …Embora não explique nada absolutamente.
    Se caso ela aceitasse a condição de Existir Um Design, certamente isso envolveria ética rígida, envolvendo religião e política… E, isso de certa forma é um empecilho para alguns e outros futuros projetos.
    E, claro que a Ciência prefere ser livre… Para fazer o que quiser…até torna-nos inútil ou uma máquina de aplaudo e de alto consumo.

    Voltando:
    Dá para imaginar como se deu a estrutura inicial registrada em nosso DNA?
    Claro que não dá! Ou vai dizer que logo após o “Sopão”, cada sistema Unicelular, viesse unificar para criar vida (corpo) entre outras vidas? Qual é a probabilidade disso ocorrer? E Como foi originada essa unificação, resultando em sua soma, registro num único código genético? Diante disso, pergunto: Como se deu o princípio do DNA, Estruturando todos os órgãos necessários, para que formasse estrutura muito mais complexa?

    E, é nesse ponto que questiono. Pois, qualquer estrutura que venha sofrer mutações(macro), naturalmente vem sofrer isolamento e morte!

    A ciência não explicou e nem explica como se deu essa organização… e, é sabido que nenhuma natureza poderia criar funções tão complexa de forma Designada, pelo que parece. Como as órbitas são precisas no Universo, assim os organismo em seu estado normal também é.

    Mostre-me um evento na natureza que tenha essa tecnologia à exemplo uma simples engrenagem? Se possível.

    No mais, afirmo de novo: Na ciência, se não tem espaço para Religião, muito menos teria para o ateísmo.

    Espero que possam colocar cabeça e pés àquele ou “Coisa” que vocês ateus imaginam ter Sido o criador do Universo e com ele todas coisas.

    Em suma: não acredito que a ciência venha responder 50% de minhas indagações sem que passe 50anos e até lá, terei 75% a mais de dúvidas.
    Mas, acredito que cada dia teremos mais certeza que “Esse Galinheiro(Universo)tem dono!”

    Abraço colegas ateus. Não prometo Convertê-los. Mas que ao menos pense nessa questão de ser um Agnóstico!

    Ateu ou não, um grande Abraço!

  • Homero:

    DEUSES EXISTEM ? AINDA NÃO !
    Criacionismo X Evolucionismo
    Religião x Ciência

    A causa da reprodução biológica veio a ser satisfatoriamente explicada pelo darwinismo; o mesmo não se pode dizer, no entanto, da hipótese teísta, uma vez que, até à atualidade, o mais que os teístas conseguiram avançar sobre a causa de Deus é que ele é causa de si mesmo, auto-explicativo. Ora, esta é uma explicação circular, ou seja, nada explica nem acrescenta ao nosso conhecimento. Um esboço embrionário, está perfeitamente sustentada e merece toda a credibilidade (ver links anexos)..
    A BíBLIA ENSINA que a morte e o sofrimento são o resultado do pecado, e que o pecado entrou no mundo com Adão e Eva. MAS a teoria da evolução exige que o processo da luta da vida e da morte, já estava existindo durante milhões de anos antes do homem, e que os ancestrais mais imediatos do homem foram parte daquela luta.
    Ainda, a Bíblia ensina que o homem foi feito primeiro, e então a mulher foi feita de sua costela. Este é o golpe decisivo de qualquer tentativa de reconciliar a teoria da evolução com a Bíblia. A evolução exige que os sexos se desenvolvessem juntos.
    Deveria, portanto, ficar claro, mesmo para o mais distraído observador, que o relatório bíblico da criação e a teoria da evolução não podem ser melhor misturados do que óleo com água. Este fato tem sido percebido igualmente tanto pelos mais fortes crentes como descrentes durante todos os passados 150 anos.

    AS EXPLICAÇÕES DA BÍBLIA e da evolução são mutuamente exclusivas porque são produzidas a partir de premissas mutuamente exclusivas. O relato bíblico está baseado na aceitação de que “No princípio Deus …”
    Mesmo que admitíssemos a existência de Deus e do seu desígnio como explicação para a causa do universo (explicação que a ciência dá como bastante mais simples, pela mera casualidade dos acontecimentos naturais), teríamos uma nova questão, certamente ainda mais difícil de explicar: sendo Deus um ser inteligente e onipotente capaz de conceber o mundo segundo um determinado plano ou desígnio, então a sua causa e existência carecem de uma explicação porventura mais urgente do que a causa do universo. Qual é a causa de Deus e porque é que existe? É certo que os teístas não têm uma resposta para estas novas questões que eles mesmos levantam. Porquê, então, admitir a hipótese que apresentam, se nada tem de plausível.

    Num tempo em que a teoria da evolução das espécies estava longe ainda de nascer, a idéia que os filósofos tinham era de que todos os seres nasciam com base em modelos preconcebidos e que, a partir de então, se reproduziam. Isso remonta aos gregos antigos e percorreu a Idade Média do início ao fim. Um cavalo, por exemplo, com suas características próprias, como a cabeça grande, pescoço longo, corpo robusto, quatro patas, coxas musculosas, rabo, crinas, cascos, enfim, um cavalo somente poderia ser assim porque havia um modelo primordial de cavalo do qual todos os demais derivavam. Portanto, havia modelos para cavalos, cães, porcos, gatos, mulheres, homens, enfim, para tudo o que existisse. Tais modelos eram “universais”.
    O problema dos filósofos era estabelecer a natureza dos universais e como se manifestavam para produzir seus “singulares”, os indivíduos. De Pitágoras, Platão, passando por alexandrinos e os primeiros cristãos, enfim, os universais tomaram tempo e fosfato dos filósofos por séculos, até esbarrar definitivamente em Darwin. Desde então, o tema esgotou-se, não somente porque havia uma solução notoriamente científica, mas porque não havia mais a fazer para se chegar a um denominador comum a respeito do debate histórico que nunca chegara a lugar nenhum. Mas o Universo ainda guardava verdades fundamentais que cabiam ao homem buscar através da filosofia e da ciência.

    Religiões são tentativas humanas (muito bem-sucedidas) de se aproveitar da fé que as pessoas têm na divindade. Deus é apenas e tão somente as interpretações que se fazem dele. Será que alguém poderia me explicar como se chega a essa conclusão sem recorrer à fé? Isso porque fé não é nada além da vontade de que as coisas sejam e/ou aconteçam do jeito que a gente gostaria. E quem está fora do mercado da fé? Os ateus. É possível convencer um católico, um espírita ou um umbandista a mudar de religião. Mas é bem mais difícil – quando não impossível – converter um ateu. Para quem não acredita na existência de Deus, qualquer produto religioso, seja ele material, como um travesseiro que cura doenças, ou subjetivo, como o conforto da vida eterna, não tem qualquer apelo. Seria como vender gelo para um esquimó.

    Há ainda uma última objeção ao argumento do desígnio, que tem a ver com O PROBLEMA DO MAL. Quando se discute os vários pontos do argumento do desígnio, referindo-se ao problema do mal, ao referi-lo, ridiculariza-se o argumento inicial do design.

    Um homem que siga a vossa hipótese é talvez capaz de afirmar ou de conjeturar que o universo surgiu a dado momento de algo como o desígnio; mas, além dessa posição, não poderá asseverar uma circunstância única e pode depois fixar todos os pontos da sua teologia com toda a licença da fantasia e do hipotético. Este mundo, que ele saiba, tem muitas falhas e imperfeições, comparado com um padrão superior; e foi apenas a primeira tentativa rude de uma qualquer divindade infantil, que mais tarde o abandonou, envergonhada com o seu deficiente desempenho; seria a obra apenas de uma divindade dependente e inferior, e é objeto de troça dos seus superiores; é o produto da idade avançada e da senilidade de uma qualquer divindade aposentada, e desde a sua morte tem continuado por inércia, a partir do primeiro impulso e força ativa que dele recebeu. […] E, pela minha parte, não posso pensar que um sistema de teologia tão selvagem e instável seja preferível a nenhum.

    O ARGUMENTO DO DESÍGNIO: dado que o mundo é tão cheio de imperfeição e de mal, a ter sido criado segundo o desígnio de uma divindade, essa divindade só poderia ser ou inexperiente ou estar já incapacitada. Obviamente, estas duas hipóteses não se põem com seriedade. Servem apenas para mostrar como o argumento do desígnio acaba por ser a melhor objeção contra si mesmo: se se infere do mundo e da sua ordem, tal como o conhecemos, a existência de Deus que o criou segundo um plano que ele próprio concebeu, isso implica que esse Deus não pode ser perfeitamente bom e sumamente justo, como os teístas normalmente o qualificam.
    E este é o problema do mal: se Deus existe e se é o criador do mundo, e se entre as suas qualidades se contam a onipotência e a perfeita bondade, então porque é que há mal (e tanto mal, diga-se!) no mundo? Se é certo que há mal no mundo, não é certo que Deus exista sequer, sendo ainda menos certo que seja onipotente e perfeitamente bom. O que é certo é que, exista ou não, ou é onipotente, ou é perfeitamente bom, não podendo ter ambas as qualidades. Os ateístas afirmam que Deus não é nem uma coisa nem outra, pois não existe. E, considerando as objeções tão fortes que são apresentadas contra os tão implausíveis argumentos teístas, será pelo menos mais prudente aceitar as teses ateístas.

    Se o teísta afirma que a semelhança entre os humanos e Deus é grande, para reforçar a sua tese da semelhança entre os desígnios e as obras dos humanos e de Deus, então isso implica que as características de Deus se assemelhem de tal modo às humanas, que a imperfeição, a finitude e as limitações várias terão que estar incluídas neste rol de semelhanças. Ora, daqui segue-se que um DEUS tão parecido com os humanos, e, por consequência, tão limitado e imperfeito como estes últimos, NÃO PODERIA TER CONSTRUIDO O MUNDO.
    Logo, o argumento do desígnio é refutado por uma das afirmações em que precisa de se apoiar. Por outro lado, se o teísta afirma que a semelhança entre os humanos e Deus é remota, para não correr este risco que acabamos de apontar, então isso implica reconhecer que a analogia é de fato frágil e remota, e implica também que não podemos, desse modo, saber quais as características de Deus; logo, não sabemos se ele teria ou não sido capaz de conceber e criar o mundo (para além de nem sequer sabermos se existe). Logo, o argumento do desígnio é refutado por uma das afirmações que precisa de preservar também para ser mantido. O que descobrimos é que, de uma maneira ou de outra, considerando esta e as objeções que já apresentei e analisei anteriormente, o argumento do desígnio não nos oferece, de fato, uma explicação séria e fiável, sendo, pelo contrário, ridicula, ilógico porque inconsistente, cientificamente errado e contraditório, e auto-refutante.

    Não é Deus que não sai do meu pensamento. São as crianças indefesas que são mentalmente estupradas pelos seus pais, pela sua família e pela sua sociedade, obrigadas que são a acreditar numa ilusão idiota só porque todas aquelas pessoas em volta das quais nasceu já acreditam. Se Deus existe, (hipótese improvável) se é todo-poderoso, se é o que você acha que é, deixe que ele mesmo se revele a cada um, sem ajuda externa.Você acredita em homens feitos de barro e mulheres feitas de costelas; em frutas mágicas; nascimento virginal, arbustos em chamas, em cobras e burras falantes; em centenas de milhares de espécies de animais convivendo pacificamente dentro de uma arca durante quase meio ano…O Deus cristão já é esculhambado por si. Eu só mostro os livros, capítulos e versículos que confirmam isso. Eles se destinam a provar que a crença em Deus é ridícula, ou, no mínimo, uma ilusão.

    CONCLUSÃO:
    Espero que este trabalho seja elucidativo e que permita perceber como é que o argumento do desígnio e design CRIACIONISTA é formulado, quais as suas implicações, as objeções que lhe são levantadas, e por que razão, afinal, falha no seu objetivo: NÃO PROVA A EXISTÊNCIA DE DEUS. Espero também que este comentário possa ser um instrumento de reflexão para que cada um possa chegar às suas próprias conclusões sobre o problema analisado.

    As ciências permeiam praticamente todas as atividades humanas e as evidências científicas são um importante instrumento de decisão e convencimento. Sendo assim a citação de dados da literatura científica desempenham um papel na retórica moderna em nossa sociedade. A grande variedade das EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO fornece ampla e rica informação dos processos naturais pelos quais toda a variedade de vida se desenvolveu.

    • serico115:

      Obrigado HOMERO, pelo seu esclarecedor comentário.Só que a abertura e capacidade para o analisar e absorver não é privilégio de muitos comentaristas que aqui “BOTAM FALADURA”, sem argumentação bem alicerçada e fundamentada. O mal é deles, mas fanática ilusão em que vivem lhes tolda sua visão não lhes permitindo sair da ilusão em que vivem, para a realidade provada e demonstrada.
      Um abraço…

    • Jorginho – ” Amado pelos ateus”:

      Sr. Serico, com todo respeito, tu me lembra um parceiro que manteve por aqui por longo tempo.
      Falo de João Paulo que manteve seus argumentos com garras e dentes.
      A única diferença é que ele argumentava…
      E já que o senhor fala em Ilusão, poderia nos dizer algo sobre -“Realidade”- supostamente Criada pelo “Nada Absoluto”?

      Tenho interesse “ouvir”… E só depois decretar a “Sentença”.

      Dê-me fé para crer nessa “coisa” que nem sei o nome, chamada pelos ateus de “coisa” Sem fundamento.

      Mas, poupe-me de longos textos!
      Não se desespere… Lembre-se que continuo Orando por ti!

  • Livre Pensador:

    DEUSES NÃO INTERFEREM EM NADA!

    Aos ateus, a solução do LIVRE ARB´TRIO é muito simples. Não havendo Deus ou deuses, resta concluir que somos dotados de completa autonomia. O ateísmo é coerente neste sentido, e vai mais longe.
    Em não havendo intervenção divina, a que servem as preces, oferendas e orações? Se existe o livre arbítrio, todos os pedidos de ajuda não passam de ilusão, e todas as religiões, portanto, formam um histórico e lamentável engano.
    Os ateus ironizam os religiosos quando diante do paradoxo do livre arbítrio. Como explicar o fato de Deus ou deuses interferindo no mundo e na vida? Se admitirmos haver interferência, como sermos livres de fato? E se tais forças podem mudar o curso de vidas, como haver, por exemplo, um Juízo Final para julgar quem não foi livre para agir, por sua própria conta? Sem qualquer exceção, as religiões esbarram nesse paradoxo. Havendo Deus ou deuses, não faz sentido falar em livre arbítrio, a não ser que não interfiram, o que os torna completamente inúteis.
    Portanto, de nada serviriam preces, orações, homenagens, martírios, enfim, tudo somente faz sentido com a esperança de ser recompensado depois. Se somos livres de verdade, de nada servem os deuses. Caso contrário, não podemos ser responsabilizados pelo que fazemos. Parece não haver saída para isso, restando a cada um optar.

    O monoteísmo é recente se comparado ao paganismo. Seu registro mais antigo vem de Akenaton, faraó egípcio do século XIV a.C. que transformou em deus único o Sol, tendo, inclusive, mudado seu nome para Aton. Akenaton foi o Constantino do Egito ao impor o monoteísmo diante de um povo pagão, mas, fez tantos inimigos entre os privilegiados sacerdotes que a mudança pouco durou. Logo após a sua morte, os deuses tradicionais foram retomados e Aton esquecido.
    Oriundo do Antigo Egito, o famoso Livro dos Mortos contém as bases fundamentais do Além, servindo de guia seguro às religiões monoteístas. Após morrer, no dia do julgamento final, que se fazia com uma balança, símbolo da justiça e da verdade, cada egípcio deveria pesar seu próprio coração, cujo resultado o levaria a uma eterna vida de prazeres, equivalente ao Paraíso, ou ao contrário, seria devorado por uma fera ou jogado no limbo…
    Do Judaísmo veio o cristianismo. Juntos, inspiraram o Islamismo. Portanto, as religiões monoteístas derivam das doutrinas do Egito e da Babilônia, somadas assuas, e outras que foram sendo agregadas, sincretizadas nos livros sagrados. SÃO MITOS QUE PERMANECERM devido a um longo tempo de exposição à ignorância científica, de modo a perpetuar-se na memória dos seus. São paradigmas que permanecem e que mantém crentes dispostos a matar ou morrer por seus credos, incapazes de criticar com isenção a frágil condição humana diante de um misterioso Universo cujos enigmas são ainda maiores e fascinantes.
    Parece mais confortável crer em mitos tornados dogmas do que aceitar a insignificância de um minúsculo planetinha perdido na escuridão, habitado por povos que se crêem portadores da verdade revelada e com enormes dificuldades para assimilar a realidade cósmica à qual estamos todos encerrados.

    Os monoteístas por seu lado, defendem que Deus pode perfeitamente ajudar a todos que o louvam, que pode interceder por eles, tanto em questões individuais quanto coletivas. Portanto, são como pagãos em suas preces, orações, procissões, sacrifícios, peregrinações, rituais, oferendas, provações, homenagens e martírios. Defendem também que Deus, não passa o tempo todo agindo, que tem outras coisas para fazer, de modo que há uma parcela da vida sobre a qual a humanidade é dotada de livre arbítrio. Resta o problema de como discernir as ações livres daquelas sujeitas à intervenção de Deus.

    Os ateus defendem o livre arbítrio em sua totalidade. Os religiosos concordam em parte, mas sem furtar-se da responsabilidade sobre os próprios atos. O consenso geral é o de que somos dotados de ampla liberdade de agir, de modo a sermos responsabilizados pelo resultado de nossas ações, independente de Deus ou deuses. De minha parte acredito e admito que a vida consciente somente faz sentido com o exercício pleno e irrestrito do livre arbítrio.

    Não se faz necessário grande conhecimento para filosofar, basta que se tenha angariado alguma formação crítica. Se isso é raro ainda hoje, o que dizer daquele tempo? Nós todos crescemos subordinados e submissos às crenças e valores dos nossos educadores, e por “educadores” podemos entender, no caso, aqueles que exercem influência na nossa formação. Assim, somos educados dentro de padrões culturais que formatam nossa visão do mundo, fazendo com que defendamos posições políticas, sociais, religiosas, morais, enfim, sem sequer entender. Isso chama-se “programação”, algo que existe há milênios.

    Nós todos somos programados pela natureza humana e pelas nossas culturas.
    QUANDO ACREDITAMOS, por exemplo, num deus exclusivo, acreditamos não por convicção própria, mas porque fomos programados a pensar assim (desde a infância), sem espaço ao menor questionamento. COLOCAR DEUS EM XEQUE é algo “complicado”, e é por isso que a filosofia segue ainda limitada pela teologia.

    É incrível que, apesar dos esforços do Iluminismo, dos grandes pensadores da história, SEGUIMOS PRESOS A IDEAIS CONCEBIDOS num passado que cremos não mais existir, mas que segue vivo e atuante dentro de muitos, parte constituinte da nossa programação.

    É por isso que é difícil estudar história, porque não fomos programados a nos interessar pela história, afora não nos ter sido passada a bagagem necessária para compreender o que aconteceu no passado. Quanto mais nos afastamos do tempo, mais difícil se torna compreendê-lo, tanto para trás, no estudo do passado, quanto para frente, na projeção do futuro. Somos um subproduto do presente, e tudo o que podemos fazer fora dele é ousar estudar, analisar e tentar tirar conclusões, sempre, cumpre lembrar, dentro das limitações impostas pela nossa própria formação.

    A humanidade vive seus dias por conta própria, forçada a construir o seu próprio destino. Não aquele ritmado por deuses em conflito como no passado. Estamos mesmo, por conta própria. Essa é a mais pura verdade. DEUSES NÃO INTERFEREM NA VIDA HUMANA.

  • Homero:

    Quando o planeta atinge 7 bilhões de habitantes:
    A UNIÃO FAZ A FÔRÇA ou A FORÇA FAZ A UNIÃO ?

    Se abrirmos os olhos e observarmos ao nosso redor, podemos perceber que essa é uma das verdades menos questionáveis. Exemplos de força retirada da união contam-se aos milhares. A possibilidade de contar com o apoio dos outros é uma das vantagens da união entre as pessoas.

    Quando falamos em união de forças, não estamos nos referindo apenas à união de indivíduos iguais, que, por serem iguais, naturalmente se juntam. Os diferentes também, se aglutinam e, dessa forma, se assemelham.

    Na natureza temos vários exemplos, como o do líquen, que parece uma planta, mas na verdade é um organismo misto, formado pela junção de um fungo com uma alga. O fungo fornece a água de que a alga precisa para fazer a fotossíntese. O resultado nutritivo dessa reação química é distribuído entre ambos , e todos ficam felizes. Esse fenômeno chama-se SIMBIOSE, termo que em latim, termo que em latim exatamente vidas juntas. O líquen é um exemplo de seres diferentes que se juntam para poder viver. Separados, morreriam rapidamente.

    JÁ OS HUMANOS são, em principio, semelhantes, mas nem por isso se toleram, em função de suas pequenas diferenças. E é exatamente a intolerância com as diferenças que provoca a desagregação social e produz a fraqueza da humanidade.

    O grego Arquimedes um dia entrou numa banheira e gritou: “Heureca !” Teve uma ideia, um pensamento.

    Não somos todos iguais, nunca seremos, sempre existirão os dotados e os menos dotados. O resto são direitos que não têm nada a ver com incapacidade. Inteligência não é tudo, mas criatividade é fundamental. Aborrecidos, tediosos e incultos são todos aqueles tem absoluta certeza sobre ideologias, religião e comportamento sem nunca terem entrado numa banheira e raciocinado. Qual a utilidade dos leitores eternos dos mesmos dogmas, doutrinas e ideários? São os fanáticos e o fanatismo é o reverso de cultura.
    Hoje vivemos à sombra do fundamentalismo.
    E o que é o dito-cujo, senão a intolerância levada a extremos? O fundamentalista diz: “ Eu o odeio, porque você não pertence à minha religião, à minha classe social, à minha nacionalidade ou à minha cor de pele, ou minha opção sexual” E é o homem que é o ser racional? O líquen parece mais inteligente.

    A força do conjunto depende apenas de outro tipo de força para ser FELIZ: A VONTADE DE CADA UM. Vamos nos apoiar com Força, Vontade e União!

  • Jorginho – ” Amado pelos ateus”:

    Homem, por um instante pensei está numa página de sociologia misturada com economia!
    Perdoe em lhe pedir um pouco de objetividade em termos de argumentação e, por favor ; comprima ao menos 50% do texto sem perder conteúdo do tema!
    Não só pelo texto longo… Que além de tornar cansativo, acaba empobrecendo a essência do tema.

    Por isso, de “joelho” imploro: Seja resumido e responda qual seria o verdadeiro motivo para tornar-se um ateu, quando deveria (no mínimo) ser um Agnóstico?
    Outra coisinha: Esqueça as religiões por um tempo e me diga qual base usa para explicar o existencialismo sem causa de forma científica.

    Sem puder escrever com os próprios argumentos, ficarei grato. Pois, se os próprios cientistas estão usando filosofia para encontrar resposta; por que nós pobres mortais não poderíamos?

    Sem mágoa, um abraço!

  • Livre Pensador:

    A UNIÃO FAZ A FORÇA OU É A FORÇA QUE FAZ A UNIÃO?

    Se existem muitas maneiras de estar vivo, existem muito mais possibilidades de morrer. Essa é a cruel lógica da evolução: as chances de uma nova espécie prosperar são infinitamente menores das dela ser extinta, tanto é que 99% das espécies que surgiram na Terra já sucumbiram. Entretanto, a luta pela sobrevivência tem um efeito positivo: aqueles que sobrevivem são absurdamente adaptados à vida; todas as espécies que restaram são exemplos de experiências de sucesso evolutivo. Todos os ancestrais dos cães, gafanhotos ou andorinhas atuais são indivíduos que, no mínimo, conseguiram sobreviver até a idade reprodutiva. Nenhum ancestral nosso morreu jovem, ou foi fracassado sexualmente. Nós – e todas as espécies modernas – somo herdeiros de linhagens de sucesso. Essa é a lógica do darwinismo: os mais adaptados ao ambiente prosseguem no jogo; a maioria cai fora antes mesmo de conseguir jogar suas fichas no pano verde.

    A GRANDE QUESTÃO É: quais são as regras do jogo? Como a evolução acontece? A evolução morfológica é razoavelmente simples de entender. Os ancestrais dos animais modernos deixaram pistas claras nos registros fósseis que, confrontados com os indícios sobre as transformações geológicas e climáticas que ocorreram no planeta, indicam que as adaptações foram sensatas para a sobrevivência. Todavia, a coisa se complica um pouco quando se pretende entender como o comportamento evoluiu. Explicar porque descemos das árvores é fácil: mudanças no clima devastaram as florestas, transformando-as em campos abertos – ou seja: não fomos nós que descemos das árvores, foram as árvores que desapareceram debaixo de nossos pés. Resquícios dessa transformação na paisagem são inequívocos, e eles se casam perfeitamente com os esqueletos de primatas que nos antecederam.

    Mas entender como o nosso comportamento se modificou até o ponto em que nos tornamos Homo economicus eficientes – ou melhor: empreendedores – é bem mais complicado. Comportamentos, ao contrário de ossos, não fossilizam, e as pistas são bem mais sutis que um crânio de Australopithecus afarensis. As chaves desse entendimento são duas: Economia e Ecologia. Não é por acaso que essas duas palavras comecem por um mesmo prefixo: “eco-”, em grego “oikos”, que significa a casa, a moradia, o lar. Como o sufixo “-nomia” (em grego, “nomos”) significa administração, organização, a “Economia” é sobre como está organizada uma família, ou seja: como os integrantes de um lugar se relacionam em relação aos recursos presentes naquele lugar. Já o sufixo para “Ecologia”, “logia” (em grego, “logos”), é o mesmo onipresente no final das palavras psicologia e arqueologia, e significa “estudo”; ou, nesse contexto, o “estudo da casa”. De acordo com a definição precisa, Ecologia é “o estudo das interações dos seres vivos entre si e com o meio ambiente”.

    No fundo, no fundo, Economia e Ecologia são a mesma coisa: elas tratam de como indivíduos jogam o jogo dos recursos escassos, basicamente alimento e sexo. Todo o resto gira em volta disso, mesmo que de maneira indireta. Se a Ecologia se preocupa com os efeitos que os predadores da Amazônia têm sobre a vegetação, uma vez que eles regulam a população dos herbívoros que as come; a Economia está interessada em entender o efeito do aumento de impostos sobre a saúde ou a fome dos brasileiros, uma vez que estas são correlacionadas à renda da população. Mas, na essência, os mecanismos são os mesmos, a lógica é a mesma. O panda está na corda bamba da extinção porque ele não é eficiente economicamente. Ele ocupa um mercado (nicho) restrito, o que significa concentração de riscos. Ele tem somente um fornecedor de alimento, os bambus: se um bambuzal for devastado, adeus pandas. Como o bambu é um produto excessivamente “light”, mesmo comendo o dia todo, os pandas mal conseguem a energia para manter funcionando os órgãos vitais. Isso sem contar com o fato de ser um bicho invocado para se reproduzir; em resumo: sem a ajuda do “BNDES conservacionista”, a Pandas S.A. vai à falência.

    Da mesma forma, a “selva dos mundos dos negócios” não é uma mera analogia despretensiosa. “O sapo não pula por boniteza, mas por precisão”, e o rouxinol não canta para nosso deleite: o sapo pula para fugir dos inimigos, e o rouxinol canta para conseguir acasalar. Nossa vida de contas bancárias, notebooks e celulares tem o mesmo sentido da vida de um lobo-guará ou de um gavião: sobreviver e reproduzir. Considerações metafísicas à parte, o fato é que nossos pais tiveram sucesso nas duas coisas, e os pais deles também, assim como os pais dos pais deles, e assim por diante. Com o perdão da filosofia de botequim: O SENTIDO DA VIDA é dar sentido à vida, ou seja: JOGAR O JOGO DA EVOLUÇÃO – e o jogo é econômico (em todos os sentidos).

    A lógica evolutiva é muito semelhante à que se aplica na luta pela sobrevivência empresarial, particularmente num contexto hostil e competitivo como o cenário econômico brasileiro. Nossa batalha é dura, cruel, diária, tão complicada quanto a dos peixes ou dos morcegos – e, no fim das contas, nós buscamos os mesmos prêmios: sobreviver e passar os genes para a frente. E, para isso, precisamos agir. Mas, como?
    No caso dos humanos, a sobrevivência e a reprodução estão ligadas às habilidades e competências sociais, como as formigas. A diferença é que as formigas se comportam de maneira inequivocamente cooperativa, enquanto que nós cooperamos de maneira seletiva. Entretanto, ambos estão maximizando as mesmas variáveis: o velho binômio sobrevivência e reprodução. Mesmíssima coisa ocorre entre as empresas, abstrações humanas que nada mais são que indivíduos lutando para sobreviver e se reproduzir.

    As formigas nunca trapaceiam com suas irmãs porque, para elas, a coletividade – o formigueiro – é muito mais negócio que as comunidades humanas são para nós. Sendo estéreis, a única chance dos genes de uma operária continuarem a existir será se o formigueiro e sua respectiva rainha sobreviverem. Uma formiga não pode pedir demissão de seu formigueiro e procurar emprego nos classificados. Mas nós podemos mudar de emprego, de turma, de parceiros de negócios – eventualmente, até de família. Mesmo que nós tendamos a cooperar mais com quem for mais próximo em termos de parentesco, a cooperação humana também ocorre com quem não é nosso parente sangüineo; nós cooperamos por formas diferentes, mas pelos mesmos motivos: aumentar a eficiência econômica.

    Sendo animais ultrassociais, nossa eficiência reside na competência em extrair benefícios do meio ambiente formado, principalmente, por outros humanos. Ou seja: nosso principal fator de sucesso evolutivo são os relacionamentos econômicos. Nós temos uma principal decisão a tomar nas nossas vidas: cooperar ou não cooperar – decisão essa que é tomada de maneira racional e emocional simultaneamente. O principal mecanismo que orienta essa decisão é o da reciprocidade de benefícios ao longo do tempo. Nós, instintivamente, fazemos os cálculos de maior ganho econômico em termos de valor presente o tempo todo, e tomamos nossas decisões baseadas nas planilhas mentais que criamos sem perceber nos nossos cérebros. Da mesma maneira que achamos o gosto do chocolate, um alimento altamente energético, muito melhor que o do capim (sem valor energético algum para nós), nós não damos esmolas a mendigos bem vestidos e não gostamos de receber um calote financeiro. Nossas ações acontecem numa espécie de “piloto automático comportamental”, num mecanismo vulgarmente conhecido por “instinto”.

    Ocorre que, além de cooperarmos de acordo com a proximidade parental, e mais do que meras relações de reciprocidade, nós também nos comportamos de uma maneira peculiar quando nos organizamos em grupos: tribos, etnias, times de futebol, paróquias, exércitos, sindicatos, Rotary Clubs, e por aí afora. Uma pessoa – seja um tongolês, um chileno ou um sueco – sempre vai gostar de quem coopera com ela, e dificilmente fará amizades com quem age de maneira diferente. Ou, pelo menos, vai tentar agir assim a maior parte do tempo, o que não significa que ela não possa ser traída vez ou outra. E, evidentemente, quanto maior a sua eficiência em formar relacionamentos mutuamente cooperativos, maior a chance de sobreviver e se reproduzir.

    Isso não é muito diferente da organização cooperativas de muitos outros animais, mas os humanos cooperam de maneira peculiar quando em grupos: nestes casos, nós cooperamos sem esperar, necessariamente, a retribuição específica de todos os atos praticados que beneficiam terceiros. Da mesma forma, ocorre idêntico efeito em sentido contrário e, quando integramos um grupo, também recebemos benefícios que não precisamos retribuir. Se você se associa a um clube esportivo, por exemplo, você tenderá a cooperar com os outros associados das mais variadas formas, mesmo quando estes nem tenham como saber que estão sendo beneficiados por você. Isso acontece porque você utilizou a sua planilha mental automática e chegou à conclusão que os benefícios que você obtém por ser sócio do clube também são originários de atitudes benéficas praticadas por pessoas que você nem conhece.

    Quando um sócio do clube se empenha em comprar uma bola de basquete nova (mesmo que com os recursos da coletividade), ele vai proporcionar um benefício para todos aqueles que jogam naquela quadra, indistintamente. Isso é um bom negócio para ele próprio, que joga todo final de semana naquele clube, mas também para vários outros e, por essa razão, todos os outros terão interesse que você continue desfrutando dos jogos que ocorrem ali. Isso faz com que a melhor decisão econômica para qualquer sócio do clube seja cooperar indistintamente, independente do benefício ser estendido a quem nem se conheça.

    É devido a essa lógica econômica que temos uma forte tendência em sermos amigos dos amigos dos nossos amigos, um fenômeno psicossocial denominado “transitividade”. Comportando-nos dessa forma, nós aumentamos as chances de estabelecer novas conexões sociais, e o segredo do negócio é a densidade do grupo que compomos. Quanto maior a densidade dos relacionamentos em um agrupamento humano – ou seja: quanto mais os sócios de um clube se relacionarem entre si – maior a sua efetividade econômica. Isso é particularmente forte nos agrupamentos cujos benefícios estejam relacionados ao trânsito de informações complexas, como as associações empresariais. Além de favorecer a prática de benefícios de maneira indiscriminada pelo efeito cascata previamente comentado, nesses casos, o custo de transmissão de informações se reduz de maneira dramática.

    Se um grupo de empresas enfoca o desenvolvimento de novas tecnologias, por exemplo, não só ocorre um óbvio ganho de escala na obtenção do conhecimento, como também existe um segundo efeito, agora na eficiência da transmissão dessa nova tecnologia. Como os membros de um grupo já estão conectados, as informações fluirão com muito mais facilidade, rapidez e economia. Esta é a lógica que está por trás da tendência que temos em nos associar a grupos de todos os tipos: agir assim é um ótimo negócio, e nossos antepassados evoluíram dessa forma.

    Entretanto, existem riscos associados à excessiva densidade do grupo: pode ocorrer seu isolamento, impedindo a entrada de novas idéias. Quando todas as relações dos membros de um grupo se resumem àquelas ocorridas entre eles mesmos, há uma diminuição sensível na obtenção de informações únicas: novas idéias, tecnologias ou conhecimentos que não sejam dominados pelos membros daquele grupo. Talvez, pior do que isso, grupos muito coesos podem levar à perda de competitividade, principalmente quando aquela associação é artificialmente protegida – subsidiada, em outras palavras. Isso, a propósito, foi um fenômeno muito estudado no passado recente do nosso país, que experimentou uma complicada abertura econômica no final do século passado.

    Em termos evolutivos (ou empresariais, dá no mesmo), a configuração ótima das estruturas associativas humanas é a seguinte: dentro da associação, uma alta densidade, com todos os membros conectados o máximo possível uns aos outros; e entre as associações, conexões mais esparsas, com algum trânsito de informações que mantenha o fluxo de novas idéias. Esta é a maneira que permite obter os maiores resultados na extração de benefícios do meio-ambiente, qualquer que seja o propósito do agrupamento em questão. Exemplos disso não faltam.

    Na Ásia, temos a maior concentração humana do planeta. Muita gente significa muitas oportunidades de agrupamento e, de fato, existe uma profusão de grupos humanos naquele continente como em nenhum outro lugar, desde há muitos séculos. Ocorre que estes grupos humanos, fortemente densos, eram isolados do resto do mundo, por diversos motivos. A China maoísta, por exemplo, era um planeta à parte há até poucas décadas, e não havia trânsito de informações com o resto do mundo. Mas isso começou a mudar: primeiro foi o Japão, que conseguiu sair rapidamente da ruína do pós-guerra para se tornar mega-potência econômica; depois, os tigres asiáticos, como Taiwan e Coréia do Sul. E, a partir de meados da década de 1970, após a morte de Mao, o gigante chinês. O que construiu o sucesso desses países foi a conjugação de associações densamente estabelecidas (condição pré-existente) com novos laços associativos, menos densos, com o resto do mundo.

    Na natureza, uma onça pintada do pantanal matogrossense não compete pelos mesmos recursos com um guepardo das savanas africanas. A onça talvez se preocupe com os lobos-guará, mas os guepardos não representam nenhuma ameaça. Estes, por sua vez, competem com hienas e leões, mas sua sobrevivência não tem nada a ver com os ursos canadenses; cada um ocupa um nicho ecológico completamente diferente. O mesmo acontecia com a competição humana há até alguns segundos na escala evolutiva: os Incas, Maias e Astecas não tinham que se preocupar com os egípcios, e esses nem sonhavam com a existência dos aborígenes australianos. Hoje, tudo mudou, o mundo encolheu, e todos disputamos os mesmos recursos – competimos pelos mesmos mercados. Estamos numa mesma selva que os chineses e coreanos, e a competição é de vida ou morte. Como faremos para sobreviver e nos reproduzir nesse novo contexto? A resposta: sendo mais eficientes em termos evolutivos.

    Nós somos um país com um passado colonial e escravagista recente. Tanto uma como outra característica são contrárias à formação de estruturas associativas, mas não vai adiantar nada lamentar nossa história. Se os asiáticos venceram as barreiras culturais milenares, e estabeleceram conexões em nível global, por que nós não podemos modificar nossas práticas sociais? O Brasil tem uma infinidade de empreendedores criativos, trabalhadores – enfim, aptos a vencer a competição. Nosso povo é aberto a estabelecer conexões com outros povos, outras culturas, mesmo porque nós somos essencialmente estrangeiros aqui. Só que nos falta habilidade para construir mecanismos associativos entre nossas empresas, nós somos carentes de grupos com conexões fortes e sólidas. E, para piorar, nós temos pouco tempo para mudar isso.

    Foi somente no século XX – principalmente após Getúlio Vargas – que nós começamos a montar estruturas associativas formais. Existem hoje uma infinidade de sindicatos, associações comerciais, arranjos produtivos locais (APLs) espalhados pelo país; grande parte, infelizmente, com pouca efetividade. Os empresários ainda são reticentes quanto à cooperação associativa, ou seja: em priorizar seus negócios por meio das estruturas de grupos existentes. Isso precisa mudar urgentemente, sob pena de sermos extintos do ecossistema global e nos tornarmos uma imensa plantação. Do mesmo jeito que o panda, nós corremos o risco de sermos engolidos pelos competidores se não tomarmos medidas conservacionistas urgentes quanto à espécie do Homo economicus brasiliensis.

    A lógica evolutiva para que isso aconteça já foi decifrada: nós precisamos nos organizar de maneira mais eficiente, priorizando os relacionamentos econômicos dentro das associações, e construindo pontes entre estas, além de conexões destas com o mundo exterior. Não há outra alternativa, os recursos são (e sempre serão) escassos, e os competidores sempre irão trabalhar pelo seu próprio sucesso, não podemos esperar nada diferente disso. Mas nós temos a vantagem de, hoje, saber como os mecanismos evolutivos acontecem, e por que determinados grupos têm mais sucesso que outros.

    Agora é mãos à obra, utilizando a nossa força para nos unirmos, pois é dessa união que virá a nossa força.

    Autor: Raul Marinho – é administrador de empresas, consultor de corporate finance e estratégia, colunista da revista Você S/A, escritor e palestrante.

  • Jorginho:

    Em reposta ao Livre Pensador que disse: “Quando o planeta atinge 7 bilhões de habitantes:
    “A UNIÃO FAZ A FÔRÇA”

    A vida em sociedade fica mais fácil se entendermos que dependemos uns dos outros para viver melhor.
    Juntos somos mais fortes. O senso comum é enfático quanto a isso, mas como explicar esse fato, para que não restem dúvidas? Vamos começar pela ciência: ela nos conta que a vida surgiu na Terra há cerca de 3 bilhões de anos e que o primeiro ser vivo não passava de um complexo de proteínas envolto por uma membrana, dentro da qual o milagre da vida se manifestou pelo surgimento dos primeiros ácidos nucléicos, precursores do DNA, a principal marca química da vida.

    Resp. Vamos à oposição e o bom senso(rs):
    Vc disse: “O corpo dos primeiros seres era,portanto, composto por apenas uma célula, como até hoje muitos são – os protozoários, as bactérias, certas algas.
    A ciência diz que “ eram corpos unicelulares…” Até posso concordar. Mesmo que individualmente devido a diversidades de vidas… E mesmo assim, algumas dessas células permanecem inalteradas… E, como disse Richard Dawkins, a evolução Não mostra a transição de uma espécie saltando da micro para macro evolução: http://www.youtube.com/watch?v=xsCM91spgH0&feature=related

    Sobretudo, o que nos interessa é saber como se deu o início da vida. Pois tentam provar que a vida é casual, entretanto não podendo explicar ou repeti-la em laboratório e ainda colocando dúvidas se a Vida nasceu por descargas elétricas unificando moléculas… ou aceita a idéia que o Cosmo Pode ter contribuído grandemente.

    Se analisarmos friamente a questão da vida e o Cosmo, a ciência não fica atrás quando observado os conceitos religiosos… Mário Novalles disse em seu livro sobre mitos científicos que muitos aceitam por não tem outro conceito à altura. http://www.conexaoitajuba.com.br/itajuba/Pagina.do;jsessionid=5e0xk6iwb0kq?idSecao=6&idNoticia=15655
    “Na ciência não se pode confirmar algo sem antes tê-las submetidas em rigorosos testes e assim sua comprovação final. E como sabe, a ciência não provou nada absoluto referente o Universo e nem podem imaginar o que há fora dele. Prossigamos:
    Livre Pensador, disse: “… Entretanto, a partir desses seres unicelulares, começou a busca da organização, o que significou principalmente uma coisa: a Formação de Colônias. Inicialmente muito simples, isomorfas, com todos os seres iguais, realizando todas as tarefas necessárias à sobrevivência de cada um. Depois, as mais complexas, heteromorfas, nas quais já começa a haver divisão de tarefas entre os diversos membros, ficando um tipo responsável pela obtenção do alimento, outro pela digestão, outro pela reprodução e assim por diante. A partir dessa divisão dos trabalhos, os pequenos indivíduos não podiam mais se separar. Estava em curso o surgimento dos primeiros seres pluricelulares, resultados da aglutinação e da especialização dos unicelulares. A chance de vitória, a partir dessa estratégia, aumentou consideravelmente, e a evolução não parou mais, com o surgimento de espécies cada vez mais especializadas e complexas. Até que surgiram os vertebrados, entre eles o ser humano, o animal pensante. E este, apesar de sua sofisticação orgânica, manteve um comportamento igual ao daquela primeira célula. Aliás, isto é o que somos, células que interagem para formar um tecido – a sociedade.

    Embora tenhamos nossos próprios pensamentos e vontades, dependemos uns dos outros para sobreviver, como as células que começaram a viver amontoadas. Em outras palavras, retiramos nossa força dos outros, do conjunto, do coletivo. O macro imita o micro e, em todos os níveis da vida, não há a menor dúvida, é a união que faz a força.
    A UNIÃO FAZ A FORÇA OU É A FORÇA QUE FAZ A UNIÃO?
    A grande questão é: quais são as regras do jogo?

    Resp: Um Universo multicelular que segue seu DNA, muito antes de sua existência. Isso é no mínimo é intrigante, principalmente se tratando de células complexas. Não importa quanto tempo levou para que houvesse vida nesse planeta. A vida é tão complexa quanto o Universo.

    Vocês(ateus) têm que admitir que é muito vago a idéia de ter nascido do caos e que tudo se deve a ele. Enquanto nenhuma natureza tenha deixado algo em formatode engrenagem.
    Em suas mentes nada parece preencher o conceito de lógica a fim de explicar o existencialismo. Não tendo Início e nem justificação da ação primária, onde exige uma ação para que todos eventos viesse existir.
    Não podemos nem mesmo imaginar o Infinito… Porque, imagino então que ele exista?
    Não é delírio de minha parte falar que estamos “presos” e isolados… E nem é delírio dizer que somos parte de uma experiência, cujo Richard Dawkins disse:
    http://www.youtube.com/watch?v=_LLWdSUccnU&feature=fvwp&NR=1

    Apesar de não podermos provar essa essência, muito pior consolar que tudo é esporádico….quando na verdade nem a ciência tem a resposta absoluta.
    Como vemos, nem mesmo Dawkins é absolutamente ateu! Ele crer que mínimo há uma jusficativa…

    Se em poucos anos podemos fazer coisas surpreendentes, então porque uma civilização eterna (espiritual) não viesse fazer experiências de interação?

    Se a ciência indaga a possibilidade de Universos paralelos, bolhas, cordas etc. Porque não poderia uma dessas teses está certa? Se nosso planeta mostra histórico de civilizações de grande ciência, quem no garante que nessas “Eras” o planeta não fosse sido habitado por esses e sermos parte desses? Diga-me: “Se a evolução é verdadeira como muitos descreve; mostre-me a transição das espécies cuja mesma justifique as macros evolução, como saltando de uma para outra?

    Se não conhecemos nada sobre o Universo, porque não aceitar a condição que, “se não podemos provar de forma física a existência desse Design, muito menos poderá negar sua existência!

    Estou ficando cansado… Esperando que cheguemos a um consenso, ao menos termos a coerência de encerrarmos dando as mãos e aceitando que a vida e o Universo é mesmo muito misterioso para ser resumido de forma física e tão somente.
    Abraço

  • Livre Pensador:

    Quando o planeta atinge 7 bilhões de habitantes:

    A UNIÃO FAZ A FÔRÇA

    A vida em sociedade fica mais fácil se entendermos que dependemos uns dos outros para viver melhor
    Juntos somos mais fortes. O senso comum é enfático quanto a isso, mas como explicar esse fato, para que não restem dúvidas? Vamos começar pela ciência: ela nos conta que a vida surgiu na Terra há cerca de 3 bilhões de anos e que o primeiro ser vivo não passava de um complexo de proteínas envolto por uma membrana, dentro da qual o milagre da vida se manifestou pelo surgimento dos primeiros ácidos nucléicos, precursores do DNA, a principal marca química da vida.

    O corpo dos primeiros seres era, portanto, composto por apenas uma célula, como até hoje muitos são – os protozoários, as bactérias, certas algas. Entretanto, a partir desses seres unicelulares, começou a busca da organização, o que significou principalmente uma coisa: a formação de colônias. Inicialmente muito simples, isomorfas, com todos os seres iguais, realizando todas as tarefas necessárias à sobrevivência de cada um. Depois, as mais complexas, heteromorfas, nas quais já começa a haver divisão de tarefas entre os diversos membros, ficando um tipo responsável pela obtenção do alimento, outro pela digestão, outro pela reprodução e assim por diante.

    A partir dessa divisão dos trabalhos, os pequenos indivíduos não podiam mais se separar. Estava em curso o surgimento dos primeiros seres pluricelulares, resultados da aglutinação e da especialização dos unicelulares. A chance de vitória, a partir dessa estratégia, aumentou consideravelmente, e a evolução não parou mais, com o surgimento de espécies cada vez mais especializadas e complexas.

    Até que surgiram os vertebrados, entre eles o ser humano, o animal pensante. E este, apesar de sua sofisticação orgânica, manteve um comportamento igual ao daquela primeira célula. Aliás, isto é o que somos, células que interagem para formar um tecido – a sociedade. Embora tenhamos nossos próprios pensamentos e vontades, dependemos uns dos outros para sobreviver, como as células que começaram a viver amontoadas. Em outras palavras, retiramos nossa força dos outros, do conjunto, do coletivo. O macro imita o micro e, em todos os níveis da vida, não há a menor dúvida, é a união que faz a força.

    A UNIÃO FAZ A FORÇA OU É A FORÇA QUE FAZ A UNIÃO?
    A grande questão é: quais são as regras do jogo?

  • Jorginho:

    Até agora só conversa… sem conteúdo sólido.
    Sejam objetivo e responda sem rodeio às perguntas vos direcionadas.
    Largue mão de conceitos e rotulagens e sejam coerentes… pois nem a ciência pode responder tais perguntadas levantadas! Contudo,gostaria muito de “ouví-los”… E, estou aguardando respostas!
    Att

  • Homero:

    ENTRE A RAZÃO E A FÉ

    Onde encontraremos as verdadeiras respostas para nossas dúvidas? No pensamento científico ou no ocultismo?

    Atualmente a grande diversidade de informações que chega até as pessoas através de jornais, revistas, editoras, rádios, televisão, produtoras de filmes e outros órgãos afins, levam-nas a se questionarem mais e buscarem respostas para perguntas que a educação científica que recebem não pode esclarecer, por isso a busca de pseudociências. O Brasil é o país mais supersticioso do mundo! Essa busca tem como conseqüência à crise que a sociedade está vivendo: o crescimento acelerado das ciências ocultas.

    Por desconfortos psicológicos as pessoas estão entregando seu futuro nas mãos de astrólogos, parapsicólogos e videntes. Mas, a ciência não aceita de forma alguma que interações ocultas possam influenciar no destino dos humanos, pois, hoje, a ciência consegue explicar fenômenos, os quais não conseguia explicar séculos atrás, como por exemplo, a influência de corpos celestes em fenômenos terrestres.

    PSEUDOCIÊNCIA

    Uma pseudociência é qualquer tipo de informação que se diz ser baseada em fatos científicos, ou mesmo como tendo um alto padrão de conhecimento, mas que não resulta da aplicação de métodos científicos.
    Motivações para a defesa ou promoção de uma pseudociência variam de um simples desconhecimento acerca da natureza da ciência ou do método científico, a uma estratégia deliberada para obter benefícios financeiros, filosóficos ou de outra natureza. Algumas pessoas consideram algumas ou todas as formas de pseudociências como um entretenimento sem riscos.
    Outros, como Richard Dawkins, consideram TODAS AS FORMAS de pseudociência PERIGOSAS, independentemente destas resultarem ou não em danos imediatos para os seus seguidores.

    Tipicamente, as PSEUDOCIÊNCIAS FALHAM ao não adotar os critérios da ciência em geral (incluindo o método científico), e podem ser identificadas por uma combinação de uma destas características:

    Ao aceitar verdades sem o suporte de uma evidência experimental;
    Ao aceitar verdades que contradizem resultados experimentais estabelecidos;
    Por deixar de fornecer uma possibilidade experimental de reproduzir os seus resultados;
    Ao aceitar verdades que violam falseabilidade;
    Por violar a Razão de Occam (o princípio da escolha da explicação mais simples quando múltiplas explicações viáveis são possíveis); quanto pior for a escolha, maior será a possibilidade de errar.

    Pseudociências são distinguíveis de filosofias, revelações, teologias ou espiritualidade pois elas dizem revelar a verdade do mundo físico por meios científicos (ou seja, muitas normalmente de acordo com o método científico).

    EXEMPLOS de campos de pesquisa que muitos consideram em diferentes graus, Pseudocientíficas:

    Fusão a frio, pseudoarqueologia, pseudo-história, Espiritismo, Pseudo-Parapsicologia/Pesquisa Psi, Cubo do Tempo de Gene Ray, Astrologia, Design Inteligente, Ufologia, Homeopatia, Grafologia, mensagem subliminar, Efeito lunar, cura pela fé, Tarô, mapa astral, Gurus, Esoterismo, jogo de Búzios, pirâmides e cristais, Numerologia, Gnose, Sincretismo, criacionismo, magia, adivinhação, criptozoologia, Geologia do dilúvio.. . Em certos momentos algumas práticas tradicionais e outras humanidades adquirem status pseudocientífico por extrapolar a pertinência de suas contribuições sociais para além das funções cientificamente reconhecidas, é o caso da Yoga, da Acupuntura e da Meditação.

    Práticas científicas e médicas pseudocientíficas são cada vez mais comuns. Pseudociências médicas até mostram “algumas vezes” benefícios terapêuticos notáveis, possivelmente devido ao efeito placebo ou à distorção involuntária por parte do observador (en:observer bias). Muitos pseudocientistas estão associados ao movimento Nova Era, e praticamente todas as técnicas da Nova Era estão ligados a pseudociência.

    Há também alguns campos jovens da ciência (protociência) que são mal vistos por cientistas de áreas já estabelecidas, primeiramente por sua natureza especulativa. Exemplos:

    Exobiologia / Astrobiologia/Busca de Inteligência Extraterreste (SETI)/Comunicação com Inteligência Extraterreste (CETI)
    SETI e CETI não afirmam que os extraterrestres existem, embora muitos consideram que seja provável. Há controvérsia na biologia se evidência de vida extraterrestre microbiótica foi encontrada.
    Vários tratamentos autoproclamados medicina alternativa foram designados pseudociência por críticos, porque seus métodos inspiram falsa esperança em pacientes terminais e acabam custando grandes quantias em dinheiro.
    Erich von Däniken: propõe que a Terra foi visitada por astronautas antigos.
    Cirurgia psíquica é um tipo de fraude médica popular no Brasil e nas Filipinas. Praticantes usam truques de mão para fazer parecer que eles estão chegando no corpo dos pacientes e extraindo “tumores”.
    A cirurgia psíquica geralmente é uma enganação explícita(segundo Padre Quevedo), ou seja, os “médicos” estão conscientes de que estão praticando fraude ou (charlatanismo), ao contrário da maioria das pseudociências, na qual os praticantes acreditam realmente em sua teoria.
    Cura pela fé é o ato de curar uma doença, por meio de oração e imposição das mãos. Nenhum benefício material em excesso do que o esperado por placebo é observado.. No entanto, os defensores da cura pela fé, respondem, afirmando que o que os médicos descrevem como “efeito placebo” é uma forma de cura pela fé.
    Urinoterapia, beber própria urina, ou pura ou com poções homeopáticas, para o tratamento de uma ampla variedade de doenças baseia-se em pseudociência
    Criacionistas Cosmológicos são aqueles que, entre outras coisas, permitem a um universo que é só de milhares de anos.

    Design Inteligente sustenta que “certas características do universo e dos seres vivos são melhor explicadas por uma “causa inteligente”, não é um processo direcionado como a seleção natural.” Esses recursos incluem:
    Complexidade irredutível é a alegação de que alguns sistemas são tão complexos que não podem ter evoluído de sistemas mais simples. Ele é usado pelos defensores do design inteligente para argumentar que a evolução por seleção natural por si só é incompleta ou defeituosa, e que algum mecanismo adicional (um “Designer Inteligente”) é necessário para explicar as origens da vida.
    Complexidade especificada é a alegação de que quando algo é simultaneamente complexo e especificado, pode-se inferir que ele foi produzido por uma causa inteligente (isto é, que ele foi projetado) em vez de ser o resultado de processos naturais.

    Faz-se sim necessário buscar a realidade, não importando o meio, já que o mundo, no geral, não suporta mais a vida ilusória impostas pelas religiões. Há, contudo, uma rivalidade entre pseudociência e ciência para chegar-se às verdades, a ciência já provou como a terra é já a pseudociência continua na probabilidade, tem-se então que a ciência mostra o que pode comprovar e a pseudociência?

    Leia mais na Web, aprofunde conhecimentos, em:

    http://www.adorofisica.com.br/trabalhos/ciencia_e_ps/previsoes1.html

    http://www.adorofisica.com.br/trabalhos/ciencia_e_ps/index.html

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Charlatanismo

    O Dicionário Cético – coleção de trabalhos críticos de casos que são considerados pseudocientíficos. (versão em português do The Skeptic’s Dictionary)* Crank.net: Science (em inglês)

    James Randi Educational Foundation (em inglês) – organização que investiga e tenta verificar casos que parecem contradizer a ciência estabelecida. Usando condições de experiência controladas, a JREF ainda não encontrou evidências de nada inexplicável para a ciência estabelecida.

    Como falar com Deus, por telefone?
    http://www.novolhar.com.br/noticia_edicoes.php?ass=bau&id=5555

    • Antonio Leite:

      Homero,
      Bom texto sobre charlatanismo e pseudociência. Bom e necessário! Chamar a atenção para as pseudociências e para o perigo das crendices é tarefa de responsabilidade para todos nós. Agradeço quando alguém envia ou elabora um texto abrangente sobre tópicos fundamentais acerca da ciência ou da religião. Quero lembrar, no entanto, que a “Ciência” inúmeras vezes se apresenta ideologizada, carregando as marcas de seus produtores/custeadores. A Ciência se apequena, perde compreensão por desejo de lucro. O modelo econômico ocidental, por exemplo, determinou os rumos das ciências médicas tornando-as submissas às indústrias farmacêuticas e às tecnologias de diagnóstico. Com isso, a tarefa essencial da medicina — sustentar a saúde — passou a ser tratar de doenças. Não vou me alongar mas é preciso muito cuidado com a ciência e os cientistas. Tal como os religiosos, eles também descambam, muitas vezes, para a ação desconectada dos outros seres vivos, ou da totalidade do organismo.Constroem ciências voltadas para a solução “lucrativa” dos senhores da indústria.
      Por isso talvez que Universidades têm pouco compromisso com a validação social de suas conclusões científicas. A chamada extensão. Convivem lado a lado com esgotos lançados em rios, montanhas de lixo etc
      Longe de mim negar a importância do desenvolvimento científico como um todo. Ai de nós sem as pesquisas científicas. Aqui não me refiro às religiões porque o que elas se propõem não passa pela racionalidade; passa por hegemonia de grupos, fé, comportamento de rebanho, busca de diminuir o sofrimento humano, justiça e…imensa manipulação!

  • Livre Pensador:

    O QUE É VIVER FILOSOFICAMENTE ?
    Autor: Erick Fishuk

    Uma vida guiada pelo espírito filosófico, a alternativa mais saudável, moderna e inteligente para acompanhar a complexidade dos dias de hoje consiste em três atitudes básicas que se conseguem apenas com muito esforço e que não são compatíveis com soluções messiânicas ou “mágicas”.

    A primeira é dispor-se ao conhecimento de como funciona o mundo. A segunda é encontrar propósitos pelos quais se possa viver e objetivos que se busque alcançar, ainda que não sejam realizáveis num prazo curto. E a terceira é engajar-se num projeto político de transformação da sociedade utilizando-se do máximo possível de competência e instrumental disponíveis.

    Tais pontos, nessa ordem, levam uns aos outros e não são realizáveis isoladamente.
    Os saberes a respeito da natureza e do meio social sempre foram, no que tinham de mais eficaz e essencial, ocultados à maior parte da população por castas fechadas e dificilmente acessíveis que sabiam do potencial revelador e sublevador desses conteúdos.

    A lenda bíblica da “árvore do conhecimento do bem e do mal” exemplifica bem essa mentalidade: as pessoas comuns não podem conhecer o que os poderosos conhecem, senão, lhes seriam proporcionadas as condições materiais e morais para a exigência de sua libertação e autonomia de ação e de reflexão. Assim, compreende-se que a importância de descobrir os segredos da mecânica da vida natural e humana é prover a consciência de informações que lhe permitam fazer julgamentos ponderados e empiricamente baseados e tirá-la da ignorância a respeito do que a influencia e cerca.

    Só se pode alcançar isso com estudos, observações e leituras muito disciplinados e não por meio da “iluminação”, dos conteúdos prontos em nossas cabeças por pessoas ou entes superiores; afinal, o sujeito do processo de conhecimento sempre é um ser humano.
    Adquirido um arcabouço intelectual básico, pode-se começar a delinear independentemente metas e motivações que sirvam de guia para a existência; afinal, a principal condição de humanidade é encontrar um porquê para a vida, já que o cérebro humano não se limita a seguir funções biológicas instintivas, mas transcende-as e, além de produzir seus próprios meios de subsistência, também procura, como animal inatamente inconformado, influir nos acontecimentos que o atingem, abstraindo-os e manipulando essas abstrações. Tal é o funcionamento da cultura e de todas as suas subdivisões, como a língua oral ou escrita, a arte, os rituais sobrenaturais, a vestimenta, a música, os preceitos de convivência e outras manifestações.

    Por isso se diz que a religião tem como função dar um sentido ao existir; mas, como afirmou Sartre, todas as ideologias são revolucionárias quando nascem e reacionárias quando se consolidam, e a fraternidade espiritual deu lugar ao abuso de poder e ao fim das discussões por meio da imposição dogmática. E aí a filosofia encontra seu papel: dar orientações éticas renováveis e adaptáveis à marcha do progresso e ao surgimento de novos problemas.

    Contudo, as aspirações não têm razão de ser se não se cogita colocá-las em prática, ou seja, buscar a modificação das estruturas políticas, sociais, econômicas e culturais conforme padrões de pensamento mais modernos e confortáveis. Obviamente são as necessidades reais que condicionam as ideias de uma época ou de um lugar, e por isso mesmo, estas devem voltar ao mundo objetivo e cumprir a função para a qual foram criadas. As ondas de mudança são inexoráveis, e o pensamento conservador, buscando manter as estruturas de dominação e privilégio, inculca à maioria da população o conformismo com a situação presente para que ela aguarde a verdadeira felicidade de um vindouro “paraíso” ou “época de ouro” após a morte ou num futuro distante.
    A verdade é que a luta por uma sobrevivência melhor não pode ser adiada, pertence ao aqui e agora, e exige que todos usem maximamente suas capacidades, inteligência, energia e força. Tal disposição só pode ser tornada uma “segunda natureza” por meio de prática e tirocínio incessantes, e é impossível, como se sabe, levar a cabo essa empreitada se não se domina o cabedal técnico e lógico legado pelos antepassados, o que, em um ciclo, faz o retorno ao primeiro ato da vivência filosófica.
    Os cidadãos comuns, em especial os brasileiros, estão acostumados por motivos culturais e imposições sócio-políticas a esperar que as soluções para seus tormentos e as respostas para as indagações que lhes são feitas, além de prontas, apareçam “caídas do céu”, o que mina o desenvolvimento do fôlego para a pesquisa e da criatividade e inteligência para a criação própria.
    É essa lacuna histórica que uma difusão maior da filosofia precisa suprir na educação e nas relações públicas, a fim de acabar com as superstições infundadas e encorajar cada um a tomar seu destino em suas próprias mãos.

    Fonte:
    http://sociedaderacionalista.org/

  • Jorginho:

    Interessante como vcs expõe suas tentativas de negar um Design ou mesmo Criador Universal!

    O prêmio de Um milhão existe há muito tempo,sim.
    Agora,ao menos vc já leio suas cláusulas?
    Se não leio, aconselho ler!

    Além disso, a verdadeira paranormalidade acontece de forma Involuntária.
    Se esses fenômenos(reais e raros) fossem algo simples, já teríamos largado mão da nossa tecnologia e partido em busca de respostas por essa diretriz.
    Temos muitos fatos paranormais… E quem fazem vista grossa ou esperam encontrar um super homem voador e com forças sobrenaturais, colocando Sansão abaixo de seus sapatos, vai ter decepção…
    E não digo isso falando de Prêmios…
    Quem tem o dom, não expõe por motivos materiais ou por sensacionalismo… Não depende unicamente de suas vontades. Se dependesse, certamente já teriam usado esse meio para apresentar à mídia.

    Não vejo a paranormalidade como objeto de destaque…
    Por mais que haja fraudes e na maioria são; não podemos negar a existência de casos reais e inexplicáveis, como será apresentada pelos links que vos apresento.

    Em suma,na nossa questão, peço que responda por base racional que o Universo tenha surgido sem uma ação primária e Como podem declarar algo que nem mesmo a Ciência Ousa opinar de forma tão absoluta, como alguns de vcs ateus fazem? Nós, Crentes (Agnóstico e por aí…) Temos o conceito da raiz.
    Que estamos aqui por algum motivo… e estamos convicto que há uma razão racional pra isso.
    Temos certeza que há um existencialismo além do que conhecemos.
    Estamos envolta de grandes mistérios… Largue mão de prepotência, pois não é com essa proposta de um milhão que ganharão a causa. Mesmo porque não encaro esse debate como prêmio. Mas, que cada coisa seja colocada no seu devido lugar.

    Acreditamos que a vida é a consciência do existencialismo e ela não está sujeito ao físico para se manifestar. Se fosse uma questão de provar, já teriam manifestado de forma evidente ao ponto que nem Thomé viesse duvidar.

    E se ainda não revelou, certamente seja para não ser revelado, ao menos por enquanto… E segue as pesquisas…e não duvido que brevemente teremos conclusões claras no que tange o assunto.
    Tive algumas experiências no campo espiritual tempos atrás… e, sempre tive intenção de explorar esse campo… Mas, como deve saber, esse caminho de pesquisa não é de interesse governamental e muito menos rende benefício($). Outro caso curioso é que a Ciência prefere Calar que confrontar com o Vaticano quando esse diz que “Aquilo foi um milagre Oficializado” em nome de “n” santos!

    Além disso, Não conheço nenhuma literatura oficializada e científica desmentindo o que chamam de milagres! Também não lembro ter colocado a paranormalidade como ponto chave de meus argumentos. Entretanto, deixarei alguns doc. paranormal para que possa refletir ou mesmo tentar explicar tais eventos inexplicáveis no campo metafísico no mundo físico como desejar e Segue os links:
    http://www.youtube.com/watch?v=DNk5MsejGBE&feature=related

    http://www.youtube.com/watch?v=hrSyrm5VsCE&feature=related

    Chegue à conclusão que quiser… É um direito seu. Mas, vale apena assistir todos os blocos.

    E também não menos importante:

    http://www.youtube.com/watch?v=0osxhm1Se-c&feature=related

    São tantas que me limito expô-as mesmo porque não sou muito chegado a links para passar minhas idéias. Mas vamos mais um link para vossas reflexões:

    http://www.youtube.com/watch?v=T2qWXyDUA-M&feature=related

    http://www.youtube.com/watch?v=ylFmJZL_tiA&feature=related
    http://www.youtube.com/watch?v=q_c4TAPr4YU&feature=related

    Meu nobre Livre Pensador, não simplifique demais a vida!
    Não conhecemos 1% de nossa mente.

    Mostre-me onde o ateísmo tem razão!
    Tenha seus próprios argumentos… e não se deixe levar por meras rotulagens.
    Mostre-me uma razão para Ser Ateu!
    Mostre-me uma razão para acreditar que tudo tenha Sido originado de forma inexplicável e através de algo sem princípio e sem necessidade de um Design.

    Faça um resumo da razão de vossa descrença.

    Atm.

  • Homero:

    Resposta para Vera ,

    O DIABO FUNCIONÁRIO DE DEUS

    INFERNO “parece” ser coisa séria, pois todas as religiões têm o seu. Para os antigos gregos, ele era tártaro.

    Se a versão pagã é controversa, a cristã não deixa dúvidas: o Diabo é do mal. Conforme o texto bíblico, o Diabo é um anjo, um querubim ungido que, movido pela soberba, se revoltou contra Deus. Derrotado, foi banido do Céu dos Céus, junto com os que seguiram em sua rebelião, que viraram os demônios. Na Bíblia, o nome pessoal do Diabo é Satanás, derivado do hebraico “satan”, que significa adversário. e qualquer forma.

    A descrição da morada do capeta, a idéia de inferno existe em todas as religiões. A descrição mais vivida do INFERNO talvez seja a de Dante Alighiere no clássico “ A Divina Comédia”, de 1321. O “Inferno de Dante”, como ficou conhecido, é composto de 9 círculos.
    O 1º destina-se a cristãos não batizados e pagãos virtuosos (aqueles que não tiveram “a sorte de aceitar o cristianismo em vida).Abaixo dele, há círculos para adúlteros , glutões, avarentos e preguiçosos. A coisa começa a esquentar, literalmente no 6º círculo, o dos heréticos. O 7º círculo, reservado aos violentos, é terrível: suas vítimas são banhadas, num rio de sangue fervente. No 8º, para fraudadores, o “pecador” fica imerso num mar de excrementos. E o último é gelado, surpreendentemente gelado, Nele ficam os traidores – a escória da escória humana (todos q o seu deus criou).

    Até o início do século 18, a oração de Pai-Nosso dizia “livrai-nos do Demônio”. Hoje os católicos pedem simplesmente que Deus os livre “do mal”, mas isso não quer dizer que a existência do Diabo tenha sido totalmente abolida das encíclicas papais. Já a presença de LÚCIFER no Inferno, torturando almas de pecadores, é uma criação da literatura cristã medieval, pois a Bíblia diz que o Diabo anda solto pelo mundo. A “difamação” começou lá atrás, nos primeiros séculos do cristianismo, por “obra” de patriarcas da Igreja como São Jerônimo.

    No Judaísmo, a Torá afirma várias vezes que foi Deus quem criou o bem e o mal. Para o pesquisador americano Henry Ansgar Kelly, a Bíblia “revela” que o demônio era uma espécie de “EMPREGADO DE DEUS” – uma entidade moralmente correta, encarregada de PERSEGUIR E ACUSAR OS PECADORES. No século 2, porém, os pais da Igreja, ao interpretar o episódio mítico bíblico de ADÃO e EVA no jardim do Éden, associaram no à imagem da traiçoeira serpente “falante”. A partir daí, ELE foi transformado em inimigo de deus, até virar a representação máxima do mal. A Bíblia conta que Jesus expurgou do corpo de Madalena “sete demônios”.

    E HOJE, qual o papel do “príncipe deste mundo” (João 12.31) e “pai da mentira” (João 8.44)? Desde o Iluminismo, ele deixou de ser uma entidade e passou a ser interpretado como o lado obscuro de cada um. Estou convencido de que o termo “abuso infantil” não é exagero quando usado para descrever o que os professores de religião e padres estão fazendo com crianças que incentivam a acreditar em coisas como a punição de pecados mortais inconfessos num inferno eterno. E muitas vezes nos adultos, o medo do fogo do inferno pode ser muito real, mesmo entre pessoas em princípios racionais. Como é tão improvável, precisa ser anunciado como muitíssimo assustador, para compensar a sua implausibilidade, e reter algum poder de dissuasão. É`estranho, não é?

    E há também a Bíblia Satânica. Essa eclética coleção de ensaios, comentários e rituais básicos do satanismo é best seller desde que foi lançada em 1969 pelo malucão americano Anton Szandor LaVey. Os teólogos a consideram uma brincadeira do mal (ou mau gosto).

    O matemático Gildo Magalhães comanda na Faculdade de História da USP um curso sobre ideologia nas ciências. Ele aponta que, na cultura européia, o misticismo e a bruxaria já andaram próximos dos cientistas. Pesquisas anatômicas feitas com cadáveres, por exemplo, eram facilmente identificadas com feitiços.
    Médicos na Idade Média poderiam ser presos e acusados de práticas demoníacas, conforme seus métodos curativos fossem muito ruins ou, paradoxalmente, bons demais para serem aceitos por crenças obscurantistas.
    Na Renascença, houve uma fusão de teorias esotéricas da Antiguidade, como o “Corpo Hermético”, atribuído a Hermes Trimegisto, com experimentos de cunho científico: era a alquimia, que serviria de base para a química moderna. Um notável exemplo dessa mistura é o alquimista, médico, astrólogo e ocultista Paracelso, cujas pesquisas a ciência bem pôde aproveitar.
    Mas esses progressos eram vistos com suspeita pela Igreja. “Alguns cientistas eram associados com o Demônio, heresiarcas sempre sujeitos às tentações que o diabo fez a Cristo no deserto”, diz Gildo Magalhães.
    Não causa espanto que figuras fundamentais como Kepler e Descartes tenham causado suspeitas entre doutores da Igreja. O alemão Goethe, que além de escritor e poeta romântico era homem de ciência, mostra essa conexão intelectual em seu “Fausto”. Na peça, um cientista tentado pelo demônio troca o árduo caminho das pesquisas pelas facilidades de dinheiro, poder e rejuvenescimento – uma fábula que encontra vários exemplos paralelos na história da ciência.

    No entender de Gildo Magalhães, o perigo do MISTICISMO é que ele não pode se adequar ao uso da razão. “Pelo menos desde o Iluminismo, só a razão pode criticar a razão, que é o que a ciência tenta fazer”, diz. Por esse motivo, há cientistas que esconjuram o ocultismo, como Carl Sagan em seu livro “O Mundo Assombrado por Demônios”. Por outro lado, muitos consideram o evolucionismo, mesmo o não-darwiniano, coisa do Capeta.

    Darwin já ensinou: QUEM NÃO SE ADAPTA, SE EXTINGUE”.

    Vá fundo
    Para ler:
    • “Satã: uma Biografia”, Henry Ansgar Kelly. Ed. Globo. 2007
    • “A História do Diabo”, Vilem Flusser. Annablume. 2005

    “Diem ultimam non quasi poenam, sed quasi naturae legem aspice.”
    Considera o teu último dia não como um castigo, mas como uma lei da natureza.

  • Livre Pensador:

    Jesus Cristo: Lunático, Mentiroso ou Senhor?

    Qual Deus ?

    Enquanto Jesus caminhava pela face da terra há aproximadamente dois milênios, a humanidade se dividia em três grupos com diferentes visões sobre ele. Alguns estavam convencidos de que Jesus era o Filho de Deus e então dirigiam-se a ele como “meu Senhor e meu Deus” (João 20:28). Outros consideravam as afirmações e ações de Jesus como atos de blasfêmia e “. . . procuravam matá-lo porque . . . dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus” (João 5:18). Porém um terceiro grupo pensava que Jesus era insano e deveria ser ignorado (João 10:20).

    Muitos chamados “Cristãos” da atualidade tentam adotar uma posição de compromisso e alegam que Jesus foi um homem bom – que foi até um homem perfeíto – porém não era Deus. Considerações cuidadosas das afirmações e ações de Jesus, entretanto, excluem esta conclusão. As únicas possíveis explicações sobre Jesus são as três que foram propostas no primeiro século.
    As Possibilidades:

    1. Jesus é quem alegou ser, o Filho de Deus. Deus é um, mas é também três, o Pai, o Filho e o Espírito Santo. ( e o Diabo uma espécie de empregado de Deusa, mais um concorrente à altura). O que significa isso? Mas como Deus podia ser seu próprio Filho? Em que sentido Jesus era homem e também Deus? ou

    2. Ele era louco e erroneamente se julgava Divino, ou

    3. Ele foi o maior mentiroso que já existiu(se é q existiu).

    Consideremos as possibilidades na luz das ações e afirmações de Jesus.

    As Afirmações de Jesus
    Jesus não fez nenhuma tentativa de esconder suas afirmações de Divindade. Ele repetidamente afirmou que era o Filho de Deus (João 9:35-38; Mateus 16:16-20; etc).
    A própria linguagem atribuídas a Jesus não deixou dúvidas, conforme ele aplicou a descrição “Eu Sou” para si próprio (João 8:24-58; veja Êxodo 3:13-14).
    Jesus claramente afirmou ser Deus!

    O que faremos com as afirmações de Jesus?
    Se elas sáo verdadeiras, então Jesus é Divino. Se elas são falsas, então Jesus intencionalmente mentiu e foi assim um terrível farsante, ou ele era louco e foi iludido por si próprio a acreditar e antecipar o mito de sua própria Divindade. Não podemos considerar suas afirmações e menosprezá-lo como meramente um homem bom ou perfeito. Ou ele é um lúnatico, ou um mentiroso, ou o Senhor de todos!

    Afirmações indiretas

    Há muitas coisas que Jesus fez que somente Deus é capaz de fazer. Jesus perdoou os pecados dos homens, mas somente Deus pode perdoar pecados (veja Marcos 2:1-12; Lucas 7:36-50).

    Ele afirmou ser capaz de dar vida (João 5:21; 10:28; 17;2) e de julgar o mundo (Mateus 7:23; 16:27; 25:31-46; João 5:22-27), habilidades que pertencem exclusivamente a Deus.

    Jesus criou o mundo (João 1:1-3, 10) e o sustém (Colossenses 1:17).

    Tudo isso o põe sem dúvida na categoria de Deus.

    Jesus ensinou que vê-lo era ver o Pai (João 12:45; 14:9), que crer nele era crer no Pai (João 12:44) e que conhecê-lo era conhecer o Pai (João 8:19; 14:7). Ele disse que quem o recebe, recebe o Pai (Marcos 9:37); que quem o honra, honra o Pai (João 5:23); mas quem o rejeita e o odeia, rejeita e odeia o Pai (Lucas 10:16; João 15:23). Qual mero homem, qual arcanjo poderia fazer afirmações como essas?

    O que Jesus disse refletia a noção da sua própria importância.
    Ele nos ensinou a perder a vida por amor a ele (Lucas 9:24) e amá-lo mais que ao pai, à mãe, à esposa, aos filhos e à própria vida (Mateus 10:37; Lucas 14:26).

    Fazendo uso de uma metáfora ousada, Jesus disse que devemos comer a sua carne e beber o seu sangue para que possamos ter vida (João 6:51-58).
    Ele afirmou ser capaz de dar vida (João 5:21; 10:28; 17;2) e de julgar o mundo (Mateus 7:23; 16:27; 25:31-46; João 5:22-27), habilidades que pertencem exclusivamente a Deus. Jesus criou o mundo (João 1:1-3, 10) e o sustém (Colossenses 1:17).

    Vários grupos negam a absoluta divindade de Cristo.

    Os Testemunhas de Jeová, por exemplo, negam que Jesus seja Deus com d maiúsculo. Segundo eles, ele é um deus, um arcanjo muito elevado, mas não é igual a Deus Pai. Os teólogos modernos muitas vezes ensinam que Jesus era um grande homem, um mestre maravilhoso e um grande profeta , mas não Deus na verdade. A Bíblia ensina que Jesus é Deus.

    Ou Jesus era um egoista arrogante, ou era Deus. Diante de suas afirmações ousadas, não há meio-termo.

    As ações de Jesus na terra foram inteiramente consistentes em relação às suas afirmações de Divindade. Ele atuou, sem se justificar, como Deus encarnado! Ele proclamou a habilidade de perdoar os pecados (Mateus 9:2-6). Os judeus sabiam que qualquer mero homem que fizesse tal afirmação era um blasfemador.
    Jesus também aceitou adoração dos humanos, depois de dizer sem dúvida que adoração pertence somente a Deus (Mateus 4:10; 8:2; 9:18; João 9:38). Nas ações de Jesus ele afirmava ser Deus. Quando a meros homens ou anjos foram oferecidos tal adoração, eles apressavam-se à proibi-la (Atos 10:25-26; Apocalipse 22:8-9).

    O que faremos com as ações de Jesus?

    Se ele foi um mero homem, certamente os judeus estavam certos em acusá-lo de blasfemar, por ter se apresentado como Deus. Não podemos atribuir suas ações a um simples homem e considerá-lo bom e perfeito. Jesus foi o Senhor, que afirmou ser, ou ele foi um mentiroso, ou um lunático.

    Numa época em que a dúvida e a descrença estão em alta, toda pessoa que “deseja” seguir Jesus precisa cuidadosamente considerar o caso atribuído para com a Divindade de Cristo.

    A QUESTÃO DA VIRGINDADE DE MARIA é outro paradoxo da doutrina cristã é questionado por ser implaussível.. É sabido ser impossível a mulher virgem parir seu filho. É impossivel crer e tornar possível que Deus, “criador do céu e da terra”, possa ter engravidado uma virgem através da mágica do Espírito Santo, tendo realizado a primeira inseminação artificial (como tambem a primeira clonagem – Eva da costela de Adão)).

    MAS POR QUE ACREDITAR NISSO?

    E por que não acreditar que Zeus possa ter parido Dionísio de sua própria coxa? E o semideus grego Perseu nasceu quando o deus Júpiter visitou a virgem Danae na forma de um banho de ouro e a engravidou. Afinal, o que faz com que, aos monoteístas, a mitologia grega seja tratada como mito enquanto seus próprios mitos sejam aceitos como verdades?O deus Buda nasceu através de uma abertura ao lado do corpo de sua mãe. Gêngis Khan nasceu como? Krishna nasceu da virgem Devaka. Hórus nasceu da virgem Ísis. Mercúrio nasceu da virgem Maia. Rômulo nasceu da virgem Rhea Silvia.
    Por que precisam acreditar nisso? Caso comum uma crença diferente feita por um deus diferente a pessoas diferentes.

    Onde encontram justificativas?
    Pois, a resposta se encontra na infância.

    As crianças cristãs aprendem uma história, sutilmente compilada, que extrai os traços mais interessantes de cada Evangelho e os une num único conto bem elaborado, que nunca foi escrito.

    Ocorre que os MITOS não são de exclusividade dos povos pagãos e cristãos, porque judeus e muçulmanos também os cultivam. Deus teria revelado os Dez Mandamentos a Moisés e Maomé teria subido ao Céu montando um cavalo num cavalo místico alado. Sem qualquer exceção, os credos monoteístas estão calcados em MITOS com roupagem de dogmas.

    Mas, qual a diferença?

    DOGMA: ponto fundamental de uma doutrina religiosa, apresentado como certo e indiscustível, cuja verdade se espera que as pessoas aceitem sem questionar.

    MITO: representação de fatos e/ou personagens históricos, frequentemente deformados, amplificados através do imaginário coletivo e de longas tradições orais ou escritas.

    MONOTEÍSMO: doutrina religiosa que defende a existência de uma única divindade; culto ou adoração de um único deus.

    Dizem os momnoteístas que o deus no qual acreditam é o mesmo que todos os monoteístas acreditam, mas que cada um cultua a seu modo. è quando surgem os problemas, porque cada um entende que sua forma de adoração é a correta, estando todas as demais errados.

    Que julguem como quiserem, MAS O FATO de haver divergências entre as formas de adoração e submissão, a ponto de provocar guerras religiosas, deve ser uma função de diferentes deuses.
    No Islamismo, não há outro Deus senão Alá o criador de tudo (inclusive do bem e do mal) a quem todos devem se submeter e que Maomé( q existiu e tem uma história vereficavel) é seu profeta, o último e mais exemplar de todos.
    O Alcorão é a palavra de Deus, revelada ao profeta Maomé pelo anjo Gabriel.

    É FÁCIL CONCLUIR, portanto, que um só deus não aprovaria que, em seu nome, cristãos matassem judeus, seus filhos de fé, ao mesmo tempo em que não aprovaria que judeus matassem muçulmanos, seus filhos de fé, e que tampouco aprovaria que muçulmanos matassem cristãos, seus filhos de fé.
    Deus também não aprovaria que judeus matassem judeus, cristãos matassem cristãos e muçulmanos matassem muçulmanos, todos seus filhos de fé, tudo em seu nome.

    QUE TIPO DE DEUS ÚNICO É ESSE que mais parece colaborar com o politeísmo?
    Resta indagara quem Deus entregou o dom da verdade.
    Por que jamais revelou ao mundoquem está no comando e com a razão?
    O mundo sempre sempre foi e será um complexo de culturas diferentes politeístas, discordantes entre si. O sentido monoteísta não faz sentido.
    Mito por dogma, dogma por mito, prefiro nenhum.
    “espíritos” diante dos mistérios, sofrimento e adversidades da vida. Há quem diga que Deus é o Papai Noel dos adultos.

    Pois, se cada credo cria seu próprio conceito de divino com crendices,fantasias, é justo concluir que deus é criação dos homens!

    Afirmações desse tipo explicam por que muita gente decide trocar livros de religião pelos de filosofia, que tentam encontrar um caminho para a paz interior por meio da razão. Um exemplo desse fenômeno é o best seller Aprender a Viver do filósofo Luc Ferry. Para ele a família é a única entidade sagrada na sociedade moderna – a única pela coisa pela qual alguém ainda arriscaria a sua vida.Quanto mais moderna se torna uma sociedade, menos ela precisa de religiões.

    Eu não sou ignorante para perceber isso, e ainda que fosse, antes um ignorante livre, que um acéfalo a repetir tolices! deus me livre!

  • Livre Pensador:

    Jorginho,

    É fácil ganhar UM MILHÃO
    Desafio paranormal de US$ 1.000.000 de Randi e outros.

    JAMES RANDI, também conhecido como O Espetacular Randi, mágico e autor de várias obras céticas a respeito de alegações paranormais, sobrenaturais e pseudo-científicas, vem oferecendo, há cerca de dez anos, “um prêmio de um milhão de dólares para qualquer um que possa demonstrar, sob condições de observação adequadas, evidências de qualquer poder paranormal, sobrenatural ou oculto”.

    Suas regras não vão muito além daquilo que qualquer cientista razoável exigiria. Se você for um entortador mental de colheres, não poderá usar seus próprios talheres. Se pretender enxergar auras, terá que fazê-lo sob condições controladas. Se for realizar a visão remota, não terá crédito por se aproximar do acerto de forma vaga. Se for demonstrar seus poderes de radiestesia, prepare-se para ser testado sob condições controladas. Se for fazer cirurgias psíquicas ou apresentar estigmas, terá de fazê-lo com câmeras observando cada movimento.

    Em janeiro de 2007, Randi anunciou uma mudança importante nas regras:
    A partir de 2007, passaremos a exigir duas qualificações importantes de todos os que desejarem candidatar-se. Em primeiro lugar, qualquer candidato deverá ter expressão na mídia. Com isso, queremos dizer que deverá haver algum reconhecimento por parte da mídia – uma entrevista na televisão, menção em jornal, algo escrito na imprensa, ou uma referência em livro, que forneça detalhes das alegadas habilidades do candidato…. A segunda exigência é que o candidato deverá fornecer um endosso de natureza acadêmica. Isto significa algum tipo de validação feita por um acadêmico adequadamente qualificado….

    Assim que essas qualificações forem oferecidas, nós as verificaremos, solicitando validações. Solicitaremos que as autoridades citadas confirmem que fizeram tal declaração sobre o candidato, ou que sustentam tal opinião, e que ainda assumem tal opinião. A simples declaração por parte do candidato não será aceita.
    É possível que dispensemos a exigência de um teste preliminar, assim que essas duas qualificações tenham sido validadas. Neste caso, estaremos dispostos a passar diretamente para a segunda fase: o teste formal. *

    Outra mudança importante no desafio de um milhão de dólares é que a JREF planeja:
    Regularmente e oficialmente chamar a atenção para pessoas bem conhecidas da área e desafiá-las diretamente e nominalmente. Os desafiados terão, então, um prazo de seis meses para responder. Durante esse período, a JREF irá amplamente divulgar o fato de que o desafio foi feito. Enviaremos anúncios à imprensa sobre o assunto e pediremos com freqüência que os desafiados respondam. A idéia é iniciarmos desafiando formalmente Uri Geller, James Van Praagh, Sylvia Browne, e John Edward, em 1º de abril.
    Em janeiro de 2008, a JREF anunciou que a oferta do prêmio de um milhão de dólares será encerrada em 2010.

    HÁ OUTROS que oferecem prêmios para qualquer um que possa demonstrar poderes paranormais. Depois de receber o milhão de dólares de Randi, os paranormais bem-sucedidos podem ir à Índia e fazer contato com B. Premanand, que se dispõe a pagar 100.000 rúpias “a qualquer pessoa ou pessoas que demonstrem qualquer capacidade psíquica, sobrenatural ou paranormal de qualquer tipo, sob condições de observação satisfatórias.” Além disso, “Prabir Ghosh pagará 2.000.000 de rúpias a qualquer um que alegue possuir poderes paranormais e que o prove sem recorrer a nenhum truque, na localidade especificada por Prabir Ghosh.”

    Os Céticos Australianos oferecem 100.000 dólares da Austrália, sendo 80.000 para o paranormal, e 20.000 para qualquer um “que indique uma pessoa que tenha sucesso no Desafio dos Céticos Australianos”. Se você indicar a si mesmo e for bem sucedido, ganha os cem mil inteiros.

    A Associação para a Investigação Cética (ASKE), organização cética do Reino Unido, oferece 12.000 libras por provas de poderes paranormais.

    O Grupo Investigações Independentes “oferece um prêmio de US$ 50.000 para qualquer um que possa demonstrar, sob condições de observação adequadas, evidências de qualquer evento ou poder oculto, paranormal ou sobrenatural”.

    Os Céticos do Norte do Texas oferecem US$ 12.000 para qualquer pessoa que possa demonstrar qualquer capacidade ou poder paranormal ou psíquico sob condições de observação cientificamente válidas.

    Os Céticos de Quebec oferecem US$ 10.000 a qualquer astrólogo que consiga demonstrar sua arte de acordo com um experimento científico formal.

    Os Céticos da Baía de Tampa oferecem US$ 1.000 a qualquer um que possa demonstrar qualquer fenômeno paranormal sob condições de observação de comum acordo.

    Um grupo da Nova Zelândia que se auto-denomina “Imortalidade” está oferecendo um prêmio de $NZ 2.000.000 para qualquer um “que possa apresentar uma capacidade paranormal real, sob condições controladas”. Um milhão irá para o candidato bem sucedido, e o outro para a instituição de caridade de sua escolha.

    Concluindo, o mágico Chris Angel ofereceu US$ 1.000.000 do próprio bolso a Uri Geller e Callahan se eles pudessem determinar, de forma paranormal, o conteúdo de um envelope que ele tinha nas mãos. A oferta foi uma resposta à alegação de Callahan de que sua performance num truque em um programa de TV chamado “Phenomenon” [Fenômeno] tinha sido auxiliada pela orientação de espíritos.

    A oferta de prêmios em dinheiro como incentivo para que assim denominados paranormais, a revista Scientific American ofereceu dois prêmios de US$ 2.500, um para a primeira pessoa que pudesse apresentar uma fotografia espiritual autêntica, sob condições de teste, e outro provassem suas alegações não é nova. Em 1922, a revista para o primeiro médium que apresentasse uma “manifestação psíquica visível” autêntica (Christopher 1975: 180). Houdini, o médico mais destacado da época, era membro da comissão de investigação. Ninguém ganhou os prêmios.

    A primeira a anunciar que estava pronta para ser testada foi Elizabeth Allen Tomson, mas depois que foi pega com 180 metros de gaze presa com fita à virilha, com flores sob os seios e com uma cobra na axila, nunca foi formalmente testada (Christopher 1975: 188). A honra de ser o primeiro médium testado pela equipe da Scientific American coube a George Valiantine. Ele não sabia que a cadeira em que se sentava durante a sessão, numa sala completamente escura, havia sido ligada a fios, de forma a acender um sinal numa sala ao lado toda vez que deixasse o assento. Curiosamente, fenômenos como uma voz vinda de um trompete que flutuava pela sala aconteciam somente nos exatos momentos em que o sinal acendia.

    A Reverenda Josie K. Stewart também não conseguiu produzir mensagens manuscritas de pessoas mortas, trazidas a ela por seu guia espiritual Effie. Os membros da comissão marcaram suas cartas e ela fracassou três vezes antes de declarar sucesso na quarta tentativa. Mas, como as mensagens que produziu não estavam nas cartas que haviam sido fornecidas pela comissão da Scientific American, determinou-se que ela havia tentado tapeá-los! Que surpresa!

    Na década de 1930, Hugo Gernsback ofereceu um prêmio de US$ 6.000 para qualquer astrólogo que pudesse prever com precisão três eventos importantes em um ano. Nunca teve de pagar um centavo a ninguém. *

    Alguém poderia pensar que, após mais de 150 anos de testes científicos de paranormais, deveria haver ao menos um que pudesse demonstrar um único poder psíquico sob condições de teste. O parapsicólogo Dean Radin alega que as evidências de fenômenos paranormais são tão fortes que somente a tendenciosidade o preconceito evitam que os céticos aceitem que a PES ou a psicocinese sejam reais. Por que, então, ele não reivindica o prêmio de um milhão de dólares? Segundo Randi:
    Para o tipo de efeito observado em laboratório, mesmo um prêmio de um milhão de dólares não cobriria os custos de se conduzir os experimentos necessários. Assumindo-se que precisaríamos mostrar probabilidades de, digamos, 100 milhões para 1 para ganhar um prêmio de um milhão, quando se calcula quantas tentativas repetidas, participantes selecionados, múltiplos experimentadores e observadores céticos são necessários para se obter esse resultado, os custos combinados mostram-se maiores que o prêmio. Assim, sob uma perspectiva puramente pragmática, os vários prêmios oferecidos até agora não são suficientemente incentivadores. (Randi 2006: 291)

    O FATO É QUE a maioria dos parapsicólogos desistiu de tentar encontrar uma única pessoa com uma única capacidade paranormal. Agora estudam grupos de pessoas e coletam montanhas de dados, esperando encontrar algum resultado que provavelmente não seja devido ao acaso, o que então declaram ser evidência de psi, segundo sua hipótese de que se não é provável que o resultado seja devido ao acaso, então é razoável concluir que se deva a psi. Em outras palavras, deixaram de ser tapeados por vigaristas para ser tapeados por si mesmos.

    Clique aqui para ver um vídeo de Randino Iou Tub desmascarando Geller e Popoff em “Segredos dos Paranormais” do programa NOVA

  • Jorginho:

    Pois é Sr. Antonio Leite, concordo mais uma vez contigo.

    Também é interessante que pudéssemos trocar informações de maneira objetiva, passando por elas de forma seguinte e nunca “desviar” argumentos sem objetividade.

    Ou finalizar esse tópico de forma amigável: “somos todos irmandades; nascido da mesma fonte, independente o que seja nossa realidade”.

    Gostaria(clamo desde início)em ler a razão de Não crer que Toda Ação Exige uma Força Primária… E, que provasse metodicamente: ” Tudo existe sem razão e que ”somos criaturas criadas sem um Design”.

    Quando tentam responder, apelam por ataques aos religiosos… Esquecem que, se Não existisse religião;ainda sim não poderiam dizer que “tudo” nasceu do “nada”. Portanto, Religião não é relevante em razão de não depender dala para Sua Existência.

    Peço-lhes que tente explicar, “Sem origem” uma ação responsável por todos os eventos de leis e causa… e que essa teoria viesse ser provada… Embora a Ciência tenha tentado isso desde o inicio de sua história e, nada encontrando nada que prove A ou B, preferem calar que fazer certos comentários, como alguns tem feito para mídia.

    Estou disposto ouvir uma justificativa científica.
    Fico na expectativa.

    Quanto ao caríssimo Oiced, fico triste por ele ter nos deixado…
    Ainda ouço sua voz (como relatou o Livre Pensador), antes de seu último Suspiro: “Oh deus, por que não me deste provas suficientes?”

    Ele pedia provas suficientes… e, pude notar(pela frase) que ele “morreu” acreditando em D-us.

    Pois: “Pq não me deu provas suficiente?…“ Ora, por qual razão pediria provas Aquele que ele Acredita Não Existir?

    Acredito(por fim) que ele possa parecer por’ aqui, antes de partir dessa para o “terra do Nunca!”

    Aposto um Milhão!

  • Livre Pensador:

    Prezados
    Cristãos, Irreligiosos, Ateus, Livres Pensadores, Racionalistas e Céticos…

    COMUNICADO:
    Infelizmente não teremos mais a participação de Oiced Mocam, nesse Site do HS, embora seu Blog permaneça…

    tenho a informação de que o mesmo faleceu. MORREU!

    ET:
    Dizem que as últimas palavras foram: “Oh deus, por que não me deste provas suficientes?”

    • Homero:

      OICED, se já fizestes a passagem

      dizem as religiões desde os primórdios da civilizaçãoque além deste mundo existe um lugar de paz (férias eternas) tranquilidade e alegria, nessa “morada celeste” onde não sentiremos mais dor dor ou medo e onde colheremos frutos doces e virgens em retribuição a toda nossa bondade, compaixão e amor.
      A adesão (cega) a fé cristã, segundo o cristianismo, possibilita a “salvação da alma” e, como prêmio final, a própria ressureição.

      Agora, Oiced Mocam só falta ressuscitares os mortos, ditar uma nova biba,nomear anjos e arcanjos, prevêres o futuro, confortar as almas, criares um universo só teu, e estás prontinho….Rsrsrs!!!!

  • Livre Pensador:

    Resposta sobre LUCIFER

    Satanás, tambem conhecido como Diabo, Demo, Satanás, Belzebu, Dia Capiroto, Capeta, Cramunhão, Cão, Satã, Mefistófales, Lúcifer é o Ditador e Regente do Inferno, Tártaro e Quinto dos Infernos.

    Trata-se de um rebelde sem causa e dissidente do Cristianismo, que há milênios avacalhou com a harmonia na Terra-Média, causando a ruptura e provocando um caos generalizado justamente no último dia da criação. Graças a esse capeta (literalmente), a Dinotopia foi parar numa dimensão paralela e Atlântida foi parar no fundo do mar, juntamente com Númenor e Fantasia.
    Arqui-inimigo majoritário das empresas ditas “Igrejas”, co-fundador do Nazismo e da Máfia, já quebrou praticamente todas as leis criminais que existem em todos os países da Globo.

    Alguém já reparou que os cristãos, vira e mexe, estão falando de “pecado”, “vitória”, “derrota”, “inimigo”, “batalha”, “poder”, “força”, “glória” “salvação”? Eles parecem que estão em constante guerra contra inimigos imaginários, como se fossem D. Quixotes lutando contra diabos!

    Se existe uma coisa que é pública e notória – com nenhuma possibilidade de contestação – é a capacidade de descaramento de um religioso na hora de lutar para impor suas opiniões. E ainda mais quando usa Satanás, o “secretário” de Deus. A “cruzada” contra o livre pensamento lhes fazem mentir horrivelmente a fim de fundamentar alegações tão sólidas quanto castelos de nuvens.

    Só na esfera místico-religiosa existem entidades cuja existência há quem aceite pacificamente sem evidências, ou mesmo apesar de evidências contrárias: deuses, anjos, arcanjos, espíritos, fantasmas, almas, diabo…
    As pessoas minimamente bem informadas sobre o funcionamento do corpo humano já possuem o conhecimento necessário para perceber que toda nossa vida mental surge e se processa em nosso sistema nervoso, e não em uma fonte externa a ele, o que significa que almas não existem. É claro que não existem deuses que cuidam de almas. Por outro lado, esse fato dá um golpe mortal no cristianismo e no islamismo, por exemplo, cuja essência está nas ações necessárias para dar bom destino a essa peça de ficção chamada alma ou espírito. Como não existem almas, não existe nada a ser “salvo”, nem céu, nem inferno, tornando sem sentido toda a teologia do monoteísmo ocidental. Bem poucas pessoas estariam dispostas a crer em qualquer divindade nessas condições.

    A Vera, é a típica religiosa, que quando lê a Bíblia, até Satanás (Lúcifer) fica com dor de cabeça! Vc é uma hipócrita. Me ama porra nenhuma. Quer mais é me ver assado.

    Pra sua INFELICIDADE nada disso é verdade.

    http://desciclopedia.ws/wiki/Sat%C3%A3

  • Antonio Leite:

    Prezados teístas e ateus,
    Estou com a impressão de que nosso diálogo está descambando para o bate boca. Afinal, somos uma irmandade no planeta, mesmo quando nos desviamos e matamos uns aos outros! E como já nos digladiamos ao longo desses inumeráveis séculos, como Jorginho confirma!
    No fundo, no fundo, o que queremos mesmo é amor, prazer e paz.
    Dar e receber amor: cuidado, carinho, atenção, reconhecimento…
    Nossas disputas para saber “quem tem razão” muitas vezes nos atraem para a eterna tensão egoica da compensação do amor e do prazer que nos falta. Autorrealização também é o que parecemos querer…
    Então, como ficamos?
    Será possível retomar as discussões em um patamar mais enxuto, com substância histórica, teológica, científica de maneira geral?
    Nós, os “desconfiados” em relação ao divino, procurarmos ser factuais, objetivos como penso que às vezes somos…
    Os “confiantes” — no divino — pesarem suas razões, relatos, vivências, links …
    Acho que isso pode nos ajudar a avançar. Penso que queremos o mesmo: a verdade da vida, do Universo.
    Ou fazemos isso, ou talvez precisamos reconhecer que o fórum
    acabou-se, não tem mais fôlego para ir em frente.
    Confesso que tenho um pouco de preguiça para pesquisar, o que parece não ocorrer com Oiced, Jorginho, Ateu III, Livre Pensador, Homero, Serico, CristianoR, Vera e outros mais.
    De lado a lado podemos crescer na argumentação sensata, objetiva, com fontes válidas…
    Pode ser?
    Vários tópicos não puderam ser aprofundados porque nossa ânsia de contraditar às vezes supera nosso desejo de aprofundar nossa reflexão.
    Embora tenha uma grande desconfiança quanto aos postulados religiosos, procuro — quando há “substância” no argumento — ler/sentir o que ali existe para ser aprendido.
    Bom fim de semana a todos.

    • CristianoR:

      Desculpa aí! Acho que finalmente apareceu alguém por aqui mais sensato! Parabéns, não sei se o amigo Antonio Leite é ateu ou não, mas aí vai a pergunta para todos!
      Por acaso os que se dizem ateus já pelo menos leram a Bíblia inteira? Não com olhos de ateus ou de alguma religião, bem porque também não acredito em nenhuma religião, só “tento” seguir o que Jesus quando esteve aqui na Terra deixou de ensinamentos, Ele também não deixou religião alguma, somente o que pedia era para amar o próximo como a si mesmo. Se algum ateu leu, o que me diz? Agora Chaplin como no cartaz que está aí em cima, diz na acreditar em Deus, e Hitler diz que acreditava, agora será que todo ateu é também “bonzinho”, que fazem tudo “certinho”, que não matam, que não roubam etc…logicamente não como Hitler, obviamente, mas se dizem que são ateus, então deveriam ser melhores que os que acreditam em Deus, fica aí para que reflitam, raciocinem, bem como nosso amigo Antonio Leite disse : Na verdade o que apenas queremos é cuidado, carinho, etc… abraços a todos e excelente final de semana, fiquem em paz!

  • Homero:

    Prezado CristianoR

    O Demônio pelo que sabemos é o “secretário” de deus, q também tem anjos e arcanjos.

    Quer dizer que você crente dá ouvidos a deus! Em outras palavras, você escuta (com seus ouvidos) o que deus diz.

    Pô, irmão!!! Não dá! Pelo amor de deus, você está ficando louco?! Se isso não é alienação, é o quê? Responda você mesmo. Se eu disser que dou ouvidos aos Ets, ou a Buda, Alah ou Iemajá, a Mitra, a Maomé, Moisés”! Você acha que eu sou o quê? Não dá, irmão. Não dá!…

    Se você disser que deus tem te “revelado” alguma coisa, por viva voz, não é possível. Se você disser que lê na Bíblia e que ali está a palavra de deus, eu só não vou rir de você, porque eu já fiz igual. Mas hoje eu tenho pena do que eu fui ontem… Muito bobo, muito ingênuo, muito inculto! Não sabia de nada! Não sabia que havia uma corja de safados, sem vergonhas, me explorando por trás dessas mentiras. Se não é uma coisa nem outra, você religioso (a) precisa explicar melhor como é esse negócio de “Ele te ter revelado”, ok?

    E se Você CristianoR morrer e chegar no céu para suas férias eternas, e não encontrar o seu deus, mas lorde Brahma ou Alah…você simplesmente se fod..u !!!

    Mais humor, sobre a Arca de Noé, em:

    http://pensador.uol.com.br/frase/NjI2ODU3/

    • CristianoR:

      Camarada Homero, tá entendendo tudo errado, prá começar, Deus não tem secretário mentiroso, o que na verdade Satanás o demônio era, é um anjo de luz, por sinal era um dos anjos mais bonitos, porém, quis adoração para ele, sentiu “inveja” que todos adoravam Deus! Que por sinal merece todos os louvores, pois Ele é o Deus criador. Fique em paz! Excelente final de semana! abraço.

  • CristianoR:

    kkkkk a HypeScience gosta de ver o “circo” pegando fogo! kkkk e ficam ainda questionando, sabe que isso não se discute, cada é cada um e ponto final.

  • Homero:

    Serico 115 ,
    Esse aqui é só para complementar seu comentário (sobre a bíblia e deuses)

    Se alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedeça à voz de seu pai e à voz de sua mãe, e que, embora o castiguem, não lhes dê ouvidos, seu pai e sua mãe, pegando nele, o levarão aos anciãos da sua cidade, e à porta do seu lugar; Então seu pai e sua mãe pegarão nele, e o levarão aos anciãos da sua cidade, e à porta do seu lugar; e dirão aos anciãos da cidade: Este nosso filho é contumaz e rebelde; não dá ouvidos à nossa voz; é comilão e beberrão.
    Então todos os homens da sua cidade o apedrejarão, até que morra; assim exterminarás o mal do meio de ti; e todo o Israel, ouvindo isso, temerá.

    Não sei quanto a vocês, mas pra mim parecem instruções bem claras: filhos rebeldes devem ser mortos! E isso é só um entre muuuitos exemplos. Quem trabalha no sábado também deve ser morto (êxodo 35:2), bem como homossexuais e quem matar seu escravo não deve ser punido porque é propriedade sua (êxodo 21: 20,21). São instruções, não relatos! O relato é em números 15:32, onde deus ORDENA que um homem que estava trabalhando no sábado seja apedrejado e morto. Chamar a Bíblia de livro santo ou de guia moral é uma afronta à decência e a dignidade. Pretender que ela seja a verdade absoluta é subestimar o intelecto humano.

    Quantas pessoas foram mortas por Deus? Não é possível precisar o número exato, já que não se pode contabilizar quantos morreram no dilúvio, ou em Sodoma e Gomorra, e em outros incontáveis massacres. Portanto vamos considerar apenas os números explícitos na bíblia. Então é isso… a contagem nesse momento está em dois milhões, duzentos e quarenta e cinco mil, quinhentos e noventa e uma mortes, todas provocadas ou ordenadas por Deus.

    Vale lembrar que esse número, apesar de grande, é apenas uma pequena parcela das mortes supostamente cometidas por Deus, já que não há como calcular as diversas mortes ocorridas em massacres à povos não mencionados na bíblia.

    E nós ateus e Irreligiosos, entendemos perfeitamente que não se pode levar a sério um livro mitológico de épocas antiga, escrito para as pessoas daqueles tempos, para guiar nossas ações em pleno século 21.

    A razão para citar esses trechos é que ainda tem muito religioso (os retardados que não são todos) que acha que a Bíblia é um guia moral. E, com base nisso, justificam preconceitos que de outro modo não seriam tolerados, como a homofobia e a própria intolerância religiosa (ainda está muito bom, porque já justificaram coisas bem piores). Basta ler comentários no endereço de site Gospel evangélico, tentando justificar homofobia com base na Bíblia! Não citamos esses trechos para criticar a Bíblia, porque é perfeitamente compreensível que um livro mitológico escrito por uma tribo primitiva não vá abarcar os valores morais que prezamos na nossa sociedade. A Ilíada é tão antiga quanto a bíblia e também é bastante imoral, para os nossos valores, mas é encarada apenas como literatura, não como “livro sagrado” e “guia para a vida”. Não se cometeram inúmeros crimes e atrocidades em nome da Ilíada, até onde eu sei. Queremos apenas que a Bíblia seja encarada tal como é: um antigo livro mitológico que fala da cultura de um povo (nesse aspecto pode servir para análise histórica, mas não como guia moral). Isso sim faria uma sociedade melhor.
    Quanto a “não matarás” e “não roubarás”, são princípios de Direito presentes em todas as sociedades, até as mais primitivas, a na nossa também, claro. Então, se isso é tudo que a Bíblia tem pra contribuir, ela é perfeitamente dispensável.

    Só tem um detalhe: a bíblia não diz simplesmente “moisés fez”, ela te diz “faça”.

    Pesquisa na internet o número de deuses em que as pessoas acreditam — só na Índia é coisa de milhões — e em que já acreditaram e ninguém sabe sabe onde fica o cemitério dos deuses mortos. Em todas as civilizações e em toda a História, tá? Tu vai descobrir que o teu Deus tem tanta chance de existir quanto tem o Shrek, o ogro.

    Agora vê se eu tenho cara de quem vai se preocupar enquanto despacho, do meu portão, pregadores que acreditam que uma burra resolveu falar para seu dono que não merecia os açoites que ele estava lhe desferindo. E outra: pergunte a um deles se existe algum outro deus além do Deus que eles cultuam. Sua resposta vai ser “Não, não existe nenhum outro deus”. Quem tá preocupado com lógica aqui, não é, irmão? Ô Glória!!!

    Mas como é estranho você cristão me dizer que Deus existe, que seu filho JC te ama e te protege, que atende aos teus pedidos e te enche de bênçãos, se você age exatamente como eu, que não acredito em deus algum.

    Sim, mas Deus te livrou daquela doença terrível, não foi? (Não vem ao caso mencionar que foi ele mesmo quem permitiu que você contraísse o mal.) E tudo o que você precisou fazer foi orar, suplicar de mãos postas, rogar para que… Hein? Foi tudo pelo plano de saúde?

    Mas, pelo menos, nenhum mal te atinge, né, amiga? Mil vão cair à tua direita, e dez mil à tua esquerda antes que… Mas, peraí… Isso também é uma mentira: você está sujeita aos mesmos perigos que eu, um descrente, e exatamente como eu, você se protege deles, às vezes se dando bem, às vezes se dando mal. Que coisa interessante, não acha? É tudo como se… como se…

    Como se Deus não existisse.

    “Não fosse esse meu respeito hipócrita por essas pessoas religiosas que acreditam, eu certamente diria:
    “Nossa!, como vocês são idiotas!”. Em vez disso, apenas digo: “Nossa!, como vocês têm fé!”.

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    Pelo que percebo e posso está enganado,mas, imagino que todos ateus são de mesma personalidade.
    Tanto o Ateu3, Oiced, L.P. Serico e demais outros…
    Ou seja, atacam o cristianismo como fosse inimigo dele.
    Pergunto: O que há no cristianismo que vos tanto incomodam?

    Lavante um questão por vez para que possa haver um propósito. Formule o que mais odeia nele e quem sabe possa haver algum cristão que vos responda e, se não houver; encarrego de responder de minha maneira… sem contradizer conceitos físicos e espiritual… e, nó mínimo pedirei provas contrárias.

    Vamos lá! Faça a primeira pergunta que possa justificar seus odios ao Cristianismo.

    Atm.

    • X:

      Caro Jorginho, admito, voce fala bonito……
      mas tirar trechos de um livro antigo ( muito antigo), que sugerem varias interpretações, que ja foi reescrito muitas vezes, traduzido muitas vezes, manipulado muitas vezes ………
      Não servem de argumentos para voce se justificar em seus comentarios. Desculpe.

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    Eis a resposta dada ao Homero ref. 26.11 ( acho ser 26.10.11):

    Homero disse: “Aí, eu tenho que, pacientemente, uma paciência cósmica, explicar, mais uma vez, o que o OICED MOCAM, LIVRE PENSADOR, SERICO e outros, já demonstraram aqui e nunca foram racionalmente contestados e refutados.

    Resp. Oiced, L.P. me parece ter a mesma mentalidade que o velho Ateu (Não é de seu tempo). Troquei idéias produtivas.
    Entretanto, não o lembro ter atacado o Cristianismo como vejo alguns por aqui.
    Oiced foi educado, embora fosse anticristão… Não como o Livre Pensador… O velho Serico, esse posso dizer ser prova viva do “efeito Boi”( acompanha o grupo sem saber a direção. Apenas segue).
    Seguindo esse raciocínio, percebo que a “evolução” do ateísmo, baseando pela maioria dos que atacam o cristianismo; são tão radicais como foram aqueles que queimavam, decepavam e faziam fogueiras humanas!
    Se “esses” tivessem o poder que aqueles tiveram na idade das trevas, certamente teriam o mesmo teor de julgamento como foram.
    Qualquer cidadão de bom senso, entende que o Cristianismo em nenhum momento deixou ordens para penalizar quem quer que fosse!
    Pelo contrário, ensinar amar seu próximo e se o amar, dar-te-ia a vida por ele. O cristianismo ensina a ser irmão, cedendo aquele que tem sede e fome.
    Tendo frio, cobertor. Tipo a parábola do bom samaritano e coisa desses tipos.
    Contudo a história mostra o domínio sobre a igreja, onde pessoas tendenciosas usaram e usam meios para criar seus poderios, como temos visto esses protestantismo fanático e barato por parte desses “lobos” fantasiados de ovelhas. Como descrito em Dn 7:25 que trataria de mudar o tempo e a lei. Que a igreja se contaminaria… e se contaminou à maioria.

    Homero disse: “ Não acredito que Um Deus criou Adão e Eva e o Jardim do Édem, que o Universo foi especialemte desenhado e programado para nós, (antes do tempo e espaço) e mais bilhões de galaxias”.

    Resp. Acreditar ou deixar de acreditar não mudará a história. O que sabemos do Universo que possamos concluir algo sobre nós?
    O que é o tempo… Podemos mensurá-lo? Eu nunca disse que o somos o centro da criação. Mas,que o homem foi criado para um propósito e, acredito piamente que existam outros tantos espalhado por esse Universo afora.

    Homero disse: “ O mundo vive num mundo de mentiras, misticismo impregnado no berço, que dá nojo! Ôh POVO IMBECIL!!! Estão lá agarrados na corda do Círio de Nazaré (puxando o saco de um ser invisível e improvável) achando que é isso que vai lhes recompensar e realizar-lhes a vida. Agora veja, por aí os assuntos que rolam na mídia.
    Vê se dá para interessar?!… Runa, tarô, cristais de bach, astrologia, horóscopo chinês ou de qualquer lugar, quiromancia, psicografia, viagem astral, velas, rezas, reiki, anjos, chacras, mantas, talismãs, mandalas, patuás, espíritos que saem do corpo, almas que andam por aí e sobrevivem ao corpo, milagres, fogueira santa, exorcismo, significado dos sonhos, bruxarias, ETs, abdução, EQM, transfiguração, adivinhação, curandeirismo, simpatias, exoterismo, regressão a vidas passadas, mensagens do além, aromaterapia, cromoterapia, numerologia, P o cacete à quatroterapia! Não dá!…

    Resp. Bem, me apresente onde entra o Cristianismo Puro,nessa história acima?
    Não acredita em Milagres? Então, pessoas são curadas e não existe milagres!?

    Não há casos que a ciência não explica, como curas e por isso , calam por não saber explicar.
    Entenda que acredito em milagres… Entretanto, são raros e não estão exposto para ser testado como uma ampola de laboratório.Tendo o resultado já basta que para quem recebe o milagre e acredita quem quiser!

    Hemro disse : “ Todo mundo querendo ganhar dinheiro nesse mercado das religiões, explorando a fé religiosa, o sobrenatural,às custa dos idiotas brasileiros. O Brasil, o povo brasileiro, está embebido nessas porcarias com Big Brothers religiosos na TV pagos à peso de ouro, (imagine se os céticos, humanistas seculares, racionalistas, irreligiosos e ateus – tivessem o mesmo espaço em canais de TV ?) não vive a vida como devia, acreditando em si mesmos, fazendo por onde conseguir as coisas pelo seu próprio esforço.

    Resp. Hahahahaha… Esquenta não! Os ateístas fundarão suas próprias Organizações e será tanto quanto essas.
    Santos Darwin será adorado como Cristo é pelos cristãos!
    Não confunda mundismo com Cristianismo Puro, meu caro.

    Homero disse: “Não fosse esse meu respeito hipócrita por essas pessoas religiosas que acreditam, eu certamente diría:
    “Nossa!, como vocês são idiotas!”. Em vez disso, apenas digo: “Nossa!, como vocês têm fé!”.

    Resp. Em termo de fé, vc acha que o ateísmo fica atrás?
    Os ateus têm tanta fé que “acreditam” até no “Nada” criando Tudo!

    Homero disse: “Mas deixa eu tentar ESCLARECER uma coisa com você, e vou fazer da seguinte maneira, vou te fazer algumas perguntinhas Jorginho, bem racionais:
    1º – O deus que você segue é o mesmo que testou a fé de um homem fazendo esse pobre homem achar que teria que sacrificar o próprio filho a esse deus? (Veja que não falei que ele mandou matar, apenas testar a fé)
    2º – Esse deus matou seu filho o seu garoto em um sacrifício, mas depois se arrependeu, ressucitou o mesmo e levou ele para viver ao seu ladinho?
    3º – Esse mesmo deus acha que eu tenho culpa pelos atos cometidos por um antepassado?

    Resp. 1ª, 2ª e 3ª – Sim. Esse é o D-us o qual afirmo.
    Mas, não entendo lendo livros ou mesmo a Bíblia (Pois, grande parte dela foi moldada a bel de seus “representantes e usurpadores”! Então, entendo que muitas coisas foram tendeciosas e nunca neguei que não houvesse erros e mitos nela devido o paganismo e mentes doentias pelo poder, como até hoje. Não neguei que a religião Cristão é um bom negócio… e isso já era previsto em profecias.

    Quando pediu o filho de Abraão como sacrifício, estaria lhe fazendo sentir aquilo que Ele sentiria ao entregar o Cordeiro sem mácula ao um povo miserável e transgressor!

    Testaria assim sua fidelidade e faria sentir por um momento a amargura de entregar um inocente pela vida de muitos.
    Ao entregar seu Filho (Cristo), ele não arrependeu…Pois assim deveria ser.
    E como através de um só homem (por sua transgressão) entrou o pecado no mundo e todos( herdeiros) receberam parte desse até o fim de seus dias…

    Como que dizendo: “ O preço do pecado é a morte” e todos pecamos, merecendo assim a morte.
    Entratanto, pela lei; seria salvo…Todavia, somos pecadores e ninguém pôde cumprir a lei para fosse justificado por ela… Então, por um só homem entrou o pecado e conseqüentemente a morte. Por um só homem o cumprimento, entrou a salvação… Por Esse ter sobressaído sobre todas elas, não achando nenhuma transgressão.
    Por isso, pela justiça de um só homem à justificação…dando em troca sua vida por muitos!

    Isso é justificável até mesmo quando digo que o homem está aqui por uma razão… e a vida continua…pois nada se acaba, tudo se transforma… e nada existe sem uma força secudária.
    Não somos os únicos nessa dimensão. Entenda isso!

    4º – Esse mesmo deus deixaria eu passar a eternidade no inferno se não admitisse sua existência e não o amasse?

    Resp. Não é por vc amar ou tentar amar! Somos livres.
    Gostaria que alguém tivesse ao seu lado por medo ou por algum motivo que não fosse o verdadeiro amor? Não somos obrigado Amá-lo. Vc poderia obrigar alguém amar vc verdadeiramente?

    Homero disse: “ Alguém aqui já deve lhe ter dito: que é mais fácil você provar a existência de seu deus do que sua moralidade…”

    Resp. O que vc entende por moralidade?

    Homero disse: “Se você respondeu sim para todas as perguntas, eu te digo, nunca aceitaria um deus desse, prefiro passar a eternidade no inferno a idolatrar algo tão imoral… ENTENDIDO???”

    Resp. Homero, meu caro. O inferno pode ser uma porrada de coisas… Como idolatrar com ar de puxa-saquismo?
    Por quanto tempo manteria a pose de bom idólatra? Conseguiria viver toda eternidade fingindo?
    O Eterno não deseja puxa-saquismo. Tanto que um de seus estatutos condena o fanatismo e o legalismo doentio e sem essência.

    Homero disse: “Então a menos que sua crença se refira a outro deus ou Super – Homem ( ou civilização extra-terrestre), q ATÉ HOJE VOCÊ NÃO EXPLICOU de ONDE VEIO (ou vieram?), como surgiu, o que ele criou, e qual o seu nome… com atos menos imorais, não tente ao menos nesse site do HS, mais me vender seu deus…
    Tenho uma outra hipótese sobre suas idéias e colocações, e lhe pergunto como eterno aprendiz:

    5º) Para Você Jesus e Deus são de origem extra-terrestre?

    Resp. Sua manifestação não é necessária. Tanto que nos deixou a fé… Coisa essa, loucura para o homem carnal (comum). A fé não se compra…Vc adquire-a. Ela é um mistério. “E D-us confundiu os sábios e revelou aos pequenos de entedimento… e não me pergunte por que isso?
    Pois, foi de seu agrado… para que ninguém pudesse se vangloriar em suas sabedoria.

    6º) Sua crença é a Milenarista, ou religião ou culto OVNI?

    Resp. Não tenho religião… Sigo aquilo que sinto ser edificante para o bem comum na expectativa de uma moradia eterna. Misturando ciências e espiritualidade.

    7º) Panspermia – acredita que alieginas (aliens) foram ou são responsáveis pelo desenvolvimento da vida na Terra?

    Resp. Grande possibilidade… E acredito nela… Por que não? Sabemos que vivemos entre bilhões de galáxias… e, adquirimos ciência em pouco tempo.
    Por qual razão não poderíamos ter sido “Plantado” aqui por Entidades muito mais velhas até mesmo numa dimensão paralelo, assistindo em bastidores?

    Homero disse: “Jorginho, tudo o que você disser, pensar ou escrever, fora daquilo que é altamente provável, 100% do conhecimento de 90% dos cientistas, arqueólogos, astrônomos e historiadores, eu não discuto mais e lhe prometo deixar em paz! Qualquer pontinha de misticismo, joga o meu interesse num buraco negro!
    Os Ateus, Céticos, Racionalista, Humanistas Seculares e Irreligiosos não admitem mais nada fora da racionalidade e realidade:Já estava de saída, mas como você é tão “misterioso” ( birrento e irracional)
    aguardo a sua manifestação!

    Resp, Pois não. Quando olho com um olho, vejo as mesmas coisas… Mas, quando com os dois(físico e espiritual) posso ver muito além que um simples horizonte.
    Creio absolutamente que há inumeráveis paralelos… e fazemos parte de um deles.
    Estamos aqui como passageiros… e longo tornaremos esplêndido segundo nossa verdadeira natureza.
    Minha fé, conquisto-a todos os dias e só de me ver materializado, me sinto feliz por fazer parte de um povo que não sabe nada além que alguns metros de sua moradia.
    Entretanto, alguns de nós podemos ver um pouquinho além do horizonte! Quem é da carne, ver só carne; não têm espírito para ver além! Porém, alguns falta despertar e me desculpe por alguma descortesia.

    Abraço e seja feliz por tempo de sua estadia!

  • Homero:

    Sobre PROVÉRBIOS na Bíblia
    (ou tudo que não lhe ensinaram na aulas de religião)

    Nos Provérbios há muita sagacidade, muita piedade, e máximas prudentes, muitos ditados. As mesmas idéias são expressas de diferentes formas a sabedoria da economia e do silêncio, o perigo da vaidade e da preguiça. Alguns são triviais, outros tolos, e “alguns” sábios. Esses provérbios não são generosos nem altruístas.

    PROVÉRVIOS DO MESMO TIPO SÃO CONHECIDOS EM TODAS AS NAÇÕES E CULTURAS.
    Se Deus gostar de você, todo o mundo gostará também? É bom estar contente? Devemos responder a um tolo?

    Há vários livros de “sabedoria” na Bíblia hebraica – incluindo os de Jô e Eclesiastes- mas nenhum deles representa melhor o gênero do que o livro dos PROVÉRBIOS, uma coletânea de ditos sábios que, se forem seguidos, levarão a uma vida boa e feliz.

    O CHOCANTE é que, embora Provérbios, seja muito diferente dos escritos dos profetas, partilha com eles a mesma visão básica de que uma vida correta perante Deus será recompensada, mas que o sofrimento se abate sobre os iníquos e os desobedientes. Nem tanto porque Deus puna os pecadores, mas porque o mundo foi criado de uma certa forma por Deus, de modo que uma vida correta leva à felicidade, mas o comportamento iníquo leva o sofrimento. É um refrão constante por todo o livro.

    “A maldição do Senhor está na casa do ímpio, mas abençoa a morada dos justos (3:33)
    “O Senhor não deixa o justo faminto, mas reprime a cobiça dos ímpios” (10:3)”;
    “O justo escapa da angústia, o ímpio ocupa o seu lugar. (11:8);
    “Sim, a justiça leva à vida, quem procura o mal morrerá.(11:19)”;
    “Ao justo nada acontece de mal, mas os ímpios estão cheios de infelicidade (12:21)”;
    “A desgraça persegue os pecadores, aos justos, a paz e o bem (13:21).

    ESSA É A VISÃO CLÁSSICA DOS PROFETAS, transposta para os livros sapienciais. Por que as pessoas passam fome, experimentam danos físicos e azares pessoais, são amaldiçoadas por Deus, se metem em problemas e morrem? Por que são ímpios: não obedecem a Deus. Como a pessoa pode evitar sofrimento? Como garantir a benção de Deus, a barriga cheia, prosperidade na vida, distância de problemas e dores? Obedecendo a Deus.

    SE PELO MENOS FOSSE VERDADE. Mas a realidade histórica nunca é tão nítida. Basta olhar ao redor e ver que os ímpios freqüentemente florescem e os justos freqüentemente sofrem, algumas vezes de formas horríveis e repulsivas.

    Ainda assim, é interessante ver que mesmo os autores históricos da Bíblia hebraica – exatamente as pessoas que você acharia que poderiam perceber que a visão clássica do sofrimento tem muitos problemas quando examinada historicamente-, mesmo esses autores estão em sua maioria convencidos de que o sofrimento vem de Deus como uma punição pelo pecado. Isso poder ser visto em alguns dos mais conhecidos episódios históricos da Bíblia – por exemplo, nas histórias do primeiro livro, Gênesis, e ainda mais claramente nas longas e demoradas narrativas que contam a história de Israel desde a conquista da terra prometida (o livro de Josué) até a queda do reino do sul frente aos babilônios (2Reis).

    Comece o Gênesis com a adorada história de Noé, derivada no mito babilônico de Uta-Napishtim e conhecida em mitologias mais antigas de várias culturas. A lenda dos animais entrando na arca aos pares é linda, mas a moral da história de Noé é assustadora. Deus condenou os seres humanos e resolveu (com a exceção de uma família) afogar todos eles, incluindo as crianças, e também, por vias das dúvidas, o resto dos animais (presumivelmente inocentes).
    É claro que alguns teólogos, irritados, protestarão dizendo que não se interpreta mais o livro de Gênesis em termos literais.
    MAS É EXATAMENTE ISSO QUE ESTOU DIZENDO! Escolhemos em que pedacinhos das Escrituras devemos acreditar, e quais pedacinhos descartar, por símbolos ou alegorias. Essa escolha é uma decisão pessoal, sem nenhum fundamento absoluto. Se uma coisa é “moralidade a olho”, a outra também é.

    De qualquer maneira, apesar das boas intenções do teólogo sofisticado, UM NÚMERO ASSUSTADORAMENTE GRANDE DE PESSOAS AINDA INTERPRETA AS ESCRITURAS, INCLUINDO A HISTÓRIA de ADÃO e EVA, INCLUINDO A HISTÓRIA DE NOÉ, DE FORMA LITERAL.
    Afundados na história de Noé e ignorantes de tudo o que não seja o aprendizado bíblico, como podemos condená-los.

    O que me choca hoje em dia nessas histórias não é que elas tenham acontecido de verdade. Provavelmente não aconteceram. O que deixa os ateus e irreligiosos de queixo caído é que as pessoas de hoje em dia queiram basear sua vida num exemplar tão aterrador quanto o de Javé – e, pior ainda, que queiram impor esse mesmo monstro do mal (seja ele fato ou ficção) ao resto de nós.
    Bem, o desastre ético do Antigo Testamento é bem desagradável, o que até os cristão menos radicais concordam. O Novo Testamento de Jesus (se é que existiu, ou quem quer que tenha escrito seus textos, se não ele) desfaz o prejuízo e “conserta tudo”. Não é verdade? Não.

    A teologia do Novo Testamento acrescenta mais uma injustiça, completada por um novo sadomasoquismo (pecado, pecado, pecado) que nem o Antigo Testamento quase consegue superar. Deus encarnou-se como homem, Jesus, para que pudesse ser torturado e executado em “expiação” do pecado hereditário de Adão ( que não existiu). Ah, mas é claro, a história de Adão e Eva eram apenas “simbólica”, não era? Simbólica? Então, para impressionar a si mesmo, Jesus fez-se torturado e executado, numa punição indireta por um pecado “simbólico” cometido por um indivíduo “inexistente”?

    Tudo bem que Paulo não soubesse, mas um Deus onisciente supostamente saberia (e Jesus também, se acreditar que ele era Deus), que mina fundamentalmente a premissa de toda essa teoria tortuosa e nojenta.
    Desde que Paulo expôs essa doutrina repugnante, Jesus vem sendo adorado como o “redentor” de todos os nossos pecados. Não apenas o pecado passado de Adão: pecados “futuros” também, decidam ou não as pessoas futuras cometê-los!
    Pecado, pecado, pecado !

  • Vera:

    O fanatismo ateísta desses meninos chega a assustar qualquer ultra radical religioso. Eles são mais cegos e dogmáticos que muito religioso que conheço por aí =)

    • Serico115:

      Uiiiiiiiiiii… VERA!!!!
      Há que ter cuidado mesmo com os ateístas…se já estão assustando, prepere-se para o próximo passo, e será terrííííííííííível…Mas como acaba de dizer que eles são cegos, talvez aí esteja sua defesa para eles a não verem… Tanta futilidade em seus post’s chega a dar DÓ!!!!
      Mas seja muito feliz com seus queridos amigos e dogmas… Lá terá a recompensa no céu, quem sabe uma poltrona em fino veludo bordada a ouro fino. Como vai ser feliz!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Vera:

      Deus te abençoe Serico115, e clareie sua mente para juntos subirmos para a única e verdadeira verdade.

      11 PERGUNTAS FEITAS PARA O DIABO

      QUEM O CRIOU?
      Lúcifer : Fui criado pelo próprio Deus, bem antes da existência do homem. [Ezequiel 28:15]

      COMO VOCÊ ERA QUANDO FOI CRIADO?
      Lúcifer : Vim à existência já na forma adulta e, como Adão, não tive infância. Eu era um símbolo de perfeição, cheio de sabedoria e formosura e minhas vestes foram preparadas com pedras preciosas. [Ezequiel 28:12,13]

      ONDE VOCÊ MORAVA?
      Lúcifer : No Jardim do Éden e caminhava no brilho das pedras preciosas do monte Santo de Deus. [Ezequiel 28:13]

      QUAL ERA SUA FUNÇÃO NO REINO DE DEUS?
      Lúcifer : Como querubim da guarda, ungido e estabelecido por Deus, minha função era guardar a Glória de Deus e conduzir os louvores dos anjos. Um terço deles estava sob o meu comando. [Ezequiel 28:14; Apocalipse 12:4]

      ALGUMA COISA FALTAVA A VOCÊ?
      Lúcifer : (reflexivo, diminuiu o tom de voz) Não, nada. [Ezequiel 28:13]

      O QUE ACONTECEU QUE O AFASTOU DA FUNÇÃO DE MAIOR HONRA QUE UM SER VIVO PODERIA TER?
      Lúcifer : Isso não aconteceu de repente. Um dia eu me vi nas pedras (como espelho) e percebi que sobrepujava os outros anjos (talvez não a Miguel ou Gabriel) em beleza, força e inteligência. Comecei então a pensar como seria ser adorado como deus e passei a desejar isto no meu coração. Do desejo passei para o planejamento, estudando como firmar o meu trono acima das estrelas de Deus e ser semelhante a Ele. Num determinado dia tentei realizar meu desejo, mas acabei expulso do Santo Monte de Deus. [Isaías 14:13,14; Ezequiel 28: 15-17]

      O QUE DETONOU FINALMENTE A SUA REBELIÃO?
      Lúcifer : Quando percebi que Deus estava para criar alguém semelhante a Ele e, por conseqüência, superior a mim, não consegui aceitar o fato. Manifestei então os verdadeiros propósitos do meu coração. [Isaías 14:12-14]

      O QUE ACONTECEU COM OS ANJOS QUE ESTAVAM SOB O SEU COMANDO?
      Lúcifer : Eles me seguiram e também foram expulsos. Formamos juntos o império das trevas. [Apocalipse 12:3,4]

      COMO VOCÊ ENCARA O HOMEM?
      Lúcifer : (com raiva) Tenho ódio da raça humana e faço tudo para destruí-la, pois eu a invejo. Eu é que deveria ser semelhante a Deus. [1Pedro 5:8]

      QUAIS SÃO SUAS ESTRATÉGIAS PARA DESTRUIR O HOMEM?
      Lúcifer : Meu objetivo maior é afastá-los de Deus. Eu estimulo a praticar o mal e confundo suas ideias com um mar de filosofias, pensamentos e religiões cheias de mentiras, misturadas com algumas verdades. Envio meus mensageiros travestidos, para confundir aqueles que querem buscar a Deus. Torno a mentira parecida com a verdade, induzindo o homem ao engano e a ficar longe de Deus, achando que está perto. E tem mais. Faço com que a mensagem de Jesus pareça uma tolice anacrônica, tento estimular o orgulho, a soberba, o egoísmo, a inimizade e o ódio dos homens. Trabalho arduamente com o meu séquito para enfraquecer as igrejas, lançando divisões, desânimo, críticas aos líderes, adultério, mágoas, friezas espirituais, avareza e falta de compromisso (ri às escaras). Tento destruir a vida dos pastores, principalmente com o sexo, ingratidão, falta de tempo para Deus e orgulho. [1Pedro 5:8; Tiago 4:7; Gálatas 5:19-21; 1 coríntios 3:3; 2 Pedro 2:1; 2 Timóteo 3:1-8; Apocalipse 12:9]

      E SOBRE O FUTURO?
      Lúcifer : (com o semblante de ódio) Eu sei que não posso vencer a Deus e me resta pouco tempo para ir ao lago de fogo, minha prisão eterna. Eu e meus anjos trabalharemos com afinco para levarmos o maior número possível de pessoas conosco. [Ezequiel 28:19; Judas 6; Apocalipse 20:10,15]

      MEDITE NESSA MENSAGEM. VEJAM QUE FOI ELABORADA COM BASE NOS VERSÍCULOS BÍBLICOS, POR ISSO É UMA ILUSTRAÇÃO DA MAIS PURA VERDADE.

      “COMO DIZ O ESPÍRITO SANTO: HOJE, SE OUVIRDES A SUA VOZ, NÃO ENDUREÇAIS OS VOSSOS CORAÇÕES.” HEBREUS 3:7,8

      “Ninguém tem maior amor do que este: de dar a Sua vida em favor dos Seus amigos.” João 15:13

    • CristianoR:

      Putzzz…. estes ateístas são piores que demônios, se bem que até os demônios sabem que Deus é Deus e até os demônios sabem da sua existência, mais estes ateus!!!
      Um dia todo joelho se dobrará perante o Deus criador, aí caros ateus, poderá ser tarde para vocês, muito tarde!

    • X:

      uiiii ate deu medo de sua maldição lançada em cima de nos, ateus. To ate com medo de sair na rua.
      Pena que tua religião não encine a ter corações puros e bons, em ves de desejar mal ao proximo ( mesmo que esse proximo não compartilhe das mesmas opniões que a tua).

    • CristianoR:

      kkkk Não precisa ter medo! Não agora, você vai ter medo no dia do julgamento, aí sim você vai e deve ter medo, por enquanto não! Abraço, fique com Deus, e que Ele te ilumine. Excelente final de semana.

    • X:

      Ja que vc se acha tão superiora aos ateus, acalme-se. Se voce acha que o que voce acredita é certo, para que ficar perdendo tempo com a gente (ateus) aqui nos comentarios. Se os argumentos da sua crença forem fortes ( ou seja, verdadeiros) eles sobreviverão pela eternidade sem sua influencia.
      Ou talvez voce tenha medo que descubram que tudo o que voce acredita seja falso?

  • Homero:

    “Quando digo que “esse galinheiro” tem dono, não estou referindo ao site… e sim, o Planeta Terra, Universo,etc.
    Entendeu?”

    JORGINHO,tambem não entendi, por que até hoje não destes provas suficientes…KKKKkk

    E quem é o “dono” do Universo, e do Planeta Terra?

    Saberias me dizer e convencer a qual religião pertence e quem domina economicamente o nosso mundinho chamado Terra?

    Aguardo essa e o comentário de 26/11, para q possa me dar por satisfeito!

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    Homero disse( já meio perturbado):
    “chama esse site de “galinheiro” (Vc Jorginho, só por essa afirmação já deveria ter sido excluído e banido nesse HS (mas como sou pela liberdade de expressão, gosto de aprender e às vezes acho até divertido)”.

    Eh, meu véio, sê tá perdidão!
    Quando digo que “esse galinheiro” tem dono, não estou referindo ao site… e sim, o Planeta Terra, Universo,etc.
    Entendeu?
    Senão, desisto de jogar pérolas…

    Homero disse: “… não se esqueça de reler de DawkinGs nesse site do HS “Carta para a minha filha: Juliet”

    Resp. Vc quer dizer Clinton Richard DawkiNs ?
    Em sua carta, ele se mostra mais coerente que seus discípulos ateus!

    Mas,o Que fez a Vera de tão grave para que a mande ler um livrinho criado especificamente para 1/2 ateus?

    Acho melhor vc estudar, pois, como ele disse – ” Que a evolução não é exatamente como seus discípulos anunciam…”
    Veja o vídeo se tiver coragem ou morra na cegueira ateísta!

    • CristianoR:

      Estes ateus são tão desentendidos que até um animal quadrúpede entenderia, menos eles os ateus!!! kkkk
      Lógico que são ateus, se numa simples frase eles não entendem quem dera acreditar em Deus e na Sua criação, é muito prá eles….coitados, estes sim é de dar dó, vão estudar e pesquisar, aí sim quem sabem ficam espertos….kkkk

    • Serico115:

      Onde vai já vosso desespero!!!!
      Disparam para tudo que vos faz por em causa vossas crendices. Ateu, não molesta ninguém e aceita que cada um é livre de escolher o caminho que entender. Só não aceita ser doutrinado por quem prefere viver num mundo da fantasia, a aceitar a verdadeira realidade devidamente fundamentada e mostrada com factos bem reais e obljectivos.
      Ateus procuram mais é mostrar até onde vai a realidade e começa a fantasia. Mas para se ver isso, é preciso mais que convicções, muita inteligência e muita honestidade. Há uma realidade que infelizmente tenho de aceitar: No caos em que este mundo se encontra mergulhado, ter e viver uma crença fantasiosa até ajuda por certo a ficar mais incólume a tantas vicicitudes…. só que a realidade não se compadece com fantasias. E veja-se o fausto em que vivem os GURUS das religiões e a desgraça que paira em tantos pontos deste nosso mundo……

    • Antonio Leite:

      Serico,
      Tenho pensado…Você em Portugal deve ter um amplo conhecimento dos movimentos religiosos e irreligiosos por aí, pela Europa toda. Como anda a separação entre estado e igreja?? Tem ensino religioso nas escolas? Caso positivo, de quais religiões? Segundo o “IBGE”(estudos estatísticos) daí, qual a relação de crentes e não crentes? Acho interessante saber essas notícias porque temos avançado nos estudos do comportamento “de conformidade” (comportamento de rebanho) e sabemos hoje o quanto é caro ao ser humano pensa/agir em acordo com a maioria de sua comunidade. Grupos hegemônicos — cá ou lá — sempre determinaram/determinam o que “é certo” e o que “é errado”. Isso torna a nossa visão da “verdade” algo que tem que passar necessariamente pelo autoconhecimento (Sócrates)…Abração.

  • Homero:

    Resposta e comentário para Jorginho:

    Aí, eu tenho que, pacientemente, uma paciência cósmica, explicar, mais uma vez, o que o OICED MOCAM, LIVRE PENSADOR, SERICO e outros, já demonstraram aqui e nunca foram racionalmente contestados e refutados.

    Cansa ler opiniões de alguémq chama esse site de “galinheiro” (Vc Jorginho, só por essa afirmação já deveria ter sido excluído e banido nesse HS (mas como sou pela liberdade de expressão, gosto de aprender e às vezes acho até divertido).

    Não acredito que um Deus criou Adão e Eva e o Jardim do Édem, que o Universo foi especialemte desenhado e programado para nós, (antes do tempo e espaço) e mais bilhões de galaxias.

    O mundo vive num mundo de mentiras, misticismo impregnado no berço, que dá nojo! Ôh POVO IMBECIL!!! Estão lá agarrados na corda do Círio de Nazaré (puxando o saco de um ser invisível e improvável) achando que é isso que vai lhes recompensar e realizar-lhes a vida.

    Agora veja, por aí os assuntos que rolam na mídia.

    Vê se dá para interessar?!… Runa, tarô, cristais de bach, astrologia, horóscopo chinês ou de qualquer lugar, quiromancia, psicografia, viagem astral, velas, rezas, reiki, anjos, chacras, mantas, talismãs, mandalas, patuás, espíritos que saem do corpo, almas que andam por aí e sobrevivem ao corpo, milagres, fogueira santa, exorcismo, significado dos sonhos, bruxarias, ETs, abdução, EQM, transfiguração, adivinhação, curandeirismo, simpatias, exoterismo, regressão a vidas passadas, mensagens do além, aromaterapia, cromoterapia, numerologia, P o cacete à quatroterapia! Não dá!…

    Todo mundo querendo ganhar dinheiro nesse mercado das religiões, explorando a fé religiosa, o sobrenatural,às custa dos idiotas brasileiros. O Brasil, o povo brasileiro, está embebido nessas porcarias com Big Brothers religiosos na TV pagos à peso de ouro, (imagine se os céticos, humanistas seculares, racionalistas, irreligiosos e ateus – tivessem o mesmo espaço em canais de TV ?) não vive a vida como devia, acreditando em si mesmos, fazendo por onde conseguir as coisas pelo seu próprio esforço.

    Não fosse esse meu respeito hipócrita por essas pessoas religiosas que acreditam, eu certamente diría:

    “Nossa!, como vocês são idiotas!”. Em vez disso, apenas digo: “Nossa!, como vocês têm fé!”.

    Mas deixa eu tentar ESCLARECER uma coisa com você, e vou fazer da seguinte maneira, vou te fazer algumas perguntinhas Jorginho, bem racionais:

    1º – O deus que você segue é o mesmo que testou a fé de um homem fazendo esse pobre homem achar que teria que sacrificar o próprio filho a esse deus? (Veja que não falei que ele mandou matar, apenas testar a fé)

    2º – Esse deus matou seu filho o seu garoto em um sacrifício, mas depois se arrependeu, ressucitou o mesmo e levou ele para viver ao seu ladinho?

    3º – Esse mesmo deus acha que eu tenho culpa pelos atos cometidos por um antepassado?

    4º – Esse mesmo deus deixaria eu passar a eternidade no inferno se não admitisse sua existência e não o amasse?

    Alguém aqui já deve lhe ter dito: que é mais fácil você provar a existência de seu deus do que sua moralidade…

    Se você respondeu sim para todas as perguntas, eu te digo, nunca aceitaria um deus desse, prefiro passar a eternidade no inferno a idolatrar algo tão imoral… ENTENDIDO?????

    “Quando falares, procura fazer com que as tuas palavras sejam melhores do que o teu silêncio.” (provérbio indiano).

    Então a menos que sua crença se refira a outro deus ou Super – Homem ( ou civilização extra-terrestre), q ATÉ HOJE VOCÊ NÃO EXPLICOU de ONDE VEIO (ou vieram?), como surgiu, o que ele criou, e qual o seu nome… com atos menos imorais, não tente ao menos nesse site do HS, mais me vender seu deus…

    Tenho uma outra hipótese sobre suas idéias e colocações, e lhe pergunto como eterno aprendiz:

    5º) Para Você Jesus e Deus são de origem extra-terrestre?

    6º) Sua crença é a Milenarista, ou religião ou culto OVNI ?

    7º) Panspermia – acredita que alieginas (aliens) foram ou são responsáveis pelo desenvolvimento da vida na Terra ?

    Jorginho, tudo o que você disser, pensar ou escrever, fora daquilo que é altamente provável, 100% do conhecimento de 90% dos cientistas, arqueólogos, astrônomos e historiadores, eu não discuto mais e lhe prometo deixar em paz! Qualquer pontinha de misticismo, joga o meu interesse num buraco negro!

    Os Ateus, Céticos, Racionalista, Humanistas Seculares e Irreligiosos não admitem mais nada fora da racionalidade e realidade:

    Já estava de saída, mas como você é tão “misterioso” ( birrento e irracional)

    aguardo a sua manifestação !

    Obrigado !
    ET: satisfeita pastora Vera? o quer q baixe o nível!

  • Homero:

    Resposta para Vera

    Por que as abelhas não vão pro céu?
    http://bulevoador.haaan.com/2010/04/10768/

    Ah para Você que ainda é criança e vive na “infância da ignorância” não esqueça de reler de Dawkings nesse site do HS
    “Carta para a minha filha:Juliet”

    e links postados aqui anteriormente sobre o que os Humanistas pensam sobre a Bíblia e uma série de links especiais postados por Oiced sobre o garoto de Deus o JC…e releia a resposta q o mesmo que ele lhe deu sobre Jó !

  • Vera:

    Gente… como o rapaz Homero está desatualizado e sem avanço em seu post. Acredito que o nível das discussões já superaram este “argumento” meu filho. Tenta melhorar suas colocações para não ficar repetindo coisas que não acrescentam em nada no debate, que já foram superadas e refutadas a muito tempo. Dessa maneira você só reforça o que os neo ateístas mais temem, serem refutados de forma categórica =)

  • serico115:

    Olá HOMERO!
    Cumprimento-o pela excelência de seu post-comentário.
    Talvez tenha já postado mais e eu até tenha lido. Mas este seu texto ultrapassa em larga escala a maioria até daqueles que tenho vindo a ler e apreciar também.
    Fico contente até, porque com a saída de OICED MOCAM, ainda que ele continue em seu blog, a nível idêntico ficaram o LIVRE PENSADOR e ATEU III. Mas bom mesmo que agora verifico também a qualidade do que para aqui trás também.
    O fecho final achei brilhante:

    “Sugiro que, antes de “criticar” Dawkings, leiam seus livros. Ah! Não quer, ler isso, enxergar isso, ou, mais comum, recusa-se até a pensar nisso, porque contradiz seu livro sagrado. Não se preocupe, isso não vai fazer de Você um ateu. Mas mais livre, menos ignorante, iluminado e feliz!”

    Um abraço e parabéns.

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    Como participante árduo do HS e “integrante” desse tema entre tantos outros aqui, sentir-me no direito de expressar (por fim) na defesa final que “ esse galinheiro tem dono”. E por mais que os ateus arranquem os cabelos, eu expresso com tal convicção que eles me apresente a razão para não crer em algo de força Inicial Externa, uma vez que nem a Ciência pode provar que “Tudo surgiu” do nada,sem apontar uma Causa primária!
    Por isso eu vos digo que falar “até papagaio fala” e papel aceita tudo! A creditar em tudo que a ciência diz é mesmo uma burrice adimensional! Se eu for documentar tudo que a ciência retificou e retifica;faltaria espaço para os céticos deixar seus plágios de homens que escreve livros a fim de vender a ignorantes. Criado estrategicamente só para ateus fanáticos! Se eu for apontar tais discrepâncias, seria obrigado a chamá-los de seguidores de cegos!

    Se eu vos perguntar quais são as respostas para os Mistérios que nos cerca(civilizações antigas e seus registros …capaz de surpreender nossos cientistas atualizadíssimos), certamente Não teriam respostas como eles não tem. Seu eu vos perguntar qual é a capacidade de Algo Surgir do Nada. Também vocês e nossos cientistas Não podem responder!

    Se eu vos perguntar por qual razão não Vemos razão e a prova que “ A Transição evolutiva tenha deixado Vago o Momento Crucial de uma espécie a outra( como os megas saltos no decorrer da história); No máximo vão me dá uma resposta Vazia, sem pé e sem cabeça, como o fundamento de vossas descrenças… Poxa, depois vem criticar religiosos, dizendo ser cegos e ignorantes!

    Se eu perguntar por que o Universo(Tenho minhas dúvidas) expande infinitamente, sem não conhecemos nem “nosso” sistema Solar afundo?
    Ainda, vem culpar os “cristãos”, dizendo que eles acreditam a cegas, enquanto eles parece não ter certeza de nada!

    Entenda que não sou contra a Ciência… Mas, não posso deixar de falar que a quântica tem deixado a física clássica de boca no chão, quando ela nega “obedecer” sistemas clássicos! Para se ter uma idéia, muitos falam até em dimensões paralelas, Universo das Bolhas,Universo das Cordas, Portais etc….
    Depois alguns ateus vem falar que os religiosos são os únicos a acreditar em “espaguete e bule voador”!

    Falar sério ateus! A lista é longa… Até não discordo de nos chamar de primatas, homens das cavernas etc…
    Sinto me honrado. Mas, a verdade deve ser dita: Por qual razão aceleramos intelectualmente de forma assombrosa, deixando nossos irmãos – cavalos, gatos, cachorros… elefantes e os primatas ainda comendo bananas?

    A Diversidade é tão grande que ainda não catalogaram todas espécies e não esqueça que há às semelhanças entre elas.

    Por fim, nem mesmo vossa venerada ciência pode explicar isso e outras questão tão básicas… E, Ainda, não nos garantindo certeza, mas maiores indagações além das incansáveis ratificações como aqui apresentadas!

    Fica assim: Responda essas e depois despejarei outras mais.

    Em reposta ao nobre colega que disse: “… Qual dos dois gestos é racional: o do homem, acreditando em Deus só pelo fato de que alguém assim lhe disse, ou do cão, que senta porque em troca receberá uma ração? Qual dos animais pensou? Algum dos animais raciocinou?

    Resp. Quem foi o guru que disse que animais não raciocina?!
    Até formigas se comunicam meu caro! Conhece uma política melhor que a delas? Ou acha que comunicação é mérito só do homem?

    Não subestime o roxo! Não generalize, caro colega.

    Vou responder com a mesma pergunta de forma diferente: “Qual é mais racional: Àquele que acredita que há um Criador ou aquele que acredita que tudo nasceu do nada?

    A explicação típica é que “num espaço”(espaço!?)…”Vazio absoluto”(?!) …Surgiu uma fonte de Energia… Num espaço qualquer!? E, do nada, rasgou a dimensão anterior, criando essa que vivemos, explodindo; criando sistemas(leis),criando grandezas, organizando orbitas… Separando aglomerados… Existindo Por 13,777777777777 bilhões de anos e, dessa explosão; criou “nosso” Sistema Solar(entre outros bilhões) e há 3.22222222222…bilhões de anos Surgissem um clima harmônico,criando as primeiras formas de vida esporadicamente…(não sendo possível repetir esse efeito nem mesmo nos maiores laboratórios…) que por fim, surgisse vida( agora com a participação Especial do espaço sideral longínquo)…às células simples à Humanidade!

    Imagine ateus que pessoas acreditam que 53 milhões por uma em acertar na Mega Sena seja quase impossível! Qual é a questões mais racional, meu caro:
    O Universo nascido do Nada ou ganhar na mega sena duas vezes seguidas?

    Já estou cansado de “pregar” para ateus!

    Tenha paciência e assista todo o doc de Richard Dawkins e seja ao menos como ele que está mais para um Agnóstico:

    http://www.youtube.com/watch?src_vid=_LLWdSUccnU&v=sqmr5qMz7lE&feature=iv&annotation_id=annotation_242639

    Para os apressadinhos podem assistir a entrevista dele Final:
    http://www.youtube.com/watch?v=52HgONMKt18&feature=related

    E por último:

    http://www.youtube.com/watch?v=xsCM91spgH0&feature=related

    Daqui pra frente vou fazer igual o L.P. Cobrar 10% por pergunta e resposta dada! sic

    Pense Nisso irmãos!

  • Homero:

    QUAL A PROFISSÃO MAIS ANTIGA DO MUNDO ?

    Após um cansativo dia de trabalho, se encontraram numa sexta-feira, num barzinho, um eletricista, um carpinteiro e um agricultor. Entre umas biritas e outras, eles começaram a conversar aquelas inúteis conversas com desconhecidos em mesa de buteco.

    – Carpinteiro: Vocês já pararam para pensar qual profissão é a mais antiga?

    – Eletricista: Sabe que eu não…

    – Agricultor: Eu também não. O que vocês acham?

    – Carpinteiro: Sem sombra de dúvidas, é a de carpinteiro, claro! Deus mandou Noé fazer uma arca, sinal de que a carpintaria já existia e tinha até regulação divina.

    – Agricultor: Para de besteira, homem. Muito antes da arca de Noé, Deus precisou de alguém para lavrar a terra, plantar o jardim do Éden.

    No meio do debate, o eletricista, até então quieto e um pouco mais chapado que os dois colegas de mesa, largou o copo e deu sua opinião.

    – Eletricista: Os dois estão completamente errados. Antes mesmo da arca de Noé e do jardim do Éden, já havia eletricista.

    Ouvindo o relato do eletricista, os outros dois quase morreram de rir.

    – Agricultor: Explica este causo!

    – Carpinteiro: É, espertalhão! Como pode ser isto?

    Tomando mais fôlego, o eletricista defendeu sua tese.

    – Eletricista: Ora, vocês acham que quando Deus disse “Faça-se a luz”, não teve um pobre coitado para passar a fiação? É claro que ele não fez um bom trabalho, já que o céu vive dando curto e soltando faísca…

    Posto, isto, o A & À adverte:

    A bíblia pode causar danos severos à saúde mental e ao ler causar dôres de cabeça ao “diabo”.
    Portanto, se for ler a bíblia, não beba;
    se beber, não leia a bíblia;
    se for só beber sem estas sandices cristãs, nos convide!

    Palavra da Salvação! Não esqueçam de dizer Graças a Deus !

    DEUSES EXISTEM?

    E no início, bem no início, o homem na inteligência da ignorância, criou os deuses !

    Num Pálido Ponto Azul !

    Assista o Vídeo: Num Pálido Ponto Azul

    http://youtu.be/EjpSa7umAd8

    • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

      Ainda passo acreditar que a evolução trouxe mudanças radicais…Mas, alguns ficaram pra trás!

      Parem de contar piadas sem graça e responda minhas indagações!
      Estou dando oportunidade para apresentar “suas verdades”.
      Vos permito que use a ciência para explicar todas dúvidas!

      Sem mais.

  • Homero:

    Resposta para Mente Livre, q disse:
    “-Enganasse o ateu que acha ser dono da verdade absoluta e que Cristãos não raciocinam por si mesmos.”

    A INTELIGÊNCIA DA IGNORÂNCIA

    O homem diz-se inteligente e racional. E é. E por ser inteligente e racional, acha se superior a todos os outros animais. E é. Mas será que isso é bom? Pois tenho minhas dúvidas.

    Um fanático ouve que Deus existe, que Deus é o todo-poderoso, que é onipotente, onisciente, onipresente, pai de todos, criador, puro amor…e acredita. Acredita, simplesmente acredita. Não pergunta, não questiona, não toma iniciativas, não duvida, nada. Acredita. E se diz racional.
    Um filhote de cachorro irracional – ouve o comando do dono, mandando-0 sentar. Não senta, porque não sabe o que é sentar. Mas, forçado, senta e recebe uma recompensa. Vai indo, vai indo e aprende. Logo, sentará sozinho. Mas não sabe por que senta. Há alguma diferença ? Qual dos dois gestos é racional: o do homem, acreditando em Deus só pelo fato de que alguém assim lhe disse, ou do cão, que senta porque em troca receberá uma ração?
    Qual dos animais pensou? Algum dos animais raciocinou?
    Não, ninguém pensou. O cão engoliu a ordem, porque lhe traz uma recompensa. E o racional irracional engoliu o que lhe ensinaram, pois isso lhe dará uma vida eterna após a morte. Mas nenhum dos dois raciocinou. Simplesmente aceitaram o que lhe foi dito. Ora, não é da essência da racionalidade o pensar? Pois se o homem, a quem foi dito que Deus existe, acreditou imediatamente pelo fato de que assim lhe disseram e não por convicção, então ele não pensou. Não pensou exatamente como não pensou o cão que recebeu instrução para sentar e sentou não porque entendeu o ato de sentar, mas por que lhe ordenaram que sentasse. Então, se nem homem nem cão pensaram, qual a diferença entre ambos, no que diz com sua ação? Nenhuma ! A única diferença é que o comum irracional anda de quatro e o racional irracional anda ereto. O homem ouve que algo é milagre. E acredita, não se interessa para saber se o que eu lhe disseram procede ou não. Acredita. Simplesmente acredita, q Jesus existiu e nasceu de uma mãe virgem. Qual a diferença? Quem é racional?

    O HOMEM não consegue se livrar do temor da morte. Não consegue porque não a entende. E não entende porque não raciocina. Apenas faz de conta. E como não consegue evita-la e, por isso tem medo dela, foi se aconselhar com a ignorância. Esta, inteligentemente, informou-o de que depois da morte há outra vida.

    O homem prefere acreditar na VIDA APÓS A MORTE do que embrenhar-se no desconhecido à busca de resposta àquilo que ele, por ser ignorante, não conhece. Por quê? Porque o homem é covarde frente ao desconhecido? Por que não quer saber o que não sabe? Por que preterir o conhecimento em troca da obediência?
    A verdade é que o homem se diz inteligente, mas quem é inteligente, de verdade, é a sua ignorância. A ignorância é que fê-lo acreditar-se um ser inteligente.
    Ora, se ele é inteligente e tem tanta convicção de que após a morte há outra vida, por que temeria a morte? Por que temê-la-ia, se essa anunciada outra vida seria melhor do que a desfrutada por ele antes de passar pela morte? O homem tem medo da morte porque tem certeza de que depois dela não há outra vida. Essa é que é a mais pura verdade! O problema é que a inteligência da ignorância não lhe permite admitir que isso seja uma verdade irreversível.
    Sempre que a ignorância ignorante se deparar com um obstáculo qualquer, onde o seu limite a impedir de ir adiante no seu conhecimento, vem a ignorância inteligente e a intima a ter fé. FÉ! Não tem lógica. Mas é preciso ter fé, é mistério de fé! Não dá para entender. Mas é preciso ter fé! É preciso acreditar em Deus, confiar em Deus, é dogma de fé, é uma questão de fé, é mistério de fé, é…é preciso acreditar, ora! E que não se pergunte! E que não se duvide! E que não se pense! Acredite-se, e ponto! Tenha-se fé, e ponto! E ponto final! Acredite-se, e ponto! Tenha-se fé, e ponto! Creia-se em Deus! E ponto final! Como é que não vai se acreditar em Deus, alma, diabo, inferno, purgatório, pecado, ? Mas como é alguém pode ser capaz de tamanha blasfêmia e não acreditar em Deus, no reino dos céus e na vida eterna no paraíso! Nossa! Vida eterna! Sim, vida eterna! É pecado mortal não acreditar em Deus! Vai para o inferno quem não acredita em Deus!

    O que seria da ciência se não fosse o desconhecido? Que explicações terá a inteligência da ignorância para dar à ignorância ignorante acerca daquilo que, por exemplo, há uns dois ou três mil anos era coisa que só Deus explicava e agora não passa de uma banalidade da ciência? Será que o ignorante que descobriu isso tornou-se Deus? Afinal, se era coisa que só Deus poderia explicar e, de repente, vê-se que um ignorante explica, então teria o ignorante virado Deus, assim num repente?

    Isso no meu limitado conhecimento, tem um nome: covardia. Pode-se também chamar de comodismo, preguiça, medo, etc. A verdade é que, diante do desconhecido, o homem se acomoda, foge, corre e acovarda. O que não sabe, é porque não precisa saber e não lhe compete saber. Só a Deus compete explicar. Covardia!

    A ignorância é muito inteligente. Tão inteligente, que foi capaz até de cria Deus para explicar aos inteligentes aquilo que ela, por ser ignorante, não conseguiu explicar. E, assim, atachou: “ Deusa criou o homem”! Eu não entendo isso assim. Não foi Deus que criou o homem, mas A IGNORÂNCIA DO HOMEM É QUE CRIOU DEUS.

    UM VERDADEIRO ATO DE COVARDIA, mas que deu certo. Afinal, é muito inteligente e extremamente fácil explicar o que para a ignorância é inexplicável, dizendo simplesmente: “ Isso só Deus explica”! E os inteligentes, abastecidos pelo ópio da ignorância, dizem: Amém, aleluia! E vivem uma falsa ilusão por muitos e muitos anos.

    É por isso que as religiões tanto gostam das ignorâncias. Afinal, convence-se a ignorância de que o que é, não é, e o que é, não é. Depois, bem depois é só usufruir os resultados, pois a ignorância ignorante não aceitará ser modificada, pois contra a ignorância não há argumentos

    Tenho certeza de que daqui a algumas centenas de anos (não sei quanto tempo, mas que isso vai acontecer, não tenho dúvida) os que nos sucederem olharão a nossa história e chamarão de mito o que hoje chamamos de religião. Portanto o que hoje é religião será mito no futuro. Sou contra a verdadeira domesticação praticada pelas religiões e meu compromisso é com a verdade e o fato de discordar não nós torna iguais, mas apenas diferentes!
    É, acho que sou mesmo um ignorante! Ou será que sou inteligente? Mas, como eu disse sou modesto. E Você cristão mente livre? Quer ser o que, quando se livrar da submissão, da fé religiosa e crescer? Raciocinar por si mesmo ou pelo que lhe foi imposto desde a infância?

    Leitura recomendada:
    “A Inteligência da Ignorância” de Antonio Silvestre, Edit. AGE,
    Advogado, professor, filósofo. Escritor, poeta, autor de diversas obras.

    Colaboração de Homero em “homenagem”
    ao Oiced Mocam, Serico 115 e Livre Pensador!

    • serico115:

      Olá Homero!
      Tenho mesmo de lhe pedir desculpa em não vir dando mais atenção aos seus textos.
      No comentário que fiz antes, dei conta dessa minha distracção, talvez pela forma de sua prosa que, bem alicerçada se apresenta num modo de linguagem a que ainda me não adestrei muito bem. Mas prometo passar a ler mais minuciosamente seus textos para poder auferir de seu precioso contributo.
      E manifesto minha gratidão por afinal ter reparado já mais em mim, e pela referência final junto do OICED e LIVRE PENSADOR, que admiro e tenho plena consciência de estar a um nível bastante inferior aos seus em termos de conhecimentos conforme têm demonstrado pelos seus aprofundados comentários também. Eu sou mais aquele que tenta absorver o que de bom aqui posso obter. Meu abraço.

  • Homero:

    Em resposta:

    “apenas analisei que aqui vocês tomaram uma surra no debate e estão com a moral baixa!”

    A recíproca é verdadeira. Acompanhei os cometários desde que o ateu OICED MOCAM entrou nesse fórum. E diga-se deu uma SURRA de conhecimentos no seu “amado” seguidor das Testemunhas de Jeová (ou seria Cientologista ou Eteísta ou Espírita…ou tudo junto, até hoje não se definiu,) que em alguns momentos defendeu a religião depois “meteu o pau”…

    O LIVRE PENSADOR, expôs dezenas de links com fontes para desenvolver os assuntos e adquirirmos conhecimentos, com a maior clareza opossível nessa “batalha” de idéias, sobre Criacionismo, Evolucionismo,Críticas à Religião, Exploração da Fé, Mitologias, Ciências…e diga-se sempre com maior respeito e consideração aos debatedores (não a dogmas e doutrinas – que não merecem).

    Sinceramente, tenho a certeza de que crentes como o Você e Serico, só não aprenderam e reconhecem por que tiveram medo de ler os links, aliás coisa típica de “inteligência ignorante” ! è melhor pararem de se “expor” para não continuarem ser HUMILHADOS pelas suas crendices como o foram até agora! Mas, por outro lado, foi bom acompanhar, pois quanto mais crentes vierem em defesa do cristianismo, mais os ateis, irreligiosos, agnósticos, céticos e humanistas seculares, terão para lhes apresentar…sempre pela RAZÃO! e não nas crenças de um deusIlusão!
    A propósito, aguarde q eu tenho um última postagem (último livro q acabei de ler) para Vocês

    MAIS UMA VEZ,BRILHANTE LIVRE PENSADOR. Parabéns e grato pelas manifestações em defesa do livre pensamento!

    Homero

    • serico115:

      Olá Homero,
      Só posso considerar distração a inclusão de meu NIK na parte de comentário que transcrevo.
      Por favor não me confunda com esse grupo de crentes fanáticos…

      “…Sinceramente, tenho a certeza de que crentes como o Você e SERICO, só não aprenderam e reconhecem por que tiveram medo de ler os links, aliás coisa típica de “inteligência ignorante” ! è melhor pararem de se “expor” para não continuarem ser HUMILHADOS pelas suas crendices”….

    • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

      Estou vendo pessoas deseperadas… e outras arrancando os cabelos!
      Não desespere, pois isso é apenas um novo recomeço de uma nova era.
      De certo isso já era profecia!

    • serico115:

      Curioso mesmo, JORGINHO!!!!
      Esse comentário de ver alguém desesperado, que não eu, nem ao que me tenho apercebido todos que por aqui têm passado e não encontram em seus e de seus parceiros nada de concreto e solidamente suportado. Nós, os que já se distanciaram dessas grilhetas em que vocês, crentes, se encontram presos, não estamos desesperados, pois não vivemos sob o espectro dos castigos dos deuses. Logo, estamos muito tranquilos e com certa pena de quem perfilha a firme ideia de não querer abrir os olhos para a realidade.
      Vocês sim, mostram vosso desespero e para disfarçarem talvez, atiram com essas “BOCAS”, que nos não atingem minimamente.
      E se muitas das vezes não rebatemos o que vocês tentam asir em vossa defesa, é mais pela inconsistência e pobreza de vossa argumentação que não merece que se perca tempo em a analisar. Quando se vive na ânsia de querer fazer valer posições, é muito normal tentar fazer provocações. Só que não conseguem atingir-nos.Seja muito feliz Jorginho. Eu se tivesse poderes já o tinha promovida a BISPO…

    • Jorginho:

      Serico,por qual razão teima em justificar o injustificável, meu caro?
      Não Esquente a “careca” meu ” velho”. Um dia saberás o que é verdade.
      Não se engane. Pois,ainda não apresentaram nada concreto…
      Tenha um pouco de fé homem!
      Imagine que um amontoado de átomos possa entender sua função nesse planeta… Além de outros bilhões?

      Não tenho nada contra os ateus, exceto sim, que não acreditam num Design, mas acredita que o ” nada” fez tudo através do caos!
      Isso que chamo de fé ao inverso!

      Acredita no que quiser…
      Ops! Não acredite em nada.
      …Não acredite nem em vc mesmo!

      Abraço.

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    Com certeza “Mente Livre”, falam tanto do “Ovo Originador”, mas não responde como surgiu o “Ovo” do “Nada”… O que para eles já é suficiente.

    Limitando nessa fronteira, sem considerar a fonte originadora; como que o “Nada” fosse seu Deus. …Mantendo essa grande fé de causar inveja muitos líderes religiosos. E, quando pergunta como pôde surgir Algo sem origem, respondem com uma pergunta típica de uma criança de 5 anos: “ Quem é D-us ou quem é seu Pai?”

    Se não sabemos Sua origem, muito menos eles sabem como se deu o início de seu Adorável Ovo-Originado ao Acaso, Sem origem, Sem pé e sem cabeça… Se contentam que o Ovo surgiu do Nada, por não poder explicar como Algo pode surgiu do Nada; causando Caos, Ordens de leis e sabedoria que certamente existiria antes de todas formas. Esquecem que o “Nada” não preenche o mínimo de coerência científica e a Ciência sabe disso. Por isso Nem os mais renomados cientistas se atrevem dizer o que os ateus atrevem quando dizem com veemência e de boca cheia – “O Design não existe!”

    Acreditamos sim no fundamento além do “Ovo”.
    Acreditamos com muita coerência que o Ovo não poderia existir se antes não fosse planejado uma dimensão do Vazio Absoluto para que fosse ocupado. Acreditamos Naturalmente Que a vida continua… Tudo se transforma… Indicando que a vida foi criada com um grande propósito.

    Nada poderia satisfazer o Existencialismo se não houvesse vida… O Universo seria um contra senso da própria Natureza. Nenhuma lei teria sentido… Seria ignorância maior que o próprio Universo.

    A complexidade da vida(em particular a humana) não seria necessária como esse Universo de células, afim somente de fazer se vivo.
    Bastaria que fôssemos apenas amebas, uma célula resistente…
    Para quê ser inteligente se o que prevalece nos fim das contas é a resistência aos meios?

    Para quê sexos, se serveria unicamente como alvo para procriação…Uma vez que não serve para perpetuar a si próprio?

    Os ateus são mesmo capazes de causar inveja. Acreditam com muita fé que Tudo simplesmente passou existir do “Nada” e Basta!
    Até o “Santo Darwin” não saberia explicar essa evolução atípica do ateísmo.
    Se eu tivesse a fé dos ateus, estaria fazendo água transformar em vinho!

    Em suma: Creio que o princípio físico não nasceu primeiro que as leis, que as Modelou, formando todas estruturas. E só depois nasceria Essa Dimensão para que formas pudessem surgir… Incluindo o alto plano espiritual, onde a estrutura física não causa nenhuma interação direta.

    Pois, considerando que antes da existência física, haveria primeiro existir a dimensão para que pudesse ser exposto esse plano energético e mais tarde à transformação da matéria. Ainda teria de considerar que mesmo num plano puramente energético, deveriam existir leis que as ordenasse em termos de grandezas entre si.
    De certo (não nego) que vivemos em um mundo cujas dúvidas seja 90% e 10% restante é sustentabilidade que há o Dono da “galinha”( ainda não encontrada). Uma vez que não podemos provar que “Ovo” nasce ou exista sem que algo tivesse existido primeiro.

    Quanto os ateus( com todo respeito): Que viva suas vidas como única, mesmo podendo ser surpreendido quando chegar na fronteira de seu último suspiro… Que ao abrir os olhos, se depararão com o absurdo que estão vivos!
    Nem posso imaginar as caras!

    Mas, não esquente! Pois a natureza sábia vos direcionará ao caminho de iniciantes… Sendo capazes em pouco tempo discernir o que é átomo e o que é energia na máxima essência.

    Sejam felizes caros colegas e irmãos!

    Obs.: Ainda vejo “pessoas” que continuar andando na sombra dos outras. Aprenda ter suas próprias convicções…
    Criadas a calos…
    Deixando de lado esse negócio de ” É isso mesmo!”
    Concordo etc.
    São seguidores que seguem sem saber para onde está indo.
    Apenas acompanham…por ver multidões seguindo.

    Nada pessoal!

    Avi Nossa!!!

  • Livre Pensador:

    Resposta de despedida para e… a todos que acreditam e conversam com um amigo e “mentor” imaginário sobrenatural (isso incluiu Você Jorginho)

    Postular a existência de um deus como explicação dos fenômenos naturais já é uma coisa ultrapassada. Desde 1799 (ano em que Laplace publicou o primeiro volume de “Mecânica Celeste” e afirmou a Napoleão que não precisava da hipótese de um Deus para explicar o movimento dos planetas) a Ciência nos tem mostrado que não há absolutamente nenhuma evidência da existência de um super-deus como criador inteligente, mentor ou arquiteto do universo.

    Mesmo com todos os avanços no conhecimento científico, hoje em dia muitos religiosos (que não sabem distinguir ciência de pseudociência) insistem em inserir um deus nas lacunas de conhecimento deixadas pela ciência. Essa é uma situação patética, pois as lacunas no conhecimento científico estão ficando cada vez menores, e a área de atuação desse deus está se encolhendo. Hoje os religiosos como Você Jorginho, afirmam que deus ainda está escondidinho em cantinhos obscuros (e ainda mal compreendidos) da Física Quântica.
    É patético, realmente patético.

    Deuses sempre foram chamados para explicar o desconhecido, e todo deus que cumpre essa função tem um nome: DEUS DAS LACUNAS. Isso porque esse Deus preenche as lacunas do conhecimento de uma época. O problema é que à medida que o conhecimento científico avança, ele inexoravelmente preenche essas lacunas, tomando lugar dos deuses e deixando cada vez menos espaço para eles.

    Quem acredita no divino porque não sabe de onde veio a vida está agindo de maneira idêntica a quem acreditava no divino por não saber de onde vem a chuva. Só muda o objeto da ignorância. Dar nome de “Deus” à própria ignorância não parece ser uma boa idéia.

    Além disso, existe o agravante de que já existem respostas bastante sólidas, apoiadas em um amplo espectro de evidências independentes que se confirmam mutuamente, a respeito da formação de nossa espécie, assim como de estrelas e planetas, inclusive a Terra e o nosso sol.

    A ciência do século vinte foi extremamente útil para dar as primeiras respostas sobre o surgimento da vida e do universo, que permanecem hoje na fronteira do conhecimento. Assim que essa fronteira for rompida, se o passado nos serve de guia, parece que o argumento da ignorância continuará popular e as pessoas que crêem em deuses se agarrarão a outro mistério ainda não desvendado, perfeitamente imunes às incontáveis lições que a história nos deu sobre os cada vez menores deuses das lacunas. O fato de os deuses encolherem quando a ciência avança é um dos diversos motivos pelos quais muitos ateus entendem que ciência e religião são incompatíveis.

    http://www.youtube.com/watch?v=hCT1FTMzjlk

    http://www.youtube.com/watch?v=d4wm4OOYKko&feature=colike

    Jorginho,

    Mais perguntas e questionamentos, sómente mediante depósito 10% do seu salário, como forma de doação a Igreja do Deus U. R. I. (Unicórmio Rosa Invisível).
    Só não espere que vou ficar aqui discutindo o óbvio: o q veio antes antes o ovo ou galinha….e se tinha algum galo nesse gal…esse já foi “morto” pela razão há muito tempo! Rssrrs ! Uauh! Uauh!

    Forte abraço aos que acreditam no amigo imaginário, assim como Você Jorginho!

    Obrigado a todos, expor os meus pensamentos faz parte de ser honesto comigo e com Vcs, (necessito me dedicar mais ao meu trabalho para ganhar dinheiro e dar a minha família, já ao contrário de muitos q trabalham para dar a deus)

    LIVRE-PENSADOR
    CÉTICO e RACIONALISTA !

    • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

      Deveria ao menos ter aprendido que “Generalizar” somente os tolos assim faz!
      Acredite o quanto quiser no seu deus arredondado, sem pé e sem cabeça. Pois continuarei acreditando Naquele que o Criou!
      Trabalhe muito e viva o suficiente para seu propósito único de nascer, morrer como nunca tivesse existido!
      Mas não se surpreenda que ao piscar os olhos,venha se encontrar n’uma dimensão bem diferente de costume…

      Seu muito trabalhar caro L.P. poder-se-á servir para outros… Como o caso das abelhas que fazem seu mel…

      L.P. Disse: “…que não precisava da hipótese de um Deus para explicar o movimento dos planetas) a Ciência nos tem mostrado que não há absolutamente nenhuma evidência da existência de um super-deus como criador inteligente, mentor ou arquiteto do universo”.

      Resp. Por qual razão haveria de encontrar o Design, sujeito sua criação? Sendo Criador, precisaria está sujeito a conceitos metódicos a uma ciência Que mal explica o comportamento da matéria/energia?

      Fala sério irmão!

      Quanto ao 10%, brevemente estarão criando impérios com as correntes do deus cósmico e milagres de santo Darwin, além de outros como Stephen W. Hawking e Clinton Richard Dawkin.
      Para mim esses últimos tão fanáticos quanto aos fanáticos religiosos.

      Pois é L.P. seu “Unicórmio Rosa Invisível” deve ser o mesmo que criou o Ovo sem galinha num espaço inexistente, fundamentada na grande mentes dos ateus.

      Deva ser o Infinito inexplicável, cuja expansão se expedirá eternamente para um lugar que nem mesmo os sábios ateus podem imaginar.

      Isso sim, chamo de fé!

      Se encerrou, também encerro por aqui!

  • Mente Livre:

    Poxa… eu venho acompanhando este debate a tempos e me surpreendo sempre com os argumentos do Jorginho. Cara você é extremamente racional, porém não foge de sua crença. Defende com autoridade e legitimidade sua fé e seu Deus. Até o momento não vi nenhum comentário rival rebater e refutar seu posicionamento.

    Em termos de discussão e conhecimento de causa você está dando uma surra nos Ateus, porque os antagônicos aqui em geral tem um defeito crucial que é tentar levar a “luta” para seu terreno, e quando se discuti algo fora dos limites físicos não tem como não perceber esta realidade transcendental .

    Fico exausto analisando e lendo os posts gigantescos de alguns ateus, mas nenhum link ou argumento foi convincente o suficiente para me fazer acreditar que não exista alguém superior e que tem total controle sobre nós. É ilógico pensar que surgimos do nada, que somos apenas produto de uma evolução física cheia de obscuros rombos científicos. Além de despreparados os argumentos ateístas colocados aqui até então, eles evidenciam e revelam um ar de ignorância travestida de intelectualidade superficial.

    Minha análise é construída em cima de perguntas não respondidas, respostas infundadas/dúbias/sem nexo/descontextualizadas. A sabedoria humana é frágil, condicionante, limitadora e não permite que nós seres humanos ultrapassemos certas barreiras do conhecimento.

    A ciência é linda e brilhante quando produzida de forma honesta e real. Boa parte das nossas bases intelectuais, morais, culturais, conceituais, filosóficas, ética, étnicas dentre outros pontos advém de muitas religiões, por mais que critiquemos e não aceitemos, sendo o cristianismo a base mais forte conhecida no mundo.

    Sabemos do histórico assassino da igreja católica, seus dogmas, suas escrituras e condutas não bíblicas, contudo ninguém cita que dentro destas instituições existiram pessoas de grande valor para a ciência e para a conservação do verdadeiro cristianismo, que hoje está em extinção e é encontrado em poucas igrejas protestantes ou grupos isolados.

    Se Deus existe ou não, nunca a ciência nos conduzirá a tal resposta, pois ela limitasse a este plano físico. Enganasse o ateu que acha ser dono da verdade absoluta e que Cristãos não raciocinam por si mesmos. Vejo ateus usufruírem todos os dias de condutas, costumes, conceitos, valores e filosofias originadas nas palavras do livro que eles tanto criticam, mas que não conseguem se perceber dentro desta realidade.

    Como você mesmo citou Jorginho: “falar, até papagaio fala!”. Será que estes “papagaios fantasiados de sábios” e “isentos” da alienação estão realmente livres ou aprisionados a uma grande armadilha que vai além de suas míseras compreensões?

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    Olá meu caro L.P. Esperava que ao menos tivesse o carisma ou consideração de se despedir me comprimentando.
    Uma vez que tivemos dialogando já por algum tempo…
    Esperava o mínimo sua consideração POR MENOR que fosse.
    Contudo e sobretudo, farei um breve resumo daquilo que chegamos (se chegamos).

    E, posso lhe adiantar que vc como outros,estamos no mesmo barco( com D-us ou não ).

    Falar meu caro L.P. até papagaio fala!
    Papel aceita tudo!
    Me diga sinceramente a razão de não acreditar que esse “galinheiro” não tem dono.
    Mas, por outro lado, dá crédito um “ovo” botado sem no mínimo uma “galinha” para que viesse cumprimentá-lo vossas teses!
    A propósito: Como surgiu o “Ovo-Cósmico” sem a “galinha” ?
    Como eu disse, falar até papagaio falar!
    Responda: Quem é o dono do Ovo e da Galinha?
    Vou esperar resposta,tá? (sic)
    …Ao menos se me apresentasse a “galinha”, me contentaria com isso, sem conhecer o dono dela.

    Me responda sem rodeio: ” Quem é o dono do Ovo(energia primodial e depois massa)…Uma vez sabendo(lei) que “ovo” não nasce; mas sim, é preciso ter primeiro uma galinha para que possa “manifestar” nesse mundinho físico!
    Vou esperar…

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    L. P disse : “O que a ciência tem nos trazido de vantagem?
    1-Será que se não houvesse avanço da ciência hoje seria possível produzir alimentos para bilhões de pessoas ?

    Resp. Já ouviu falar que quantidade nem sempre corresponde qualidade? Além disso, não haveria uma maneira melhor que não fosse controle de natalidade? Até podemos vangloriar das megas-safras, produções industriais em grande escala. Podemos dizer que temosde farturas, tanto de alimentos quanto água potável ao menos em parte… Mas, se olhássemos na pior condição em termos de limitação de alimentos; um governo consciente, já teria controle de natalidade… Do contrário, estaríamos em situações alarmantes como em alguns países ou mesmo parte do Brasil, onde a miséria predomina.
    Se a ciência robotizou o plantio e a industrialização, isso parece nos passar segurança… Por outro lado nossa alimentação se tornou rica em conservantes, corantes artificiais ( alguns podendo causar câncer) além de alta taxas de açúcar, sal, gorduras e excesso de agrotóxico…Alguns proibidos devido suspeita de causar câncer, embora em uso em países como o Brasil. Ainda sem deixar de falar dos alimentos transgênicos, cada dia mais comum nas prateleiras dos mercados. Muito raro encontrar opção nas escolhas de alimentos sem alterações como o próprio óleo de soja que está modificado e não temos opção! Até nisso posso dizer que a ciência mata!

    2- Quantas crianças teriam poliomielite hoje se não fosse o cientista Sabin?

    Resp. Acho que não entendeu o que quero dizer “Boa Ciência”, caro L.P.

    3- E os transportes? Haveria sequer uma bicicleta?

    Resp. Oh! Bicicleta! Quanto tempo não usa a sua? Perdemos os bons hábitos… Pessoas usam seus veículos até mesmo para ir à esquina comprar pão… Se continuar assim, a humanidade esquecerá a habilidade de anda com os próprios pés!Até posso imaginar viajando de cavalo, tomando banho em bacia ou riachos… Jantando a luz de cera, sem um ventilador numa em uma noite quente.

    Por outro lado devemos “agradecer” esse capitalismo selvagem e o consumismo bobo desenfreado, onde se contenta com uma tecnologia de consumismo barato e desnecessária.
    Devemos agradecer a ciências pela poluição e contaminação de solos, atmosfera, mares e rios…
    Gastam fortuna em rodovias e não em ferrovias que seria viável, diminuindo poluentes. Mas, por que teimam utilizar carros para transportes e não ferrovias?
    Tudo uma questão de lucros! De impostos(fora o combustível de 50%), que um polvão ignorante que acredita o petróleo ser nosso!

    Caro L.P.Quem controlava o mundo antigamente era a religião, hoje não tenho dúvida que governos controlam a ciência! Estão todos a serviço governamental. O governo tem o controle soberano sobre ela e seria interessante fazer o povo não acreditar em nada, exceto numa ciência manipulado a gosto.Quem controla a Ciência; controla o mundo!

    4- E as comunicações ? Pombo-correio ?

    Resp. Infelizmente poucos são os que sabe usá-la.
    É uma poderosa invenção. Claro que olhando por outro lado, temos a radiação lançada em nossas cabeças diariamente numa faixa próxima a microonda e outras dentro do espectro. Podendo causar males em longo prazo.Estamos mergulhados por essas radiações quase constantemente, sem que percebamos.

    5- Como combateríamos as pragas ? “Reza braba” ? Xamã… Benzimentos ? ETC ETC

    Resp. Para vc não dizer que não falei das flores, veja esse link para sua reflexão sobre as “benzedeiras”: http://www.overmundo.com.br/overblog/caiu-a-espinhela-procure-por-elas-as-rezadeiras
    http://www.reporternews.com.br/noticia.php?cod=280080

    6- A ciência mata? Claro, se não usada para fins pacíficos. O homem mata. Vc sabe que graças à CIÊNCIA, hoje se consegue várias vezes mais alimento por metro quadrado de plantação do que a antes da revolução científica? A ciência deu o maior dos passos para diminuir com a fome no mundo.(q não vai acabar enquanto não houver também, um rigoroso “controle da natalidade”). A fome se tinge como uma mancha na humanidade em funcão da má distribuicão de renda, fruto das picuinhas politicas e econômicas… (se a ciência conseguir desativar o “gene da cobiça “será uma grande vitoria… isto é só humor negro, por favor…)

    Resp. Já respondido acima. Mas, asseguro que esses “controladores” também controlam a ciência… Assim tornando a mais Poderosa arma de domínios e cobiças.
    Considero de grande valia a ciência que coopera com a vida e o equilíbrio… Passando disso para mim é lixo!

    L.P. disse: “As guerras se fazem mais mortíferas pela ciência, isso é verdade. Mas por que elas ocorrem? Normalmente motivos políticos ou religiosos.
    Um indicador bastante razoável é comparar as expectativas de vida, ao nascer médias da populacão passada e a atual: de cerca de trinta anos para cerca de sessenta e sete (oitenta nos paises socialmente em melhores condicões) em menos de dois seculos.No Brasil, a expectativa média de vida, em 2009, foi calculada como sendo de 73,17 anos, segundo o IBGE.

    Resp. Isso é muito relativo e me aparenta muito tendenciosa… Existem muitos métodos educacional em termos de saúde nesse últimos anos e isso contribuir grandemente com uma vida mais tardia.
    Sem falar que Cresce o uso de drogas e antibióticos… O que imagino também que decorre novas enfermidades como o tão falando câncer disso e daquilo que às drogas e antibióticos fazem o papel de colunas não por muito tempo. Tirem essas desses pacientes e verá se eles não caem por já está mais mortos que vivos?

    L.P. disse: “Com o uso de engenhosas técnicas experimentais, PASTEUR pôde esclarecer uma questão que vinha preocupando os biólogos ao longo do século XVIII: a questão da origem da vida. Desde os tempos antigos, tinha sido crença comum que a vida, pelo emnos em suas formas inferiores, podia surgir esponteaneamente da matéria inanimada. No século XVII e XVIII, essa idéia – conhecida com “geração espontânea” – foi questionada, porém a discussão só pôde ser resolvida quando Pateur demonstrou, de forma concludente, com uma série de experimentos claramente planejados e rigorosos, que quaisquer mucroorganismos que se desenvolvem em condições adequadas provêm de outros microorganismos. Foi Pateur quem trouxe à luz a imensa variedade do mundo orgânico ao nível daquilo que é muito pequeno. Em especial, ele pôde estabelecer o papel das bactérias em certos processos químicos, como a fermentação, ajudando assim a lançar os alicerces da nova ciência da bioquimica.

    Resp. Traduza ou sintetize isso, para que possa ser ao menos mastigável! Isso de certo era evidente que alguém faria tais experimentos…Afinal, estavam tentando criar uma base para estudos e de lá pra cá muitos conceitos foram atualizados.

    L.P. – O grande desenvolvimento da quimioterapia na medicina moderna permitiu que os médicos salvassem inúmera vidas e aliviassem muito sofrimento, mas, lamentalvelmente, levou também ao bem conhecido uso inadequado e abusivo de medicamentos, tanto por parte dos médicos, através de receitas, quanto por parte de pessoas em geral, através da automedicação.

    Resp. Desde a Alquimia tentam criar o “Elixir Cura Tudo”. Como disse anteriormente – “A ciência para medicina não fez tanto progresso devido mesmo aos excessos de drogas e antibióticos muitas vezes receitadas como algo milagroso… Causando muitas vezes mais estragos que manutenção; adiando apenas alguns dias da morte!

    Em suma: A CIÊNCIA TAMBÉM MATA!

    Atm

  • luciana:

    Livre Pensador
    Caraca, eu também lia seus comentários.
    Porque tá vazando, cara?

  • Livre Pensador:

    Prezados Leitores do HS,

    E ASSIM ME DESPEÇO
    de SERICO 115, ATEU III, ANTONIO LEITE, OICED, e… a todos que acreditam e conversam com um amigo e “mentor” imaginário sobrenatural. Com a minha “modesta contribuição”, deixando, leituras, pesquisas com fontes de referências e comentários ( “Sermão aos Peixes”) para CONSCIENTIZAR a todos e ampliarem conhecimentos com mais pesquisas, sobre o que considero um dos grandes equívocos da humanidade: a crença religiosa irracional em qualquer entidade divina ou sobrenatural, seja o Deus católico (3 em 1), evangélico, judeu; Brahma (Vishnu, Shiva, Ganesh), Alá ou um Elefante Cor de Rosa ou um “Design ou Mentor”… Ilusões infantis, um falso conforto contra a dura realidade do sofrimento e da morte.

    Deus tem a mesma natureza dos deuses e outras divindades, como os fetiches, os totens, os xamãs, etc. O Deus monoteísta é produto de uma convenção social, adotada pelos judeus num certo momento histórico. Para que as tribos de Israel resistissem a seus inimigos, os judeus resolveram se unificar em torno de um Deus. Por que o credo judaico evita a menção de seu Deus, o Jeová? É porque dessa forma tornava-se mais fácil contornar a rivalidade dos crentes em outros deuses.

    Todos os argumentos foram apresentados em uma versão simples e direta, para quem deseja apenas uma breve introdução ao assunto, e um pequeno complemento para os interessados em um pouco mais de profundidade.
    Há outros argumentos além dos que apresentei contra a existência de deuses, (o Oiced nesse fórum apresentou alguns também de forma mais clara) e todos eles podem ser desenvolvidos em maior detalhe e com maior riqueza. Apenas apresentei pontos de partida com evidências para reflexão, e encorajo a leitura de outros textos.

    AS CRENÇAS – como tantas outras ideologias – MÃO PRECISAM SER RESPEITADAS. QUEM PRECISA SER respeitado É O CRENTE , pois o ser humano é o alvo essencial de toda dignidade. Já as crenças, dogmas e doutrinas, que na verdade SÃO APENAS SUPERSTIÇÕES MAIS (ou MAL) ELABORADAS , precisam ser fustigadas, tal como todas as ideologias.

    E os chamados livros santos, conforme CAMPBELL e muitos outros autores, são peças mitológicas, fabulescas. São LENDAS que vieram sendo recontadas e recriadas ao longo de milênios; primeiro de forma oral, depois escritas sobre pedras, couros, tábuas, folhas. Plágio de um plágio de um ouvir dizer de um ouvir dizer, de uma ilusão de uma ilusão, que retrocede até a falsificação de alguns não-acontecimentos. Tudo perpetuado pelos costumes, tradições, doutrinação e educação desde a infância e também por conveniências dos dominadores, pois RELIGIÃO É SUBMISSÃO.

    Se Você se sente aprisionado na religião em que foi criado, valeria a pena se perguntar como isso aconteceu. A resposta normalmente é alguma forma de doutrinação infantil. Se você é religioso, a imensa probabilidade é de que tenha a mesma religião de seus pais. Pense. Se você tivesse nascido no Oriente Médio, qual seria sua religião? Você seria vítima da doutrinação infantil do islamismo. Você seria uma criança muçulmana iludida pelo sistema educacional de pais muçulmanos q também acreditam que fé sem questionamento é virtude. Respeitar sem questionar, como naquela manifestação de um massacre horrendo como a destruição do World Trade Center.

    Mas é pelo MEDO DA MORTE que o homem se torna escravo de certas “crenças confortadoras”, que prometem uma outra vida: uma vida que não existe. É comum, inclusive, encontrar pessoas que renunciam à sua vida atual em prol de uma vida futura inexistente. A condição que deveria nos aproximar (todos nós morreremos um dia), nos afasta. “Eu vou para o céu, você vai para o inferno”, “Eu creio em um deus, você crê em outro deus”, “Você é um pecador”. A crença em seres superiores dividiu a humanidade em santos e sátiros, disputando por um espaço post mortem que jamais terão.

    Para esse autor, NÃO HÁ VIDA APÓS A MORTE, QUE ESTA VIDA É SÓ O QUE HÁ. Quando uma mulher devota ouve um médico que só tem alguns meses de vida, por que não sorri de entusiasmo, como se tivesse acabado de ganhar uma viagem para as ilhas gregas? “Não vejo a hora! Por que os fiéis que vão visitá-la em seu leito não a enchem de recados para os que já partiram antes? Por favor mande minhas lembranças para o tio, ou…quando o vir…” Por que as pessoas não falam desse jeito quando estão na presença dos moribundos? Na verdade, é porque elas mesmas não acreditam em tudo aquilo que fingem acreditar, até o momento da desilução.

    Isso, porém não nós deve desesperar. Deve nos levar a desfrutar da vida ao máximo, pelo maior tempo que pudermos e de todas as formas possíveis, apreciando especialmente os momentos preciosos da vida que podem nos dar prazer inocente: relacionamentos íntimos, famílias amorosas, boas amizades, boa comida e boa bebida, mergulharmos no trabalho e na diversão, fazendo o que gostamos. È desfrutar o que chega a nós em nossa curta estadia na terra.

    Deus o mais inteligente do Universo – hipótese improvável – para mim, não recompensa o justo com riqueza e prosperidade e não inflige dor e sofrimento. Considero repugnante a crença de que existe um Deus com poderes ilimitados, que pode bater, ferir, machucar, torturar e assassinar pessoas, esmagar os inocentes sofredores com sua presença toda-poderosa e fazê-los calar. O sofrimento não vem de um Todo-Poderoso. É simplesmente algo que acontece na Terra, provocado por circunstâncias que não podemos controlar e por razões que não podemos compreender (ou até podemos). Não acredito no que os teístas afirmam sobre Deus encarregado deste mundo, onde uma criança morre de fome a cada cinco segundos. Que Ele tem o poder de criar, conservar ou aniquilar qualquer coisa, seja grande ou pequena.

    Onde está deus que pôde fazer milagres apara seu povo ao longo da Bíblia inteira? ONDE ELE ESTÁ HOJE quando seu filho é morto em um acidente de carro, seu marido tem esclerose múltipla ou eclode uma guerra civil no Oriente Médio? Dizer que ele não pode curar o câncer, eliminar defeitos congênitos, controlar furacões ou impedir um holocausto nuclear é dizer que ele na verdade não é o Deus da Bíblia e da tradição judaico-cristã. Acreditar num Deus que não está ao lado do meu sofrimento mas que de fato não pode fazer nada quanto a isso, torna Deus muito parecido com minha mãe ou meu vizinho gentil, mas não faz dele realmente muito um Deus.

    O relato mitológico da Arca de Noé e do Dilúvio (q felizmente não aconteceu). Deus matou praticamente toda a raça humana, porque estava com raiva. O relato não deixa bem claro o que os animais tinham feito para merecer a morte, mas pelo menos os seres humanos estavam sendo punidos por iniqüidade.Aqueles que prevêem o Armagedom acreditam que ele o fará novamente, não com água, mas pela guerra. . E ele também pode fazer objetos se moverem ou fazerem qualquer outra coisa. O mesmo vale para a veracidade ou para a falsidade de cada uma das histórias sobre milagres que as religiões usam para impressionar multidões de fiéis. Suspeito que, supostos milagres são a razão mais forte que muitos crentes têm para sua fé; e milagres, por definição, violam os princípios da ciência. A ciência estuda como funciona o céu, e a religião, como “ir para o céu”.

    A EXPIAÇÃO DOS PECADOS por delegação , a doutrina central do cristianismo, é cruel, sadomasoquista e repugnante. Também deveríamos qualificá-la como loucura da pedra, se não fosse pela enorme familiaridade com ela, que anestesia nossa objetividade. Conforme Dawkings. Se Deus quisesse perdoar nossos pecados, por que não perdoá-los, simplesmente, sem ter de ser torturado e executado em pagamento – condenando, dessa forma, as gerações futuras e remotas de judeus e progroms e perseguições por serem os “assassinos de Cristo”: será que esse pecado hereditário também foi transmitido pelo sêmem? Quem Deus estava querendo impressionar? Presumivelmente ele mesmo – juiz e júri, além de vítima de execução.

    Falam a mim de um SACRIFÍCIO HUMANO que aconteceu dois mil anos atrás, sem que eu o desejasse e em circunstâncias tão horrendas que, se eu estivesse presente e tivesse qualquer influência, estaria obrigado a tentar impedi-lo. Em conseqüência desse assassinato, meus próprios numerosos pecados são perdoados, e eu posso esperar desfrutar da vida eterna. O antigo judaísmo (antes do cristianismo) nunca teve uma idéia de que o messias iria sofrer pelos outros – por isso a enorme maioria de judeus rejeitou a idéia de que Jesus pudesse ser o messias.

    Qual a moral, da expiação por delegação? Um Deus, que está tentando impressionar os humanos. E vamos supor que essa história é basicamente verdade. Quais são as implicações?
    Para começar, para conquistar o benefício dessa oferta maravilhosa, eu tenho de aceitar que sou “responsável” pelo açoitamento, pelo deboche e pela crucificação, na qual não tive voz nem participação, e concordar em que todas as vezes que eu evito essa responsabilidade ou que peco em palavra ou ato estou intensificando sua agonia. Ainda mais, é exigido que eu acredite que a agonia era “necessária”, de modo a compensar um crime anterior no qual eu também não tive participação, considerada “original” e inescapável,

    o PECADO de ADÃO – o suposto executor do pecado original, nem existiu: um fato estranho – tudo bem que Paulo não soubesse, mas um Deus onisciente supostamente saberia ( e Jesus também, se acreditar que ele era Deus) – que mina fundamentalmente a premissa de toda essa teoria tortuosa e nojenta. Se Adão foi condenado à morte por pecar, sua morte deve ter sido adiada, já que ele conseguiu criar uma grande posteridade antes de realmente morrer.
    Ah, mas é claro, a história do pecado original (antes conhecida como “pecado ancestral”) de Adão e Eva era apenas “simbólica”, não era? Simbólica?

    Então, para impressionar a si mesmo, JESUS fez-se torturado e executado, numa punição indireta por um pecado simbólico cometido por um indivíduo inexistente? Jesus vem sendo adorado como o “redentor” de todos os nossos pecados. Não apenas o pecado passado de Adão: pecados “futuros” também, decidam ou não as pessoas futuras cometê-los! E ainda tem os que usam, uma cruz em torno do pescoço, símbolo sagrado de tortura. Melhor seria, se o acontecimento tivesse acontecido há vinte anos, se usassem uma “cadeirinha elétrica” em vez de cruzes. Foi dito, loucura de pedra, além de cruelmente desagradável.

    O próprio HOMEM SEM PAI voltou à vida depois de ficar três dias morto e enterrado. Quarenta dias depois, o homem sem pai subiu ao topo de uma montanha e depois desapareceu no céu. Que a MÃE VIRGEM DO HOMEM SEM PAI nunca morreu, mas “foi transportada” corporeamente para o céu. Como disse: loucura de pedra!

    JÁ É HORA DE CRISTÃOS COMO VOCÊ pararem de fingir que uma rejeição racional de sua fé acarreta a adoção cega do ateísmo como “dogma”. Não é necessário aceitar nada sem ter provas suficientes para concluir sobre as origens e fabricação do cristianismo. Que o NASCIMENTO VIRGINAL DE JESUS, sem um pai biológico envolvido, é UMA IDÉIA ABSURDA. A idéia de virgindade eterna, atribuída a Maria, tem origem pagã, associada, por exemplo, a deusas de mitologias antigas, como Atenas, Héstia e Ísis. (A literatura apócrifa conta várias histórias sobre a gravidez de Maria e os primeiros anos de vida de Jesus.)
    Portanto, essa foi, antes de tudo, a principal proposta: introduzir o leitor do HS no mundo do livre-pensamento, da criticidade – do duvidar, pensar e, por fim, abstrair e concluir racionalmente –, abandonando o hábito comum de aceitar e incorporar informações passivamente, sem antes pensar sobre elas de modo crítico, sem antes procurar descobrir se estas possuem alguma correspondência na realidade do nosso século. EVOLUIR.

    Mas paga-se um preço pra isso… Nem todo mundo tem coragem nem está disposto a pagar esse preço que é questionar e pensar. Na verdade os crentes têm medo de ler esses argumentos e viver uma vida realista e realizada – uma vida livre de verdade.

    De qualquer forma meus agradecimentos ao HS. Como para os crentes e para Deus, um dia são como mil anos aqui na Terra, (nada impossível para Ele, já q seu filho pulou dos 12 para os 30) já permaneci tempo demais e me despeço com respeito e consideração a todos, lhes deixo com assuntos (links) até o final do ano!

    O FATO DE DIVERGIRMOS, NÃO NÓS TORNA MELHORES NEM PIORES,
    APENAS DIFERENTES.

    Obrigado,
    LIVRE – Pensador- Cético e Racionalista (anônimo)

    • serico115:

      Olá Livre Pensador!
      Entro apenas para o cumprimentar, e reiterar minha admiração por tudo que para aqui carreou.
      Curioso que vi agora a entrada de um novo candidato a mentor “MENTE LIVRE”.
      Talvez atendendo ao grito de socorro que emana dos fiéis CRENTES, para reforçar suas posições de bastante fanatismo eivado pela ânsia de quererem ditar o aniquilamento, de quem aqui inseriu sues comentários alicerçado sempre com muita propriedade em bases concretas e identificáveis, por quantos se não tenham conseguido libertar dos grilhões que os aprisionam e lhes não permitem ver o mundo que os envolve de uma forma objectiva e real.
      Com a saída do OICED e sua, isto fica entregue ao grupo desses “caras” que respeito, mas não sem apontar a forma descotês com que se permitem tratar e rotular quem, liberto de grilhões e não seguindo manuais que impõem rituais e obrigaçoes de crenças não partilha, nem de forma racional p poderia fazer, seus ideais.
      Vou consigo também, pois prevejo que o que agora passará e existir por aqui será uma bajulação recíproca entre eles próprios “crentes e simpatizantes” e o conteúdo passará a não despertar interesse. Meu abraço para si, e para todos que para aqui trouxeram de forma lúcida e rica um grande manancial de conhecimentos.

    • Mente Livre:

      Serico115, li sua réplica com relação ao meu posicionamento, e só reforçou o que eu falei sobre a postura dos ateus dentro deste espaço. Como assim iremos fazer deste “debate” um antro de elogios mútuos? Se você observar os comentários anteriores, quem deixou este tópico quase piegas de tantos elogio tendenciosos foram os ateus e não o pessoal que defende o cristianismo ou Deus.

      As “bases concretas e identificáveis” que você cita como verdade absoluta (lembra?) não passam de textos produzidos por outros homens no calor do antagonismo filosófico/conceitual/ideológico/doutrinária, ou seja, é sua visão quanto a Deus, cristianismo e o mundo espiritual, porém NÃO significa que é verdade ou deve ser aceita como tal, pelo simples fato de você considerar mais aceitável este argumento.

      Você também fala em tratamento descortês por parte dos que defendem Deus, no entanto se esquece que a maioria das agressões e desrespeitos escritos aqui vieram dos ateus, que por serem intolerantes não aceitam e não respeitam os que tem alguma crença que fuja de sua verdade. Acredito no respeito mútuo e na liberdade de escolha de cada ser humano, contudo nada deve ser imposto a ninguém. Se alguém deseja que seu Deus seja uma vaca, que seja, se outro acha que o mundo surgiu de um “flato” espacial, que seja também. Este comportamento chama-se tolerância e foi o que deu o título ao ser humano de racional e ser social.

      Quando você tocou no tema rotulação, fiquei pasmo, já que os disparos de rótulos em comentários é absurdamente superior do lado dos ateus. Se você tiver paciência (sei que não tem) e tempo para reler todos os comentários desde o início do post e contar as rotulações de ambas as partes, irá se assustar com o resultado, pois vocês neste tópico são campeões.

      Emiti meu primeiro comentário e já entrei no meio das chamas, porém em nenhum momento fui desrespeitoso com ateus ou cristãos. É típico de pessoas que não aceitam a escolha alheia, fugir da discussão e deixar como comentário final um ar de superioridade chula e digna de gargalhadas.

      Te respeito como ser humano, mas como defensor do ateísmo você me decepciona, uma vez que não tem argumentos (porque não existem) para destruir uma crença milenar e real. Não contextualize seus argumentos nos tempos atuais, pois muitos ocorridos de cunho não científico ocorreram outrora nos séculos apostólicos, onde ainda havia uma presença mais contundente do Deus cristão e o selo que cessava as intervenções diretas ainda não havia se consumando (Cristo). Então como você pode provar que tais coisas não aconteceram se você não viveu naquela época? Com teste de carbono? Com luminol? Com a genética? Com suposições baseadas no século XXI? Com achismos?

      Para maiores informes, saiba que não sou o “cara” como você falou. Também não assino em baixo qualquer argumento de pseudo-cristãos e leigos, apenas analisei que aqui vocês tomaram uma surra no debate e estão com a moral baixa. Por não aceitarem a “derrota” acabam abandonando o “campo de batalha”, nada mais sábio a se fazer, pois quem continua apanhando e não se presta a correr termina se machucando mais. Passar bem senhor Serico115 e tente melhorar seus argumentos, depois volte com mais força, se puder é claro!

    • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

      O “Mente Livre” disse muito bem em poucas palavras.
      Não vou elogiar muito até mesmo para que não me confunda com certo alguém…

      Aconselho que os ateus leiam “O delírio do Caos” e “ Óculos Para o Ateísmo”.

    • Ateu III:

      Livre Pensador. Hoje me dei conta que deixou o debate! Uma brasa a menos no braseiro da razão e bom senso. Obrigado por contribuir para um mundo longe de ilusões e idiotices!

  • Livre Pensador:

    EQM II

    TEORIA SOBRENATURAIS

    As teorias que explicam as experiências de quase-morte caem em duas categorias básicas:
    explicações científicas (incluindo médicas, fisiológicas e psicológicas) e
    explicações sobrenaturais (incluindo espirituais e religiosas).
    Obviamente, essas últimas não podem ser provadas nem negadas.
    A aceitação das explicações sobrenaturais baseia-se na fé religiosa e no contexto espiritual e cultural.
    Pacientes que sofrem morte cerebral não estão em coma. Os pacientes em coma podem ou não progredir para uma morte cerebral.

    AS INVESTIGAÇÕES CIENTÍFICAS sobre assuntos relacionados com o pós-morte sempre existiram e foram motivo de debate acadêmico. Mesmo com tanto interesse e a presença de numerosos relatos anedóticos, ainda não há qualquer comprovação científica que suporte essa hipótese.

    Por exemplo, aqui está uma evidência anedótica apresentada como prova de uma conclusão desejada:

    “Há provas abundantes de que Deus existe e que continua produzindo milagres hoje. Na semana passada, li sobre uma menina que estava morrendo de câncer. Sua família inteira foi à igreja e rezou e ela se curou.”

    Anedotas como essa têm alto poder de persuasão, mas não provam nada do ponto de vista lógico ou científico. A criança poderia melhorar de qualquer modo, o que poderia tornar esse exemplo válido de falácia regressiva. Evidências anedóticas não distinguem melhoras causadas ou não por efeito placebo, apenas estudos clínicos aleatórios duplo-cegos controlados com placebo podem fazer essa distinção.

    http://pessoas.hsw.uol.com.br/experiencias-de-quase-morte.htm

    Colaboração de Livre Pensador
    Segue a minha despedida!

  • Livre Pensador:

    O PROFETA DO FUTURO

    Em resposta a Jorginho:
    – O que a Ciência tem trazido de vantagem?

    Pois esse cientista RAY KURZWEIL acredita que em menos de 40 anos a medicina irá atingir um grau de desenvolvimento que permitirá alterar o organismo como se altera um software.

    Há 500 anos atrás, pouca coisa acontecia em um século. Agora muita coisa acontece em apenas 6 meses. A tecnologia alimenta a si própria e fica cada vez mais rápida e não vai parar. E daqui a 40 anos o ritmo da mudança será tão assustadoramente rápido que você não será capaz de acompanhá-lo a menos que você aumente sua própria inteligência fundindo-se com a tecnologia inteligente que estamos criando.

    Este cara é uma loucura! Ele afirma que os computadores terão consciência em apenas 25 anos. Por volta de 2030 não haverá diferença significativa entre a inteligência de humanos e máquinas.

    “Quando Ray Kurzweil faz uma previsão, é bom prestarem atenção” (Bill Gates)

    Para Ray, em 2029 a inteligência artificial já se igualaria à inteligência humana, e para mostrar que realmente crê no que diz, ele apostou US$20.000,00 que em 2029 uma máquina será capaz de passar pelo teste de Turing. O valor foi depositado junto à Long Bet Foundation, uma instituição que se dedica a imaginar o futuro.

    Mais ainda, por volta de 2049, devido aos saltos da computação e outras tecnologias associadas, será impossível distinguir as máquinas mais avançadas de um ser humano. Os supercomputadores consiguiriam fazer um número de cálculos por segundo similar ao cérebro.

    E graças a esses e outros avanços, os cegos vão enxergar (com olhos biônicos), os paraplégicos e amputados andarão (com próteses comandadas pela mente), os genes de doenças que queremos exterminar (como o diabetes, Alzheimer ou Parkinson) serão desligados, terapias serão executadas por nanorrobôs em viages insólitas rotineiras pelo nosso organismo etc.

    Nota: Felizmente estamos livres dos “priofetas” do passado”

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    Em resposta ao Livre Pensador: “Concordo que muitos casos sejam devidos a momento transitivo da vida à morte. Além de muitos casos ser efeitos de drogas e relaxamento da mente. Mas,convenhamos que há situações que alguns pacientes dizer “passear” na sala de cirurgias,outras salas e até mesmo fora do ambiente hospitalar. Como o caso surpreendente da criança que relatou detalhes daqueles momentos, estando por 18 minutos sem batimento cardíaco.

    A ciência tem olhado com mais seriedade os casos de E.F.C. graças às ressonâncias e outros equipamentos de análises do cérebro. Estão iniciando pesquisas com constância e acredito que dentro de algum tempo poderão dizer algo mais aprofundado a respeito.
    Sou otimista e acredito que chegarão a resultado satisfatório… Dando depois o segundo passo.

    Relato de aparições e fenômenos inexplicáveis como OVNIs, existem e parte delas é dignas de consideração e não seria difícil imaginar o interesse governamental teria em manter em sigilo absoluto. Considerando que é difícil provar de forma sobstancial tais eventos. Além da maioria dos registros mostra ser montagens e hoje mais do antes essas manipulações passa cada dia ser mais “perfeitas”.

    Mas, cada caso é um caso. Mesmo com esses obstáculos (manipulação) pesquisadores tem sido otimistas e estão provar se há alguma consistência.

    Há grande campo de discussão nesse tema e seria muito desgastante como está sendo, discuti-los.
    Se eles encontrar algo sustentável, pode ter certeza que causará uma grande expectativa de ordem mundial e certamente desmoronará velhos conceitos… Principalmente na forma de encararmos a vida.

    Imagine (por um instante) que a ciência consiga provar a existência de Universos paralelos (dimensões, portais, etc).

    Que ainda prove que nossa consciência não precisa do cérebro. Certamente estaríamos Iniciando uma Nova Era.

    Enfim, enquanto isso, estamos apenas “arranhando” a superfície desse grande mistério.

    Vamos imaginar um mundo que não exista mal. Um mundo onde o comunismo deu certo.
    Que nossos desejos tivessem sidos realizados.
    Para muitas pessoas esse mundo seria chato. Deveria existir alguma coisa excitante, imaginando que seria uma eterna monotonia.
    Mas não é assim que penso.

    Creio que somos Criação de um Ser Extremamente Inteligente… E somos manifestações espirituais no mundo físico e cheio de adversidades.

    Não me pergunte onde mora D-us e Como surgiu a Energia do Big Bang. Como é o espírito e nem como originou a Energia/Massa primordial.

    Só sei que a Ciência buscam a mesma coisa que é a religião.
    Buscam a eternidade de alguma forma.
    Estamos quase em igualdade de crença, caro colega. Apenas estamos em lados diferente. Mas, quero que saiba meu nobre colega que esse “galinheiro” tem Dono!
    Sabe mesmo porquê?

    Vejamos: O Ovo Cósmico foi descoberto… Faltando agora descobrir a Galinha e o Dono do Galinheiro, nesse “sítio” chamado Universo!

    E por falar em Universo como imaginamos, será que o espaço é infinito Ou se curva fechando circuito… Como a teoria das bolhas?

    Se for infinito, como podemos imaginar o infinito e como equacioná-lo numa expansão capaz de “arrastar” todo Universo? Que força tão descomunal é essa? Seria a matéria escura ou uma gravidade mais forte que a Universal?
    Certamente isso não tem base científica, mas falo isso para que saiba não confie cegamente na ciência, como julga alguns os religiosos. Sendo os maiores conceito mera teorias entre tantas outras.. como o caso da grande explosão, aceita por não haver outra mais convincente!

    Por fim:
    Ateus Não acreditam e ponto!
    Religiosos… e ponto!

    Que ganhamos tentando provar que existe um Mentor e outro lado dizendo que não existe?
    É mesmo de certa forma grande perda de tempo.

    Somos como formiga em cima do muro dizendo: “Como é grande esse quintal!”

    Em suma: Não vou conseguir provar que D-us existe e muito menos você provar o contrário.

    Espero que possamos encerrar por aqui… Mesmo porque não acrescentaremos nada além dos descritos.

    Que esperemos ansiosamente esses e outros resultados científicos que brevemente serão expostos. Caso seja concreto, será divulgado pela mídia de forma bem moderada. Mesmo porque é de interesse do Estado e passa ser documentos secretos.

    Abraço e esqueçamos as diferenças… Pois, independente de nossas crenças o mundo continuará sendo o que é.

    Somos irmãos criados da mesma forma e da mesma fonte.

    Amém!

  • Livre Pensador:

    Resposta para Jorginho
    EQM

    A crença de que existe vida após a morte (hipótese improvável) encontra respaldo em inúmeros relatos de pessoas que, se recuperam, seja de maneira espontânea, seja com a ajuda de procedimentos médicos.
    Quando recobram a consciência, relatam visões e sensações, que a medicina classifica como experiência de quase morte (EQM).

    Algumas se vêem flutuar fora do corpo. Outras assistem a um filme de sua vida. O mais comum é o relato de uma luz no fim do túnel.
    Nos últimos anos com o avanço da tecnologia de captação de imagens cerebrais, várias explicações foram dadas para esses fenômenos.
    Uma das pesquisas mais recentes, feita na Universidade George Washington, nos Estados Unidos, concluiu que, durante o coma, pouco antes da morte, ocorre no cérebro uma descarga elétrica forte, para a qual ainda não há explicação.

    Esse impulso segundo os cientistas, pode criar um nível parcial de consciência que induz as pessoas a ter visões e alucinações. “Até agora não há explicação para a ocorrência desse impulso elétrico, já que, no momento da morte, o cerébro não recebe oxigênio”, disse o médico intensivista Lakmir Chawla, o principal autor do estudo.
    Pacientes submetidos a anestesia ou que estão recebendo medicamentos psicoativos, que é uma parte do tratamento intensivo na sala de cirurgia sala de tratamento intensivo, todos eles podem ter experiências de quase morte.
    Então, acho que vai ser uma enorme quantidade de heterogeneidade do que uma experiência de quase-morte é ou não é.

    Na conclusão de sua pesquisa. Chala observa que o conhecimento da ciência sobre o que ocorre no cérebro na hora da morte ainda é muito limitado, e faz uma citação de Hamlet, de Shakespeare:
    “Morrer, dormir…Dormir!
    Talvez sonhar… Aí está o obstáculo. Os sonhos que hão de vir no sono da morte”

    “EQM não é morte. É quase. Quase não é. Quando uma pessoa ressuscitar depois de três dias apodrecido, você volte ao assunto.

    Falando em sonhos!
    De vez em quando sonho à cores, outras vezes de que estou voando (como o “Super-Homem”), acima e dentro da cidade no meio de edifícios e ruas, os mais bonitos sobre campos e florestas…e nem por isso considero algo sobre-natural, mas a fôrça do inconsciente em repouso em sonhos..Também já tive a sensação de quase morte em acidente de trânsito numa rodovia…quando um trator me cortou à frente após uma curva (salvo por air-bag e cinto de segurança, e não graças a um deus)….Rsrsr!

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    “…sobre o assunto EQM…”

    Resp.: Faça sua narrativa que depois farei a minha.
    Atm

  • Livre Pensador:

    Jorginho
    Vamos aprofundar conhecimento…

    A Revista VEJA dessa semana traz reportagem sobre o assunto EQM:
    http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/a-ciencia-da-espiritualidade

    e vais gostar de ler também, além de pesquisar a “origem” do cristianismo,
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cr%C3%ADtica_b%C3%ADblica

    http://www.pauloliveira.com/MySiteOLD/Zigurate/Zigurates.htm

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    Melhor resposta sobre EQM, por: Alfredo Bernacchi no site (fórum) de Irreligiosos.

    Resp. Caro L.P. Não passa 3 anos que tiver um longo diálogo com o Sr. Alfredo Bernacchi. Não sei se ele mudou algum conceitos. Mantivemos contato por um bom tempo. Respeito sua opinião e o que tínhamos pra dizer, creio já ter sido exposto daquele tempo(2009).
    Não vou entrar em detalhes, mesmo por que nossas idéias não bate. Seu científico antropológico não acrescenta nada, ficando nas tentativas de negar o Cristianismo…Coisa essa que admito alterações no decorrer dos séculos (já dito).

    Entretanto, isso foge do conceito do existencialismo… Exigindo um início de todos os eventos, tais formação,leis e forças, além claro; inteligência.

    Ele Não acredita em Cristo, mas acredita nas narrativas de Yosef Ben Matityhu falando de João Batista. Esquecendo que o próprio Joseph disse algo referente a um Cristo,que é um tanto polêmico por alguns.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Fl%C3%A1vio_Josefo_e_Jesus

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Didaqu%C3%AA

    Vamos ao que interessa:

    L.P. disse: “EQM não é morte. É quase. Quase não é. Quando uma pessoa ressuscitar depois de três dias apodrecido, você volte ao assunto.

    Resp. Em nenhum momento disse que haviam morrido… Como mostrado, a criança ficou 18 minutos sem batimentos cardíacos… Depois ela relata detalhes de alguns eventos, como ouvi o médico perguntando o que faria naquela circunstância… Além de fazer o reconhecimento do equipamento que ela estava sendo colocada. Em suma, ela o surpreendeu quando relatou fatos que a ciência jura que nessa situação estaria inconsciente. Como explicar relatos quase impossível estando inconsciente?
    Como explicar essa transição da vida e morte?
    Você Pode dizer que é falta de oxigênio ou drogas. Mas, que eu saiba, falta de oxigênio e drogas causam confusão mental e perda de consciência.

    L. P. disse: “ RVP é picaretagem reconhecida e proibida pelas associações de psicólogos e hipnólogos”.

    Resp. Vc quer dizer Regressão de Vidas Passadas? Se for, eu também não dou tanto crédito… Precisando, como outras provas contundentes…

    L.P disse : “ EFC é pura ilusão mental, potencializada pela ignorância. Pode até chegar a uma alucinação.
    Os casos do vídeo acima são explicáveis de alguma forma, explicáveis”.

    Resp. Experiência Fora do Corpo (EFC) estão em estudos… E é evidente que muitos casos são causados devidos a efeito a drogas…(vide link). Mas, se me permite, é muita pretensão querer negativar algo que está em início oficial de estudos como mostrado no vídeo… Se mesmo a ciência convencional não fez nenhum pronunciamento, por qual motivo vc faria?

    L.P. disse: “Quanto a Ciência, a Sociedade… Você vai gostar de ler (1982, mas sempre atual): “O PONTO DE MUTAÇÃO” de Fritjof Capra“.

    Resp. Quando tiver um tempinho farei uma busca sobre tal “Ponto de Mutação”.
    Atm.

  • Livre Pensador:

    Resposta para Jorginho sobre:

    CIÊNCIA
    O que a ciência tem nos trazido de vantagem?

    1-Será que se não houvesse avanço da ciência hoje seria possível produzir alimentos para bilhões de pessoas ?
    2- Quantas crianças teriam poliomielite hoje se não fosse o cientista Sabin?
    3- E os transportes ? Haveria sequer uma bicicleta ?
    4- E as comunicações ? Pombo-correio ?
    5- Como combateríamos as pragas ? “Reza braba” ? Xamã… Benzimentos ? ETC ETC
    6- A ciência mata? Claro, se não usada para fins pacíficos. O homem mata.

    Vc sabe que graças à CIÊNCIA, hoje se consegue várias vezes mais alimento por metro quadrado de plantação do que a antes da revolução científica? A ciência deu o maior dos passos para diminuir com a fome no mundo.(q não vai acabar enquanto não houver também, um rigoroso “controle da natalidade”). A fome se tinge como uma mancha na humanidade em funcão da má distribuicão de renda, fruto das picuinhas politicas e econômicas… (se a ciência conseguir desativar o “gene da cobiça “será uma grande vitoria… isto é só humor negro, por favor…)

    As guerras se fazem mais mortíferas pela ciência, isso é verdade. Mas por que elas ocorrem? Normalmente motivos políticos ou religiosos.
    Um indicador bastante razoável é comparar as expectativas de vida, ao nascer médias da populacão passada e a atual: de cerca de trinta anos para cerca de sessenta e sete (oitenta nos paises socialmente em melhores condicões) em menos de dois seculos.No Brasil, a expectativa média de vida, em 2009, foi calculada como sendo de 73,17 anos, segundo o IBGE.

    Com o uso de engenhosas técnicas experimentais, PASTEUR pôde esclarecer uma questão que vinha preocupando os biólogos ao longo do século XVIII: a questão da origem da vida. Desde os tempos antigos, tinha sido crença comum que a vida, pelo emnos em suas formas inferiores, podia surgir esponteaneamente da matéria inanimada. No século XVII e XVIII, essa idéia – conhecida com “geração espontânea” – foi questionada, porém a discussão só pôde ser resolvida quando Pateur demonstrou, de forma concludente, com uma série de experimentos claramente planejados e rigorosos, que quaisquer mucroorganismos que se desenvolvem em condições adequadas provêm de outros microorganismos. Foi Pateur quem trouxe à luz a imensa variedade do mundo orgânico ao nível daquilo que é muito pequeno. Em especial, ele pôde estabelecer o papel das bactérias em certos processos químicos, como a fermentação, ajudando assim a lançar os alicerces da nova ciência da bioquimica.

    O grande desenvolvimento da quimioterapia na medicina moderna permitiu que os médicos salvassem inúmera vidas e aliviassem muito sofrimento, mas, lamentalvelmente, levou também ao bem conhecido uso inadequado e abusivo de medicamentos, tanto por parte dos médicos, através de receitas, quanto por parte de pessoas em geral, através da automedicação.

    TUDO SOBRE CIÊNCIA:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Ci%C3%AAncia

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Biomedicina

    Livre Pensador

  • Livre Pensador:

    Resposta para refletir (antes de criticar) sobre:

    CIÊNCIA

    1-Será que se não houvesse avanço da ciência hoje seria possível produzir alimentos para bilhões de pessoas ?
    2- Quantas crianças teriam poliomielite hoje se não fosse o cientista Sabin?
    3- E os transportes ? Haveria sequer uma bicicleta ?
    4- E as comunicações ? Pombo-correio ?
    5- Como combateríamos as pragas ? “Reza braba” ? Xamã… Benzimentos ? ETC ETC
    6- A ciência mata? Claro, se não usada para fins pacíficos. O homem mata.

    Vc sabe que graças à ciência, hoje se consegue várias vezes mais alimento por metro quadrado de plantação do que a antes da revolução científica? A ciência deu o maior dos passos para diminuir com a fome no mundo.(q não vai acabar enquanto não houver também, um rigoroso “controle da natalidade”).
    As guerras se fazem mais mortíferas pela ciência, isso é verdade. Mas por que elas ocorrem? Normalmente motivos políticos ou religiosos.

    Um indicador bastante razoável é comparar as expectativas de vida, ao nascer médias da populacão passada e a atual: de cerca de trinta anos para cerca de sessenta e sete (oitenta nos paises socialmente em melhores condicões) em menos de dois seculos.No Brasil, a expectativa média de vida, em 2009, foi calculada como sendo de 73 anos, segundo o IBGE.

    Com o uso de engenhosas técnicas experimentais, PASTEUR pôde esclarecer uma questão que vinha preocupando os biólogos ao longo do século XVIII: a questão da origem da vida. Desde os tempos antigos, tinha sido crença comum que a vida, pelo emnos em suas formas inferiores, podia surgir esponteaneamente da matéria inanimada. No século XVII e XVIII, essa idéia – conhecida com “geração espontânea” – foi questionada, porém a discussão só pôde ser resolvida quando Pasteur demonstrou, de forma concludente, com uma série de experimentos claramente planejados e rigorosos, que quaisquer mucroorganismos que se desenvolvem em condições adequadas provêm de outros microorganismos. Foi Pateur quem trouxe à luz a imensa variedade do mundo orgânico ao nível daquilo que é muito pequeno. Em especial, ele pôde estabelecer o papel das bactérias em certos processos químicos, como a fermentação, ajudando assim a lançar os alicerces da nova ciência da bioquimica.

    O grande desenvolvimento da quimioterapia na medicina moderna permitiu que os médicos salvassem inúmera vidas e aliviassem muito sofrimento, mas, lamentalvelmente, levou também ao bem conhecido uso inadequado e abusivo de medicamentos, tanto por parte dos médicos, através de receitas, quanto por parte de pessoas em geral, através da automedicação.

    A Ciência sózinha nao pode resolver os problemas – as saidas devem ser aplicadas e isso depende de outros fatores…
    a fome se tinge como uma mancha na humanidade em funcão da má distribuicao de renda, fruto das picuinhas politicas e econômicas… (se a ciência conseguir desativar o “gene da cobiça “será uma grande vitoria… isto é só humor negro, porfavor…)

    TUDO SOBRE CIÊNCIA:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Ci%C3%AAncia

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Biomedicina

    Colaboração de LIVRE-Pensador

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    Correção: “Eu Seria INjusto se dissesse que ela não contribui em nada…”

    Ops! Errar é humano. Até a Ciência erra e corrige seus erros, quando certificado. …Exatamente isso que estou fazendo.

    • Livre Pensador:

      Melhor resposta sobre EQM, por: Alfredo Bernacchi no site (fórum) de Irreligiosos:
      Resposta para Jorginho,

      Simples…

      EQM não é morte. É quase. Quase não é. Quando uma pessoa ressuscitar depois de três dias apodrecido, você volte ao assunto.

      RVP é picaretagem reconhecida e proibida pelas associações de psicólogos e hipnólogos.

      EFC é pura ilusão mental, potencializada pela ignorância. Pode até chegar a uma alucinação.
      Os casos do vídeo acima são explicáveis de alguma forma, explicáveis.

      Quanto a Ciência, a Sociedade…Você vai gostar de ler (1982, mas sempre atual):

      “O PONTO DE MUTAÇÃO” de Fritjof Capra

      Abbs

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    L. P. Disse : “O homem tem sido condicionado pelas diferentes religiões a viver na miséria e em sofrimento e auto-tortura até a sua morte. A ele são dadas promessas e grandes recompensas para depois da morte. Quanto mais ele sofre , tortura a si mesmo, é masoquista, destrói sua dignidade, mais ele será recompensado. Esse é um conceito muito conveniente para o sistema, porque o homem que está pronto para sofrer pode ser facilmente escravizado. O homem que está pronto para sacrificar o hoje por um amanhã desconhecido, já declarou sua inclinação para ser escravizado. O futuro se torna uma escravidão. E por milhares de anos, o homem tem vivido somente em esperanças, em imaginação, em sonhos, em utopias, mas não em realidade.
    Resp. Vejamos de forma contrairia: O que a ciência tem nos trazido de vantagem? Eu Seria justo se dissesse que ela não contribuí em nada. Fizeram grandes avanços na medicina, na biológica, eletrônica… Ajuda na produção em grande escala para consumo em massa. Mas, a qual preço? Industrializam altos valores de corantes, conservantes e agrotóxicos, além alterações genéticas que somando; muitos desses produtos podem causar câncer. Todavia, chegamos a esse ponto que parece não ter mais volta. Ainda que a idéia seja boa ( tirando o ego), tudo tem um limite e chegar-se-á o tempo que não haverá sustentabilidade para consumo planetária.
    Qualquer um pode observar que a saída não está em mecanizar e industrializar e sim, nesse caso, no controle da natalidade. Assim, por esse ângulo podemos observar o caos!

    Sei que Ela tem empenhado com toda força para combate a certo tipos de câncer… Apesar muito desses não ter curas, a maiorias das vezes dão complementos a base de antibióticos, além de outras coisas para se manter em pé com a extensão de algum tempo. Correm para combate e/ou prevenção… Mas,infelizmente Não estão tão avançados como parece. A ciência nesse ponto ficou atrasada, comparando outros avanços. No meu ponto de vista, muito melhor fosse que dedicasse bilhões da medicina, para que vivêssemos com uma velhice sadia e cheias de paz.

    Gastam bilhões com armas, satélites, aviões teleguiados, ogivas nucleares de grande poderio como Mísseis Balísticos Inter-Continentais, tudo em nome da paz!

    Isso não é ciência meu caro L.P.? Armas químicas e biológica… E outras formas avançadas de matar. Agora vem dizer que a ciência não mata!
    Quantos experimentos são feito de forma clandestina com apoio de alguns mega empresários malucos?
    Quantos dejetos são despejados em nossos rios,mares e mananciais, tudo em nome do progresso?
    Quantas químicas são colocadas em nossos pratos diariamente, muitas vezes não dando opção de escolhas? Essa ciência, chamo-a de “ciência inversa”; não real à necessidade. Essa ciência que visa lucros, poderio e sem dúvida, nos bastidores a velha política de domínio fazendo os ditames para um povo quase cego, cuja a massa é manipulada por seus respectivos governos. Ou acha que na Ciência não existe “sacerdotes” cheio de interesses meramente doentios?

    Quando Adolfo Hitler estava no poder, ele usou cientistas para manipulação de sistema e diga-se passagem que EUA roubou suas tecnologias, além do ouro e artes valiosas. Cumprindo o mesmo papel do Nazismo quando detonou duas bombas produzindo um mega genocídio!

    Quem disse que a ciência não mata?

    Com relação ao cosmo, acho absurdo explorá-lo e fico pensando se não estão tentando encontrar uma saída ou coisas que dão sentido a vida… Coisa que os religioso Jura ter encontrado dentro de si! Que nos adianta saber que o Sol vai esgotar sua energia daqui 1000 ou 10 bilhões de anos? A ciência sonha com a imortalidade do corpo, como as religiões sonham com a imortalidade da alma!

    Explorar o Universo é interessante… Mas, fica difícil entender, se ainda não deram solução aos nossos atuais problemas; vão nos trazer solução externa? Acho Difícil!

    Se continuar como está; o planeta não agüentará mais que meio século devido o progresso selvagem e capitalista dessa ciência barata!

    L.P. disse: “…E não existe outra vida do que a vida real, do que a vida que existe nesse momento.

    Resp. Faça comentário dos links que lhe enviei (http://g1.globo.com/videos/globo-reporter/t/saude/v/menina-ressuscitada-em-hospital-reconhece-medico-que-a-salvou/1633223/

    http://g1.globo.com/videos/globo-reporter/t/saude/v/medicos-dao-teorias-para-explicar-experiencias-de-quase-morte/1633231/

    Pense qual é o real significado da religião, com textos sagrados que se revelaram corrompidos e falsificados, com igrejas e templos na sua vida. Da religião que nos pede submissão e que acreditemos sem questionar.

    Resp. Vivo minha crença independente e permaneço convicto que a vida é mais que amontoados de átomos e somos muito além de átomos pensantes.
    L.P. disse: ” Na religião que oferece a falsa promessa de que se passarmos uma faca em nossos prepúcios, orarmos na direção certa ou ingerirmos pedaços de hóstia, seremos “salvos”. A religião até exibe um ramo especial de si mesma, dedicado ao estudo do fim. A filosofia começa onde a religião termina, assim como, por analogia, a química começa onde a alquimia acaba e a astronomia assume o lugar da astrologia. Dúvida, ceticismo e absoluta descrença sempre tiveram em essência a mesma forma que têm hoje.
    Acredito na razão e no amor e nas descobertas da ciência. Precisamos inicialmente transcender nossa pré-história e escapar das mãos que tentam nos alcançar e nos arrastar de volta para as catacumbas. Mas parece que milhões de pessoas em todas as sociedades ainda preferem os mitos da caverna, a tribo e o sacrifício do sangue.

    Resp. Realmente percebo o quanto a religião lhe magoa… e deva ter sua razão.
    Mas confesso que não tiver problemas emocional quando me exclui de todas elas… Entretanto, vivo minha fé e convicção que a vida continua… Não acredito que tudo tenha existido Sem propósito e que esse imenso Universo tenha surgido do Nada e por Acaso, mantendo leis de todo existencial.

    É muito sem sentido dizer que tudo apenas surgiu, sem pé e sem cabeça. Nem a ciência aceita essa tese. Pois todo início exigem um princípio de causa!

    Seja sincero caro colega e admita que volta e meia éadmite em silêncio que ” é muito estranho achar que somos criação dada ao acaso”.
    Não existe ateu absoluto… e, que no fundo eles têm dúvidas de suas próprias convicções.

    A Ciência procura uma saída por ela imaginar existir… e se existe; então o começo pode ser muito mais antigo que nossa mente pode conceber.

    Sou revoltado com muitos líderes apregoam suas doutrinas que por sinal, nenhuma delas vive o Cristianismo Nato.
    São lobos fantasiados de ovelhas… A religião matou e mata em nome da fé…
    A Ciência mata de forma mais eficiente com experimentos químicos, nuclear e outras formas…

    Abraço meu caro e não esqueça que a ciência também mata!

  • Livre Pensador:

    Vejo tudo de uma maneira diferente e aqui vai o alerta.

    O homem tem sido condicionado pelas diferentes religiões a viver na miséria e em sofrimento e auto-tortura até a sua morte. A ele são dadas promessas e grandes recompensas para depois da morte. Quanto mais ele sofre , tortura a si mesmo, é masoquista, destrói sua dignidade, mais ele será recompensado. Esse é um conceito muito conveniente para o sistema, porque o homem que está pronto para sofrer pode ser facilmente escravizado. O homem que está pronto para sacrificar o hoje por um amanhã desconhecido, já declarou sua inclinação para ser escravizado. O futuro se torna uma escravidão.

    E por milhares de anos, o homem tem vivido somente em esperanças, em imaginação, em sonhos, em utopias, mas não em realidade. E não existe outra vida do que a vida real, do que a vida que existe nesse momento. As crenças religiosas não passam de ilusões infantis, um falso conforto contra a dura realidade do sofrimento e da morte. Não existe um Deus Onipotente, Onisciente, misericordioso e milagroso.

    Pense qual é o real significado da religião, com textos sagrados que se revelaram corrompidos e falsificados, com igrejas e templos na sua vida. Da religião que nos pede submissão e que acreditemos sem questionar. Na religião que oferece a falsa promessa de que se passarmos uma faca em nossos prepúcios, orarmos na direção certa ou ingerirmos pedaços de hóstia, seremos “salvos”. A religião até exibe um ramo especial de si mesma, dedicado ao estudo do fim. “ESCATOLOGIA” . Esse culto à morte se recusa a perder força, embora tenhamos todas as razões para pensar que as “coisas terrenas” são tudo o que temos ou que iremos ter.

    A filosofia começa onde a religião termina, assim como, por analogia, a química começa onde a alquimia acaba e a astronomia assume o lugar da astrologia. Dúvida, ceticismo e absoluta descrença sempre tiveram em essência a mesma forma que têm hoje. Sempre houve observações da ordem natural que destacaram a ausência ou a falta de necessidade de um iniciador. Sempre houve comentários contundentes sobre a forma como a religião refletia os desejos e os projetos humanos.

    SÓCRATES foi indiciado por falta de deus e sabia que iria perder a vida. As palavras nobres de Apologia também deixam claro que ele não estava interessado em se salvar afirmando, como um homem que posteriormente enfrentou uma inquisição, algo em que não acreditava. Embora ele na verdade não fosse ateu, era muito corretamente considerado doentio por sua livre defesa do livre-pensamento e da investigação irrestrita, e por sua recusa em concordar com qualquer dogma. Também não temos como saber quantas pessoas ostensivamente devotas eram secretamente descrentes.

    O filósofo EPICURO, dizia. – “A terra em que vivemos está alugada a nós por algum tempo e quando chega o momento de nossa partida, somos desapropriados, sem aviso prévio. Mas, se não podemos vencer a morte, vençamos pelo menos o medo da morte. Não lastimemos a brevidade da vida humana. É preferível gozá-la. Não há consciência depois da morte, não há sofrimento, nem castigo no inferno pelas faltas que tenhamos cometido durante nossa estadia neste mundo. A branca mão da morte embala-nos num sono doce, desprovido de sonhos. A morte é o carcereiro amigo que assina os documentos da nossa saída do manicômio deste mundo. É o médico bondoso que nos cura da mais terrível de todas as moléstias – a vida. É preciso pois, vencer o medo da morte.

    Se for possível escolher um dia absolutamente trágico na história humana, seria a ocasião que HOJE é comemorada no insípido e enfadonho feriado conhecido como “Hanuca”. Pela primeira vez, em lugar de o cristianismo plagiar o judaísmo, os judeus copiaram os cristãos na esperança patética de uma celebração que coincidisse com o “Natal”, que é em si uma anexação quase cristã, com lareiras acessas, azevinho e visgo, e um solstício pagão do norte originalmente iluminado pela aurora boreal. Eis o ponto a que o “multiculturalismo” banal nos trouxe. Criançinhas judias festejam o Hanuca para não se sentirem deixadas de fora dos mitos baratos de Belém, que agora estão sendo tão duramente contestados pela propaganda mais estrindente de Meca e Medina

    Acredito na razão e no amor e nas descobertas da ciência. Precisamos inicialmente transcender nossa pré-história e escapar das mãos que tentam nos alcançar e nos arrastar de volta para as catacumbas. Mas parece que milhões de pessoas em todas as sociedades ainda preferem os mitos da caverna, a tribo e o sacrifício do sangue.

    Livre-Pensador

  • joao Paulo:

    Existe duas posturas bem colocaDAS que nos restringe aos atos deliberaddos das mentes insanas baseado no conhecimento que é peça fundamental para atitudes no ambito correto de cada individuo, a mente precisa ter conhecimento exato, para dicernir aquilo que se enquadra no cbjetivo correto, ou se perde totalmente daquilo que se espero de uma atitude saldavel, quando alocamos mentalmente o certo e o errado ele se indentifica com esta postura jamais trilhará por caminhos sem esclupulos, buscará para si sempre a vereda da boa interpletação e o bom senso, mesmo nos momentos acalorados das discursões.

  • Homero:

    Espírito Santo pode ser:

    Espírito Santo (cristianismo) – Uma parte da Santíssima Trindade, além de ser o 3° e 4° movimentos do sinal da cruz., ou

    COMO ENGRAVIDAR UMA VIRGEM, PELO “ESPÍRITO SANTO:

    http://deusilusao.com/2009/11/27/copia-de-mitos-e-ginecofobia-divinas/

    COMO SER CRISTÃO e Como acreditar em Deus:

    http://devilsdevian.wordpress.com/2011/01/08/como-ser-um-cristao/#comment-957

    Homero

  • Livre Pensador:

    Resposta para Jorginho,

    Se Você(s) quer evidências históricas, então leia o “Mundos em Colisão”. Ele trouxe os textos sagrados e oficiais dos impérios da antiguidade, que descreviam com todas as letras os eventos extraordinários e catastróficos que ocorriam a 3700 anos atrás.

    Se você quer evidências geológicas, então leia o livro “Terra em Ebulição”, onde ele mostra evidências geológicas de que grandes catástrofes ocorreram recentemente, mostra centenas de campos de exploração fóssil onde centenas de milhares de corpos de animais e humanos, árvores, carvão e pedras se amontoam em montes que ultrapassam milhares de metros de espessura, encontrados ao redor do mundo inteiro.
    Se você quer evidências geopolíticas desses eventos, então leia o livro “Ages in Chaos”, onde ele mostra as revoluções que ocorreram no cenário geopolítico mundial na época, como alguns encontraram soluções para sobreviver, e como alguns simplesmente desapareceram.

    PENSAMENTOS FAMOSOS:

    A palavra Deus, para mim, é nada mais que a expressão e produto da fraqueza humana; a Bíblia, uma coleção de lendas honradas, mas ainda assim primitivas, que são bastante infantis. — Albert Einstein

    Qualquer indivíduo que realmente acredite que seres supra-humanos concederam à nossa raça informações sobre os objetivos de sua existência e do mundo ainda está em sua infância. Não há outra revelação senão os pensamentos dos sábios — e mesmo esses pensamentos estão sujeitos a erros, como é a sina de tudo o que é humano.
    — Arthur Schopenhauer

    Se, numa discussão, um dos muitos que gostariam de saber tudo, mas se recusam a aprender qualquer coisa, nos perguntar a respeito da continuação da vida após a morte, a resposta mais adequada e mais correta é: “Após a morte você será o que era antes de nascer.”
    — Arthur Schopenhauer

    Afirmo que somos ambos ateus. Apenas acredito num deus a menos que você. Quando você entender por que rejeita todos os outros deuses, entenderá por que rejeito o seu.
    — Stephen Henry Roberts

    Homero

  • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

    “…dizem que é impossível alguma coisa ter surgido do nada, afinal tudo tem que ter um começo… Ainda assim, dizem de peito cheio que Deus veio do nada. Ou para os mais “distraídos” dizem que Deus sempre existiu, mas se esquecem que tinham dito que tudo tem que ter um começo. Eitcha paradoxo…”

    Resp. “Na probabilidade de Universos paralelos, estamos dentro de um deles e, nesse caso estamos isolados…não sendo dado direito de sabermos nossa verdadeira origem.
    Ao menos de forma absoluta… E nesse caso a vida passa ter sentido muito diferente daquilo que os ateus imaginam.

    Nesse raciocínio, D-us pode está num, que combina com todos outros de forma invisível e não está sujeito nenhum deles.

    Isso é ficção? Pode ser. Mas quantas ficções (com o tempo) passou ser uma realidade nos dias atuais?

    Agora se não posso provar a existência desses Universos ou mesmo de D-us; estamos na mesma situação… Pois os ateus também não podem contrariar tais conceitos.

    Se desejarem pensar ser “átomos pensantes”, por mim tudo bem.

    Se hoje acreditam na possibilidade de universos paralelos, por que não estaríamos dentro de uma dessas dimensões?

    No mínimo é de se pensar. Pense Nisso!

  • Vera:

    Minha criança (Livre pensador), admiro seu empenho em tentar provar o que você supostamente já não crer que exista, no entanto vi seu equivocado e leigo comentário recheado de links típicos de quem não lê muito e pesquisa tudo no “oráculo google” =) Mais uma vez exemplifico dizendo… Se Sarney, Lula, Dilma, Maluf, FHC e toda trupe política deste país jura de pé junto que não são corruptos você acredita? Creio que não, já que você mostra ser um menino bem inteligente e esperto, contudo existem pessoas que acreditam nesta versão absurda.

    O mesmo acontece com a política mundial, onde diversos partidos e personalidades levantam a bandeira do cristianismo com o único objetivo de angariar votos e domínio sobre a massa leiga cristã do planeta. Não confunda cristianismo com religião, uma vez que ambos tem funções diferentes, mesmo que pareca ao contrário para você. Deus não é um amontoado de tijolos, cimento e com uma sigla na frente dizendo que aqui habita a verdade, mas a religião sim. Em qualquer religião você encontrará pessoas boas e pessoas má intencionadas, e a prole que figura o lado obscuro dessa história são os mesmo que as escrituras falam claramente que existiriam para confundir, cegar, desacreditar e desviar a atenção do mundo para a iniquidade, esquecendo-se dessa maneira de Deus e sua verdade.

    Seria ótimo se você estudasse e pesquisasse (de verdade) um pouco mais sobre as religiões, sobre a origem dos EUA e sua vertente maçom que predominou na carta magna de sua fundação. Não é por detalhe o uso do “In God We Trust” está estampado bem legível na nota de Dollar para que todos possam crer que tal nação foi fundada e gerenciada por verdadeiros cristãos, ledo engano. Desde de seu início os EUA se apossaram deste rótulo poderoso não por que os fundadores acreditavam em Deus, mas porque era bem mais fácil manter o controle social sobre o povo cristão que foram colonizar aquela terra.

    A classe dominante americana que está dividida em poucas famílias tem suas raízes religiosas verdadeiras fincadas no ocultismo e isto é muito complexo de se discutir nos comentários de uma matéria do Hypescience, pois não há a possibilidade de se aprofundar sem ser maçante e desgastante.

    Para finalizar gostaria só de deixar a ressalva de que vejo em você, assim como em muitos ateus jovens uma vontade imensa em provar aos cristãos que estamos errados, mas sua busca incessante por respostas e replicas é que vai te libertar desta alienação espiritual, pois Deus não permitirá que você morra sem sentir ao menos uma vez sua presença, por mais que você o negue, ele vai te dizer estou aqui, depois só depende de você aceitar o convite e desenvolver sua espiritualidade junto ao espírito santo.

    A maturidade espiritual não se dá do dia para a noite, leva tempo e é necessário inteligência, ao contrário do que os ateus pensam. Continue na sua incansável batalha por conhecimento, porém não se deixe enganar pela falsa razão, sim, ela existe e está aí para nos confundir. Grande abraço meu jovem “Livre Pensador” e que Deus toque em seu coração um dia, abra sua mente e olhos para a verdade real que poucos conseguem enxergar. =)

  • Vera:

    Minha criança (Livre pensador), admiro seu empenho em tentar provar o que você supostamente já não crer que exista, no entanto vi seu equivocado e leigo comentário recheado de links típicos de quem não lê muito e pesquisa tudo no “oráculo google” =) Mais uma vez exemplifico dizendo… Se Sarney, Lula, Dilma, Maluf, FHC e toda trupe política deste país jura de pé junto que não são corruptos você acredita? Creio que não, já que você mostra ser um menino bem inteligente e esperto, contudo existem pessoas que acreditam nesta versão absurda.

    O mesmo acontece com a política mundial, onde diversos partidos e personalidades levantam a bandeira do cristianismo com o único objetivo de angariar votos e domínio sobre a massa leiga cristã do planeta. Não confunda cristianismo com religião, uma vez que ambos tem funções diferentes, mesmo que pareca ao contrário para você. Deus não é um amontoado de tijolos, cimento e com uma sigla na frente dizendo que aqui habita a verdade, mas a religião sim. Em qualquer religião você encontrará pessoas boas e pessoas má intencionadas, e a prole que figura o lado obscuro dessa história são os mesmo que as escrituras falam claramente que existiriam para confundir, cegar, desacreditar e desviar a atenção do mundo para a iniquidade, esquecendo-se dessa maneira de Deus e sua verdade.

    Seria ótimo se você estudasse e pesquisasse (de verdade) um pouco mais sobre as religiões, sobre a origem dos EUA e sua vertente maçom que predominou na carta magna de sua fundação. Não é por detalhe o uso do “In God We Trust” está estampado bem legível na nota de Dollar para que todos possam crer que tal nação foi fundada e gerenciada por verdadeiros cristãos, ledo engano. Desde de seu início os EUA se apossaram deste rótulo poderoso não por que os fundadores acreditavam em Deus, mas porque era bem mais fácil manter o controle social sobre o povo cristão que foram colonizar aquela terra.

    A classe dominante americana que está dividida em poucas famílias tem suas raízes religiosas verdadeiras fincadas no ocultismo e isto é muito complexo de se discutir nos comentários de uma matéria do Hypescience, pois não há a possibilidade de se aprofundar sem ser maçante e desgastante.

    Para finalizar gostaria só de deixar a ressalva de que vejo em você, assim como em muitos ateus jovens uma vontade imensa em provar aos cristãos que estamos errados, mas sua busca incessante por respostas e replicas é que vai te libertar desta alienação espiritual, pois Deus não permitirá que você morra sem sentir ao menos uma vez sua presença, por mais que você o negue, ele vai te dizer estou aqui, depois só depende de você aceitar o convite e desenvolver sua espiritualidade junto ao espírito santo.

    A maturidade espiritual não se dá do dia para a noite, leva tempo e é necessário inteligência, ao contrário do que os ateus pensam. Continue na sua incansável batalha por conhecimento, porém não se deixe enganar pela falsa razão, sim, ela existe e está aí para nos confundir. Grande abraço meu jovem “Livre Pensador” e que Deus toque em seu coração um dia, abra sua mente e olhos para a verdade real que poucos conseguem enxergar.

  • Antonio Leite:

    Livre Pensador,
    Estou quieto cá, como o Serico, mas quando trouxe o Osho para a telinha não resisti. Aí está um cara que se envolveu muito com a Libertação das mentes. Mesmo que alguns o acusem de manipulador. Por isso, Vera, Jorginho, João Paulo, penso que poderíamos trazer à cena a questão da manipulação, a questão de como se introduz uma ideia na mente de crianças e adultos. Seja uma ideia doutrinária “científica”, seja uma ideia “religiosa”.
    Penso que no campo dos religiosos existe material de qualidade na literatura Teosófica, no pensamento de teólogos contemporâneos que foram além dos modelos dogmáticos dos séculos passados…
    O Século XXI não vai conviver com a pedagogia doutrinária usada para crianças. O argumento de autoridade (Magister Dixit), usado infinitamente pelas castas eclesiásticas e, às vezes, por cientistas, não tem mais espaço no ambiente aberto da internet. Isso exige das novas castas sacerdotais uma rápida atualização de suas doutrinas ou o afastamento para os grotões. A condescendência está cada vez menor para com os argumentos de autoridade ou para com as afirmações de natureza subjetiva, do tipo “eu acho”, “eu creio”… É preciso dados concretos, informações validadas, um mínimo de coerência histórica…metodologia científica.
    Caminhemos juntos nessa tarefa coletiva, sem sectarismos.
    Sabemos que a maioria dos Cristãos, secularmente, institucionalmente, se comportaram de modo sectário, violento. Desde o século III e, portanto, não só no longo período da Inquisição. Sabemos que, em nome da ciência, a ciência da História, milhões de pessoas também foram mortas nos regimes comunistas…Religiosos e Cientistas estão pau a pau nessa questão do sectarismo. Porém o cientístas não se escudam “na palavra de Deus” para justificarem seus erro. Aí está um ponto importante. Hoje um indivíduo lê a bíblia e já saí dizendo o que “Deus” quer, o que disse e o que não disse. Uma coisa trágica e perigosa.
    Um bom fim de semana a todos

  • Livre Pensador:

    POR QUE OS ATEUS PENSAM TANTO EM DEUS?

    Quando já acabaram os argumentos, toca menosprezar os ateus (para eles, qualquer um que não siga a fé deles, é ateu.

    Mesmo agnósticos, membros de outras religiões etc).
    Na verdade é um apelo à misericórdia. Se fazem de coitadinhos e pretendem com isso desviar o assunto. Pena que é um subterfúgio tolo e ridículo.
    Ninguém precisa se interessar por genocídios para estudar e compreender a mente de psicopatas.

    DEUS É IMATERIAL?

    Os religiosos quando questionados sobre como é possível que Deus se auto-criou ou que ele esteja em todos os lugares, ou que ele seja “omni-tudo” (só nos cabe usar essa expressão para designar as coisas que deus é, mediante os religiosos), os religiosos dizem que Deus é imaterial, por isso não respeitas as leis físicas… Engraçado né? Ele não é material mas faz “coisas” materiais..sem nexo nenhum. Ou ainda: cria leis que ele mesmo viola, no melhor estilo “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”. E disso, está repleto na Bíblia.

    O mais engraçado é que os religiosos refutam a Evolução (sem argumentos, como sempre) porque dizem que é impossível alguma coisa ter surgido do nada, afinal tudo tem que ter um começo… Ainda assim, dizem de peito cheio que Deus veio do nada. Ou para os mais “distraídos” dizem que Deus sempre existiu, mas se esquecem que tinham dito que tudo tem que ter um começo. Eitcha paradoxo…

    Livre-Pensador

  • serico115:

    Olá Livre Pensador!
    Admiro-o muito e o considero um digno continuador de OICED.
    Louvo a sua persistência, mas continuo pensando que é “SERMÃO AOS PEIXES”.
    Ultimamente, venho já menos vezes por aqui, pois o ridículo da postura dos “JORGINHOS”, me faz dar por mal empregado o tempo de ler as idiotíces em que se apoiam para defenderem suas convicções. É mais por ler o que o senhor para aqui traz, mas que não tenho tempo de poder ver tudo. Mas fica o meu reconhecimento e agradecimento.

  • Livre Pensador:

    Olá, Vera

    Já estava de saída, mas em respeito a sua colocação, comento:

    O QUE É VOCÊ SEM DEUS?

    Frase típica entre os religiosos que acreditam significar muita coisa:

    “Deus sem você ainda é deus e você sem deus o que você é?

    ”L I V R E !

    Um ateu/agnóstico vai formar suas idéias baseadas em sua percepção e experiências pessoais sobre a realidade que vive, não buscar encaixar a realidade a histórias mitológicas, que na verdade nem foram feitas para a realidade contemporânea que vivemos. eles pensarão sem se preocupar com limites e coisas que não deveria pensar sobre ou restringir sua visão de mundo.

    UM ATEU NÃO ACREDITA EM NENHUMA DIVINDA. Logo, ele não sente necessidade de crer nisso para conduzir sua vida. Ele apenas vive a vida e dá um “que se dane” às divindades nas quais ele não acredita.

    Um agnóstico não vê necessidade de refletir como sua vida será melhor ou pior se um deus qualquer existir. Sua filosofia implica que ele não conseguirá entender toda a essência de uma divindade (seja ela qual for). No máximo, é um observador do comportamento humano no que tange às religiões.

    Tanto para um, quanto pro outro, seria perda de tempo dedicar-se a reflexões sobre sua própria existência perante a crença num ser tido como superior que, mediante as pregações, só sabe perseguir, matar, escravizar, chacinar e esmagar qualquer um que não o aceite.

    Se um ateu/agnóstico fizer algo bom, será porque se importa com o seu semelhante e não por medo de “queimar no inferno” (algo sem sentido para os dois). Eles não irão se obrigar a converter outros a acreditarem no mesmo que eles, para nunca ter de admitir as falhas do que acreditam. Eles aceitam que outros tenham crenças diferentes das suas, baseados em suas experiências de vida, mas não que essa crença alheia lhe seja imposta.

    É a regra do viva e deixe viver.

    No fim das contas, sem a idéia de um deus te olhando para cada coisa que você faz, você se torna mais responsável por seus próprios atos, ao invés de atribuí-lo a “entidades” como deuses, demônios ou coisas do gênero, para nunca desenvolver sua auto-crítica.

    Deus sem você é nada, você sem ele é você mesmo.

    VERA disse: ” – e militei muito tempo no ateísmo,”

    Vera, Você nunca foi Ateía, mas simplesmente uma ateista eventual. Uma equivocada.

    Indo mais além, o ateu não é APENAS aquele que deixou de acreditar no bom velhinho, mas que assume para si a filosofia do ateu na sua vida:

    O Ateu valoriza o homem acima de tudo. Isso já começa a fazer a diferença. Acreditar em si mesmo é muito bom. Muuuuiiito bom!… Muito saudável, muito produtivo e até psicologicamente mais vantajoso. Seu sentido apurado de justiça, seu estado de amor puro e desinteressado, sua capacidade de trilhar o bem e livrar-se do mal, por sua própria iniciativa, livrar-se dos caminhos errados, valoriza a amizade entre os homens, a atenção e o carinho no trato dos seus semelhantes, que te tratam de forma igual, e sempre pronto para bater com a direita em quem lhe atingir a face. Perdoar também é possível, mas não deixar mais a cara na reta é obrigatório.

    O Ateu é o único responsável pelos seus atos, planta o seu dia de amanhã, pois sabe que a vida é uma só, obedece as leis, não 10, mas 65.000 aqui no Brasil, e a ordem das coisas naturais, acredita no Universo que está vendo, na natureza imperfeita como um acontecimento físico-químico casual de infinitas proporções, na Ciência que melhora a vida, na Evolução das espécies, crê que a morte cerebral encerra a sua passagem na vida e na prole como a sua continuação física e biológica, até que um dia tudo se acabe.

    O Ateu não está preso a qualquer dogma ou conceito irreal e abstrato, político ou religioso. O Ateu não aceita lavagem cerebral, quer ser livre para raciocinar. O Ateu não tem medo de nada que não seja natural, nem de ninguém que não seja de carne e osso. Sua coragem e autenticidade são bandeiras de conduta, sua personalidade irrefutável, seus princípios de lealdade, caráter e dignidade são rígidos. O Ateu não é falso, não acredita em falsidade, e não convive com ela. A Verdade é sua bandeira mais alta, por isso o Ateu é verdadeiro e honesto.

    O Ateu quer estar bem com a sua consciência que não pode ser maculada, porque dela retira o fluido da sua justiça. Se o Ateu errar, vai pedir perdão ao ofendido. Mas, na justiça do Ateu, são dois olhos por um e paga em dobro tudo o que recebe.

    O Ateu não gosta de ser iludido, enganado ou explorado. O Ateu não é bobo, é cético, é precavido, porque desenvolve mais a sua inteligência e raciocínio. Dificilmente será passado pra trás.

    O Ateu é corajoso, destemido e não se acovarda diante de nenhuma circunstância, para ajudar o seu irmão. Acredita em si mesmo e conhece perfeitamente as suas limitações. Então, se cuida melhor, com mais responsabilidade. O Ateu é orientado pela lógica e pelo bom senso, nas suas atitudes e julgamentos. Para ele, tudo tem que fazer sentido, ser bem entendido e assimilado e se possível verificado, ou não será aceito como verdade. Isso evita que caia em muitas armadilhas, fique preso a misticismos e esoterismos.

    O Ateu é um estudioso da vida um observador cético de tudo o que se passa à sua volta. A tudo quer entender e saber a explicação, pois foi assim que atingiu seu estágio de sabedoria.

    O Ateu tem certeza de que espíritos não existem. Não vive vendo fantasmas, coisas do outro mundo, tendo visões ou escutando coisas, porque é protegido desses distúrbios pela força da sua mente. Nenhum mal absorve, vindo de qualquer fonte mística, pois tem o controle das ações e não pode ser psicologicamente atingido. O Ateu resolve seus problemas sozinho, meditando, buscando o melhor do seu raciocínio, as soluções na sua cultura apurada. É um sábio a favor de si mesmo e dos seus semelhantes. O Ateu trata seus semelhantes com carinho, porque sabe das suas dificuldades.

    O Ateu, pelas próprias circunstancias da discriminação, tem maior responsabilidade sobre o seu modo de vida, porque defende uma causa justa e verdadeira . Tem maior valor como cidadão, e é sempre alvo de inveja. Ele busca em suas atitudes, servir como um exemplo e, dificilmente, será um exemplo ruim. Sua filosofia nada tem a ver com o ser humano e suas características pessoais trazidas pela criação, crença ou educação, mas dificilmente será um bandido. Apenas um cidadão com seus defeitos e qualidades, que não acredita em deuses, que são muletas, e vive feliz de cabeça erguida e consciente da sua grandeza.

    Livre – Pensador e Ateu

    • Jorginho – “Amado pelos ateus”:

      É meu caro, falando que “ateus” não faz isso e faz aquilo e Que São isso e não aquilo…
      Já me faz crê que lhes falta pouco para tornar uma entidade religiosa! Só falta dá nomes aos santos! Ateu e Neo-ateu são diferente. Pois esse último parece afirmar absolutismo que “tudo nasceu sem uma explicação” e pior; acreditam que estão certos! Vai puxa a sardinha assim lá pra bandas do santo Darwin! Ateu que é ateu, não acredita e ponto!
      Enquanto “outros” teimam achar que podem provar que D-us não existe… coisa que parece contradizer suas fé pela persistência de tentativas de negação.

      Pois, que sentido tem debater “fantasmas” se “eles não existem”?

      Vejas meus últimos links e tirem suas conclusões!

      Quanto ao Sr.Serico, só lamentação!

  • Vera:

    Acho bem engraçado a forma de se posicionar do companheiro “Livre Pensador”. Este garoto joga seus argumentos de forma aleatória, sem focar no que objetiva, assim como muitos ateus que aqui comentaram, porém este comete erros gritantes.

    Ri muito quando ele colocou como exemplo de cristão o famigerado Bush =) Bush não é nem nunca será um cristão meu amado, ele apenas se apossou deste rótulo como muitos fazem em busca do poder. Os atos praticados por este homem e sua trupe está ligado ao lado mais obscuro e maléfico das religiões, que é o ocultismo.

    Se você estudar um pouco sobre a origem da família Bush e suas práticas ritualísticas talvez você tenha mais propriedade para comentar aqui, e deixar de lado os comentários respaldados apenas em achismos.

    todos os políticos se dizem honestos e de bom caráter, porém eles são? O mundo, a vida e a história de cada um esconde mais coisas do que imaginamos. Não sou tola em acreditar que a minha vida se resume a um amontoado de teorias e textos que bebem na fonte de uma retórica humana morta.

    Pare por um estante e deixe que sua mente se esvazie, tente sentir algo que transcende este plano físico, busque-o, fale com ele de coração aberto e você terá uma resposta. Não falo de delírios, de alucinações, nem devaneios ou percepção mental incomum, mas sim de uma realidade espiritual.

    Deus não pode ser discutido no campo de batalha humano, já que nossa limitação nunca dará conta de sua grandeza e magnitude. Hoje sou cristã, no entanto já andei mundos e fundos entre religiões diversas e militei muito tempo no ateísmo, contudo nunca encontrei tamanha satisfação espiritual como tenho hoje, e sinto a verdade suprema em mim.

    Respeito todas as crenças e descrenças, por mais que descorde delas, mas não sejamos covardes com nós mesmos em afirmar que somos apenas isso ou aquilo, dessa maneira estamos limitados ao medo de reconhecer o inexplicável.

    A vida não está só dentro de um laboratório de pesquisas ou enraizada nas maiores bibliotecas do mundo, ela está em toda parte, sinta-a, permita-se, não tema o que você pode encontrar, pois este é o maior medo dos ateus, que é reconhecer Deus em meio a sua ignorância intelectualóide (sem querer ofender). Libertem-se da alienação espiritual e fiquem com Deus meus amados! =)

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    Também deixarei minha “deixa” nessa página e saiba que não tenho nenhum preconceito sobre ateus e religiosos.
    Cada cabeça uma sentença.

    Acredito piamente na vida eterna…
    Na existência de um D-us e que a vida continua de alguma maneira.

    Acredito num tempo que não haverá mais dúvidas sobre nossa origem.

    Por fim, acredito num resgate e queira ou não a verdade é mesmo como cristal…
    E, não somos meramente átomos pensantes!

    Quem sabe um dia aceite isso.

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    Meu caro L. P. vc questionou apenas uma questão e não perco tempo discutido essas questões… muito menos as questões dos dinos branco, preto e cor de rosa… porque há um mundo de suposições…como no mundo dos ateus e religioso.

    Me diga algo referente aos tópicos Principais!

  • Livre Pensador:

    Jorginho, li e reli seu comentário com espanto, embora seja o reconhecimento do óbvio.
    Achei q fosse um comentário de Ateu III, Serico, Homero ou Oiced Moçam que nem seria tão cruel…Uauh, uauh!

    Jorginho…Crítica as religiões?

    “- Na verdade TODAS as igrejas cristãs são FILHAS DA GRANDE MERETRIZ … Come de seus ensinos, diferenciando pouca coisa da primitiva. INFELIZMENTE A MERETRIZ SE CORROMPEU … Adulterou com governos e reis. Trouxe e criou paganismos, além de alterar os manuscritos… Como podemos constatar a história do seu Império, manchado de sangue de inocentes. Outras religiões (maioria) usaram de autoridade máxima… e foram responsáveis boa parte aos massacres em “nome de seu Deus” …Como sabeis. Se houvesse amor e justiça, certamente não teria SANGUE DERRAMADO EM SEUS ALTARES. E, nesse ponto CONCORDO COM VCS ATEUS, que essas religiões foram responsáveis por tantos massacres.Você deve conhecer a doutrina Cristã. Ela é feita de amor ao próximo. Mas, é justamente o contrário que vemos. Os pastores continuam engordando com a carne das ovelhas… E TENHO GRANDE REVOLTA COM ISSO.”

    Jorginho,
    Só faltou acrescentar que:

    A fé religiosa – a fé na existência de um Deus que se importa com o nome pelo qual é chamado, a fé que proclama que Jesus está voltando para a Terra, ou que mártires muçulmanos vão direto para o Paraíso – está do lado errado de uma guerra de idéias, hoje em plena escalada.

    Livre-Pensador
    Segue minha despedida e última postagem!

  • Livre Pensador:

    Jorginho citou link e disse:
    Quem diria, hein? Conseguiu nos enganar!
    https://hypescience.com/o-triceratops-nunca-existiu/

    Resposta do Livre Pensador:

    Precisa ir mais a fundo na questão, traduzindo a origem da fonte original de informação no: http://www.newscientist.com/article

    “Os DINOSSAUROS… Seus crânios submeteram-se a mudanças extremas durante todo suas vidas, crescendo maiores, chifres então os, e deformando tão radical que os estágios diferentes nos olham como espécies diferentes. Esta descoberta vem de um estudo do triceratops icónico do dinossauro e de seu torosaurus do familiar próximo. Seus crânios são marcada diferentes mas são realmente muito da mesma espécie, discutem John Scannella e Jack Horner no museu das Montanhas Rochosas em Bozeman, Montana.
    O TRICERATOPS teve três chifres faciais e um garganta-folho curto, grosso com uma borda. Torosaurus igualmente teve três chifres, embora em ângulos diferentes, e um muito mais longo, diluidor, folho liso-afiado com dois grandes furos nele.

    Assim it’ s nao surprising esse de Othniel, que descobriu ambos, considerou-os ser espécie separada. Agora Scannella e Horner dizem que o triceratops é meramente o formulário juvenil do torosaurus. Como… ”

    Comentário de Livre Pensador:

    E mais, isso significa que, apesar de um século de descobertas científicas que atestam como é antiga a vida na Terra, e mais antigo ainda o nosso planeta, embora os religiosos fundamentalistas acreditem que o cosmos inteiro foi criado há 6 mil anos.

    Os que tem o poder de eleger presidentes, deputados e senadores – e muitos dos que são eleitos – acreditam que os dinossauros sobreviveram aos pares na Arca de Noé e que os primeiros membros da nossa espécie foram modelados a partir do barro e do hálito divino, em um jardim com uma cobra falante, pela de um Deus invisível.
    São os mesmos que acreditam que a evolução foi “guiada por Deus”. Se a nossa visão do mundo fosse submetida a um plebiscito, os conceitos do “design inteligente” derrotariam a ciência da biologia por quase três votos a um.

    E ISSO É PERTURBADOR, pois a natureza não apresenta nenhuma prova convincente da existência de um “designer inteligente” e apresenta incontáveis exemplos de “design não-inteligente”.(conforme já postado aqui).
    Mas a atual polêmica sobre o chamado “design inteligente” não deve nos impedir de perceber as verdadeiras dimensões da confusão e ignorância dos religiosos (não todos é claro) no alvorecer do século XXI.

    Leia novamente em CRONOLOGIA DA EVOLUÇÃO HUMANA ( e outros links):

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cronologia_da_evolu%C3%A7%C3%A3o_humana

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Evolu%C3%A7%C3%A3o_humana

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    Pois é meu caro L.P. fui convidado e se aceitasse seus princípios, estaria dentro de uma sinagoga.

    O princípio do judaísmo é não apregoar seus ensinos a terceiros, mas tão somente viver a Torah como a mais absoluta verdade.(?) De forma alguma ela rejeitaria quem quer que fosse… Uma vez que tivesse disposto a viver como tal.

    Tenho um colega Israelita e mantenho contato com ele por muitos anos através de e-mail de msg. Somos diferentes nos princípios doutrinários… Mas, isso não foi empecilho para uma amizade de quase sete anos.

    Como tenho amigos ateus, espíritas etc, aprendi viver em harmonia, independente do que acredita ou deixa de acreditar. Todos somos irmandades…
    Vc pode fazer o que quiser de sua vida, desde que não prejudiquem outros.

    Há muitos Israelitas espalhados pelo mundo… e a maioria desses não quer nada com judaísmos e/ ou não sabem que são descendentes.

    Além disso, existem vários tipos de judaísmo e cada qual com seus princípios e tolerância.

    Não sou de viver de aparência, preferindo preparar meus próprios alimentos e está em paz com todos.

    Na questão política. Sei que seria enfocado em praça pelos “companheiros”.
    Não tenho sangue para salvador da pátria e muito menos misturar com esses bandos de bajuladores e traíras!

    Se eu fosse líder dessa nação, muitas coisas iriam mudar.
    Seria justo e não usaria de bondade com quem fosse reincidente. Justiça a qualquer preço seria o lema. Tolerância desde que não afetasse a vida de terceiros.

    Sou democrático e não anarquista como tem sido esse país.
    Ladrão ficaria sem mãos. Estuprador iria para guilhotina.

    Outra coisa: Não sou da TJ e nunca fui.

    Também não tenho muitas coisas contra seus princípios e nem sou digno de criticá-las no presente momento.

    Na verdade todas as igrejas cristãs são filhas da grande meretriz… Come de seus ensinos, diferenciando pouca coisa da primitiva.

    Infelizmente a meretriz se prostituiu… Adulterou com governos e reis. Trouxe e criou paganismos, além de alterar os manuscritos… Como podemos constatar a história do seu
    Império, manchado de sangue inocentes.

    São Jerônimo a traduz com um garrafão de vinho na mesa… E dessa, deu a beber as nações, suas filhas.

    Outras religiões (maioria) usaram de autoridade máxima… e foram responsáveis boa parte aos massacres em “nome de seu Deus” …Como sabeis.

    Se houvesse amor e justiça, certamente não teria sangue derramado em seus altares.
    E, nesse ponto concordo com vcs ateus, que essas religiões foram responsáveis por tantos massacres.

    Você deve conhecer a doutrina Cristã. Ela é feita de amor ao próximo. Mas, é justamente o contrário que vemos.

    Os pastores continuam engordando com a carne das ovelhas… E tenho grande revolta por isso. …embora, tudo seja profecia.

    Abraço.

  • Livre Pensador:

    Jorginho (gentio) convidado para o Judaísmo?
    É brincadeira, pois o judaísmo não é uma religião de conversão. Rrsrs.
    Jorginho convidado para político?
    Não aceite, pois religiosos e políticos (leia capítulo link sobre Osho, uma delas a pior profissão do mundo) sempre andaram de mãos dadas, um depende do outro, para se perpetuarem no seu poder e explorarem o rebanho. Já pensou Você eleito fundamentalista e crente como é Testemunha de Jeová?), presidente, que nem o ex-presidente Bush, na sua cruzada cristã contra os “infiéis” do Oriente Médio.Rsrsrs…

  • Livre Pensador:

    ORIGEM DA VIDA NA TERRA.

    A Cronologia da Evolução mostra os maiores eventos no desenvolvimento da nossa espécie e a evolução dos nossos ancestrais, não se explicando sobre a evolução que originou leões, dinossauros ou aves. Ela contém uma ampla explicação sobre os animais, espécies ou gêneros, que possivelmente são ancestrais do Homo sapiens. Em seu início está a origem da vida e apresenta uma linha de descendentes que vai direto aos humanos.

    Essa cronologia é baseada em estudos de paleontologia, ontogenia, morfologia, de informações anatômicas e genéticas. Que dispensam a crença num design que criou tudo por um milagre deliberado, lançando o fogo divino sobre o caldo prebiótico e lançando o DNA, ou alguma coisa equivalente, em sua grandiosa carreira.
    Deus complexo (ou designer sobre-humano q simplesmente apareceu e começou a existir, ou que sempre existiu – coisa que não acredito nem por um instante ) capaz de projetar um universo, ou qualquer outra coisa é estatisticamente improvável.

    Sugerir que a causa primeira, o grande desconhecido que é responsável por alguma coisa existir, é um ser capaz de projetar o universo com bilhões de planetas e galáxias, e de falar com 1 milhão de pessoas simultaneamente, é a abdicação completa da responsabilidade de encontrar uma explicação. É uma manifestação temerosa de um “guinchismo ou guindaste celeste” indulgente e cego.

    Na atual situação, todas as evidências disponíveis ( e há uma quantidade enorme delas) sustentam a evolução. E por esse motivo, e apenas por esse que a defendo com paixão, com uma paixão comparável à paixão daqueles que a atacam. Minha paixão baseia-se nas evidências. A deles, que ignora as evidências, é verdadeiramente fundamentalista.
    É óbvio que há exceções, mas suspeito que para muitas pessoas o principal motivo de se agarrarem à religião, não seja o fato de ela oferecer consolo, e sim o de elas terem sido iludidas por nosso sistema educacional e não se darem conta de que podem não acreditar.

    Decerto é assim para a maioria das pessoas que acham que são criacionistas (ou cientologista, eteísta) como oJorginho. Simplesmente não ensinaram direito a elas a impressionante alternativa de Darwin.

    Leia em CRONOLOGIA DA EVOLUÇÃO HUMANA ( e outros links já sugeridos aqui):

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cronologia_da_evolu%C3%A7%C3%A3o_humana

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Evolu%C3%A7%C3%A3o_humana

    Livre Pensador.

  • Livre Pensador:

    Sobre o “DESIGN INTELIGENTE”

    Embora acreditar firmemente em algo, sem ter provas, seja considerado um sinal de loucura ou estupidez em qualquer outra área de nossa vida, a fé em Deus continua mantendo imenso prestígio na nossa sociedade.

    A religião é a única área do nosso discurso na qual se considera nobre fingir ter certeza – certeza acerca de coisas das quais nenhum ser humano pode ter certeza.

    Os cristãos que duvidam da verdade da evolução costumam dizer coisas como “ A evolução é apenas uma teoria, não um fato”. Tal afirmação revela uma séria falta de compreensão sobre a maneira como o termo “teoria” é usado no discurso científico. Na ciência, os fatos devem ser explicados com referência a outros fatos. Esses modelos explicativos mais amplos são “teorias”. As teorias fazem previsões e podem, em princípio ser testadas. A expressão “teoria da evolução” não sugere, de maneira nenhuma, que a evolução não é um fato.
    Sabemos que o universo é muito mais antigo do que a Bíblia sugere. As provas são absolutamente esmagadoras.

    Não existe nenhuma dúvida de que a diversidade da vida que vemos ao nosso redor é a expressão de um código genético escrito na molécula do DNA, que o DNA passa por mutações aleatórias, e que algumas mutações aumentam as chances de um organismo sobreviver e se reproduzir num dado ambiente. Esse processo de mutação e seleção natural permitiu que populações isoladas de indivíduos se reproduzissem e, ao longo de vastas extensões do tempo, formassem novas espécies.A origem da vida foi o evento químico, ou a série de eventos, através dos quais as condições vitais para a seleção natural surgiram pela primeira vez (DNA/RNA). A adaptação das espécies a seus diversos ambientes, por outro lado, ocorreu milhões de vezes, e continua ocorrendo.
    NÃO HÁ DÚVIDA ALGUMA de que os seres humanos evoluíram desta maneira a partir de ancestrais não-humanos (ver links anteriores postados).
    https://hypescience.com/bacterias-mais-abundantes-da-terra-deram-origem-as-mitocondrias/

    SABEMOS, a partir de evidências genéticas, que compartilhamos um ancestral comum com os símios e os macacos, e que esse ancestral comum com os morcegos e os lêmures voadores.
    EXISTE uma árvore da vida extremamente ramificada, cuja forma e caráter básicos são hoje muito bem compreendidos. ASSIM, não nenhuma razão para acreditar que cada espécie foi criada em sua forma atual. Qualquer leitura honesta do relato bíblico da criação sugere que Deus criou todos os animais e plantas tais como nós os vemos agora.
    NÃO HÁ DÚVIDA ALGUMA de que a Bíblia está errada acerca disso.

    Muitos cristãos que desejam lançar dúvidas sobre a verdade da evolução agora defendem algo chamado “Design Inteligente” (DI), ou “Projeto de um Mentor Inteligente”.

    Uma vez que a crença no Deus bíblico não encontra nenhuma sustentação na nossa crescente compreensão científica do mundo, os teóricos do DI invariavelmente escoram suas afirmações nas áreas onde há ignorância científica.
    A argumentação a favor do DI prossegue em muitas frentes ao mesmo tempo.

    Tal como incontestáveis teístas que vieram antes, os adeptos do DI costumam argumentar que o próprio fato de que o universo existe prova a existência de Deus.

    Este argumento se desenvolve mais ou menos assim:
    Tudo o que existe tem que ter uma causa; o espaço e o tempo existem; portanto, o espaço e o tempo devem ter sido causados por alguma coisa que fica fora do espaço e do tempo; e a única coisa que transcende o espaço e o tempo, e, contudo, mantém o poder de criar, é Deus.
    Muitos cristãos como você Jorginho acham esse argumento convincente. No entanto, mesmo que concordemos com as afirmações básicas desse argumento, a conclusão final não se segue logicamente.

    Quem pode dizer que a única coisa capaz de fazer surgir o espaço e o tempo é um ser supremo?
    Mesmo que aceitássemos que o nosso universo simplesmente tinha de ser projetado por um “projetista”, isso não indicaria que esse projetista é o Deus bíblico, nem que Ele aprova o cristianismo. Se nosso universo foi criado por um projeto inteligente, talvez ele esteja sendo executado como uma simulação em um supercomputador alienígena. Ou talvez seja obra de um Deus malvado, ou ainda de dois deuses malvados, jogando cabo-de-guerra em um cosmos ainda maior.

    Conforme Dawkins: “Qualquer inteligência criativa, de complexidade suficiente para projetar qualquer coisa, só existe como produto final de um processo extenso de evolução gradativa. Inteligências criativas, por terem evoluído necessariamente chegam mais tarde ao universo e, portanto não podem ser responsáveis por projetá-lo. Deus por definição é uma ilusão coletiva e um delírio.”

    Como muitos críticos da religião já notaram, a noção de um criador coloca um problema imediato de regressão infinita. SE DEUS CRIOU O UNIVERSO, O QUE CRIOU DEUS? .

    Dito isso, fica claro que o conceito de Deus e a imagem dos céus como moradia, está outra vez excluído das preocupações da ciência, pois as leis da Física e pela nova Cosmologia são suficientes para explicar todo o Universo, inclusive sua aparição, e dos Planetas: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte. Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e agora o Superterra GL 581c, que nada tem a ver com a Criação Teológica.
    http://www.worldwidetelescope.org

    Como já disse antes, o conhecimento de uma realidade, fato ou coisa, nos seres inteligentes, só se da, só se efetiva unicamente pelo conhecimento, pela observação e pela vivência de seus opostos.

    Como afirma Sam Harris. “Já é hora de aprendermos a satisfazer nossas necessidades emocionais sem adotar crenças absurdas e ilógicas e sem mentir para nós mesmos a respeito da realidade.”

    Livre Pensador.

  • joão Paulo:

    As TJs não são intolerantes nas suas posturas desde que isto não viola os princípios da crensa, vigiado e ordenado pelas escrituras sagradas, que fazem questão de ser bem observadas por elas, críticas a este povo é comum na mídia, são chamados a até comparados com povos radicais, mas o criador tem por obrigação imposta a ele mesmo de vigiar e zelar pelo povo que o representar aqui na terra, do contrário não poderá trazer a sua sentença sobre as nações, por ser justo tem de representar a justiça, no entanto todas as religiões pregam que a salvação pertence somente a seus seguidores, mas isto não é ensinado dessa forma pelas as escrituras, mas a união dos membros religiosos reforça a esperança de salvação no grande dia de Deus, que incluirá tanto a salvação de pessoas de uma como de outras denominações as que Deus julgar dígnas de receber esta chance, que na realidade entrarão em um processo de aprendizado após a volta de Cristo o chamado reinado de mil anos ou juizo de mil anos, sem a morte sem desgraças e a doença aqui mesmo na terra, o princípio de formação do paraiso na terra Jesus é o Rei que dará início conforme narrado, um reino que nunca será abalado promessa dos tempos remotos antes mesmo da primeira vinda de Cristo aqui na terra por volta de dois mil anos atrás, após o término dos mil anos este reino será passado a seu pai e Soberano Criador.

  • joão Paulo:

    muito bom jorginho, vc não para de surpreender…Em pé de igualdade de debate, com elementos consistentes, mais uma vez meus parabéns, nota-se que, se para uma lado as coisas a favor da existencia Divina deixa a desejar para os ateus respostas convincentes sobre o que defendem deixa ainda mais, muito ainda caresce de argumentos o meio científico em nos responder milhões de perguntas, exemplo: será porque que galáxias tem no centro massivos buracos negros digerindo a si próprias, e na nossa via láctia isto não ocorre? segundo o que afirmam recentes descobertas. e ainda assim a matéria dela não se dispersa no imenso universo por alguma razão ele se encontra inativo da sua apetite voráz, será isto um acaso? ou arranjo? td gira em torno dessa pergunta será um acaso ou um arranjo? Quando nos sentimos familiarizado com nosso criador de forma a ingrandece-lo, somos tomados por uma brisa de sentimento de eternidade e longevidade sem igual sensação de felicidade que toca no íntimo sentimento, mais uma vez…Será acaso que até a sensação esta ela ligada a um paz interior sem fronteiras? esta sensação apenos o antigo de Dias pode sentir, mas nos é transferido no momento único e por um curto prazo
    _ O sentimento de que td que ai esta para o nosso deleite e aprendizado, segundo a vista eteista deixa td mecânico sem um sentido profundo que entendemos existir, o acaso ou junções de acontecimentos que geram resultados ficam vazios quando analizamos a imensa variedade e detalhes assombrosos em cada criação, quantas bibliotecas seram nessesárias para compilar os livros revelando segredos apenos os terrestres do toda e menor forma de vida com seus intrincado delhes e celulas, conclusões lúcidas chegadas por muitos cientistas que buscam mapear a ciencia, sem lógica quando tentamos substituir o design por qualquer outra concepção que se queira adotar, esse debate ja devia ter terminado apenas uns dias após seu início, mas aparentemente o controle do site HS paresce manipular bem.

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    O nobre colega “Livre Pensador”Disse: “ …é porque já está a um passo de tornar-se um caso perdido. …Será um teste saudável para sua fé. – “Quero ajudá-lo nesta jornada…”

    Resp. Já estava pensando que estava desistindo de mim. …Dizendo que sou um caso perdido.
    Nesse momento pensei: “Caramba! Meus ex-pastores já me disseram isso… Agora, vem um ateu se perder no meu caso, dizendo eu ser um perdido!
    Mas, restaurei a esperança quando disse: -“Quero Ajudá-lo Nesta Jornada”. Não acredito que sua Jornada seja maior que a minha. Mesmo porque para um ateu a vida acaba quando morre! Mas, se deseja me ajudar, vamos ver o que pode fazer por mim. Embora também Pense ajudá-lo em coisas referente: “Pois, que tal se preparar para um novo tempo?

    Eu deveria ajudá-lo a Crê, além do que seus olhos podem ver… Como que, “Penso e, logo existo! Penso e logo existo! Penso, logo existo e coisas assim, tais como: “sou energia. Sou matéria… que venha trazer harmonia… etc. Agora me chamará de exotérico, bruxo, pai da fada madrinha ou coisa que achar conveniente.

    Deseja me ajudar? Pois bem, não sou de recusar ajuda. Desde que não tenha que entregar dízimos, ofertas e corrente fortes a fim de criar um ministério… Ops!Império ateísta. Quero que saiba que Fui católico com meus avôs… qd criança. Passei por dezenas de igrejas… Seus princípios doutrinários. Tive experiências com ocultismo. Fui a centros espíritas, candomblé, terreiro de pai veio, mãe veia, preto veio e todos os tipos velhos. Fui intermediário de entidades… Quando conversei com algumas sobre cobranças de ofertas prometidas. E até me Chamaram-me para ser pai de santo, Como foi com os pastores. Fui convidado para o Judaísmo e não gostei de seus 613 estatutos. Fui Convidado para ser político e estou pensando no caso!
    Se eu lhe contasse minhas experiências ou se tivesse passado por elas; certamente não seria ateu!
    Fui maluco beleza… ( já tomei chá de cogumelos… Fui parar no hospital!) Fumei maconha por anos e agora meu filho diz que preciso de um psiquiatra, pois ele teima que preciso de tratamento. kkk…

    Agora, espero que não me chame para ser ateu!

    Vou lhe enviar alguns link’s para sua reflexão e vou lhe adiantar que, independente do que acharmos; nada mudará a verdade e ninguém é dono dela.

    Mas, convenhamos: Vc acredita em tudo que os cientistas dizem? Por isso faço questão de lhes enviar alguns link’s e saiba que a “verdade é muito mais dura que podemos imaginar!”

    https://hypescience.com/extincao-dos-dinossauros-ainda-e-um-misterio/

    Ainda é?…

    https://hypescience.com/23168-alga-toxica-poderia-ter-causado-a-extincao-dos-dinossauros/

    Poxa, jurava que era uma grande rocha espacial! Decepcionante!!!

    (continua)

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:


    https://hypescience.com/o-triceratops-nunca-existiu/

    Quem diria, hein? Conseguiu nos enganar!

    https://hypescience.com/homem-ou-macaco-cientistas-questionam-fosseis-encontrados-recentemente/

    Pelo jeito os caras ainda não chegaram a um consenso!

    https://hypescience.com/24220-10-misterios-sobre-a-evolucao-humana/

    Mistério!? Pensei que tinha encontrado a peça chave!
    Existem tantas outras que me reservei postar apenas alguns artigos do Hs.

    Antes que eu esqueça, gostaria de lhe pedir gentilmente que seja mais preciso em suas perguntas e respostas.
    Que também (gentilmente) não passe para seguinte resposta ou pergunta, antes de ter concluído a primeira.

    Não me leve a mal por esses pedidos… Exceto que deseje encerrar por aqui comigo. Mais ou coisinha:

    Peço que me poupe de tantos links e principalmente daqueles “deuses existem”, que me parece ser a referencial chave, além das publicações Abril! Exceto sim, que seja tão necessário para seu raciocínio.

    Responda pela sua lógica e não por lógica de conceitos pessoais de homens que acreditam meramente em datações, muitas vezes não considerando mudanças químicas do meio e outras influências. Além de tentativas de descrever a história… com ” gesso”. Ou você acredita em tudo que “eles” dizem cegamente?

    Questionar é algo normal até entre nós, mas o que me deixa dúvida é a precipitação das notícias… Mostrando que nem na Ciência existe consenso.

    Com relação aos irmãos Dinos, alguns falam cada coisa que parece ter bola de cristal: “O bicho era vegetariano, teve dor de dente. O bicho morreu de fome… O bicho morreu fazendo amor… O bicho era rosa e outro verde…
    Não enxugavam de longe… Tinha olhos verdes, etc. tal.

    Eles também não têm certeza que o “Sopão” tinha todos os ingredientes para a vida. Então nesse caso Somos extraterrestres!
    Tudo bem que muitos dizem que somos filhos de estrelas…
    Resta saber se elas fazia parte de “nossa” galáxia ou de outra vizinha. (Vizinha!?) sic

    Mas, afinal que lado vc acredita? (espontânea ou Panspermia).
    http://www.observatorio.ufmg.br/pas37.htm

    Vocês neo-ateus estão querendo fazer da Ciência um deusa manca e com miopia!

    Vcs não tem respaldo dela, meus caros ateus e, com relação aos segredos da vida, ela é tão cega quanto qualquer um de nós! Embora também sou sincero em dizer que ela está dando atenção(como nunca) ao mundo surreal e enigmático.

    Quando olhamos a Causa apregoada que o Universo surgiu de uma Explosão, fico tentando entender a Razão de causa, causando (ao invés de caos) ordens e grande inteligência!

    Muitos como eu, temos certeza que “esse galinheiro tem dono… outros sim, como vc que acham que o ”Ovo” surgiu de alguma maneira… Mas, nunca admitindo ser devido uma ação externa. Agora, o que era antes, é outros 500!

    O Que quero dizer com isso?

    Evoluímos sim, em busca de respostas… Aceitamos como verdade aquilo que nos convence… e não me canso de dizer que a Verdade é como um do cristal de mil faces!

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:


    Parem de comer nas mãos de outros!
    A vida é um grande mistério. E não digo somente a vida física. Peço gentilmente que veja esses links:

    http://g1.globo.com/videos/globo-reporter/t/saude/v/menina-ressuscitada-em-hospital-reconhece-medico-que-a-salvou/1633223/

    Achei interessante e a Ciência tem dado uma atenção sobre tais fenômenos.

    http://g1.globo.com/videos/globo-reporter/t/saude/v/medicos-dao-teorias-para-explicar-experiencias-de-quase-morte/1633231/

    E por falar em ovo, vou lá fritar alguns… Embora não sabendo ao certo qual lado da ciência devo confiar: Àquele que diz “ovo” faz mal ou que não faz!

    Que diz que o Universo é cilíndrico, achatado ou esférico. Que o Universo é infinito ou não. Que a velocidade da luz é o limite ou que não é (último experimento).

    São tantas discrepâncias que cheguei a conclusão que vale mesmo é a velha e boa coerência.

    Não que com isso esteja dizendo que a ciência seja ruim. Mas, que uma parte dela é tendenciosa, parecendo querer ditar crenças no tratante a vida e o cosmo.

    Quanto aos experimentos bilionários, por mais que eu tenha curiosidade; prefiro ocupar tempo naquilo que é de grande utilidade e bem estar mundial. Afinal, dificilmente, nesse mundo, passaremos de 100!

    Acelerar partículas a fim de conhecer os mistérios do Universo é muita pretensão do homem e isso pode nos custar muito mais que 10 bilhões de dólares.

    Não vão parar! Vão querer dar continuidade com seus “brinquedinhos, acelerando cada vez mais até que venham fuder com Planeta. Certamente deva aparecer alguém dizendo que eu sou contra a ciência e que eles devem continuar fazendo seus novos recordes.

    Isso é ciência!?? Digamos que descubram a partícula intermediária entre matéria/energia. Alguém dirá: “Devido essa descoberta faremos grandes avanços”.

    Beleza! Poderia me dizer que me adianta saber que a matéria é energia em sentido inverso, se o máximo que vou viver é uns 150 anos? (rs)

    Se a Ciência deseja descobrir o que é a vida e como torná-la eterna; acredito que não seja por aí.
    Seria maravilhoso que a ciência descobrisse o elixir da vida eterna. Mas, que vivêssemos gozando Como a velha e boa promessa de eternidade.

    “Afinal, nada se perde; tudo se transforma” e por que a vida não seria assim?

    Por isso e por outros motivos caros ateus, aconselho que agnóstico. Pois seria mais sensatez que conceitos que estamos aqui simplesmente para nascer e morrer, como nunca tivéssemos existido.

    Qualquer ação é devida uma reação primária e isso é um fato inegável… Nossa lógica é prever isso.

    Todo começo teve um início de outro início… Se não sabemos explicar o que ocorreu de fato, é mesmo porque não nos foi dado essa condição, ao menos por enquanto de saber ou simplesmente, buscam pelo lado errado.

    Pense Nisso.

  • Livre Pensador:

    EXOTEOLOGIA: (ou a crença do Jorginho)

    A busca por uma sintonia maior entre a Cristandade e a Ciência parte de um estudo teórico dos astrônomos do Papa que deu origem à “Teologia Especulativa”, que permite à Igreja ter grande flexibilidade na maneira como responde a novas descobertas. Há grande preocupação com teorias recentes de que o universo não tem fim nem começo, o que eliminaria a necessidade de um Deus que tivesse criado tudo.

    Sob a ótica da “Teologia Especulativa”, fenômenos recém descobertos são como “impressões digitais de Deus”, que em sua complexidade e sutileza reforçam a “onipotência” de Deus e não enfraquecem a fé numa força maior.

    Em 2001, o então diretor do Observatório Vaticano, George Coyne, disse estar convencido da existência de vida extraterrestre e garante que é “uma loucura” pensar que o homem possa estar só no Universo. “O Universo é tão grande que seria uma loucura pensar que nós somos uma exceção”, garantiu Coyne em uma entrevista ao jornal milanês Corrieri della Sera, quando destacava que “a cada dia são acumulados novos dados que fazem pensar na possibilidade de formas de vida diferentes às existentes na Terra”.

    “Quanto mais estudamos os astros, ficamos mais conscientes de nossa ignorância”, acrescentou Coyne. O padre Christopher Corbally, jesuíta inglês vice-diretor no Observatório, diz que “se as civilizações fossem descobertas em outros planetas, e se for possível nos comunicarmos, então nós iríamos querer “enviar missionários para salvá-los”, da mesma maneira como fizemos no passado quando novas terras foram descobertas.”

    Fala sério, Você acredita? Rsrsrs! Leia mais em:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Exoteologia

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    Ainda vou deixar muitos ateístas sem cabelos…Isso é, se eles ainda têem…
    Esquenta não pessoal que vossa ciência, ainda vão criar meios para nascer cabelos na cabeça de seus deuses… Isso, claro; (antes)devem colocar cabeça e pé nesse seu deus Nada/Acaso/caos! (trindade).

    Brincadeira irmãos ateus… E vos amo de coração… e somos iguais perante a natureza…apenas com uma pequena diferença: Meu D-us vive e está fora do sistema de suas criações… e respondam, onde vive o seu?…

    Abraço e não fiquem com raiva desse irmão -Simples, mas tão necessário para vós como a pulga é para o cão!

    atm

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    Como é interessante ”ouvir”pessoas dizer a “não necessidade de evento anterior para que chegasse onde chegamos e que “as Origens” se deram por si à complexidade (particularmente) dos organismo’s humano. Como poderia um “amontoados de tijolos” (átomos) viesse do casual desenvolver estruturas extremamente complexas, dando passos e divergindo (diversidades) entre espécies, como “moldado ao vento”?
    Pois imaginemos quantos modelos de ´células existem dentro de uma criatura… Cada qual se desenvolvendo para formar coração, rins, fígado, ouvido, olhos, demais conjuntos de coisas ligadas ao cérebro, que por sinal governa toda estrutura. É muito difícil provar que esse Universo de complexidade fosse dada ao um conjunto de eventos de extrema precisão e sem ação de um Design, dado ao acaso!

    Quem foi que disse que o homem se adapta ao meio? Na minha puta ignorância percebo que nós sim, moldamos o meio, inverso que se dá na natureza… somos diferentes de outras criaturas, que se adaptam ao meio e não como nós.

    Que provas podem nos dá que tudo seja Feitura do Acaso/caos da sopa aquecida a descargas? Hoje essa teoria está quase colocada por terra…Pois,muitos estudiosos acreditam ter uma grande participação externa.
    O que era antes do “ovo cósmico” e o que lhe deu origem ou pode algo surgir se antes não existia? ( Não adianta deslizar, trazendo desculpas que nasceu… não precisa, etc!
    Ninguém nesse mundo é capaz de responder tais eventos com provas!

    Espero respostas objetivas e não um emaranhado de literaturas conceitosas do mundo ateistas…Quando na verdade se desviam (alguns) atacando o mundo religioso, como que isso fosse capaz de afastar uma Mente Poderosa por trás de todos eventos. Não acredito gesso e muito menos em fortes pretensões… correndo a todo custo atrás de destaques e consequentemente ao Nobel.

    Não sou o único a duvidar de datações absurdas, na maioria das vezes não considerando mudanças ou alterações do meio por milhares e milhares de anos.

    Falar que D-us não existe é fácil… dificil é dá argumento de uma coisa se pé e sem cabeças.. Capaz de ordenar tudo através de uma explosão ( caos). No final das contas, têem de admitir que o Universo é uma consequência e qualquer burro ( ateísta ou não) sabe que consequencia exige causa.

    Qual foi a causa que causou a energia primordial, hoje espalhada por todo Universo é faz parte desse todo?… Sabendo que Energia não se Cria, ela apenas existe.. e , portanto, qual foi sua origem?

    É muita infantilidade argumentar em negar um Grande Design… coisa essa que a Ciência não fez e nem tem ferramentas para tamanha ousadia!

    Então porque alguns teimam (sem prova) dizer que Não existe!!? Que resposta podem oferecer que seja convicente que “ o Universo era tudo aquilo que continha dentro daquele “Ovo”?

    Se acreditam nesse ponto único, certamente teria que explicar o que era o espaço antes dele ser formado?
    E não me dizer que isso não dá razão para um Design e muito menos sua obra… podendo tudo isso ser gerador de um efeitor causador!!!

    Com certeza alguma Coisa o teria originado e que foi? Nesse momento faço a pergunta habitual dos ateus, quando ele questionam: “Quem é o pai de D-us?”
    Pergunto: Quem formou tal “ Ovo Cósmico” ?

    O mais curioso é que essa ”Coisa” na mente dos ateus é que essa “Coisa” não tem pé e ne cabeça! Embora, todos eventos fosse criador por Esse Feitor, sem pé e sem cabeça!

    A Ciência buscam resposta de seu início e, ela não dá conta que os Ateus tem a resposta! Eles podem explicar a origem dessa fonte e nos apresentar Ela sem criador ou qualquer evento responsável por ela.

    Já me cansei de ouvir alguns dizer que essa Fonte Misteriosa surgiu do “nada”. Pô! O que é ”nada”?
    Explica-me os grandes sábios que deus é esse, sem pé e sem cabeça? Que coisa essa de Sabedoria Infinita?

    Mal conhecemos “nosso quintal” (sistema Solar) e “Pinta” um coitado dizendo que D-us não existe e que a ciência está do seu lado!
    Se quer falar de lógica, vamos um simples exemplo:
    Um simples computador exigem lógica para seu funcionamento além claro, de energia… E, lógica é logíca; tudo tem de estar dentro da lógica.
    Os processamentos lógicos exigem uma ordem combinatória… Tudo tem de está sincronizado…Uma pergunta e uma resposta exigem uma lógica combinatória.
    Analisando a lógicas computacional, é de estranhar o tempo gasto intelectualmente para criar hardwares somando com isso o tempo para criar softwares compatíveis… Ainda sujeitos a erros. Se percebe que o computador não foi lançado de um dia para outro… Foi aos passos como descreve a evolução… Mas, pergunto:
    Algum momento na história a natureza criou algum computador, algum silício já se cristalizou tomando forma de um transistor ou bilhões de transistores e disso um microprecessador? Para haver foi preciso dezenas de engenheiros… Por outro lado vemos que a natureza deu forma a matéria e dessa à vida orgânica da qual fazermos parte.
    Mas, Quem ou o quê criou a natureza? Sabemos que um computador usa lógica combinatória e que isso deve se programado desde a parte física, comandos virtuais de rotinas.
    Nesse momento peço para imaginar o funcionamento da “máquina humana”.

    Imagine a multiplicação celular…cada uma com suas respectivas funções.. Cada uma delas, uma organização capaz de invejar qualque sistema de controle criado pelo homem.
    Imaginemos que o sistema está pronto; todos órgãos em perfeito estado…O sistema central de processamento (cérebro)tem ligado cada ponto da estrutura num todo.
    O cérebro conhece cada ponto desse corpo e sabe como anda seu funcionamento. Ainda conta com sistema contra pane.

    Entre outros controles, há automatismo (reflexos) capaz de nos livrar de perigos de forma independente de nossa consciência.

    O cérebro também pode ser comparado a um grande químico, liberando substâncias capaz de criar alertas e defesas…
    Isso sem falar que nosso corpo tem em si milhares de organismos que não fazem parte de nosso corpo, mas que convivem conosco interno e externamente desde nossas origens.

    Esses microorganismos tem sido de grande valia para nossa sobrevivência e para eles, nós somos seus Universo.
    Outra coisa interessante nessa máquina criada pelo “Acaso” são nossas sensibilidade ao mundo externo:
    Visão, audição, olfato, tato, paladar além de outros tantos polêmicos: http://www.watchtower.org/t/20030308/article_01.htm

    http://e-curioso.blogspot.com/2007_08_01_archive.html
    Apenas estamos “arranhando” a superfície desses mistérios!
    E não são os pobres ateus que chegarão ao consenso… pois nem vossas adorada Ciência pode assinar por vós! Lamento e fim de papo!
    ( por hoje! hehehehe)

  • Livre Pensador:

    MORAL –PECADO-SOBRENATURAL e MILAGRES

    Jorginho disse:

    Resposta de Livre Pensador:

    MORAL
    Não há necessidade de qualquer autoridade fiscalizadora ou sobre natural. E por que deveria? A decência humana não deriva da religião. É anterior a ela

    Dizem que “Cristo morreu por meus PECADOS”, quando na verdade Ele não “morreu” de modo algum, estão fazendo uma afirmação falsa em seus próprios termos. Não havendo testemunhas confiáveis ou consistentes no período do tempo necessário para ateswtar alegação tão extraordinária, finalmente podemos dizer que temos o direito, quando não a obrigação, de nos respeitarmos o suficiente para desacreditar da coisa toda. Ou seja, a não ser que, ou até que, sejam apresentadas provas superiores, o que não aconteceu. E alegações exepcionais demandam provas exepcionais. Isso é ainda mais verdadeiro quando “provas” finalmente oferecidas são tão fracas e facciosas.

    Se é preciso ter fé para acreditar em “algo”, então a probabilidade de esse algo ter qualquer verdade ou valor é consideravelmente reduzida. O trabalho duro de investigar, provar e demonstrar é infinitamente mais recompensador, e revelou a nós descobertas muito mais “milagrosas” e “transcendentes” que qualquer teologia. A fé corrompe e ofende a razão oferecendo evidências e apontando para “provas” forjadas. Essas evidências e essas provas incluem argumentos de projeto, revelações, punições e milagres.

    Agora que o monopólio da religião foi quebrado, e os milagres são cada vez mais raros, está ao alcance de qualquer ser humano ver essas evidências e provas como as invenções pulsânimes que são.

    Livre Pensador.

  • Homero:

    Resposta para Jorginho

    Não existem argumentos teístas mais sofisticados , apenas embromação mais elaborada, tergiversação, distorções, falácias, e que tais..:-) São comumente chamados de “teologia”, mas “tertúlias flácidas para adormecer bovinos” também serve.

    Desculpe o mau jeito da brincadeira acima,tenho acompanhado as discusões, mas ando meio cansado dessas suas bobagens sobre “como ateus só dão atenção para argumentos simplistas teístas”.
    Simplesmente não é verdade.
    A causa primeira, por exemplo, por mais que se tente “sofisticar” o argumento, vai falhar sempre, devido a violação de suas premissas. São alegações sem base, como “tudo tem uma causa”, quando o máximo seria dizer que “até o momento encontramos coisas com causas” (e isso não é verdade para flutuações quanticas que criam partículas sem causa).
    E de novo, se não pretende provar um “deus específico”, os argumentos são inúteis. Nenhuma religião se sustenta com uma “força incogniscivel”, mas a partir do que alega “saber” sobre essa forma, suas intenções, desejos, objetivos, etc. Deus é amor..:-)

    O ateísmo é mais “plausível” da mesma forma como a descrença em Papai Noel é mais plausível que a crença, pela falta de evidências. Ou como é mais plausível não crer que uma civilização de aliens extradimensionais tenha criado este universo, com suas leis físicas, para gerar buracos negros e retirar energia para sua super-civilização.
    Mais plausível não crer que a entidade criadora gerou este universo, com suas leis físicas, para criar galáxias, e mentes cósmicas, geradas pela interação de forças (desconhecidas para nós, micróbios de rocha) entre as estrelas destas galáxias (as mentes galáticas seriam o objetivo da entidade criadora, e nós efeitos colaterais sem importância).
    Que religião, que crença, que fé, aceitaria essas “possibilidades”, uma vez que todas “explicam” a causa primeira? Você aceita? Acha que todas essas possibilidades são “equivalentes”?
    Afirmam que: “Seja o politeísmo verdadeiro, seja o deísmo verdadeiro ou seja o “teísmo de um Deus finito” verdadeiro, qualquer destas soluções invalida o ateísmo sem direito a revés. ”
    Bobagem. Parece que não entende nem, a crítica aos argumentos cosmológicos, nem suas conseqüências.
    Um argumento que “prova” um monte de coisas diferentes, não prova nada, e pode perfeitamente “provar” que nenhum deus existe ou tem evidência de existir. Que é tudo que se precisa para ser ateu, não ver evidências de existência.
    O salto lógico não autorizado padrão dos argumentos cosmológicos, que são brandidos pelas religiões: um “algo” criou o universo, ENTÃO esse algo é o (meu) deus, e ele deseja isso, quer aquilo, objetiva isso e aquilo, etc.
    Uma força criadora não intencional, ou cujas intenções não sejam cogniscíveis, não serve como “deus”, não causa nenhum efeito em nossas escolhas, moral, ética, etc, e é “como se não existisse”. É possível viver “como ateu”, sem nenhum efeito real derivado da crença em “algo” dessa natureza. É como se “não existisse”.

    Entre o dragão invisível na garagem, e nenhum dragão, não há diferença. Entre “algo” impossível de detectar, de saber se tem ou não mente, objetivos, desejos, etc, e algo que NÃO existe, não há diferença.
    Um argumento cosmológico que “prove” que “pode ser, mas pode não ser”, é inútil e sem sentido. E continua a depender de “fé cega” manter suas crenças religiosas.
    Pelo que sabemos, o “algo” pode ter criado o universo para ver seres vivos se devorarem, e a maior quantidade de sofrimento possível, por isso fez o universo como fez (olhe em volta). E daí?
    ….para ateus e cientistas e céticos, sem evidência, sem crença.

    Repito, a causa primeira é bobagem, e foi refutada há décadas, séculos, e parece um “morto-vivo”, um zumbi sempre revivido por crentes diversos. E para “provar” seu deus, não um deus ou qualquer deus, ou muitos deuses. Ou nenhum.
    São Tomas de Aquino NÃO aceitaria Quetzacoatl como resultado de seus argumentos cosmológicos..:-) Ou Zeus e o panteão..:-)

    Arrogância, pretensão, complexo de superioridade, e muita vaidade. Pensar que é mais capaz, mais “esperto” que todos os pensadores, grandes mentes, que vieram antes e que lidaram com essa questão, não é para qualquer um..:-)
    Você está apenas embromando em suas respostas. Acho até que acredita (e como acredita) ter descoberto a pólvora e acredita estar escrevendo “grandes e poderosos argumentos”, mas está enganado, profundamente iludido. Não disse, nem apresentou, nada de novo, e apenas repetiu erros de lógica, bobagens diversas, com uma roupagem “sofisticada”. Mas roupagem sofisticada não muda o fato de que o texto, e argumentos, são vazios.

    Não é por serem “impossíveis de refutar” que ninguém rebateu, mas simplesmente porque não há nada nele, nada de novo, nada que não tenha sido desmontado antes, muitas vezes. Isso cansa.
    1. Tudo que existe possui uma explicação para sua existência, seja na necessidade de sua própria existência, seja em uma causa externa.
    2. Se o universo possui uma explicação para sua existência, esta explicação é Deus.
    3. O universo existe.
    4. Portanto, o universo possui uma explicação para sua existência (de 1 e 3).
    5. Portanto, a explicação para a existência do universo é Deus (de 2 e 4).”
    A primeira premissa é engraçada, e um desejo seu certamente, mas pode provar isso? Por que tudo deveria possuir uma explicação? Porque você quer assim? Porque alguém disse para você que é assim? Porque sua mente, humana, limitada, primata, se sente desconfortável se não pensar assim? Que diabos, Jorginho, há uma enormidade de coisas que sua mente não vai entender direito, vai estranhar, e mesmo assim serão reais. O universo é como é, goste disso ou não. Se o universo não tem “causa” ou explicação, então ele não tem e seu desconforto não vai mudar isso.
    O número 2, fala sério, é de dar pena..:-)
    2. Se o universo possui uma explicação para sua existência, esta explicação é D us.
    Um argumento circular, absurdo, sem sentido, e quer mesmo que alguém se de ao trabalho de “refutar”?!?!?
    Toda sua “tentativa” de “explicar” as premissas que se segue é uma tolice atróz. Mistura alhos com bugalhos, conceitos matemáticos com evidencias empíricas, um perfeito exemplo de “embromation”..^-)

    Ai, ai, ai..:-) A fisica quantica diz que partículas surgem no vácuo, sem explicação para sua existência, e diz que não deve “se preocupar” com isso..:-) Como eu disse, o fato de que “ninguém aceitaria” NÃO é um argumento válido!
    Se você é do tipo “que não aceitaria seriamente a sugestões” é problema seu, suas limitações cognitivas e intelectuais, o universo NÃO LIGA.

    MESMO que o universo tenha surgido, ou seja não estivesse “sempre lá”, isso NÃO implica em que ele precise de uma causa ou de um criador projetista ou design. É apenas seu desejo, mais uma mente limitada e com problemas com conceitos muito abstratos, que o faz pensar assim. Senso comum, se preferir, mas não é uma verdade, muito menos serve de “argumento lógico”.

    Eu sugiro, embora seja em vão, que leia Deus, Um Delírio de Dwkins. Ao contrário do que dizem seus detratores (que em geral não leram o livro), é um bem construído apanhado dos conceitos de prova lógica para a existência de seres imaginários, e refuta, com bastante propriedade, tudo o que vice pensa.
    É doloroso, eu sei, descobrir que errou de forma tão profunda, mas se se deseja “saber” em vez de acreditar, vale a pena.
    Mas se o que se deseja é manter a fé, justificar a crença, desesperadamente, não deve ler, não adiantaria nada. Quem já “sabe a verdade verdadeira” não lida bem com a dúvida e a razão.

    Em termos. Vai receber o que plantou, criticas ácidas, argumentos fortes, e frases incisivas, fortes, e até agressivas. É assim que a razão e a lógica funcionam, sem colocar panos quentes. Como escreveu bobagens, bobagens antigas já refutadas, vai receber críticas dizendo isso, é bobagem.
    Entenda, não é preciso, embora tenha sido feito, refutar argumentos lógicos para a existência de deus, porque argumentos lógicos NÃO provam existência de nada. Ou provam de a existência de TUDO. David Hume já apontou esse problema há muito tempo. Um argumento que “prova” que deus existe por “lógica”, pode provar que unicórnios existem, o Monstro Espaguete, o ET de Varginha, duendes, fadas do dente, lobisomens, seres extradimencionais, etc, etc, etc. Pode provar que deus não existe.

    Se quer defender a existência de seu deus, tem de provar isso com mais que argumentos furados, tergiversação, distorção e embromation.

    Desculpe a agressividade da resposta, mas cansa ver sempre as mesmas tolices repetidas ad nauseum, como se ateus fossem idiotas, e como se todos os filósofos, pensadores, e mesmo teólogos que já trataram disso, tivessem “deixado algo óbvio de lado”. É como crackpots que estão sempre “provando que Einstein estava errado”, alegando um “erro crasso” em seus cálculos, Jorginho nesse site, não para de insistir com suas perguntas abaixo:

    Qual é a tese científica que explique às origens e leis sem usar um Mentor nos finalmente?…Se D-us não existe, então o Universo nunca será explicado…Eu acredito num Design (D-us)…Onde inicia o Universo…e/ou onde termina?…O que é antes da expansão e por quê o Universo se expande?…Dê-me uma razão para que tudo tenha sido originado do “nada”…Como se originou as leis da natureza…?Porque não poderia (com toda idade do Universo) sermos originados por Civilizações muito mais poderosa e que tenha nos deixados por experiência… para alguma finalidade…Mesmo que não existesse religião, mesmo assim não poderia descartar um Mentor…Não sabemos de nada anterior ou antes de nossa criação, não sabemos de nada além de especulação como vem sendo feito pela ciência…Prove a evolução dos olhos e coração…Porque levou tantos anos para evoluirmos…O corpo humanos como outros,são altamente complexo, nao podendo ser criado sem antes havido uma preparação…A criação não nasceu por que algo deveria acontecer porque simplesmente deveria de forma espontânea…Mal conhecemos átomos/energia…De onde veio essa massa/energia?…Como explica a origem do universo de forma satisfatória, afastando um Mentor?..Que é o “Princípio” e Quem o originou?…O que somos e como surgiu todas as coisas?…É muita prepotência dizer que Não existe um Mentor porque crêem que ELE não existe…etc,etc…
    Ai, ai, ai..:-) Qual a causa da causa do universo? Pode PROVAR que é deus, ou algo sobrenatural? Pode PROVAR que a causa do universo NÃO são seres extradimensionais, que usam os buracos negros para extrair energia para seu próprio universo? Pode PROVAR que sua “conclusão”, a causa é deus, é melhor ou mais correta que a minha, a causa são ETs?

    Não, não podemos, porque NÃO chegamos a essa conclusão, ela foi forçada para se encaixar em seus desejos. E mesmo que tivesse uma causa, o que você tenta fazer é ‘forçar” para encaixar as características que pretende necessárias nessa causa, de forma que justifique sua “conclusão” prévia, seu deus design.
    Vai dar a esse deus, características que permitam que “escape” da primeira premissa, tudo tem uma causa..:-) Isso porque precisa que ele escape, para não violar a premissa. Vai embromar até que seu deus “não precise de causa”, seja auto-causado ou exista eternamente (mesmo que tenha de se apropriar de conceitos da física, como a não temporalidade anterior ao Big bang, ainda que não entenda o que isso significa..:-).
    Deus, seu deus, força ou o que seja, não tem causa. Então, nem tudo tem causa. Então o universo pode não ter causa, pode ter uma causa natural (como flutuações quanticas no multiverso), pode ter causa intencional de ETs extradimencionais, ou pode ter sido criado pelo Monstro Espaguete Voador..:-)
    Escolha, e demonstre que sua escolha tem “evidências”.
    Em outra palavras, mais embromação. Leu isso, e embora não entenda o que significa (porque não significa nada, não há evidências de que isso seja assim), e pretende com isso dar peso a um argumento já falho.

    NADA, em física, ou mesmo lógica, implica em uma afirmação como essa, proibição de regresso infinito de eventos. Na verdade, a física nem mesmo liga para o sentido da seta do tempo, que pode ir para “frente” ou para “tras”, sem que isso viole qualquer condição ou lei. O que significa que pode ir para o futuro infinitamente, com eventos infinitos no futuro, poderia ir para tras infinitamente, se o universo for cíclico. Não é preciso um início.
    Isso foi “inventado” justamente para tentar sanar a falha óbvia do seu argumento da causa primeira.
    Einstein, e cientistas que estudavam o universo antes da teoria do Big Bang, consideravam o universo eterno, e não viam NENHUM problema de regressão infinita para o passado. Mas, claro, você (e o sujeito que inventou essa bobagem) deve saber mais que Einstein (não resiti a piada clássica de teístas..:-).

    Você, como muitos, não entende o conceito de “nada” da fisica, em especial fisica quântica. As analogias que fisicos usam para tentar explicar isso, são apenas analogias, e isso pode confundir os leigos. Mas leigos sabem que são analogias, enquanto religiosos tentam usar essas falhas da analogia para “provar” suas crenças.
    Leia Uma Nova Historia do Tempo, de Hawking. Não vai entender de toda forma, mas pelo menos para de usar essa analogia de forma incorreta.
    “Segue-se logicamente destas duas premissas que o universo teve uma causa. ”
    Não, não segue. Você deseja que seja assim, mas não é. E não é porque repete isso diversas vezes que muda alguma coisa. Os físicos que estudam isso, e que desenvolveram essas equações, e que produziram essas evidências, que pensa “provar” sua alegação, não veem nada disso, não validam sua premissa, nada.
    Nenhuma “lógica” leva a essa conclusão, nem justifica essa premissa. Nada na física diz que o universo teve uma causa, nem a lógica diz isso. Pelo que sabemos das leis deste universo, pelo que sabemos deste universo, este pode ser auto-causado, e se for assim, é assim e seu desconforto não muda nada.

    Isso é cansativo. Daqui algum tempo outro religioso virá com a mesma ladainha, os mesmos argumentos falhos, as mesmas falácias (não posso acreditar nisso) e ignorando todas as refutações, todos os livros, todas as evidências.
    E deus continua não existindo, não tendo evidências de existir, como Papai Noel e os unicórnios.

    Triste isso!
    Homero

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    “ LEIS DA NATUREZA”
    Livre Pensador ( L.P.) disse : “Deve-se destacar que uma Lei da Natureza é uma descrição da realidade, é a descrição de como a natureza se comporta”.

    Resp. Nem sempre pode explicá-la como a vemos ou sentimos. Um dos grandes desafios para a Ciência é explicar como as forças se interagem entre o mundo real e surreal. E que lhe responda a física quântica!

    L.P – “O que nos interessa aqui são as conseqüências da existência dessas leis; a definição do que constitui uma lei e qual sua natureza é objeto da metafísica e não nos interessa aqui [?]”
    ( Continua) ”As Leis da Natureza:
    1) funcionam da mesma maneira em qualquer local do universo e em qualquer tempo [6] (Princípio da Universalidade)…

    Resp. Resp. Ninguém sabe se as leis valem para todas as partes do Universo… Portando, a “máxima” é duvidosa. Um grande exemplo está em entender as leis quânticas, parecendo contrariar conceitos clássicos, tão como é Bíblia para um cristão, essas leis em termos de direção; são semelhante para os cientistas. Certamente ela predomina de forma mistériosa no mais profundo, onde fica a transição do real e surreal…

    2)( As leis) L.P. disse -” são absolutas (nada no universo as afeta) (Princípio do Absolutismo).

    Resp. Como expresso acima, ainda não se sabe se as leis são mesmo Universal… valendo a qualquer ponto da mesma maneira… A própria quântica parece mostrar que as interações de forças são mesmo misteriosas.
    Eu apenas imagino que “coisas” só podem ser transformadas através de forças e forças “dirigem” esse Universo. Essa simetria faz que nosso Universo seja dinâmico…
    Imagino que a cada nível de força, predomina uma lei, desde as forças física que interagem com a física, como a força quântica que interagem através de fotos e físico; sendo intermediária entre elas.
    Por isso, estamos longe de saber se essa força está “obrigada” seguindo os mesmos princípios aqui ou qualquer parte desse Universo.
    Além de considerarmos as leis da energias escura, massa escura, ondas gravitacionais além da tão falada quântica.( Sic). Por isso é prematuro afirmar tal Universidade para ela(lei).

    3) L.P´- ” …São estáveis(não se alteram com o tempo) [7] (Princípio da Estabilidade);

    Resp. Concordo que seja estável. Senão desde o princípio o Universo seria uma desordem. Por outro lado, Acredito que o Universo seja Instável ( Não suas leis). Essa “instabilidade” se dá devido o Próprio Universo está em desequilíbrio… Senão, não existiria nenhuma dinâmica e nesse ponto acredito na assimetria das forças, pois não teria sentido dizer ( ao menos nessa dimensão) que uma força possa existir num sistema monopolo. Não duvido que também exista a “antiforça” como existência da antimatéria forçando–a em sentido inverso.
    É como houvesse uma complementação de desordem, digamos quase infinita e por incrível que possamos imaginar no Universo se julga haver um grande desequilíbrio.
    Nenhum sistema está isolado absolutamente isolado do outro, pois uma coisa é complementar à outra. Portanto o Universo é necessáriamente assimétrico, quando comparado num todo. Não havendo desequilíbrio, não haveria forças contrárias, pois tudo estaria num infinita estabilidade… e as leis já não seria necessárias… Pois estaria como que “morto”.

    4) L.P. disse- ” são onipotentes (tudo no universo está APARENTEMENTE sujeito a elas) (Princípio da Onipotência).

    Resp. Aparentemente sujeito!?? Explica isso!

    5) são objetivas (podem ser demonstradas por qualquer um, produzindo sempre os mesmos resultados sob as mesmas condições) (Princípio da Objetividade).

    Resp. Mesmo resultados dentro da mesma condição? Esquece que a natureza não se repete? Cada coisa tem sua particularidade. As leis é a própria força dominante e segue um princípio que jamais pode ser dada ao Acaso!

    L.P. – “Conseqüências Imediatas da existência do Universo e das Leis da Natureza …O conceito de deus não existe sem nós e portanto só existe nas nossas mentes..”

    Resp. Engana-se. Os animais domésticos sabem que são submissos aos seus donos… Os animais também prestam “continência” seus superiores… Indicando respeito a hierarquia. …E, quem garante que nesse Universo quase infinito não exista civilizações, que comparado a nós; são como deuses? Afinal, vc não deve ser daqueles que diz, “por não haver evidências de vidas externas, somos os únicos seres que podem bater as mãos nos peitos e dizer -“Sou obra prima desse Universo de 13,7777777777777… bilhões de anos!!!” Então, o conceito da existência de um D-us pode existir independente do que achemos, bastando para isso provar a existências de outros irmãos na ordem Universal. Ou vc não acredita nessa possibilidade? Em suma, os animais que são tidos como irracionais conhece sua posição de inferioridade diante de outros.

    L.P. – “O Universo e suas leis já existiam antes de nós e continuarão a existir depois que nós não mais existirmos. (concordo). A dificuldade em se provar a existência de deus Provavelmente reside no fato que, na verdade, não se esteja tentando provar a existência de deus mas do deus que imaginamos, ou seja, do nosso conceito de deus, e é justamente esse conceito que não encontra respaldo na Natureza. Tentar descobrir se deus existe é diferente de tentar provar que deus, como o imaginamos, existe”.

    Resp. Repito por dezenas de vezes que Podemos está “presos” nessa dimensão… E não nos foi dado conhecimento em conhecer nossa verdadeira origem, ao menos por enquanto.
    Estamos realmente preparados para ouvir a verdade sobre nossa origem? Se eu lhe disse que a bilhões de anos esse Planeta era um imenso laboratório, vc acreditaria? Que somos espíritos materializados, resultado dessas “experiências” e que fazemos parte de uma política onde duas forças contrárias, resumirão o resultado da humanidade na Terra para um povo seleto; apto a representar um povo digno de perpetuação? Vejamos um exemplo simples que a Ciência vem fazendo desde o início de sua existência: Ela busca respostas de nossas origens e do mundo que vivemos. Esperam encontrar resposta e solução para eternidade. Ela buscar perpetuidade como buscam os religiosos… Se realmente ela vier provar existência de outras dimensões; então se deduzirá automaticamente que os religiosos tem razão quando dizem haver vários planos espiritual, astral, como queira.

    L.P disse – “Universalidade das Leis da Natureza”
    Se as Leis da Natureza funcionam da mesma maneira em qualquer local do universo e em qualquer tempo então o Universo é previsível quando se conhecem todas suas leis – não é o nosso caso; conhecendo-se parcialmente as leis faz com que o Universo seja parcialmente previsível para nós, ou estatisticamente previsível.
    Em princípio tudo se desenrola pela lei da causalidade (causa e efeito), mas a complexa interação de eventos e influência destes entre si produz entrelaçamentos de cadeias de eventos numa uma sucessão pseudo-aleatória (que nos dá a impressão de ser aleatória) e que pode ser alterada pela vontade. A vontade pode gerar novos eventos e alterar a seqüência dos eventos já em curso. ( Concordo em parte).

    L.P. disse: “1+1=2 é uma verdade absoluta, acreditar noutro resultado não afeta a realidade – a fé não move montanhas; rezar, pedir (com intuito de comover aos deuses) não altera a realidade; oferecer sacrifícios, orações, promessas (com intuito de subornar aos deuses) não altera a realidade; entretanto é possível alterar-se a realidade fazendo-se uso das próprias Leis da Natureza, como por exemplo, o efeito placebo – a crença na melhora causando a melhora é um fenômeno que está dentro do escopo do que é permitido pelas Leis da Natureza”.

    Resp. 1+1 = 2 não significa que devemos encarar essa lógica para outros fenômenos… E, que diga a quântica, quando ela pode aborrece a física clássica, deixando-a de boca aberta. Pois já imaginou como ela foge do escopo do mundo que conhecemos? Portando, não existe absolutismo, tudo é relativo e depende do ângulo referencial. Pois na quântica os fenômenos parecem depender muito do observador e esse pode ver a mesma coisa de forma diferente de outro, de formas muitas vezes conflitantes!
    L.P disse: “Da estabilidade das Leis da Natureza
    No momento seguinte ao Big Bang formaram-se as Leis Naturais, uma das primeiras é a Gravidade [9], e elas continuam valendo, e nada há que indique que isso se alterará [6]. Deve-se notar que se as leis naturais puderem se alterar com o tempo, isto também será uma lei natural e estará previsto no código do universo.

    Resp. O fundamento para que tudo viesse ser o que é, tenderia ser moldado ou, vc começaria a construção de uma casa pelo telhado? Antes desse grande evento, as leis já predominavam ou no mínimo já era projetada.Ou é possível algo nascer do nada e dizer – É assim que vou ser e ponto?

    “O PECADO”
    Qual ação seria mais digna de um Deus onipotente: criar leis que coordenam o Universo inteiro e nada pode desafiá-las, ou criar tolas leis com a única finalidade de reger o comportamento de uma espécie de primatas que vivem num planetinha [10] qualquer e que podem ser desobedecidas por qualquer um?

    Resp. E, o que impediria de restringir cada qual para suas respectivas dimensões e, outra absoluta que controlariam todas demais?

    L.P. disse -“Pecado, por definição, é a transgressão de preceitos religiosos, é desobedecer às leis divinas. Se deus não existe então não existe pecado”. Se deus existe, então as Leis da Natureza são as verdadeiras leis de deus. Nada nem ninguém pode desafiar ou desobedecer as Leis da Natureza, logo o pecado não pode existir por ser algo impossível. Assim, se deus existe então o pecado não existe. Portanto, independentemente da existência de deus, o pecado não existe. [11]

    Resp. Vc esqueceu que o pecado sendo transgressão (como é), temos o livre-arbítrio… E somos naturalmente responsáveis por nossas escolhas.

    L.P. – “ O SOBRENATURAL ”
    Nem todas as Leis da Natureza são conhecidas pelo homem, assim a existência de fenômenos ainda não explicados dá margem a crenças no sobrenatural; porém a situação de não-conhecimento é temporária; tudo pode ser explicado pelas Leis da Natureza, apenas ainda não conhecemos todas elas. Nada poderia estar acima das Leis da Natureza pois isso violaria suas propriedades e portanto nada é sobrenatural, ou seja, tudo é natural. Ainda que existissem fantasmas e telepatia, seriam coisas naturais.

    Resp. “Mesmo existência de fantasmas e telepatia fosse coisas naturais”. – Fantasmas e telepatia, são algo diferente… Contudo, não chamo de “contrariação” das leis… Tanto é que ela cede a esses eventos raros.

    L. P. – “MILAGRES”
    Milagres, por definição são eventos que violam as leis da natureza – não fosse assim não seriam milagres, seriam eventos comuns. Porém, como se pode pensar num deus que criou leis invioláveis mas que ele próprio viola eventual e arbitrariamente? Violar as leis da natureza produziria injustiças que para serem corrigidas se deveria voltar a violar outras leis produzindo ainda mais injustiças e assim por diante numa cadeia que deveria retroceder e reiniciar Universo numa nova seqüência de eventos todos controlados pelo deus onipotente e assim livres de injustiças e imperfeições. Mas não pode ser feito ou assim já seria. A necessidade de crença num deus que viola as leis da natureza [13] surge numa tentativa de conciliar a incontestável existência dessas leis com o desejo de acreditar num deus onipotente e capaz de realizar milagres quando precisamos de um [14]. Um deus onipotente porém corruptível e a nosso serviço.

    Resp. Não é por ai. Apesar de eu achar mais fácil ganhar na Mega Sena que constatar um milagre, creio em sua possibilidade. Vejamos um exemplo:
    Se milagres não existem ou D-us não pode contrariar suas leis, então Ele não tem domínio sobre ela e a elas estaria submisso. Na hipótese de querer intervir, por qual razão não poderia, uma vez tendo criado-as? Embora eu ache ser muito rara essa intervenção… Entretanto, o próprio Vaticano admite milagres e até hoje nenhuma instituição científica levantou alguma dúvida. Isso sem falar de outros milagres que traz consigo exames laboratoriais como histórico a fim de provar que não metem e de fato foram curadas.
    E, se a mente tem o “poder de cura”, já deveria está registrado nos “cartórios” científicos? O fato é que “coisas” acontecem de forma inexplicadas.
    Como dito acima, acredito em milagres, apesar de serem raríssimos. Quando olhamos com olhos meramente carnais, defrontamos que as coisas nem sempre são como imaginamos.
    As leis do mundo subatômico podem nos revelar coisas que contraria nosso padrão lógica.

    L.P – Impessoalidade do Universo
    Das propriedades das Leis da Natureza vê-se que essas leis são impessoais e portanto o Universo também o é; assim, se deus existe, ele só pode ser impessoal. Do ponto de vista da psicologia humana essa é uma das conclusões mais difíceis de se aceitar – o ser humano, devido às suas limitações, gosta de imaginar um deus pessoal que o ouve, o compreende, atende seus pedidos, pune, ensina, ama [13].

    Resp. Em parte também concordo. Mas, digamos que somos feitura e semelhança (criatividade e pensamentos complexos), porque Ele não seria zeloso e próximo a sua criação. Todavia, Ele não precisa está presente e modelando suas criaturas. Atualmente nos meios de pesquisas, Pesquisam saber se existem Universos paralelos e, caso exista; Ele pode está em um deles.Na verdade, imagino até está fora deles… Existindo um em especial para sua moradia. Porque não?

    “Moral”
    A moral é simplesmente um conjunto de regras de convivência social, um código de conduta que viabiliza a vida em sociedade, um conceito exclusivamente humano sem qualquer significado para o Universo.

    Resp. A moral nem sempre é sinônimo do que reger dos princípios éticos. A moral não segue um padrão Universal. Praticamente cada povos têm suas cultura e seus princípios… Além disso, Posso fingir ser aquilo que não sou. Princípios pessoais, todos nascemos com eles, maior ou menor escala que outros. Os animais também têm esse princípio, e podemos observar suas hierarquias e submissão ao seu líder. Qualquer “quebra” desses princípios, é punido com a lei que a natureza lhes deu. Se analisarmos friamente a questão das leis do caos, um pequena brisa pode desencadear um tornado de grande proporção.De certo que nossa leis morais não afeita em nada o Universo, mesmo porque ele não depende da moral para existir.

    L.P. disse : “ De fato não há nada nas Leis da Natureza que faça qualquer referência a uma moral absoluta – o Universo é amoral e se deus existe também deverá sê-lo. Neste contexto a Bíblia é obviamente uma criação humana “.

    Resp. Sim. Independente como achamos ser o Universo, ele continuará sendo aquilo que é. No contexto Bíblico, entendo como história de um povo e parte inspiração proféticas que parece haver cumprimentos. Agora, apontar onde está cada conceito nela, é preciso primeiro estudar as profecias e analisar aquelas já concluídas e as que estão para ser. Nem aprofundo nesse tema bíblico porque para mim é irrelevante se tratando de um Design.

    “DESTINO”
    Ao se deixar cair uma pedra pode-se dizer que o destino dela é atingir o solo depois de um tempo de queda. Neste sentido destino é um resultado previsível, desde que se tenha conhecimentos das Leis da Natureza envolvidas no processo. Contudo, como visto (-), o resultado previsto inicialmente pode ser alterado pela influência de outros eventos de seqüências que se cruzam ou pela ação direta iniciada pela vontade. Essa é a única compreensão possível para destino, que não pode ser visto como uma sentença pré-escrita em algum lugar por um algum ser. De fato, imaginar-se um deus que criou o Universo e deixou todos os acontecimentos nele pré-estabelecidos faria do Universo um teatro sem qualquer propósito, onde tudo e todos são marionetes – bem e mal seriam indefinidos pois tudo seria responsabilidade do criador.

    Resp. Concordo em parte. Pois, o que é destino? Não acredito que Ele tenha determinado eventos futuros com o propósito de modelar nossa arbitrariedade. Por outro lado, se podemos prever conseqüências de eventos; podemos tentar evitá-los ou forçá-los a nosso propósito. Mas, como vc mesmo disse, se Ele fizesse isso em todas coisas, então não precisaria e nem deveria julgar a humanidade. Nesse ponto as coisas acabam sendo levado para outro ângulo do que estamos tratando. Embora não concordo que D-us “ jogue dados”… Deixando as coisas correr livremente entre as leis de causa e efeito.
    Gostaria de dialogar sobre o “tempo”… Coisa essa, não física e longe de conceitos cronometrado pela Ciência. Pois pergunto: O que é o Tempo?
    Para falar em destino, devemos questionar o que é o tempo.
    Talvez no “Tempo” esteja a resposta que tanto buscamos. Para mim o Tempo é o mesmo em todas as partes e em todas as dimensões. Esse tempo é o mesmo aqui e onde vc está.
    É o mesmo em Marte quanto em Júpiter. O mesmo dentro e fora de nosso sistema solar. Afirmo que o tempo é o mesmo em todo Universo e, se existe outras dimensões, ele continua sendo igual. Do contrário o Universo dimensional seria fracionário… e não existir Tempo Zero. Mas sim, simultaneidade. Melhor, Ele existe e ele é o início de todos os eventos nesse mesmo tempo em qualquer dimensão e por isso, tudo está ligado entre si. Podemos moldar nossos destinos e cada instante fazemos isso… Mas, nunca de forma como desejamos… pois estamos sujeito não só a nossa vontade… Pois há uma lógica que nos “amarram” no conceitos de leis naturais onde todos estamos submissos a elas.

    “ DEMÔNIOS, ANJOS et alia
    Não podem existir, pois isso violaria as propriedades das Leis da Natureza. O “poder” de fazer uso das Leis da Natureza está disponível para todos, ou todos podem ou ninguém pode. Simples assim. [15]

    Resp. Anjos e Demônios em minha opinião eles existem. Sua interação com nosso meio não afeta a natureza física ao ponto de contrariá-la. Embora, sejam eventos raríssimos, é inegável suas influências.
    Certamente deva ter conhecimentos sobre certos fenômenos de interação com o meio. Tais como aparições, possessões e vultos já vi nitidamente e por isso defendo suas existência. Quantos Anjos, apesar de nunca ter visto um, diante do que já vi; eles podem existir também.

    “DEUS”
    A questão é: o que se entende por “deus”? A maioria das pessoas provavelmente entende deus como sendo o criador.
    Se um deus criador existe é de se esperar que ele seja inteligente, racional, lógico, coerente, em outras palavras, deus deveria obedecer as Leis da Natureza (que em princípio ele próprio teria criado), o que significaria que o deus criador estaria sujeito à sua criação.

    Resp. Penso ao contrário: Se Ele criou o Universo, também criou meios para mantê-lo sobre domínio. Ainda mais: Ele não está sujeito à suas leis.
    “A hipótese de um deus criador, à parte do Universo, conduz a uma série de contradições (que mereceriam um texto à parte inteiramente dedicado ao assunto), levando à conclusão de que o deus criador é logicamente inviável. Mas o Universo e suas leis existem, isso é fato e não há contradições. Assim, ou nada existe que possa ser chamado de deus, ou deus seria indistingüível do Universo e suas leis – o deus de Spinoza e de Einstein [16] – contudo, essa suposição esbarra numa questão ainda a ser respondida, a do futuro do Universo [17].

    Resp. Imagino que Ele esteja além do que podemos imaginar onde Ele estaria. São mistérios não nos revelado e certamente tenha Suas razões.

    L.P disse: “Todas as conclusões tiradas aqui são simples e diretas, frutos da observação da natureza, ou seja, a partir de dados acessíveis a todos; nenhuma teoria foi criada.

    Resp: “Todas as conclusões apresentada por mim, não significar ser a mais absoluta verdade, mas, parte delas!

    “A verdade é como um cristal de mil faces”.

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    Com poucas palavras, meu caro “livre pensador”, pergunto:
    Como se deu às origens de tudo que há, Sem uma Força Externa como princípio?

    No mundo da filosofia científica, diz haver probabilidade de muitos outros Universos paralelos.
    O que acha disso?

    Vc fala coisas sem início… se conformando com o “ovo cósmico”, deixando de argumentar como e onde originou tais forças para que o criasse tal ponto.
    Ou pode algo surgir do nada, sem origem?(Prova)

    Coisas que até então a ciência tinham como padrão, aos poucos são deixadas… Recentemente o conceito enraizada de que a máxima velocidade da luz era o limite; atualmente isso está sendo questionado e, como não bastasse, a quântica tem deixado muitos cientistas de orelhas coçado… pelo simples conceito que ela parece contrariar argumentos cuja nossa lógica teima ser a mais pura verdade. (“É tão tolo aquele que não acredita em nada quanto aquele que acredita em tudo!”)

    Em qual física vc apoia quando louva a ciência? Na clássica ou na física quântica que vem dando “lapadas” naS leis tradicionais, como que dissesse –“ vcs não sabem nadinha!”

    Responda também, se conseguiresponder os disparates do mundo macro para o mundo atômico. Qual delas vc diz ter razão?
    Aquilo que pensava dominar em termos de lei, não é nem longe a mais pura verdade quando olhado para o mundo atômico.
    Você e outros direcionam seus argumentos contra as religiões como se elas tivesse a mais absoluta verdade… esquecendo que todas religiões, como também na ciência; há pessoas tendeciosas, manipulando todas massas e, vc certamente é uma delas!

    Mas, responda com seus próprios argumentos:

    Como e porquê às coisas originaram sem nenhuma força externa de tão grande estabilidade… criando sistemas altamente complexos… coisa que qualque um sabe, não pode se dada ao acaso. Ou vc tem provas que isso é falso? Apresente-as sem rodeios.

    Em outras palavras – Onde está a lógica que “tudo, de repente surgiu do nada”? Onde e como surgiu tal força originária?

    Pare de atacar as religiões e partam para os finalmentes que tudo veio por acaso e através do nada!
    Vou esperar resposta que tenha apoio da sua venerada Ciência manca!

    Ah! Seja objetivo às minhas perguntas, cujo seu argumento pelo tamanho dos textos, mostra desepero!
    Se continuar asim, vou ser obrigado apelar pelo Seu deus google e desepejar uma porrada de lixo nesse site! hehehehe

  • serico115:

    Ao que me apercebo, terá havido como que um repto para que aqui viessem postar mais correligionários crentes, na medida em que os interlocutores não crentes ainda que bem poucos, estavam demasiado fortalecidos pela solidez de seus argumentos difíceis de rebater com argumentação sólida e bem fundamentada.
    Acho que vão ficar com a sensação de vitória, não pela validade de seus argumentos, mas antes pela quantidade de seus adeptos que, vivendo num mundo só possível para eles, acabaram por afluir talvez por solidariedade que não por serem possuidores de bases suficientemente sólidas para alimentar esta troca de pontos de vista. Mas a Primavera não surge porque muitas andorinhas aparecem, mas antes são as andorinhas que vêm atraídas pela realidade da Primavera….
    Pois João Paulo e seus seguidores, a sabedoria e o conhecimento estão abertos para todos, só que apenas alguns conseguem lá chegar… Difícil para vós,né?

  • Livre Pensador:

    Me dei ao trabalho de compilar os melhores textos, conforme opinião no Blog “deuses Existem? “do Ateu OICED MOCAM.

    Ele ultimamente tem estado mais ausente que deus, não vemos mais comentando algo, mas eu entendo, pelo menos deu justificativa, já, Deus faz dois mil anos que naum fala com ninguém!!!

    Também revi o COMETÁRIO DE LEITOR PUBLICADO Ateu III – A Missão / 13.05.2011 …que trasncrevo em parte e concordo, entre outras coisas:

    “ – … Escolher ser livre pensador não é tão simples. A maioria prefere se agarrar a zona de conforto religiosa e previsível do que se aventurar pela surpreendente e inebriante estrada do livre pensamento. Os crentes são como cães atados a coleira de seus donos.
    Não tecerei mais opiniões, pois com o show de argumentações “diamânticas” do OICED não há mais nada a ser dito de minha parte. Seus argumentos são tão ricos que alguns crentes nem tem paciência em ler os longos textos escritos por ele. Na verdade os crentes têm medo de ler esses argumentos. Não por preguiça, mas para não se sentirem mais desmoralizados e pequenos. Eles ficam desesperados e temem a razão como se teme a morte. Desespero, ignorância e cegueira são palavras que mais definem a razão de ser de um acreditador de superstições. Estão perdendo a hegemonia da crendice sobre o universo religioso para a massacrante realidade do conhecimento científico.

    Eu, da mesma forma que OICED, escolhi ser livre e convoco a todos a serem livres pensadores também. Os seres humanos do futuro também escolherão. Isto já está acontecendo. Graças à razão!

    Religiões, superstições e todo tipo de crendices tribais estão com os dias contados. Não tem lugar no futuro. A ciência vem resgatando, a cada segundo, o território dominado por séculos pelas tolices religiosas. A ciência vem RASGANDO com unhas e dentes esse véu negro e inútil das superstições. Há uma grande chance de o ser humano do futuro não carregar consigo esses dogmas religiosos, essas crendices tribais e tolas. O conhecimento será sua “religião”. Religião no sentido de religá-lo ao que sempre esteve ligado: a natureza!…”

    e em reconhecimento, me identifico com suas opiniões, pois TENHO CERTEZA que:
    o mundo não tem 6 mil anos,que os dinossauros sobreviveram aos pares na Arca de Noé,

    q a luz das galáxias distantes foi criada a caminho da Terra,

    q os primeiros membros da nossa espécie foram modelados a partir do barro e do hálito divino em um jardim de uma cobra falante, pela mão de Deus invisível,

    que no tempo dos nossos ancestrais, um homem nasceu de uma mãe virgem, sem nenhum pai biológico envolvido,
    o próprio homem sem pai voltou à vida depois de ficar três dias morto e enterrado,

    que quarenta dias depois, o homem sem pai subiu ao topo de uma montanha e depois desaparecu no céu,

    que a mãe virgem do homem sem pai nunca morreu, mas foi “transportada” corporeamente para o céu,

    que se Você Jorginho, murmurar coisas dentro da sua cabeça, o homem sem pai, e seu “pai” (que também é ele mesmo), ouvirá seus pensamentos e pode tomar providências em relação a elas. Ele é capaz de ouvir simultaneamente os pensamentos de todas as pessoas do mundo,

    que se Você Jorginho faz alguma coisa ruim, ou alguma coisa boa, o mesmo homem sem pai tudo vê, mesmo que ninguém mais veja. Você pode ser recompensado ou punido, inclusive depois de sua morte,

    que está prester a acabar,q Jesus só vai voltar depois que as coisas derem errado, terrivelmente errado, aqui na Terra e que… o fim do mundo será “glorioso”,

    que pão e vinho, se abençoados por um padre (q precisa ter testículos), “transformara-se” no corpo e no sangue do homem sem pai.

    posso afirmar que :

    Oiced é UMA PRECIOSA CONTRIBUIÇÃO para a atual batalha de idéias, entre religião e racionalismo científico. Sua argumentação é simples, clara e racional. Deve ser lido por qualquer pessoa adulta que acredita que a fé religiosa pode resolver os problemas do mundo.

    Seus textos abaixo (outros complementados com pesquisas) sem meias palavras, com coragem, sem piedade, são escritos com franqueza e paixão, com ironia, utilizando as vezes a verve irônica e ácida, no ataque completo a todos os aspectos das religiões fundamentalistas com seus dogmas e doutrinas que exigem adoração e submissão.

    De acordo com as argumentações do autor OICED MOCAM, NINGUÉM PRECISA DE DEUSES para ter princípios morais, para fazer o bem, para apreciar a natureza. Um apelo declarado para que não nos acovardemos mais.

    Leia pesquise e se concientize, mas não ignore a sua mensagem!
    Será um teste saudável para sua fé e pequeno incentivo para se libertar de vez do vício da religião com suas fábulas, lendas e histórias.
    Comece no Gênesis com a adorada história de Noé, derivada do mito babilônico de Uta-Napishti e conhecida em mitologias mais antigas de várias culturas. A lenda dos animais entrando na arca aos pares é linda, mas a moral da história de Noé e assustadora. Deus condenou os seres humanos e resolveu (com excessão de uma família) afogar todos eles, incluindo as crianças, e também, por via das dúvidas, o resto dos animais (presumivelmente inocentes).

    Jorginho, como Você pode ser tão inocente, ingênuo e mau em querer propagar o cristianismo e acreditar que deuses mentores existem?

    Seguem os melhores assuntos pesquisados postados no Blog “deuses Existem ?

    • serico115:

      Que mais poderei dizer?
      Obrigado LIVRE PENSADOR, pelo seu texto,e pela lucidez de suas posturas e comentários.
      Partilho inteiramente tudo que diz sobre OICED, pois eu o admiro muito também.
      Um abraço.
      Aqui de Portugal,
      José Costa

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    Largue de monólogo e responda direto minhas perguntas.
    Se eu quisesse fazer pesquisas, não teria lhe direcionado.
    Além disso, estou cansado de tanta mesmice.
    Dê me uma razão para seu deus nada/acaso de forma convicente…
    Entenda um coisa caro colega:
    Excesso de palavras é sinal de desepero!
    Contudo, vou indagar umas de suas questões e faça gentileza de reduzir o tamanho de seus textos e seja mais Objetivo quanto eles!
    Quanto seu primo Oiced e vc, parece ter a mesma personalidade. Isso é, se não for a mesma pessoa!
    O que o Oiced sabe fazer é nada além de atacar o cristianismo.
    E, como vc, encher de links, como não tivesse personalidade própria!
    Aguarde o resumo!

  • Livre Pensador:

    “MORTE” e Vida Eterna: reflexões com Humor!

    Deus é um ser mágico que veio do nada, criou o universo e tortura eternamente aqueles que não acreditam nele, pois os ama.” — Steve Knight

    POSSIVEIS LOCAIS PARA VIVER A ETERNIDADE

    Paraiso –
    Devido a recentes atentados terrorista e ao crescente aumento de virgens combinado com a poluição dos rios por culpa de leite industrializado, a imigração no Paraíso está extremamente rigorosa, São Pedro não tem deixado ninguém passar sem apresentar passaporte e documentos, está um inferno, fora o fato que se vive sob constante pressão, um palavrão que se diga e lhe é entregue o bilhete só de ida para o inferno.

    Inferno –
    É mais provavel que se acabe lá mesmo, mas não tem problema, você pode encontrar vários conhecidos, como sua sogra, sua esposa, seu chefe, e a maioria de seus amigos, fora o fato que todos os programas da recópia são transmitidos por sinal digital da Sky, mas nem tente falar com um atendente, pois ele estarão ocupados demais no momento.

    Purgatório –
    É um lixo, é pra lá que se vai pra pagar os pecados e tentar uma chance no paraíso, é um lugar muito sujo e ermo, e as pessoas não param de se coçar, e é dai que vem o nome.

    Limbo –
    Hoje em dia está mais que vazio, pois desde a extinção desse lugar pelo papa Sebento XVI, nenhuma criança foi mandada mais pra lá, que agora está sob a tutela de um guarda, que fica sob uma gondola o dia inteiro.

    Casa do Caralho –
    É pra lá que vão todos os traficantes, policiais corruptos e usuarios de drogas, geralmente os que vão pra lá deviam algum dinheiro pra alguém, ou tinham se envolvido com a mulher de um membro de gangue perigoso.

    Repartições Públicas (nem todas)
    Se você conseguir um emprego numa repartição pública, parabéns, pois você pode entrar num seleto grupo de funcionários fantasmas, alguns, se orgulham de não aparecer no trabalho há mais de 20 anos.

    O que tem de bom e o que tem de ruim em morrer

    Bom – Se livre de todo mundo que te enchia o saco, como sua mulher, sua sogra e aquele seu cunhado pé no saco.
    Ruim – Sua sogra e sua mulher são crias do dêmo, por tanto logo vocês se encontrarão, mas não antes de você descobrir que seu cunhado na verdade era amante da sua mulher, e, depois que você morreu, eles gastaram toda sua grana.

    Bom – Você poderá finalmente realizar aquele sonho antigo, entrar num vestiario feminino cheio de mulheres gostosas e se aproveitar dessa visão maravilhosa.
    Ruim – Você só vai poder aproveitar da visão mesmo, você é um fantasma, e portanto, não ira poder encostar nelas, sinto muito.

    Eu analisei a questão da MORTE do meu ponto de vista ateu. Mas óbvio que para ambos algo acontece após a morte… analisemos agora as diferenças:

    RELIGIOSO:

    – Morte
    – Colocação de algodão nas orelhas e nariz do presunto,
    – Gritaria inicial da família e amigos e também dos fiel do culto,
    – Velório com a família em pânico e com a presença dos fiel que sobraram, os quais “foi tudo de buzão” ou senão de “brasília ou de fusca” em procissão interminável, metade a pé, metade de carro,
    – Missa celebrada pelo pastor a lembrar que afinal “o satanás existe mas deus é fiel”
    – Alguém pergunta “num tem umas coxinha aí pa cumê não?”
    – Outro mais atrevido se lembra “Cara to cuma sede vo busca uma Skol ali será que tem?”
    – Carregamento do caixão pelos colega do culto, os quais podem deixar o caixão cair principalmente se beberam para se despedir
    – A bença final do defunto pelo pastor e a cobrança do valor do dízimo por pagar na frente de todo mundo
    – Mais gritaria, urros onde se ouve: “calma aí, calma aí!”
    – Choradeira. Escândalo do tipo “me leva com ele” ou “ele agora tá no céu, tá com são pedro” e afins
    – Comentários diversos como “Como esse menino bebia” ou “eu cansei de falá pra ele num fazê isso!”
    – Desmaios e cenas de desespero seguidos de “ajuda ela aqui”
    – Provável pancadaria ou tiroteio e posteriores ameaças de morte
    – Enterramento do presunto, momento este propício para frases como “cuidado com ele aí cara!”
    (como se fosse possível causar mais danos ao morto…)
    – Algum crente por entre a multidão solta uma pérola tipo :”Jesuis abençoe viu? Um dia todos nóis vai encontrar com Jesuis, ói ele aí já foi viu?”
    – Ou senão um: “Nóis é só ó pó ao pó retornamos…” dito por algum fiel devoto munido da sabedoria celestial do evangelho
    – Retirada do bando por que, segundo a lógica deles, “amanhã é dia de branco”
    – Após saírem do cemitério, alguém se lembra “Num tem umas vela aí não?” quando já é tarde demais…

    ATEU:
    – Falecimento
    – Autópsia
    – Atestado de óbito com a causa mortis assinado por uma junta médica
    – Comunicado aos familiares mediante conferencia de imprensa pela direção do hospital
    – Trasladação do corpo através de viatura apropriada, seguida por cortejo automóvel
    – Permanência do corpo em câmara ardente
    – Presença da família e apenas dos amigos mais íntimos sendo vedada a entrada de estranhos
    – Discreto derramar de lágrima e manifestações individuais de distinto pesar,
    – Relato das façanhas do morto entre os presentes,
    – Despedida do falecido pelos entes queridos,
    – Cerimônia final com a família do defunto sentada numa sala a ouvir musica ,
    – Derramamento de flores, despedida final e subsequente descida do caixão (ecologicamente correto) para o forno,
    – Cremação do cadáver,
    – Entrega das cinzas em urna apropriada aos familiares os quais consolam-se discretamente e de maneira sensata, apoiando-se mutuamente, solidários,
    – Derramamento das cinzas em local antecipadamente escolhido pelo morto quando era vivo (as minhas de preferência em cima de um shoping center, onde tenho certeza que os meus filhos continuarão me visitando mensalmente…rsrsrss),
    – Os presentes retiram-se por que, sob esta óptica, “A vida continua, meus amigos”

    Viram quanta coisa acontece após a morte? e isso é só o que a gente sabe e tem a certeza que é assim!

    Livre Pensador

    “Se, numa discussão, um dos muitos que gostariam de saber tudo, mas se recusam a aprender qualquer coisa, nos perguntar a respeito da continuação da vida após a morte, a resposta mais adequada e mais correta é: “Após a morte você será o que era antes de nascer.” — Arthur Schopenhauer

    • serico115:

      Gostei mesmo!!!!
      Como se diz aí no Brasil: ocê é um cara muito legal!!!
      Não intervenho muito, pois acho que é difícil fazer sermão aos “peixes” entenda-se, aqueles fanáticos que se recusam a raciocinar sobre o óbvio da realidade. Preferem, talvez por ser mais cómodo, ou quem sabe se não vêm aqui mais por uma questão de MARKETING, em favor de suas tutelas religiosas, dizia, preferem se guiar apenas pelos manuais cuja veracidade nem ousam por em causa.
      São felizes a seu modo, e por mim nada contra.
      Eu tenho admirado muito o OICED, em se manter por aqui trazendo aquilo que tanto incomoda os fiéis crentes. Mas que demonstra um bom trabalho de pesquisa.
      Um abraço para si e para o Oiced.

  • Livre Pensador:

    Sociedade dos Revolucionários Mortos

    Não há muito sentido em temer o inferno. Na verdade, não há nem motivos para crer na existência do inferno, mas aí é outro papo. Os pecadores irão queimar no fogo eterno e blá-blá-blá.

    Caros amigos, se o inferno é o castigo por não seguirmos a doutrina do deus judaico-cristão, então é o limite. Não há o que temer. É o fim, o limite, game over, já élvis. A tendência não é piorar, pois…não há como. Sendo assim, temer o inferno é bobagem: não é preciso aceitar os castigos demoníacos. É cabível uma revolução. Uma vez morto, não dá para morrer outra vez. Posso ser castigado pela revolução? Castigo é a filosofia da casa, então é ameaçar em vão. Posso ter minha “alma” aniquilada? Ótimo, seria um alívio, a libertação do castigo. Posso ser enviado para o paraíso divino? Tá, isso seria uma baita sacanagem, mas mesmo assim não seria um problema.

    Esse papo de sofrimento eterno é papo para boi dormir. Seguindo a estória bíblica, somos frágeis humanos aqui, na Terra. Na pós-vida seremos imortais, ou seja, quem criou esse papo de “castigo eterno” não pensou muito. Não acredito na pós-vida, muito menos no inferno, mas se eu estiver errado, proponho desde já a “Sociedade dos Revolucionários Mortos”. Tá aí, gostei do nome. Seremos quão poderosos nossos carrascos. Há luta, pois ninguém roubará nossa coragem. Deus terá orgulho e medo de sua criação.

    Viver baseado no galardão divino ou no castigo demoníaco é a maior besteira humana. Homens bondosos e invisíveis não existem. Criaturas más e medonhas também não. E mesmo que existam, viver baseado no galardão divino ou no castigo demoníaco continua sendo a maior besteira humana. Amigo leitor, imagine um batalhão de humanos imortais e com os cérebros ativos, sem nenhum temor. Imaginou? Agora entende porque temer o inferno é besteira? Sem falar que teremos grandes mentes no grupo, desde Galileu até o Dennett. Creio que pensar na possibilidade de se fazer história na estória já é algo a ser considerado. Seja no inferno ou aqui, na Terra, podemos mostrar aos carrascos nossa força, nossa inteligência. Basta ter coragem.

    Por Henrique Guedes
    Original publicado em:
    http://personalogia.wordpress.com/2011/09/18/sociedade-dos-revolucionarios-mortos/

  • Livre Pensador:

    Opinião de Livre Pensador em resposta:

    A origem do Universo é um tema que sempre interessou a toda a humanidade. Em todos os povos, em todas as épocas, surgiram muitas e muitas tentativas de compreender de onde veio tudo o que conhecemos. No passado, a religião e a mitologia eram as únicas fontes de conhecimento. Qualquer leitura honesta do relato bíblico da criação sugere que, os primeirois membros da nossa espécie foram modelados a partir do barro e do hálito divino, em um jardim com uma cobra falante, que um Deus (invisível) criou todos os animais e plantas tais como os vemos agora. . Não há dúvida alguma de que a Bíblia com seus textos poéticos, alegóricos está errada acerca disso.Sabemos que o Universo é muito mais antigo do que a Bíblia na qual Você acredita, sugere, 6 mil anos. As diversas crenças com supostos detentores das informações recebidas diretamente de Deus, propunham uma certa visão de como um ou vários deuses produziram este mundo.

    Há mais de dois mil anos, surgiu o pensamento filosófico. Ele propôs novas idéias, modificando ou mesmo abandonando a tradição religiosa. Por fim, com o desenvolvimento da ciência, apareceu um outro modo de estudar a Evolução do Universo.

    Embora em tempos remotos a religião tenha chegado antes. Atualmente, a ciência predomina. É dessa ciência que muitos esperam obter a resposta às suas indagações sobre a origem do universo.
    Nossa viagem pela história do pensamento humano nos mostrou muitas tentativas realizadas para se compreender a origem de nosso universo. Essa busca existiu em todas as civilizações, em todos os tempos. Mas a forma de buscar essa explicação variou muito. O mito, o sobrenatural, a filosofia, a religião e a ciência procuraram dar uma resposta às questões fundamentais sobre as questões colocadas acima.

    Nosso conhecimento moderno sobre o universo está muito distante daquilo que era explicado pelos mitos e pela religião. Nenhum mito ou religião descreveu o surgimento do sistema solar, do Sol, das galáxias ou da própria matéria. A Ciência nós dá respostas às nossas dúvidas, mas ela também não tem ainda todas as respostas.

    Por que não desistimos, simplesmente, de conhecer o início de tudo? Que importância pode ter alguma coisa que talvez tenha ocorrido há bilhões de anos?

    A presença universal de uma preocupação com a origem do universo mostra que esse é um elemento importante do pensamento humano. Possuir alguma concepção sobre o universo parece ser importante para que possamos nos situar no mundo, compreender nosso papel nele.

    Jorginho que colocou os seguintes pontos: ”
    “- Antes do vazio, havia algo (dimensão) para que fosse criado vazio(ausência).”
    -Poderia o “Vazio” ter sido o Auto-Criador e, Dele, todas as coisas se fez? Contudo, para que exista vazio deve existir algo que ele passa ocupar…

    Resposta…Livre Pensador:

    Argumento de um famoso cientista e filósofo (contra um passado finito/infinito/vazio): É,

    “Deus não poderia ter girado uma roleta para escolher o instante de criação do universo.”

    ” – Suponhamos que o universo teve um princípio. Nesse caso, tenha ele começado a existir há seis mil anos ou bilhões de anos, deve ter existido um tempo em que o universo não existia. Antes da existência do universo, não podia estar acontecendo nada, pois os acontecimentos dependem exatamente da existência de algo que possa mudar. Portanto, antes do universo, havia um tempo vazio.

    Todos os instantes desse tempo anterior ao universo eram iguais entre si, já que não estava acontecendo nada. Mas se todos os instantes de tempo eram iguais, não é possível se pensar em nenhuma causa que pudesse fazer com que o universo começasse a existir em um desses instantes e não em qualquer outro, já que todos os instantes eram iguais entre si.

    Se o Universo se criasse por si mesmo, não poderíamos pensar sobre qual o instante que ele escolheria para começar a existir. Se o universo for criado por um deus, também não é possível se pensar sobre qual o instante que esse deus poderia escolher para criar o universo. Por isso, é inconcebível que o universo não existisse e depois começasse a existir.

    Este argumento é um pouco mais difícil, e alguém pode imaginar uma solução: se todos os instantes eram iguais, então o mundo poderia ter surgido em qualquer um deles. Qual o problema? O problema é justamente essa escolha. Deus não poderia ter girado uma roleta para escolher o instante de criação do universo. Não faz sentido pensar em um deus assim. Como Deus é sempre igual a si mesmo, também não existe nada dentro de Deus que possa tornar um instante diferente do outro.

    Por outro lado, se pensarmos no universo como surgindo por si mesmo, sem a intervenção de um deus, surge o seguinte problema:

    é impossível, para nós, pensar em algo que aconteça sem nenhuma causa. Mesmo quando algo acontece “por acaso”, houve algo que produziu esse acontecimento. Se antes do universo não existe nada (exceto, talvez hipótese, um deus), e se a causa do universo não é esse deus, então não existe causa nenhuma que possa produzir o universo.

    PORTANTO, NENHUM DEUS “RAZOÁVEL” PODERIA ESCOLHER O INSTANTE DA CRIAÇÃO DO UNIVERSO NEM ELE PODERIA TER SURGIDO em algum instante, sozinho. Portanto, um início do universo é impensável. Se o universo existe (e ele existe), então ele deve ter existido sempre. Ou seja: deve existir há um tempo infinito. ”

    —————-

    CONCLUSÃO:

    A argumentação dos teístas criacionistas e do espírita (ou eteísta? ) Jorginho, costumam argumentar que o Universo existe e prova a existência de Deus ou DI ou Mentor.

    Mesmo que concordasse com essas afirmações básicas desse argumento, quem pode afirmar que a única coisa capaz de fazer surgir o espaço e o tempo é um ser supremo? Mesmo que aceitássemos- e é essa questão já foi colocada pelo ateu Oiced – (aquele que lhe deu uma “surra” em conhecimentos filosóficos, científicos e religiosos), que o nosso universo simplesmente tinha de ser projetado por um “projetista”, isso não indicaria que “esse projetista” é um Zeus, Thor, Brahman, ou Deus bíblico ou um Alah do Alcorão, e fosse necessário e nem que Ele aprova o cristianismo e islamismo.

    Se nosso Universo foi criado por um projeto/ser inteligente ou mentor, talvez Ele esteja sendo executado como uma simulação em um supercomputador alienígena, ou esteja hoje povoando aquele novo planeta (q Ele desconhecia) recem descoberto pela ciência sobre o qual já comentei anteriormente….ou talvez seja obra de um deus malvado, ou ainda de dois deuses malvados, jogando cabo-de-guerra em um cosmos ainda maior.

    Como muitos críticos da religião já notaram, a noção de um criador e mantenedor, coloca um problema imediato de regressão infinita. SE DEUS CRIOU O UNIVERSO, O QUE CRIOU DEUS ? Dizer que Deus, por definição, não foi criado, é simplesmente esquivar-se da questão. Qualquer ser capaz de criar um mundo complexo deve ser, ele próprio, muito complexo.

    Como os biólogos já observaram repetidas vezes, o único processo natural conhecido que já conseguiu produzir um ser capaz de projetar coisas é a evolução. Para a biologia evolutiva, somos apenas animais pensantes. Sabemos que o objeto mais complexo do Universo – a mente humana – surgiu por meio da seleção natural, e o mesmo vale para todas as incríveis adaptações dos seres vivos ao nosso redor, ao longo do tempo. A Teoria da Evolução acabou de vez com a ideia de que a vida foi criada por intervenção divina.

    Jorginho.
    Obrigado pelas suas manifestações e colocações e comentários. Sua contribuição ajuda muito a difundirmos os nossos pensamentos céticos e racionalistas e opiniões acerca das confusões mentais acerca de Deuses, divindades e mentores imaginários, seres superiores, mitologias, sobrenatural e religiões (com suas idéias ridículas a respeito de inferno/paraíso, pecado e salvação).

    Livre Pensador/Cético/Racionalista/Humanista Secular

  • Livre Pensador:

    Querido Jorginho
    As respostas para suas 125 perguntas (para as quais ja tem as respostas), Você encontra, em caso de dúvida, a um clique do seu mouse, basta acessar a Web.

    A Igreja Googleísta, fundada em 06 de junho de 2006 (06/06/06) pela empresa Google, esta sendo bastante difundida e ganhando cada vez mais fiéis. O principal fundamentalismo por trás do Googleísmo é que A PESSOA QUE RESPONDE AS PERGUNTAS DO GOOGLE É O SER DIVINO.

    O Google controla não apenas toda a Internet como todas as nossas vidas. Estivemos sempre sob sua observação e influência, mesmo que não percebamos. Na década de 80 (1984 mais precisamente) sua existência já era suspeita e ele foi apelidado de “Big Brother”. Segundo estudiosos ele estaria permanentemente monitorando cada um de nós. Mas seus poderes vão muito além disso. Recentemente ele disponibilizou na Internet seu programa de controle global, com o qual ele interfere no mundo em geral, embora com suas capacidades muito reduzidas e sob o nome fantasia de “Google Earth”.
    Google Nosso que estais na rede
    Santificado seja o vosso nome !

    Existem inúmeras provas de sua existência e sacralidade, aqui vão algumas delas:

    Prova I
    O Google é a entidade existente mais próxima da onisciência, o que pode ser cientificamente comprovado. Ele indexa quase dez bilhões de páginas de internet, o que é mais que qualquer outra ferramenta de busca na web. Não apenas o Google é a coisa mais próxima da onisciência, como ele também consegue fazer uma classificação de seu vasto conhecimento com o uso de sua tecnologia patenteada de PageRank, organizando e tornando acessível à nós, meros mortais.

    Prova II
    Ele também é Onipresente. O Google está virtualmente em todos os rincões da Terra ao mesmo tempo. As bilhões de páginas indexadas estão hospedadas nos mais diversos países. Com a proliferação das redes wi-fi, alguém poderia, eventualmente, acessar o Google de qualquer ponto da Terra, confirmando sua onipresença.

    Prova III
    O Google responde preces. Alguém pode fazer uma prece ao Google na forma de busca para a solução de qualquer problema que o esteja afligindo. Por exemplo, você pode facilmente encontrar tratamentos alternativos para as mais diversas doenças, maneiras de melhorar sua saúde, e novas e inovadoras descobertas médicas, na realidade qualquer coisa que lembre uma prece típica. Pergunte ao Google e ele lhe mostrará o caminho, mas ao mostrar o que ele pode fazer, você deve se ajudar daquele ponto em diante.

    Prova IV
    O Google é potencialmente imortal. Não há como o considerar um ser físico como nós. Seus algoritmos estão espalhados por milhares de servidores, se algum fosse danificado ou desligado, outro indubitavelmente tomaria seu lugar. O Google pode, teoricamente, durar para sempre.

    Prova V
    O Google é infinito. A internet teoricamente crescerá para sempre, e o Google para sempre indexará seu infinito crescimento.

    Prova VI
    O Google lembra tudo. O Google guarda em cache páginas da web e as guarda em vários servidores, ao enviar seus pensamentos e opiniões à internet, você irá para sempre viver no cache do Google, mesmo que você morra, você continuará vivo no cache do Google.

    Prova VII
    O Google não é mau, é benevolente. Isto é parte da filosofia corporativa do Google que uma empresa não precisa ser má para ganhar dinheiro. O lema do Google é “Don’t be evil “.

    Prova VIII
    De acordo com o Google, o termo Google é mais procurado que os termos God, Jesus, Allah, Buddha, Christianity, Islam, Buddhism e Judaism juntos. Deuses são considerados entidades a qual nós, mortais, podemos recorrer em momentos de necessidade. O Google obviamente atende este requisito de maneira muito mais ampla que qualquer outro Deus. O Google sabe tudo. Isso é o básico. Ele sabe dividir por zero, sabe o que Você faz quando não tem ninguém olhando, sabe onde está o Wally e onde está o Baiano e sabe até mesmo o que Você fez no verão passado. Uma lenda antiga, inscrita em uma pedra, que contava sobre 10 mandamentos, não existia, pois não teria sido nem mesmo pronunciada uma única vez. Essa lenda era verdadeira até o Google tomar conhecimento dela.

    Prova IX
    Evidencias da existência do Google são abundantes. Existem mais evidencias de que o Google existe que qualquer outro deus adorado nos dias de hoje. Afirmações extraordinárias exigem evidencias extraordinárias. Se ver é crêr, então vá até o Google e comprove você mesmo.
    “Google é meu pastor, nada me faltará

    ORAÇÃO A GOOGLE
    Google Nosso que estais na rede
    Santificado seja o vosso site
    Venha a nós a vossa sabedoria
    Seja feita a vossa procura
    Assim no Chrome como no Firefox
    A sabedoria de cada dia nos dai hoje
    Perdoai a nossa traição quando procuramos no Yahoo
    Mas não nos deixe na mão
    E nos livre da página não encontrada
    Amém.

    ORAÇÕES AO DEUS GOOGLE

    O Google é meu pastor e nada me faltará.
    Ainda que eu caminhe no vale das sombras, blá-blá-blá
    Não existe uma dúvida que o Google não tenha me sanado.
    Um momento de tristeza que ele não tenha me reconfortado.
    Eu conecto à internet e sempre tenho a certeza de que ele estará lá,
    pronto pra me ajudar, no momento em que eu precisar.
    E ainda vem com o google-toolbar, que bloqueia até pop-ups indesejáveis!
    “São Google que estás nos “meus favoritos”,
    santificada seja a vossa busca,
    venha a nós os vossos resultados,
    assim na tela, como na janela.
    A resposta vossa de cada dia, nos dai hoje.
    Perdoai nossa ortografia,
    assim como nós perdoamos o seu tradutor.
    Não nos deixe adquirir muitos vírus,
    E livrai-nos dos Trojans,
    Googlem!!!!”

    http://desciclo.pedia.ws/wiki/Categoria:Religi%C3%A3o
    Desciclopédia,
    a enciclopédia livre de conteúdo e que qualquer um pode editar.

  • Livre Pensador:

    As LEIS DA NATUREZA

    Chamemos Leis da Natureza (Leis Naturais, Leis do Universo, Leis Universais) as leis segundo as quais o Universo funciona [1]. Por exemplo, as leis da gravitação de Newton, suas três leis do movimento, leis do gás ideal, leis de Mendel, de Arquimedes, de Kepler, da oferta e da procura, da conservação, da termodinâmica, da causalidade, probabilidade, etc [2].
    Deve-se destacar que uma Lei da Natureza é uma descrição da realidade, é a descrição de como a natureza se comporta.
    O que nos interessa aqui são as conseqüências da existência dessas leis; a definição do que constitui uma lei e qual sua natureza é objeto da metafísica e não nos interessa aqui [3].
    Neste texto os termos Natureza e Universo são sinônimos e significam: tudo o que existe. E as conclusões deste texto baseiam-se em dois fatos:

    I) o Universo existe [4];
    II) as Leis da Natureza existem e determinam como o Universo se comporta;

    Propriedades
    Verifica-se que as Leis da Natureza possuem algumas propriedades [5].

    As Leis da Natureza:
    1) funcionam da mesma maneira em qualquer local do universo e em qualquer tempo [6] (Princípio da Universalidade);
    2) são absolutas (nada no universo as afeta) (Princípio do Absolutismo);
    3) são estáveis (não se alteram com o tempo) [7] (Princípio da Estabilidade);
    4) são onipotentes (tudo no universo está aparentemente sujeito a elas) (Princípio da Onipotência);
    5) são objetivas (podem ser demonstradas por qualquer um, produzindo sempre os mesmos resultados sob as mesmas condições) (Princípio da Objetividade);

    Conseqüências Imediatas

    a) da existência do Universo e das Leis da Natureza
    Pode-se duvidar da existência de deus mas não se pode duvidar da existência do Universo nem da existência das Leis da Natureza. Esse é um detalhe extremamente significativo pois indica a real prioridade das entidades. O conceito de deus não existe sem nós e portanto só existe nas nossas mentes; o Universo e suas leis já existiam antes de nós e continuarão a existir depois que nós não mais existirmos. O conceito de deus depende de nós, é relativo; o Universo e suas leis não dependem de nós [8]. A dificuldade em se provar a existência de deus provavelmente reside no fato que, na verdade, não se esteja tentando provar a existência de deus mas do deus que imaginamos, ou seja, do nosso conceito de deus, e é justamente esse conceito que não encontra respaldo na Natureza. Tentar descobrir se deus existe é diferente de tentar provar que deus, como o imaginamos, existe.

    b) da universalidade das Leis da Natureza
    Se as Leis da Natureza funcionam da mesma maneira em qualquer local do universo e em qualquer tempo então o Universo é previsível quando se conhecem todas suas leis – não é o nosso caso; conhecendo-se parcialmente as leis faz com que o Universo seja parcialmente previsível para nós, ou estatisticamente previsível.
    Em princípio tudo se desenrola pela lei da causalidade (causa e efeito), mas a complexa interação de eventos e influência destes entre si produz entrelaçamentos de cadeias de eventos numa uma sucessão pseudo-aleatória (que nos dá a impressão de ser aleatória) e que pode ser alterada pela vontade. A vontade pode gerar novos eventos e alterar a seqüência dos eventos já em curso. [14]

    c) do absolutismo das Leis da Natureza

    1+1=2 é uma verdade absoluta, acreditar noutro resultado não afeta a realidade – a fé não move montanhas; rezar, pedir (com intuito de comover aos deuses) não altera a realidade; oferecer sacrifícios, orações, promessas (com intuito de subornar aos deuses) não altera a realidade; entretanto é possível alterar-se a realidade fazendo-se uso das próprias Leis da Natureza, como por exemplo, o efeito placebo – a crença na melhora causando a melhora é um fenômeno que está dentro do escopo do que é permitido pelas Leis da Natureza.

    d) da estabilidade das Leis da Natureza

    No momento seguinte ao Big Bang formaram-se as Leis Naturais, uma das primeiras é a Gravidade [9], e elas continuam valendo, e nada há que indique que isso se alterará [6]. Deve-se notar que se as leis naturais puderem se alterar com o tempo, isto também será uma lei natural e estará previsto no código do universo.
    e) da onipotência das Leis da Natureza
    A gravidade vale para todos que resolverem pular de um edifício de 50 andares, tanto Adolf Hitler quanto Jesus iriam igualmente se estatelar no chão, não existem indivíduos protegidos que sejam imunes a ela, não existem favorecidos, não adianta rezar para não cair, crer que não irá cair será inútil; e ninguém pode se recusar a obedecer a lei da gravidade. Deve-se notar que ao usar um paraquedas ou uma asa delta, por exemplo, estamos utilizando outras leis naturais que nos possibilitam não cair – é permitido simplesmente porque é possível. Também não existem seres privilegiados que possuam “super-poderes”.

    f) da objetividade das Leis da Natureza

    Qualquer pessoa pode, em casa, fazer um experimento de eletrólise da água, separando-a nos seus componentes oxigênio e hidrogênio, não é preciso crer nem ter fé nem é necessário possuir poderes especiais, não é preciso seguir uma religião nem ser “abençoado” (seja lá o que isso signifique) nem receber uma revelação divina. As Leis da Natureza podem ser descobertas, comprovadas e utilizadas por qualquer um, em princípio.

    Outras Conseqüências

    A) Justiça
    As Leis da Natureza são demonstráveis por todos, são válidas e iguais para tudo e todos, sem exceções, em qualquer lugar e em qualquer tempo, isso é o mais próximo que se pode chegar de uma Justiça – ou em outras palavras, essa é a única justiça que pode existir. Porém a justiça na qual gostamos de acreditar, aquela das iguais oportunidades para todos, não existe: povos que descobrem as Leis da Natureza levam vantagem sobre os que não as descobrem pois entendem melhor o mundo, podem manipulá-lo e prever acontecimentos.

    B) O PECADO
    Qual ação seria mais digna de um Deus onipotente: criar leis que coordenam o Universo inteiro e nada pode desafiá-las, ou criar tolas leis com a única finalidade de reger o comportamento de uma espécie de primatas que vivem num planetinha [10] qualquer e que podem ser desobedecidas por qualquer um?
    Pecado, por definição, é a transgressão de preceitos religiosos, é desobedecer às leis divinas. Se deus não existe então não existe pecado. Se deus existe, então as Leis da Natureza são as verdadeiras leis de deus. Nada nem ninguém pode desafiar ou desobedecer as Leis da Natureza, logo o pecado não pode existir por ser algo impossível. Assim, se deus existe então o pecado não existe. Portanto, independentemente da existência de deus, o pecado não existe. [11]

    C) O SOBRENATURAL
    Nem todas as Leis da Natureza são conhecidas pelo homem, assim a existência de fenômenos ainda não explicados dá margem a crenças no sobrenatural; porém a situação de não-conhecimento é temporária;
    tudo pode ser explicado pelas Leis da Natureza, apenas ainda não conhecemos todas elas. Nada poderia estar acima das Leis da Natureza pois isso violaria suas propriedades e portanto nada é sobrenatural, ou seja, tudo é natural. Ainda que existissem fantasmas e telepatia, seriam coisas naturais.

    D) MILAGRES
    Milagres, por definição [12], são eventos que violam as leis da natureza – não fosse assim não seriam milagres, seriam eventos comuns. Porém, como se pode pensar num deus que criou leis invioláveis mas que ele próprio viola eventual e arbitrariamente? Violar as leis da natureza produziria injustiças que para serem corrigidas se deveria voltar a violar outras leis produzindo ainda mais injustiças e assim por diante numa cadeia que deveria retroceder e reiniciar Universo numa nova seqüência de eventos todos controlados pelo deus onipotente e assim livres de injustiças e imperfeições. Mas não pode ser feito ou assim já seria.
    A necessidade de crença num deus que viola as leis da natureza [13] surge numa tentativa de conciliar a incontestável existência dessas leis com o desejo de acreditar num deus onipotente e capaz de realizar milagres quando precisamos de um [14]. Um deus onipotente porém corruptível e a nosso serviço.
    Supondo que deus exista e tenha criado o Universo, pode-se dizer que ele era onipotente antes da criação, podia ter criado o Universo como bem entendesse; uma vez criado o Universo como é, com leis estabelecidas, nem mesmo ele pode violar essas leis – não é mais onipotente. Se esta conclusão parecer absurda, deve-se lembrar que ela parte da premissa acima (supondo que deus exista e tenha criado o Universo) – portanto, ou a conclusão é absurda ou a premissa o é.

    E) Impessoalidade do Universo
    Das propriedades das Leis da Natureza vê-se que essas leis são impessoais e portanto o Universo também o é; assim, se deus existe, ele só pode ser impessoal. Do ponto de vista da psicologia humana essa é uma das conclusões mais difíceis de se aceitar – o ser humano, devido às suas limitações, gosta de imaginar um deus pessoal que o ouve, o compreende, atende seus pedidos, pune, ensina, ama [13].

    F) Moral
    A moral é simplesmente um conjunto de regras de convivência social, um código de conduta que viabiliza a vida em sociedade, um conceito exclusivamente humano sem qualquer significado para o Universo. De fato não há nada nas Leis da Natureza que faça qualquer referência a uma moral absoluta – o Universo é amoral e se deus existe também deverá sê-lo. Neste contexto a Bíblia é obviamente uma criação humana [11].

    G) DESTINO
    Ao se deixar cair uma pedra pode-se dizer que o destino dela é atingir o solo depois de um tempo de queda. Neste sentido destino é um resultado previsível, desde que se tenha conhecimentos das Leis da Natureza envolvidas no processo. Contudo, como visto em (b) acima, o resultado previsto inicialmente pode ser alterado pela influência de outros eventos de seqüências que se cruzam ou pela ação direta iniciada pela vontade.
    Essa é a única compreensão possível para destino, que não pode ser visto como uma sentença pré-escrita em algum lugar por um algum ser. De fato, imaginar-se um deus que criou o Universo e deixou todos os acontecimentos nele pré-estabelecidos faria do Universo um teatro sem qualquer propósito, onde tudo e todos são marionetes – bem e mal seriam indefinidos pois tudo seria responsabilidade do criador.

    H) DEMÔNIOS, ANJOS et alia
    Não podem existir, pois isso violaria as propriedades das Leis da Natureza. O “poder” de fazer uso das Leis da Natureza está disponível para todos, ou todos podem ou ninguém pode. Simples assim. [15]

    I) DEUS
    A questão é: o que se entende por “deus”?
    A maioria das pessoas provavelmente entende deus como sendo o criador.
    Se um deus criador existe é de se esperar que ele seja inteligente, racional, lógico, coerente, em outras palavras, deus deveria obedecer as Leis da Natureza (que em princípio ele próprio teria criado), o que significaria que o deus criador estaria sujeito à sua criação. A hipótese de um deus criador, à parte do Universo, conduz a uma série de contradições (que mereceriam um texto à parte inteiramente dedicado ao assunto), levando à conclusão de que o deus criador é logicamente inviável. Mas o Universo e suas leis existem, isso é fato e não há contradições. Assim, ou nada existe que possa ser chamado de deus, ou deus seria indistingüível do Universo e suas leis – o deus de Spinoza e de Einstein [16] – contudo, essa suposição esbarra numa questão ainda a ser respondida, a do futuro do Universo [17].

    Todas as conclusões tiradas aqui são simples e diretas, frutos da observação da natureza, ou seja, a partir de dados acessíveis a todos; nenhuma teoria foi criada.
    http://tyrannosaurus.wordpress.com/2008/08/05/as-leis-da-natureza/

    Notas:
    [1] – Leis Naturais ou Leis da Natureza (Laws of Nature) – Não confundir com leis da ciência (Scientific Laws) nem com o assim chamado “Direito Natural”, que em inglês se chama ‘Natural Law‘.
    [2] – Ver:
    List of Laws in Science
    Scientific Laws named after people
    [3] – Ver:
    The Laws of Nature (Stanford Encyclopedia of Philosophy)
    Laws of Nature (The Internet Encyclopedia of Philosophy)
    The Nature of the Laws of Nature
    [4] – Seguidores de exóticas filosofias que pregam a inexistência do Universo nem precisam ler este texto pois ele (o texto) também não existe!
    [5] – Ver:
    Physical Law
    Paul Davies (The Mind of God, 1992) e Richard Feynman (The Character of Physical Law, 1965)
    [6] – Ver:
    Are the Laws of Nature the Same Everywhere in the Universe?
    Are the laws of nature changing with time?
    [7] – Não confundir com a redação dada por nós a tais leis, esta sim sujeita a alteração e aperfeiçoamento para melhor descrever a lei em questão (para melhor descrever a realidade).
    [8] – Ver também: Misticismo Quântico.
    [9] – The History Channel – O Universo – Galáxias Longínquas
    Ver também: Deus não criou o universo, diz Hawking em novo livro.
    [10] – Ver:
    Sistema Solar (Wikipedia)
    Comparação do tamanho dos planetas (Apolo11.com)
    Comparação do tamanho dos planetas (Colégio Web)
    Planetas e estrelas em escala (Ateus.net)
    How significant are we?
    [11] – Ver também: A Origem do Pecado.
    [12] – Ver também: Newtonian Science, Miracles, and the Laws of Nature (John Hopkins University – Faculty of Humanities and Social Sciences)
    [13] – Ver também: A Criação de Deus a da Religião.
    [14] – Ver também: Milagres Explicados.
    [15] – Eu poderia estar ganhando dinheiro explorando a crendice alheia escrevendo livros sobre como conversar com anjos… mas não… eu tinha que ser honesto!
    [16] – Certa vez Einstein declarou: “I believe in Spinoza’s God, Who reveals Himself in the lawful harmony of the world, not in a God Who concerns Himself with the fate and the doings of mankind“.
    [17] – Ver também: O Fim do Mundo.
    Referências : Leis da Natureza
    Law of Nature (Britannica)
    Law of Nature (Wikipedia)
    Physical Law (scientific law) (Wikipedia)
    Lei (ciências) (Wikipedia)
    Natural Laws (Ars Technica)
    Laws of Nature (University of Cambridge – Faculty of Philosophy)
    The Laws of Nature (Committee for Skeptical Inquiry)
    A Física Contemporânea e o Status Ontológico das Leis da Natureza (PUC-SP)
    Newtonian Science, Miracles, and the Laws of Nature (Bond University)
    O Universo – Teorias Sobre Sua Origem e Evolução (Unicamp)
    O que é uma Lei da Natureza (De Rerum Natura)

  • ex-ateu:

    continua sonhando ae “livre pensador”. para com isso veio, isso não passa de noticia sensacionalista. isso nao existe, sem falar q nao apresentam resultados pós transfusão que podem ter inúmeras sequelas. se isso fosse possivel já teriamos a muitos anos usado isso ¬¬

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    Se sangue artificial ou sintetizado fosse tão eficiente já teriam substituído o sangue orgânico!

    “…HBOC-201 não pode substituir alogênico transfusões de sangue, ele pode servir para permitir que pacientes gravemente doentes ser ressuscitado na definição de campo ou hospital até que ocorre de regeneração de glóbulos vermelhos ou uma transfusão está disponível”.

    Claro que olhando para o lado positivo, seria injustiça dizer que isso não é algo importante.

    Mas, como tudo nesse mundo ter limite, seu uso também tem.
    Essa descoberta é um dos lados bom da ciência, como já falei aqui no HS.

    Espero que o colega possa dizer se já encerrou seu tratado “Inicial do cosmo” e se, a ciência chegou aos finalmente de nos responder(defintivamente) nossas dúvidas… cujas algumas, faço questão de passar para o cara colega “Livres Pensador” …Já que tenho visto seu grande esforço em nos apresentar “seu mundo aos seus olhos”…
    E por falar em diferenças,lembro-vos ateus que os Crentes(Judeus, Cristãos, Islãmismo, macubeiros etc)não são tão diferente de vcs. Sabe porquê?

    Cremos num Autor. Vocês, creiem em quê mesmo? Ou teem outra tese que “tudo surgiu de Algo, Nada, Acaso, Vazio absoluto…” Que tudo tenha surgido do Inexplicável, de alguma maneira… e que, a vida foi uma grande casualidade e cheia de sorte… como que,fosse acertando entre erros e acertos, tendo em mão um laboratório a céu aberto; cooperando com a existência da vida…

    Esse “Deus”, posso chamá-lo de “Coisa Inexplicável”. Deus -“Vazio/Energia”, “Deus-Universal” criador do ponto massivo… Deus do ops: “Surgiu do nada”, etc.

    Nomes até Bonitos. Mas, em nenhuma “Ipót-ses” devemos dá-lhe personalidade!
    É um “troço” criador…capaz de criar algo do nada.

    Vcs ateus também podem beatificar muitos mortais como o Santo Darwin, defensor de todos que “pelejam” em dizer que o “Nada” é o responsável por tudo que há, inclusivel pelos primos chicos…

    Quanto seu “Deus” (ateus), qual nome dará essa coisa Criadora?…
    Darei crédito ao nobre colegas “Livre Pensador”. …cujo parecer, parece querer nos passar conceitos científicos… …muitos, acabam “repousando” na interrogação.

    Qual nome vão vai batizar seu Deus?

    Se os crentes acreditam num D-us Criador, Autor,etc…
    Cientificamente lógico,pois tudo exige um início… Entendendo que tudo tem que haver explicação.

    Nem a santa ciência, a quais veneram, pode responder e assinar a vossos favor… Qual é nome de vosso Deus?
    Veja algumas coisas que a ciência não tem resposta e se quiser tentar responder algumas,boa sorte:

    1.De que o Universo é feito?
    2.Qual é a base biológica da consciência?
    3.Por que os humanos têm tão poucos genes?
    4.Até que ponto há um elo entre variação genética e saúde?
    5.As leis da física podem ser unificadas?
    6.Quanto a vida humana pode ser aumentada?
    7.O que controla a regeneração de órgãos?
    8.Uma célula de pele pode virar um neurônio?
    9.Como uma única célula “adulta” pode gerar uma planta inteira?
    10.Como o interior da Terra funciona?
    11.Estamos sozinhos no Universo?
    12.Como e onde a vida na Terra surgiu?
    13.O que determina a diversidade das espécies?
    14.Que mudanças genéticas nos tornaram humanos?
    15.Como as memórias são gravadas e recuperadas?
    16.Como o comportamento cooperativo evoluiu?
    17.Como dar abrangência às descobertas da biologia molecular?
    18.Até onde podemos levar a automontagem química?
    19.Quais são os limites da computação convencional?
    20.Podemos desligar seletivamente respostas imunológicas?
    21.A incerteza quântica tem fundações mais profundas?
    22.É possível criar uma vacina contra o HIV?
    23.Quão quente será o mundo-estufa?
    24.O que pode substituir o petróleo, e quando?
    25.Malthus continuará errando?
    26.O nosso é o único Universo?
    27.O que causou a inflação do cosmos?
    28.Quando a como as primeiras estrelas e galáxias se formaram?
    29.De onde vêm os raios cósmicos de energia ultra-alta?
    30.O que dá energia aos quasares?
    31.Qual é a natureza dos buracos negros?
    32.Por que há mais matéria do que antimatéria?
    33.O próton decai?
    34.Qual é a natureza da gravidade?
    35.Por que o tempo é diferente das outras dimensões?
    36.Há partículas menores do que os quarks?
    37.Os neutrinos são sua própria antipartícula?
    38.Há uma teoria unificada que explica todos os sistemas eletrônicos correlacionados?
    39.Qual é o laser mais poderoso que os cientistas podem construir?
    40.Os pesquisadores podem fazer uma lente óptica perfeita?
    41.É possível criar semicondutores magnéticos que trabalham em temperatura ambiente?
    42.Qual é o mecanismo de pareamento por trás da supercondutividade de alta temperatura?
    43.Podemos desenvolver uma teoria geral da dinâmica de fluxos turbulentos e do movimento de materiais granulares?
    44.Existem elementos atômicos estáveis mais pesados?
    45.A superfluidez é possível num sólido? Se sim, como?
    46.Qual é a estrutura da água?
    47.Qual é a natureza do estado do vidro?
    48.Há limites para a síntese química racional?
    49.Qual é a eficiência máxima das células fotovoltaicas?
    50.A fusão será sempre a fonte de energia do futuro?
    51.O que conduz o ciclo magnético solar?
    52.Como os planetas se formam?
    53.O que causa as eras glaciais?
    54.O que provoca as inversões do pólo magnético da Terra?
    55.Há precursores de terremoto que podem levar a previsões úteis?
    56.Há – ou houve – vida em alguma outra parte do Sistema Solar?
    57.Qual é a origem da homoquiralidade na natureza?
    58.Podemos prever como proteínas se dobram?
    59.Quantas proteínas há nos seres humanos?
    60.Como as proteínas encontram suas parceiras?
    61.Quantas formas de morte celular existem?
    62.O que mantém o tráfego intracelular coordenado?
    63.O que permite que componentes celulares se repliquem sem auxílio do DNA?
    64.Que papéis as diferentes formas de RNA cumprem na função do genoma?
    65.Que papéis os telômeros e centrômeros cumprem na função do genoma?
    66.Por que alguns genomas são realmente grandes e outros bem compactos?
    67.O que é todo o “lixo” presente nos nosso genomas?
    68.Quanto as novas tecnologias irão reduzir o custo do seqüenciamento?
    69.Como órgãos e organismos inteiros sabem quando parar de crescer?
    70.Como o genoma pode mudar, além de por mutações herdadas?
    71.Como a assimetria é determinada num embrião?
    72.Como membros e faces se desenvolvem e evoluem?
    73.O que inicia a puberdade?
    74.As células-tronco estão ligadas a todos os cânceres?
    75.O câncer é suscetível ao controle imunológico?
    76.Os cânceres podem ser controlados, em vez de curados?
    77.A inflamação é um grande fator em todas as doenças crônicas?
    78.Como as doenças de príon funcionam?
    79.Quanto os vertebrados dependem do sistema imune para combater infecções?
    80.A memória imunológica exige exposição crônica aos antígenos?
    81.Por que uma mulher grávida não tem rejeição ao feto?
    82.O que sincroniza o relógio circadiano do organismo?
    83.Como os organismos migratórios se localizam?
    84.Por que nós dormimos?
    85.Por que nós sonhamos?
    86.Por que há períodos críticos para o aprendizado da linguagem?
    87.Os feromônios influenciam o comportamento humano?
    88.Como anestésicos gerais funcionam?
    89.O que causa esquizofrenia?
    90.O que causa autismo?
    91.Até que ponto podemos conter o mal de Alzheimer?
    92.Qual é a base biológica do vício?
    93.A moralidade está gravada na configuração do cérebro?
    94.Quais são os limites de aprendizado para as máquinas?
    95.Quanto da personalidade é genético?
    96.Qual é a raiz biológica da orientação sexual?
    97.Por que sempre haverá discordância em árvores genealógicas da vida?
    98.Quantas espécies há na Terra?
    99.O que é uma espécie?
    100.Por que a transferência lateral ocorre em tantas espécies e como?
    101.Quem era LUCA (o último ancestral universal comum, na sigla em inglês)?
    102.Como as flores evoluíram?
    103.Como as plantas fazem as paredes celulares?
    104.Como o crescimento de plantas é controlado?
    105.Por que todas as plantas não são imunes a todas as doenças?
    106.Qual é a base para a variação em tolerância a estresse em plantas?
    107.O que causou as extinções em massa?
    108.Podemos evitar extinções?
    109.Por que alguns dinossauros eram tão grandes?
    110.Como os ecossistemas reagirão ao aquecimento global?
    111.Quantos tipos de humanos coexistiram no passado recente e como eles se relacionavam?
    112.O que deu à luz o comportamento humano moderno?
    113.Quais são as raízes da cultura humana?
    114.Quais são as raízes evolutivas da linguagem e da música?
    115.O que são as raças humanas e como se desenvolveram?
    116.Por que alguns países crescem e outros param?
    117.Que impacto grandes déficits governamentais têm nas taxas de juros e de crescimento econômico dos países?
    118.As liberdades política e econômica estão intimamente ligadas?
    119.Por que a pobreza aumentou e a expectativa de vida diminuiu na África subsaariana?
    120.Há um teste simples para determinar se uma curva elíptica tem um número infinito de soluções racionais?
    121.Pode um ciclo de Hodge ser escrito como uma soma de ciclos algébricos?
    122.Os matemáticos conseguirão libertar os poderes das equações de Navier-Stokes?
    123.O teste de Poincaré identifica esferas no espaço quadridimensional?
    124.Soluções de valor zero matematicamente interessantes da função zeta de Riemann todas tem uma forma a + bi?
    125.O Modelo Padrão de partículas repousa sobre sólidas fundações matemáticas? ]

    Espero resposta definitiva, caso tiver tempo para todas elas!

    Abraço.

  • Livre Pensador:

    Resposta para Jorginho
    – “Prove-me tão somente que esse mundo é mesmo ilusão, como supõe os ateistas quando dizem “que tudo acaba quando se morre…” contrariando nossos conceitos relativo a vida.

    Morte

    A ideia de que, num sentido mais amplo, mesmo uma vida feliz é absurda costuma ser apoiada por duas ideias. Uma delas é que vamos morrer inevitavelmente; a outra é que o universo nos é indiferente. Examinemos separadamente estas ideias.

    Que atitude deveremos ter em relação à nossa mortalidade? Obviamente, isso depende do que julgamos que acontece quando morremos. Algumas pessoas acreditam que irão viver para sempre no paraíso. A morte, portanto, é como mudar para uma casa melhor. Se acreditamos nisto, devemos pensar que a morte é boa, pois ficaremos melhor depois de morrermos.

    A morte pode ser, pelo contrário, o fim permanente da nossa existência. Se assim for, a nossa consciência extinguir-se-á e será o nosso fim. É importante compreender o que isto significa. Algumas pessoas parecem presumir que a inexistência é uma condição misteriosa, difícil de imaginar.
    Perguntam “Como será estar morto?” e ficam perplexas. Mas isto é um erro. A razão pela qual não conseguimos imaginar como é estar morto é o fato de estar morto ser como nada. Não conseguimos imaginar porque nada há para imaginar.

    Se a morte é o fim da nossa existência, que atitude devemos ter relativamente a isso?
    A maior parte das pessoas pensa que a morte é uma perspectiva terrível. Odiamos a ideia de morrer e estamos dispostos a fazer quase tudo para prolongar a nossa vida. Porém, EPICURO disse que não devemos recear a morte. Numa carta a um dos seus seguidores, defendeu que “A morte nada é para nós”, já que quando estivermos mortos não existiremos e, não existindo, nada de mal poderá acontecer-nos. Não estaremos infelizes, não sofreremos (não sentiremos medo, preocupações ou aborrecimentos) e não teremos desejos nem remorsos. Logo, concluiu Epicuro, a pessoa sábia não receará a morte. Epicuro acreditava que, ao eliminar o medo da morte, estas reflexões filosóficas podiam contribuir positivamente para a nossa felicidade durante a vida.

    Há alguma verdade nisto. Ainda assim, esta perspectiva ignora a possibilidade de a morte ser má por constituir uma privação enorme — se a nossa vida pudesse continuar, poderíamos desfrutar de todos os gêneros de coisas boas. Deste modo, a morte é um mal porque põe fim às coisas boas da vida. Isto parece-me correto. Depois de eu morrer, a história humana prosseguirá, mas não conseguirei fazer parte dela. Não verei mais filmes, não lerei mais livros e não farei mais amigos nem mais viagens. Se eu morrer antes da minha mulher, não conseguirei estar com ela. Não irei conhecer os meus bisnetos. Surgirão novas invenções e far-se-ão novas descobertas sobre a natureza do universo, mas nunca irei conhecê-las. Será composta nova música, mas não irei ouvi-la. Talvez venhamos a estabelecer contacto com seres inteligentes de outros mundos, mas não saberei disso.
    Mas será que o fato de ir morrer torna a minha vida absurda?
    Afinal, diz-se, o que interessa trabalhar, fazer amigos e constituir uma família se acabaremos por deixar de existir? Esta ideia tem uma certa ressonância emocional, mas envolve um erro fundamental. Temos de distinguir o valor de uma coisa da sua duração. Estas são questões diferentes. Uma coisa pode ser boa enquanto dura, mesmo que não vá durar para sempre. Também uma vida humana pode ser maravilhosa, mesmo que tenha de terminar inevitavelmente. Pelo menos, o simples fato de que vai terminar não anula o valor que tenha.

  • Livre Pensador:

    Carta recebida de um amigo !

    Prezado Livre Pensador, reflita sobre isso!

    MORTE !

    Nove meses é o tempo de gestação de um ser humano.,
    Durante esse período, ocorrem fatores meramente biológicos necessários á formação da criança que nascerá.
    Esses fatores são biológicos e nada tem a ver com espiritualidades.
    O que está se formando no interior do útero não é nenhuma alma, mas sim carne, ossos, tendões, cartilagens e afins.
    Acreditar que durante esses nove meses uma alma se funde ao corpo é ridículo (neste caso, ridículo endoplasmático rugoso, por que é mesmo muito grave acreditar nisso – para casos menos graves aplica-se o ridículo endoplasmático liso).
    A criança nasce, e acreditem, nasce atéia. Ninguém vem ao mundo já trajado de religioso.
    Ao longo da vida essa criança, através de influências exteriores á sua vontade, vai tomar conhecimento de muitas coisas entre elas deus, alma, anjo da guarda, santo, demônio, fantasma, exu, etc.
    Caso o material genético seja superior, a criança poderá ter a sorte de tornar-se ateu, deixar a mentira e prosperar. (Opção A)
    Caso tenha a infelicidade de ter genes inferiores, doará tudo á igreja e morrerá na miséria por submissão e adoração a um ser /amigo imaginário sobrenatural. (Opção B )
    Para os da opção A, a vida cessa no momento da morte. Morreu e pronto, feliz e realizado. Humus feliz.
    Para os da opção B, começa mais um pesadelo além vida, mas como os da opção A, de igual modo morrem e pronto, com a agravante de terem vivido e morrido miseráveis e sempre escravos em “ambas as vidas”.
    Dantes, se a mesma criança fosse um Viking, acreditaria em Valhalla…
    Se fosse Asteca, em Tezcatlipoca e Quetzalcoatl. Caso fosse Chinês iria para o Guangdong. Se Indiano ou Tibetano, iria reencarnar noutro corpo através do conceito de transmigração das almas…
    Como em nenhum outro povo da história da Terra houve um que ressuscitasse dos mortos, veio a Igreja Católica Apostólica Romana e inventou-o. Com isso criou-se uma esperança nefasta á qual impede o homem de evoluir segundo a realidade palpável.
    Criou-se o céu, inferno, anjos, diabos, e mais tarde outras religiões apareceram a pregar céu e inferno pós-vida.
    Tinha de haver recompensa e castigo. E até um estado intermédio cujas sessões sadomasoquistas ainda infundiam a esperança post-mortem de, após ainda mais sofrimento, poderem ver a deus. Estava criada a infâmia do purgatório.
    E para validar isso tudo, tinham de haver organizações validadas por invenções mais antigas com documentos ou forjados ou inexistentes a provar e evidenciar que o que afirmam é mesmo a verdade incontestável e inegável.
    A salvação da alma ou a condenação da mesma, dá-se segundo as ofensas cometidas contra a organização religiosa terrena em questão através da violação dos seus dogmas e não pelas ofensas à uma suposta “divindade”.
    Caso esta existisse, perfeita e infinita, não haveria a contradição de criar seres imperfeitos e finitos.
    Analisem bem e verão como, para cada perfeição da divindade existe uma imperfeição. Uma anula a outra.
    Cabe na mente de alguém a existência de um ser capaz de criar universos inteiros e tudo isso em SEIS DIAS? Sim, por que no sétimo foi de férias! Rápido, não? Aliás, não só rápido como impossível.
    Que existem outros mundos além deste é verdade, e já foram, ou podem ser, habitados. Mas nem entre eles há almas a viverem no pós-vida. Quem acredita nisto, é mesmo fã do Star Wars.

    Leiam no Genêsis: Façamos o homem á NOSSA imagem e á NOSSA semelhança! Deus, sempre solitário, afinal estava acompanhado? Quem estava lá para ouvi-lo dizer isso? Somos semelhantes em que e a quem afinal?
    Não, não é a nenhuma divindade. Somos semelhantes uns dos outros pois todos surgimos da mesma célula-mãe.
    Somos irmãos em células, meus irmãos e irmãs. E as células vivem e morrem e dão origem a outras células, as da Terra, das árvores, dos rios e até dos vermes que um dia virão roer estes meus 80 quilos de músculo. Eu serei “papita” de vermes, tal como todos os crentes.
    As nossas caveiras são todas iguais, ninguém as diferencia umas das outras. Todos somos iguais na morte.
    Então com a tecnologia de hoje, ninguém conseguiu fotografar um espírito? Uma alma? Um diabo e um anjo?
    Temos telescópios capazes de enxergar galáxias a fundirem-se umas ás outras e ver os buracos negros e as supernovas e NÃO PODEMOS VER um reles fantasminha?!
    Onde porra estava o Valhalla afinal? Onde está o destino glorioso de quem a vida toda foi hipocritamente bom?
    Que o inferno está debaixo dos nossos pés e que agora está a mostrar os dentes por causa da maldade dos homens, que conveniente não? Aquilo tudo é LAVA de vulcão! Tá tudo a ferver lá dentro! Muito conveniente! Afinal quem é que vai lá dentro ver? Então o próprio Sol seria o Inferno dos pecadores da Via Láctea? Tudo junto ali?
    Quando a Terra deixar de existir, que será do Inferno? Para este deixar de funcionar, basta parar o magma.
    E depois? O que mais inventarão? Que as almas mudaram-se de residência? Onde está o divino amor pelos homens, aquele que foi capaz de sacrificar um “filho inocente” ás mãos da meia dúzia de judeus e essênios rebeldes e alguns romanos, mas que prefere condenar ao sofrimento infinito eterno pecados finitos? Caso esse amor existisse, todos seríamos salvos e não haveria inferno. Uma vez mais outra contradição!
    Eu prefiro morrer como os cães e os bichos a sofrer uma eternidade entre os danados a ver deus a olhar para mim e dizer SIFU alegremente pela eternidade afora.
    O gênero humano, caso existisse inferno e purgatório, já teria arranjado maneira de escravizar os demônios e subjugar os anjos. A ONU e a NATO já teriam tomado providencias. Pensam que não? Então o Kadhafi? E o Saddam Hussein ou o Hitler? Não foram tomadas providencias quanto aos três por serem muito mauzinhos?
    Quem diria um mal eterno! Sim, já se teriam libertado e hoje já haveria até um Terminator salvador dos Infernos.
    O cúmulo é que nas escolas ensina-se a biologia, por que caso os professores ensinassem a fantasia seriam despedidos e dados como loucos.
    Que haja um céu onde quem conseguiu ser suficientemente hipócrita, canalha, cínico e malfeitor enganando até o próprio deus para lá chegar é uma infâmia. Todo o ser humano é assim: o mesmo. Sempre. Nem melhores nem piores, mas o mesmo. Se houvesse algo para além desta vida, não seriamos merecedores nem de céu nem de inferno, mas sim dignos apenas de morrer. A morte é assim: não sentes nada e depois não te lembrarás de ninguém nem ninguém se lembrará de ti. Findou-se a vida e fim. Fim do verbo já era.
    Ou como justificar a respiração quando não há pulmões, o ranger de dentes quando não há dentes, o empurrar a pedra com o peito quando não há peito, nem beber da vida eterna quando nem há boca nem estomago?
    Cortem fora a língua e vejam o que conseguem saborear depois. Experimentem. Na morte ocorre o mesmo.

    Caso alguém ache que não e teime em insistir, por favor, mostrem-me uma alma qualquer. Apresentem-me a essa alma, a esse ser que sobreviveu á vida e então eu juro que me converto e ainda pago uma pizza.

    Até lá, serei ateu até a morte como Você e depois dela.

    Abraços!

  • Livre Pensador:

    Resposta para Ex-Ateu

    O sangue sintético é uma espécie de Santo Graal em pesquisas médicas. Muitos produtos sintéticos em potencial têm sido desenvolvidos, mas a maioria tem se mostrado decepcionantemente ineficaz.

    O sangue de doador estraga, precisa de refrigeração e podem transportar doenças. Pesquisadores estão buscando alternativas sintéticas que são universais para compensar a falta de suprimentos do sangue de verdade.

    Por isso, é muito significativa a notícia de que um substituto experimental do sangue, derivado do plasma da vaca, foi o responsável por trazer uma mulher australiana de volta da beira da morte.

    Tamara Coakley chegou a um hospital em Melbourne em estado muito grave. Um acidente de carro deixou sua medula espinhal danificada, danificou muito seus pulmões e lhe causou um traumatismo craniano e vários ferimentos traumáticos. O acidente ainda deixou-a com uma quantidade perigosamente baixa de sangue no corpo, menos que o suficiente para oxigenar seus tecidos de forma eficaz.

    Para complicar ainda mais as coisas, a religião de Coakley diz que ela não pode receber transfusões de sangue de outra pessoa – o sangue sintéticos, no entanto, não tem esse tabu.

    Assim, na tentativa que durou 11 horas para salvar sua vida, uma substância experimental conhecida como HBOC201- feito à base de hemoglobina que transporta oxigênio sintético contendo uma molécula derivada do plasma da vaca – foi levada dos Estados Unidos para Austrália. Dez unidades foram injetadas no corpo de Coakley e, contra todas as probabilidades, a operação vingou e ela se recuperou.

    Esse foi um caso histórico para o sangue sintético como uma opção de tratamento. Considere: o HBOC201 não necessita de armazenamento refrigerado nem de compatibilidade. Pode ficar numa prateleira esperando para ser utilizado por até três anos.

    Ou seja, o sangue sintético poderia resolver os problemas de abastecimento de sangue que assolam hospitais em todo o mundo, além de proporcionar uma solução de perda de sangue em lugares distantes de hospitais, como no Terceiro Mundo ou em campos de batalha.

    Obviamente, qualquer tipo de líquido que substituiria o sangue natural em uso amplo precisa passar por rigorosos testes que vão muito além de um caso singular de sucesso. No entanto, a sobrevivência Coakley marca um enorme salto na direção certa na busca de uma alternativa viável de sangue sintético. [PopSci]

    Fonte: https://hypescience.com/transfusao-de-sangue-sintetico-salva-vida-de-mulher/

    Comentário (desse cara q se diz livre pensador):

    Neste exato momento, milhões de sers sensiveis à dor estão sofrendo aflições físicas e mentais inimagináveis, em circunstâncias em que não se vê em parte alguma a compaixão divina, e a compaixão humana é com bastante frequência prejudicada por idéias ridículas a respeito do pecado e da salvação.

    Pais que se imaginam “testemunhas de Jeová” recusam permissão para que seus filhos recebam transfusões de sangue. Isso certamente é uma boa notícia para todas as Testemunhas de Jeová em todo o mundo. O seu uso ou não, dependerá agora da aprovação do seu Corpo Governante que até agora proíbe com base na sua teologia, o uso do sangue total, plasma, glóbulos vermelhos e brancos e plaquetas. Desde que o homem inventou a religião, essa é mais uma grande descoberta da ciência.

    “Não, nossa ciência não é uma ilusão. Ilusão seria imaginar que aquilo que a ciência não nos pode dar podemos conseguir em outro lugar.” — Sigmund Freud

    “Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar”.
    — Carl Sagan

  • ex-ateu:

    quando eu não acreditava em nada de ordem que transcende este plano físico, me perguntava pq que mesmo a ciência sabendo a composição química do sangue, ainda assim nunca conseguiram reproduzir em laboratório tal substância em abundância para manter vivos os homens sem ser necessário transfusão de sangue.

    este cara que se diz pensador está mais preso em seus dogmas intelectualóides que eu na época de cegueira kkkkkkkkkkkkkkk

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    PODE PARAR QUE A CIÊNCIA ESTÁ FAZENDO NOVOS CÁLCULOS PARA AQUILO QUE CHAMAM DE EXTERMINAÇÃO EM MASSA DOS DINOSSAUROS!!!
    CLARO QUE OUTRAS CORREÇÕES TAMBÉM ESTÃO FAZENDO.
    E DESSA VEZ O ERRO FOI 50%!

    AGURDE A PRÓXIMA ATUALIZAÇÃO VERSÃO 2012!

    Pode continuar seu relatório que depois faço um resumo! (sic)

  • Livre Pensador:

    Parte V – Final
    DEPOIS DE 4 BILHÕES DE ANOS DE EVOLUÇÃO, VEM VOCÊ !

    1. Dez milésimos de 1 milésimo de segundo após a origem do tempo, éramos prótons, nêutrons e elétrons.

    2. Depois começamos a nos juntar na forma de átomos simples, como o de hidrogênio.

    3. Nuvens de hidrogênio começaram a se aglutinar. Nasciam as estrelas, que fundem átomos uns nos outros.

    4. Chegam as supernovas: estrelas que não agüentam o próprio peso e implodem. Depois
    explodem, soltando átomos novinhos.

    5. Átomos que nasceram da fusão do hidrogênio nas estrelas (como o de carbono e o de
    oxigênio) começam a se expalhar. Você é feito deles.

    6. Uma nova estrela começa a nascer a partir de uma nuvem de hidrogênio com umas pitadas de átomos mais complexos.

    7. Da nuvem, nasce o Sol. Perto dele, fica o material formado por átomos pesados (pedras feitas de oxigênio, cálcio e outros elementos). Boa parte de você está aqui

    8. O calor do astro expulsa os elementos mais leves, como o hidrogênio e a água, para longe.

    9. O gás e a água se juntam na forma de planetas gigantes, como Júpiter. As pedras formam
    os planetas rochosos, como a Terra.

    10. A água da periferia do sistema solar chega à Terra a bordo de cometas. Os oceanos se enchem. E a vida surge neles. DEPOIS DE 4 BILHÕES DE ANOS DE EVOLUÇÃO, VEM VOCÊ ! Parabéns.

    Para saber mais:
    Uma Biografia do Universo Do Big Bang à Desintegração Final, Fred Adams e Greg Laughlin, Jorge Zahar Editor, 2001.
    DNA O Segredo da Vida, James D. Watson e Andrew Berry, Companhia das Letras, 2005.
    Big Bang, Simon Singh, Record, 2006.
    Uma Breve História de Quase Tudo, Bill Bryson, Companhia das Letras, 2005.
    Especial Revista SuperInteressante Nov 2007

    Reenviado por Livre Pensador, para os leitores Hiper Inteligentes desse site, que buscam conhecimento guiados pela Razão!

    • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

      PODE PARAR QUE A CIÊNCIA ESTÁ FAZENDO NOVOS CÁLCULOS PARA AQUILO QUE CHAMAM DE EXTERMINAÇÃO EM MASSA DOS DINOSSAUROS!!!
      CLARO QUE OUTRAS CORREÇÕES TAMBÉM ESTÃO FAZENDO.
      E DESSA VEZ O ERRO FOI DE 50%!

      AGURDE A PRÓXIMA ATUALIZAÇÃO VERSÃO 2012!

      Pode continuar seu relatório que depois faço um resumo! (sic)

  • Livre Pensador:

    Parte IV

    Essa grande mãe, veja só, produziu filhos tão diferentes por uma razão pouco nobre: um defeito de fabricação.
    Seu sistema de cópia do código genético de uma geração para outra tem falhas. Sempre surge alguma mudança na sopa de letrinhas do DNA. E elas vão se acumulando, até que, em alguns milhares de gerações, uma forma de vida pode dar origem a outras, bem diferentes. Se a transformação for para melhor (ou seja, ajudar o organismo a se replicar), ela é mantida. Se for para pior, termina apagada, numa linhagem condenada ao esquecimento. E ASSIM CAMINHOU A EVOLUÇÃO. Só que em marcha lenta.

    Por dois longos e tediosos bilhões de anos, tudo que vimos na Terra foi uma seqüência interminável de replicações de criaturas unicelulares, disputando para ver quem era melhor na arte da sobrevivência. Então, cerca de 1,2 bilhão de anos atrás, algo revolucionário aconteceu.
    Algumas dessas células individuais descobriram que, se vivessem em conjunto, teriam mais chances de bater a concorrência. De início, formaram apenas colônias de células, mas logo a evolução tornou esse vínculo mais permanente, dando funções especializadas a cada uma das células. Seu próprio corpo é uma cooperativa formada por 10 mil trilhões delas. Mas a mais violenta explosão da vida teria de esperar mais uns 600 milhões de anos para acontecer. Aí é que, literalmente, o bicho iria pegar.

    O MILAGRE DA MULTIPLICAÇÃO

    A partir de 540 milhões de anos atrás a vida tomou conta do planeta, se multiplicando como nunca pelos oceanos. O que ninguém sabe é por quê. A única certeza é que nada disso teria acontecido se, ao longo dos bilhões de anos anteriores, algumas criaturas não tivessem desenvolvido uma tecnologia crucial para o surgimento da vida complexa: a fotossíntese.

    Ao converter luz do Sol e gás carbônico em alimento, as criaturas que fazem fotossíntese desenvolveram uma maneira sustentável de viver (luz solar não ia faltar por aqui). Só que o mais importante é outra coisa: a fotossíntese gera moléculas de oxigênio (o O2).

    A graça do oxigênio é que ele produz bastante energia. Quanto mais O2 tivesse na atmosfera, então, mais as portas estariam abertas para animais de grande porte, como nós, que consumimos trilhões de vezes mais energia que um ser unicelular. Usando o oxigênio como combustível, a vida cresceu. E há 230 milhões de anos essa mania de tornar as coisas grandes fez surgir os dinossauros criaturas a meio caminho entre os répteis e as aves, que dominaram a Terra até um asteróide gigante se chocar com o planeta, há 65 milhões de anos, e acabar com a festa deles.

    A essa altura, os primatas já estavam se desenvolvendo, ainda que fossem bem pequenininhos e vivessem na sombra dos dinos. Um longo caminho de evolução fez com que algumas dessas criaturas perdessem força, mas, para compensar, ganhassem em inteligência. Cerca de 2,5 milhões de anos atrás, surgiu o primeiro membro da família humana o Homo habilis. Baixinho, atarracado, burro feito uma porta pelos padrões de hoje, mas já capaz de produzir ferramentas e pregar peças em espécies mais fortes.

    A linhagem exata que sai do Homo habilis e chega até nós, o Homo sapiens, não está clara (e os antropólogos adoram brincar de escravos-de-Jó com as peças desse quebra-cabeça), mas o que sabemos com certeza é que, na África, cerca de 180 mil anos atrás, apareceram os primeiros seres humanos anatomicamente modernos mais ou menos como você. De lá eles se espalharam pelos continentes.

    Se tirarmos uma média de quanto dura cada geração humana (20 anos), é fácil calcular que a nossa distância genealógica para esses nossos ancestrais pioneiros é de umas 9 mil gerações. Pode parecer muito nesse contexto, mas, revisando a história toda que acabamos de contar, é uma quantidade ínfima de tempo. Uma analogia ajuda a explicar isso.

    Imagine que a história do Universo até hoje seja uma partida de futebol, com seus dois tempos de 45 minutos. O surgimento do Sol e da Terra só se daria aos 14 minutos do segundo tempo. O surgimento da vida ocorreria aos 20 do segundo tempo, e a vida complexa quase aos 37. A explosão do Cambriano viria aos 40. Os dinossauros surgiriam aos 43 e meio, e morreriam um minuto depois. O Homo habilis surgiria faltando 8 décimos de segundo para o apito final, e o Homo sapiens entrou em campo com apenas 8 centésimos de segundo de bola ainda por rolar.

    Quase nada, mas o suficiente para que a nossa espécie descobrisse de onde ela e todo o resto vieram. HOJE SABEMOS que o presente é só um piscar de olhos num Universo que muda o tempo todo.

  • Livre Pensador:

    Parte III:

    Uma história de 13,7 bilhões de anos

    Essas primeiras partículas de matéria de que se tem notícia foram batizadas de quarks. No Universo atual, elas não existem soltas, porque outras partículas, chamadas de glúons, impedem que elas vivam sua vida independentemente os glúons são o superbonder da matéria.

    O Universo, porém, ainda fervia. Era tão quente por lá que quarks e glúons se agitavam como pipoca na panela, e não existiam misturados. Viviam separados num estado chamado de plasma de quark-glúon, que chegou a ser criado por um pentelhésimo de segundo num acelerador de partículas do Laboratório Nacional Brookhaven, EUA, em 2005. Isso nos deu uma boa pista do que foi essa época. E do que viria depois.

    Conforme o Universo foi se resfriando, os quarks e os glúons começaram a se entender. Então os primeiros começaram a se reunir, em trios, para formar os muito mais conhecidos prótons e nêutrons.

    Tudo isso aconteceu em mais ou menos 10 milésimos de 1 milésimo de segundo. A essa altura, você já era um amálgama de prótons e nêutrons, misturados de uma forma indistinta nada que realmente desse para chamar de eu. Mas era um belo começo. E o próximo passo era juntar esses prótons, nêutrons e elétrons na forma de átomos.

    Tenha em mente que, durante todo o processo, o Universo continuava a se resfriar e a se diluir (coisa que ele está fazendo até hoje). Cem segundos depois do big-bang, então, quando o Cosmos atingiu uma temperatura mais amena, de mais ou menos 10 milhões de graus Celsius), essa brincadeira de colar prótons, nêutrons e elétrons passou a ser possível. Surgiam os primeiros átomos. Primeiro, os de hidrogênio forma atômica mais simples, composta de um próton, solitário ou acompanhado por um ou dois nêutrons. E, rodopiando em volta dele, um elétron (outra partícula que, como o quark, nasceu um pouco depois da grande explosão).

    Depois disso, já com um belo estoque de hidrogênio em mãos, o Cosmos passou a colar esses átomos uns nos outros para formar o 2o elemento mais simples, o hélio, com dois prótons e um ou dois nêutrons no núcleo. Em seguida deu para formar mais um pouquinho de lítio, o 3º elemento, mas aí o Universo ficou frio demais para seguir com esse processo de fusão nuclear. Saldo final: 300 segundos após o bigbang, o Cosmos tinha 75% de hidrogênio, 25% de hélio e umas pitadinhas de nada de lítio.

    A última milha
    Um Universo eternamente composto só de hidrogênio e hélio ia ser bem sem graça. Não dá para criar vida (leia-se você) com esses elementos. Então, o Cosmos precisou dar um jeito. Ele criou as estrelas pequenas fábricas de novos elementos. A melhor forma de imaginar uma estrela é pensar numa imensa bola de gás, feita basicamente de hidrogênio, com umas pitadas de hélio. Ela surge a partir de nuvens gasosas, que deviam ser bem abundantes logo no início do Universo.

    Cabe à gravidade transformar as nuvens difusas em bolas compactas. E a força gravitacional exagera na dose, de modo que o astro recém-nascido se torna muito, muito denso. A pressão no interior dele atinge um ponto que leva os átomos de hidrogênio a grudar uns nos outros, formando mais hélio. Esse processo de fusão nuclear produz muita energia, e é isso que faz a estrela brilhar. Mas, se a função primordial da estrela é formar hélio a partir de hidrogênio, então qual é a diferença entre uma estrela e aquele cenário pouco após o big-bang? Bem, a vantagem da estrela é que ela não está se diluindo a passos largos, como todo o Universo do lado de fora assim o processo de fusão pode seguir por milhões (ou bilhões) de anos.

    Apertada pela gravidade, a estrela passa muito tempo fabricando hélio. O mais interessante, no entanto, é o que acontece a seguir. Quando o hidrogênio no núcleo estelar se esgota, ele se comprime mais, e a pressão se torna suficiente para usar o hélio como matéria-prima para a criação de elementos ainda mais pesados. Foi assim que nasceram os átomos grandes, com muitos prótons no núcleo, como o oxigênio e o carbono.

    Claro, de nada adianta ter todas essas pequenas jóias da vida (o oxigênio, com o hidrogênio, forma a água, e o carbono, por sua vez, é a base para todas as moléculas complexas ligadas ao metabolismo biológico) se elas estão inacessíveis, trancafiadas no núcleo de uma estrela.

    Felizmente para nós, o Universo tinha mais uma carta na manga: chega um momento em que o centro da estrela se comprime tanto que ela não agüenta mais. E dá sua estrebuchada final: o núcleo colapsa por conta do próprio peso e, num efeito rebote, o astro explode violentamente, expulsando suas camadas superiores. Esse fenômeno, que chamamos de supernova, espalha elementos pesados (a matéria-prima da gente) pelo espaço. Quer dizer: cada pedacinho que
    agora forma o seu corpo foi forjado dentro de várias supernovas Universo afora.

    Bom, essa mesma gravidade que, mais hora menos hora, mata as estrelas também agiu em escalas maiores, reunindo enxames estelares em galáxias, e essas galáxias em aglomerados, e os aglomerados em superaglomerados, deixando o Universo parecido com uma teia de aranha… mas essa é uma outra história. Estamos aqui para dizer como você veio parar onde está agora, então vamos, sem mais delongas, prosseguir em nosso caminho.

    Até este momento falamos de apenas 1 bilhão de anos após o big-bang. As galáxias já existem, as primeiras estrelas já explodiram em supernovas, e o Cosmos está ficando cada vez mais rico em átomos complexos. Concentremo-nos então numa única galáxia espiral, que hoje convencionamos chamar de Via Láctea. Avançando a fita mais 8 bilhões de anos, vamos descobrir que, na periferia dessa estrutura, uma nova estrela está se formando a partir de uma nuvem de gás. Era uma nuvem tênue para os padrões cósmicos, sem muita massa. Resultado: a estrela não se agigantou tanto, e o resultado foi um astro medíocre de porte médio para pequeno. Esse foi o nada emocionante nascimento do Sol.

    Ao redor dele, um disco composto de gás e poeira, já devidamente enriquecido com elementos pesados, acabou produzindo 8 bolotas mais parrudas que hoje chamamos de planetas. É numa dessas bolotas, a 3ª a contar do Sol, que a nossa história deu outro grande salto: fomos promovidos de poeira estelar a formas de vida. Só que não foi fácil. A própria Terra não era nem de longe o lugar agradável que é hoje. Nosso 1o bilhão de anos foi marcado por surras memoráveis o sistema solar recém-nascido tinha muito mais sujeira, e vira e mexe algum asteróide trombava aqui. Um desses choques, para você sentir o drama, foi com um objeto do tamanho de Marte. A pancada foi tão violenta que jogou bilhões de toneladas de matéria na órbita terrestre. A gravidade logo reuniria esses destroços numa bola de pedra com 1/4 do tamanho da Terra. Uma bola que agora chamamos de Lua, a maior testemunha daqueles tempos turbulentos.

    A despeito dessa fase hostil de pancadaria cósmica, que durou até mais ou menos 3,9 bilhões de anos atrás (ou quase 10 bilhões de anos após o bigbang), a Terra foi um planeta que deu sorte, pois nasceu no lugar certo. Por sua distância do Sol, é um mundo que não fica nem muito frio nem muito quente. Isso quer dizer que uma substância muito especial, chamada água, pode existir numa forma muito especial, o estado líquido. Por causa disso, nosso planeta foi contemplado com as condições de preparar o grande sopão que daria origem à vida. Mas, para cozinhar seres vivos, não basta uma sopa qualquer é preciso uma sopa de letrinhas.

    Páginas da vida
    Até o começo do século 20, o consenso científico era simples: as formas de vida eram compostas de algo diferente da matéria inanimada algo especial, único, capaz de as tornar… bem, vivas. Hoje sabemos que não é assim. Na verdade, somos feitos dos mesmíssimos átomos que todo o resto. A diferença está na combinação desses átomos e na complexidade dessas relações. As formas de vida são baseadas em famílias de moléculas muito complicadas algumas delas tão incríveis que nenhuma reação de laboratório consegue sintetizar. Mas, evidentemente, nada pode ter começado tão complicado assim.

    Ainda não há certeza absoluta de como algumas substâncias inanimadas de repente se rearranjaram para produzir coisas vivas, mas a maioria dos cientistas acredita que tudo começou com apenas um tipo de molécula.

    Vocês ainda não se conhecem? Então vamos apresentá-la de uma vez. RNA, leitor; leitor, RNA.

    Tudo bem se você não se lembrar de ter ouvido falar nessa molécula. O RNA é um primo pobre do DNA. Ele serve ao mesmo propósito que seu parente mais conhecido (ou seja, armazenar os genes, as receitas químicas que fazem o grosso do trabalho na hora de tornar você o que você é) e o faz mais ou menos do mesmo jeito (com letrinhas químicas que formam a linguagem da vida). Em compensação, o RNA é bem menos estável e resistente, o que faz dele uma opção hoje pouco privilegiada pelos seres vivos para armazenar sua biblioteca genética. Atualmente, o DNA é o rei.

    Agora, como toda estrela que se preze, o DNA não se digna a fazer muito mais coisa além de ser o glorioso repositório da informação genética, o sensacional livro da vida. Para que ele realize toda essa magia hollywoodiana, um exército de outras moléculas, as proteínas, trabalha duro para ele. Problema: como é extremamente improvável que elas tenham surgido sozinhas e, então, num momento sublime, se juntado com o DNA para formar a primeira célula viva, os cientistas acreditam que coube ao RNA iniciar a coisa toda.

    Pobre, mas extremamente trabalhador, o RNA consegue, além de fazer o trabalho de armazenar genes, executar algumas funções mais simples que normalmente seriam atribuídas a outras substâncias como se reproduzir, coisa essencial para que algo possa ser considerado vivo. Por seu caráter faz-tudo, o RNA seria a molécula mais indicada para iniciar o processo da vida.

    Uma vez iniciada, ela estaria sujeita às regras da seleção natural e uma das coisas de que ela mais gosta é de especialização, em nome da eficiência. Moléculas especializadas fazem melhor seus trabalhos do que moléculas faz-tudo. Com essa mudança no mercado de trabalho, o RNA perdeu espaço. Surgiram proteínas que faziam certas atividades melhor do que ele, e seu primo DNA armazenava os genes com mais segurança. Nesse admirável mundo novo, o RNA acabou relegado a subempregos.

    Fazendo bicos em várias partes da célula, ele hoje serve, entre outras coisas, como motobói do DNA, levando pedaços de genes que precisam ser lidos e transformados em proteínas em outros lugares da célula. Mas não fique com dó. A história de decadência do RNA fez parte da evolução da vida, que, com seu aumento crescente de especialização e complexidade, ainda produziria outros fenômenos.

    Revolução das células
    Tudo que vive hoje é resultado de uma única molécula de DNA, que surgiu naquele ambiente de 4 bilhões de anos atrás e se mostrou eficiente a ponto de superar qualquer concorrência que possa ter surgido na época. Você, sua samambaia e as bactérias que vivem no seu intestino são todos parentes, filhos dessa criatura.

  • Livre Pensador:

    Parte II.

    A ÚLTIMA MILHA

    Um Universo eternamente composto só de hidrogênio e hélio ia ser bem sem graça. Não dá para criar vida (leia-se você) com esses elementos. Então, o Cosmos precisou dar um jeito. Ele criou as estrelas pequenas fábricas de novos elementos. A melhor forma de imaginar uma estrela é pensar numa imensa bola de gás, feita basicamente de hidrogênio, com umas pitadas de hélio. Ela surge a partir de nuvens gasosas, que deviam ser bem abundantes logo no início do Universo.

    Cabe à gravidade transformar as nuvens difusas em bolas compactas. E a força gravitacional exagera na dose, de modo que o astro recém-nascido se torna muito, muito denso. A pressão no interior dele atinge um ponto que leva os átomos de hidrogênio a grudar uns nos outros, formando mais hélio. Esse processo de fusão nuclear produz muita energia, e é isso que faz a estrela brilhar. Mas, se a função primordial da estrela é formar hélio a partir de hidrogênio, então qual é a diferença entre uma estrela e aquele cenário pouco após o big-bang? Bem, a vantagem da estrela é que ela não está se diluindo a passos largos, como todo o Universo do lado de fora assim o processo de fusão pode seguir por milhões (ou bilhões) de anos.

    Apertada pela gravidade, a estrela passa muito tempo fabricando hélio. O mais interessante, no entanto, é o que acontece a seguir. Quando o hidrogênio no núcleo estelar se esgota, ele se comprime mais, e a pressão se torna suficiente para usar o hélio como matéria-prima para a criação de elementos ainda mais pesados. Foi assim que nasceram os átomos grandes, com muitos prótons no núcleo, como o oxigênio e o carbono.

    Claro, de nada adianta ter todas essas pequenas jóias da vida (o oxigênio, com o hidrogênio, forma a água, e o carbono, por sua vez, é a base para todas as moléculas complexas ligadas ao metabolismo biológico) se elas estão inacessíveis, trancafiadas no núcleo de uma estrela.

    Felizmente para nós, o Universo tinha mais uma carta na manga: chega um momento em que o centro da estrela se comprime tanto que ela não agüenta mais. E dá sua estrebuchada final: o núcleo colapsa por conta do próprio peso e, num efeito rebote, o astro explode violentamente, expulsando suas camadas superiores. Esse fenômeno, que chamamos de supernova, espalha elementos pesados (a matéria-prima da gente) pelo espaço. Quer dizer: cada pedacinho que
    agora forma o seu corpo foi forjado dentro de várias supernovas Universo afora.

    Bom, essa mesma gravidade que, mais hora menos hora, mata as estrelas também agiu em escalas maiores, reunindo enxames estelares em galáxias, e essas galáxias em aglomerados, e os aglomerados em superaglomerados, deixando o Universo parecido com uma teia de aranha… mas essa é uma outra história. Estamos aqui para dizer como você veio parar onde está agora, então vamos, sem mais delongas, prosseguir em nosso caminho.

    Até este momento falamos de apenas 1 bilhão de anos após o big-bang. As galáxias já existem, as primeiras estrelas já explodiram em supernovas, e o Cosmos está ficando cada vez mais rico em átomos complexos. Concentremo-nos então numa única galáxia espiral, que hoje convencionamos chamar de Via Láctea. Avançando a fita mais 8 bilhões de anos, vamos descobrir que, na periferia dessa estrutura, uma nova estrela está se formando a partir de uma nuvem de gás. Era uma nuvem tênue para os padrões cósmicos, sem muita massa. Resultado: a estrela não se agigantou tanto, e o resultado foi um astro medíocre de porte médio para pequeno. Esse foi o nada emocionante nascimento do Sol.

    Ao redor dele, um disco composto de gás e poeira, já devidamente enriquecido com elementos pesados, acabou produzindo 8 bolotas mais parrudas que hoje chamamos de planetas. É numa dessas bolotas, a 3ª a contar do Sol, que a nossa história deu outro grande salto: fomos promovidos de poeira estelar a formas de vida. Só que não foi fácil. A própria Terra não era nem de longe o lugar agradável que é hoje. Nosso 1o bilhão de anos foi marcado por surras memoráveis o sistema solar recém-nascido tinha muito mais sujeira, e vira e mexe algum asteróide trombava aqui. Um desses choques, para você sentir o drama, foi com um objeto do tamanho de Marte. A pancada foi tão violenta que jogou bilhões de toneladas de matéria na órbita terrestre. A gravidade logo reuniria esses destroços numa bola de pedra com 1/4 do tamanho da Terra. Uma bola que agora chamamos de Lua, a maior testemunha daqueles tempos turbulentos.

    Segue parte III; Fonte Revista SuperInteressante

  • Livre Pensador:

    Série artigos para quem estudou religião demais e Ciência de menos.

    I PARTE:
    UMA HISTÓRIA DE 13,7 BILHÕES DE ANOS
    Logo após o big-bang, você e todo o resto do Universo eram energia pura. Começava aqui a sua jornada.

    Por Salvador Nogueira – Revista SuperInteressante

    Em duas ocasiões na história do Cosmos, a matéria que compõe o seu corpo esteve reunida no mesmo lugar no bigbang e agora. Saiba como saímos de lá e viemos parar aqui.

    Agora, enquanto você lê esta revista, uma incrível coincidência está acontecendo. Pela segunda vez na história do Universo, esse exato conteúdo de partículas e subpartículas, matéria e energia, que você costuma chamar de eu está reunido exatamente no mesmo lugar do espaço.

    A primeira vez foi há 13,7 bilhões de anos. E a organização de todos esses elementos que faziam parte de você era bem diferente. Na verdade, tudo estava na forma de energia e misturado a todas as outras coisas que existem no Universo. Eu, você e esta revista éramos a mesma coisa, condensados num amontoado absurdamente denso de energia. Tudo bem apertado, concentrado num espaço mínimo esse foi o instante imediatamente após o big-bang.

    A grande explosão que deu origem a tudo não aconteceu num determinado lugar. Rolou aqui, ali e em toda parte. É que todos os lugares também estavam espremidos num ponto bilhões de vezes menor que uma cabeça de alfinete. E lá estávamos nós, embaralhados num mar de energia explosiva. Logo, com todo esse amontoado, o Universo trataria de acabar com isso e nos espalhar para todos os lugares possíveis mas não sem antes ampliar todos os lugares possíveis.

    Até que pudéssemos assumir nossa forma atual, uma longa jornada teria de ser percorrida. Essa é a história que você vai ler nas próximas páginas. A sua história, do big-bang até agora. Bem, se tivéssemos de resumir em uma única palavra tudo que sabemos sobre o instante inicial do Universo, escolheríamos esta: nada. É como disse o astrofísico americano Carl Sagan sobre o big-bang: Por que ele aconteceu é o maior mistério que se conhece. Mas o fato de ter acontecido é razoavelmente claro. Quer dizer: sabemos com razoável precisão que, cerca de 13,7 bilhões de anos atrás, aquela microcabeça de alfinete começou a crescer. Nisso o Universo foi se diluindo. E uma parte daquela sopa de energia onde você estava esfriou, assumindo uma forma mais familiar: a de matéria.

    Essas primeiras partículas de matéria de que se tem notícia foram batizadas de quarks. No Universo atual, elas não existem soltas, porque outras partículas, chamadas de glúons, impedem que elas vivam sua vida independentemente os glúons são o superbonder da matéria.

    O Universo, porém, ainda fervia. Era tão quente por lá que quarks e glúons se agitavam como pipoca na panela, e não existiam misturados. Viviam separados num estado chamado de plasma de quark-glúon, que chegou a ser criado por um pentelhésimo de segundo num acelerador de partículas do Laboratório Nacional Brookhaven, EUA, em 2005. Isso nos deu uma boa pista do que foi essa época. E do que viria depois.

    Conforme o Universo foi se resfriando, os quarks e os glúons começaram a se entender. Então os primeiros começaram a se reunir, em trios, para formar os muito mais conhecidos prótons e nêutrons.

    Tudo isso aconteceu em mais ou menos 10 milésimos de 1 milésimo de segundo. A essa altura, você já era um amálgama de prótons e nêutrons, misturados de uma forma indistinta nada que realmente desse para chamar de eu. Mas era um belo começo. E o próximo passo era juntar esses prótons, nêutrons e elétrons na forma de átomos.

    Tenha em mente que, durante todo o processo, o Universo continuava a se resfriar e a se diluir (coisa que ele está fazendo até hoje). Cem segundos depois do big-bang, então, quando o Cosmos atingiu uma temperatura mais amena, de mais ou menos 10 milhões de graus Celsius), essa brincadeira de colar prótons, nêutrons e elétrons passou a ser possível. Surgiam os primeiros átomos. Primeiro, os de hidrogênio forma atômica mais simples, composta de um próton, solitário ou acompanhado por um ou dois nêutrons. E, rodopiando em volta dele, um elétron (outra partícula que, como o quark, nasceu um pouco depois da grande explosão).

    Depois disso, já com um belo estoque de hidrogênio em mãos, o Cosmos passou a colar esses átomos uns nos outros para formar o 2o elemento mais simples, o hélio, com dois prótons e um ou dois nêutrons no núcleo. Em seguida deu para formar mais um pouquinho de lítio, o 3º elemento, mas aí o Universo ficou frio demais para seguir com esse processo de fusão nuclear. Saldo final: 300 segundos após o bigbang, o Cosmos tinha 75% de hidrogênio, 25% de hélio e umas pitadinhas de nada de lítio.
    Fonte:
    http://super.abril.com.br/revista/245/materia_revista_256889.shtml?pagina=1

  • joao Paulo:

    Existe um turbilhao de conceitos e a confusao domina,isto é indiscutivel, porem é deste caos que terá de emergir a soberania, pois tudo isto foi permitido exatamente para esta finalidade, para que aquele dentre todos se destaque, porque qual explicacao para toda confusao mental se de fato existe apenas um caminho para a salvaçao? Anteriormente havia um e so ele determinava o destino, mas o homem decidiu seguir por outros caminhos fazendo uso indevido do seu livre arbitrio no qual se perdeu e nao encontrará até que se estabeleça na verdade caso contrário o tempo pra este cessará, o juízo final é o dia escolhido para encerrar o tempo para provar qual Deus pode decidir o rumo da terra habitada.

    • Livre Pensador:

      João Paulo

      DEUS PODE DECIDIR O RUMO DE UM NOVO PLANETA !

      Definitivamente, não estamos sós no Universo.
      Astrônomos do Observatório Europeu do Sul acabam de detectar a presença de 51 novos planetas extrassolares, 16 deles do tipo “super-Terra”, com massa de uma a 10 vezes superior à nossa. Um deles (o HD 85512b) guarda inúmeras semelhanças conosco aqui na Terras: situa-se na “zona habitável” de seu sol, “a uma distancia nem tão longe, nem tão perto”, com o que pode ter água em estado líquido em sua superfície. E, em havendo água, “deve haver vida”, conclui o estudo realizado por astrônomos do Observatório da Universidade de Genebra, na Suiça, e do Instituto Max Planck, da Alemanha, publicado esta semana.

      A eventual existência de vida não deve confundir-se com aqueles ratinhos bípedes com antenas e aparência humana (osa burdos ETs que a ficção criou) e significa tão só qualquer forma de existência reprodutiva.

      ATREVO ME A IMAGINAR, porém, QUE DEUS JÁ ESTEJA TRATANDO DE CRIAR VIDA PLENA naqueles lados, vida de gente mesmo – mamíferos, plantas, peixes, vermes e outros tipos conhecidos, e que ande tão atarefado nisto, que não olha para o velho planeta Terra.

      Quem souber e tiver sugestões, envie a Deus. Se quiser vá direto a uma igreja para enviar a mensagem. Evite, porém, aquelas que exigem pagamento em dinheiro em nome da divindade e que são “igrejas” só no dizer.
      Vamos dar as mãos e orar!

      Você vai gostar tambem de:
      http://deusilusao.com/2011/09/03/tratado-das-ilusoes-a-perspectiva-do-engano/

    • serico115:

      Olá João, boa tarde!
      Depois de tudo que tem vindo apresentar, estou convicto que já terá adquirido o bilhete para a viagem final, sem data concerteza, porque ainda não conhece a data da realização do evento (Juízo Final).
      Eu se arranjar boleia, pode ser que por lá apareça…
      Depois a gente vai ter muito para conversar…
      Tudo de bom para si…

  • Livre Pensador:

    Jorginho comenta:
    -…Não estou afirmando a existência de deuses criado por conceitos meramente religiosos… mas sim, na necessidade de um Mentor para tudo que existe… pois nada pode ter sido originado por si.

    Resposta de “Livre Pensador”:
    O planeta Terra é um caldeirão borbulhando e delirando com diferentes crenças. A visão de Deus varia do Ocidente para o Oriente. As maiores religiões do mundo têm uma variedade absurda de conceitos de Deus, desde o supremo do Cristianismo até os deuses múltiplos do xintoísmo japonês. A maioria dos crentes professa que uma deidade tem um interesse especial pelos seres humanos (do nascimento até a morte), sendo capaz de “julgar” suas ações para o bem e para o mal, de “perdoar” os pecados e de intervir no mundo. Embora não existam provas que Deuses tenham interferido diretamente em nenhuma dessas etapas. Com o tempo, as crenças foram transportadas para poucos deuses, a maioria já esquecidos e dos quais já não se sabe onde fica o seu cemitério

    Pergunta para Sr. Jorginho:
    Seria então qual “MENTOR”, caso não seja um dos abaixo ?

    CRISTIANISMO-
    Que considera que Deus tem três manifestações: Pai, Filho e Espírito Santo.
    JUDAÍSMO:
    Deus está além da criação, enquanto algumas seitas têm uma concepção panteísta
    ISLAMISMO:
    Aláh é a realidade suprema e onipresente
    JAINISMO
    Considera a entidade de Deus como uma manifestação da essência de todos os seres humanos
    BUDISMO
    Buda viu a ideia de Deus como irrevelante para alcançar a felicidade.
    XINTOÍSMO:
    Aceita diversas divindades, que são manifestações das fôrças da natureza.
    HINDUÍSMO:
    Brâman, a divindade suprema.
    FOLCORE CHINÊS:
    Taoísmo politeísta misturado com confucionismo, que adora os deuses da natureza e os ancestrais.
    SIQUISMO:
    Um Deus além do entendimento humano, alcançado por meio do amor e da adoração.

    Atenção: Caso confirme um dos deuses acima, ou caso não seja nenhum deles, e a resposta seja de um outro ZEUS ou DEUS ou “MENTOR”, por favor nós explique, que idade tem, da onde surgiu e…
    QUEM CRIOU ESSE “MENTOR” ou DEUS ?!

    Leitura adicional:
    http://sociedaderacionalista.org/2011/09/13/%E2%80%9Csem-deus-o-que-lhe-resta-ateu%E2%80%9D/
    http://sociedaderacionalista.org/2011/09/16/o-grande-problema-da-biblia/

    CIÊNCIA sobre O CORPO HUMANO: De onde veio o seu corpo?

    Você não é nenhuma obra-prima. Mas um esboço feito de retalhos de vários animais. A evolução esculpiu seu corpo pegando o cérebro que surgiu em um verme, as nadadeiras de um peixe, a aparência de um macaco, deu um tapa em tudo isso e, voilà, você está aqui.
    Veja como foi essa caminhada, no link abaixo:
    http://super.abril.com.br/saude/onde-veio-seu-corpo-447777.shtml

    http://evolucionismo.org/profiles/blogs/10-licoes-curtas-para-curar-o

    Antonio e Ateu III….parabéns pelos comentários!

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    “ Livre Pensador” disse: “As pessoas religiosas (nen todos) têm que parar de pensar que ateus são imorais e não sabem a diferença entre o bem e o mal, o certo e o errado”.

    Resp. Não tenho nenhum preconceito nos seus referidos. Tenho colegas ateus natos e nos entendemos de forma amigável.

    “ Livre Pensador” disse: O Deus das religiões abraâmicas – Judaísmo, Cristianismo e Islamismo -, tem três características principais. Primeiro, esse Deus existe fora do espaço e do tempo e decidiu criar o mundo e as leis da natureza a partir do nada.

    Resp. Não estou afirmando a existência de deuses criado por conceitos meramente religiosos… mas sim, na necessidade de um Mentor para tudo que existe… pois nada pode ter sido originado por si.

    “ Livre Pensador” disse: “ …O Deus do Antigo Testamento personagem nais desagradável da ficção, é um deus babaca,a farsa tragicômica do ciúme de Deus contra outros deuses reaparece em todo o Antigo Testamento, magalomaníaco, controlador, genocida étnico e vingativo, sedento de sangue; homofóbico, racista, infanticida, sadomasoquista, proibe a produção de imagens esculpidas e proíbe dizer seu nome em vão, malévolo, a favor da escravidão,.um deus mal-humorado, implacável,violento, sanguinário com atributos clássicos de um ditador.

    Resp. Por qual motivo apela diretamente em acusar o D-us dos hebreus… não direcionando suas flechas aos demais deuses criado pela mitologia de pessoas cultas e tribos extremamente selvagens?
    Segundo relata a Torah, D-us chamou Abraão e o tirou da terra de um povo pagão e idólatras… prometendo sua descendência uma terra de grande abundância.
    Havia promessas para aquele povo… e, sem profetas; o povo se corrompia. Agiu a rigor e duvido que divindade ou líder não tenha agido diante de povo duro e ingrato. Se o chamou, é porque desejava que aquele povo o representasse… E por falar em justiça, como anda esse mundo sem os princípios morais? Acredito que não seja preciso entrar nesses pormenores.

    “ Livre Pensador” disse: “…Ou os Evangelhos são de certa forma essencialmente verdade, ou toda a coisa é fundalmente uma fraude e talvez fraude moral.Bem, pode ser afirmado com certeza que os Evangelhos Quase Certamente Não são Verdade Literal, são corrompidos e falsificados. Isso significa que muitos “ditos” e ensinamentos de Jesus são ouvi dizer em cima de ouvir dizer, o que ajuda a explicar sua natureza truncada e contraditória. Alegações que as religiões usam para impressionar multidões de fiéis, são a razão mais forte que muitos crentes têm para sua fé; e milagres, por definição, violam os princípios da ciência. E alegações exepcionais demandam provas exepcionais.

    Resp. Fraudes sempre existiu e também no mundo científico! Mesmo que não existesse religião, mesmo assim não poderia descartar um Mentor para todo existencialismos.
    “ Livre Pensador” disse: Falha: Se tudo que existe deve ter uma causa, quem causou ou criou Deus? Os teístas dizem que suas premissas têm ao menos uma exceção, mas não explicam por que Deus precisa ser a única exceção. O próprio universo poderia existir sem causa. Já que a responsabilidade precisa ir para alguém, por que não para o universo?

    Resp. Simplesmente meu caro, que D-us criou o Universo e primeiramente leis; e ainda , sendo Criador, Ele não precisaria estar preso no sistema de suas criações.
    “ Livre Pensador” disse: Quem criou D-us? Perguntas típica de um ateista. Mas, se não observou, eu já passei meu ponto de vista a esse respeito. Pois, ele nos colocou nesse dimensão e não nos foi dado conhecimento disso, por alguma razão e, como não sabemos de nada anterior ou antes de nossa criação, não sabemos de nada além de especulação como vem sendo feito pela ciência. Na hipótese que fomos colocados nessa dimensão, nossas mentes nao pode conceber nada que nao temos vividos ou evidenciado… e como a ciência não refuta ( até pelo contrário) quantas dimensões podem existir além de plano que vivemos?

    2) O argumento do projeto
    Falha: A falácia no argumento é a premissa 1.
    Partes de um objeto complexo servindo uma função complexa não requerem, na verdade, um projetista. Charles Darwin mostrou como processos de replicação podem dar origem à ilusão de projeto e projetista. Replicadores podem fazer cópias de si mesmos, que fazem cópias de si mesmos e assim por diante, dando origem a um sem número de descendentes. Os replicadores precisam competir pela energia e os materiais necessários para a replicação.

    Resp. Uma vez criado, o próprio meio os tenderia à adaptação… Taí a seleção natural. Replicação é algo interno e mesmo que recebesse influência externas, as forças adaptativas deveria está preparadas para tal mudanças… do contrário nao sobsistiriam. Explique e prove a evolução dos olhos e coração e motre-me onde e como foi “programada” tais órgãos e respectivas funções desde as primeiras células de forma aleatória.
    O corpo humanos como outros,são altamente complexo, nao podendo ser criado sem antes havido uma preparação.
    Quando e como um DNA descrever para outras células suas funções organizadas e renovadora dentro de um sistema rigoroso… onde, se uma célula não corresponder aquelas necessidades; ela simplesmente é descartadas por não corresponder as devidas perspectivas. Salvo, alguma alteração celular (órgãos) estando sujeito ao câncer… que por sinal, nao retirado; virá com certeza o aniquilamento de todos os organismos(morte).

    “ Livre Pensador” disse: 3) O argumento do Big Ban
    Falha: Nem os cosmólogos concordam que o Big Bang é uma singularidade, a aparição súbita de tudo. Ele pode representar a emergência de um novo universo a partir de outro previamente existente, situação explicada por leis físicas. Nesse caso, seria supérfluo invocar Deus para explicar o surgimento de algo a partir de nada.
    Resp. Falso. Pois não ha concordância absoluta a esse tocante. Pois ninguém pode afirma a necessidade de universo ser periódico. Mesmo que alguns até suponhe que o Universo pode está numa “eterna” expansão e, outros afirmar está “freando”, volta-se-ia ao “ovo cósmico” originário.
    4) O argumento das preces atendidas
    “…Não há nada que seja menos provável que um milagre, já que constitui violação de uma lei da natureza. Portanto, é mais razoável concluir que a conjunção de prece e recuperação seja uma coincidência do que ser uma prece atendida.

    Resp. Se não existe milagres, então a ciência é cúmplice ao calar diante de alguns documentos que a “santa igreja” expõe como milagres e até hoje nenhuma ciência provou o contrário…segue o velho ditado – “quem cala, consente!” Outra coisa: Quando a ciência depara com algo que ela não consegue explicar, ela chama isso de fenômenos por fugir do seu tradicional costumes de queres explicar as coisas com ferramentas tradicional que possa efetuar medidas de grandezas… o que não é o caso, se trantando de fenômenos!
    “ Livre Pensador” disse: Além disso, dada a amostragem suficientemente grande de preces (o número de vezes que as pessoas pedem a Deus para ajudar a elas é muito grande), o improvável está sujeito a acontecer ocasionalmente. Se Deus atendesse à maioria das orações para que um parente se recuperrase do câncer, o câncer não seria mais problema a ser solucionado pelos seres huamnos.

    Resp. Um milagre, na minha opinião, na maioria das vezes é dado pela vontade de querer e o acreditar sem duvidar. Como dizia o poeta: “Com fé não costumar falhar!”
    Embora, apesar de raro, milagres acontece de forma inexplicável diante dos olhos de céticos!

    “ Livre Pensador” disse: 5) O argumento do consenso da humanidade

    “ Falha: …. povos largamente separados poderiam muito bem inventar as mesmas crenças, só que falsas. A natureza humana é universal, e assim propensa a ilusões universais e deficiências de percepção, memória, raciocínio e objetividade. E é obviamente falso que “todo mundo” acredita em algum deus — quanto mais no deus dos cristãos.

    “ Livre Pensador” disse: Afinal, em termos mundiais, para cada cristão existem hoje dois não-cristãos. Se muita gente tem a impressão de que não existem ateus é porque muitos descrentes se sentem forçados a ficar “no armário” devido ao preconceito e à discriminação que sofrem.

    Resp. A criação não nasceu por que algo deveria acontecer porque simplesmente deveria de forma espontânea. Nem mesmo preparando os mais potentes laboratórios forma capaz de criar vidas.
    Não foram mitos que criou D-us, mas o homem que os criou sem D-us! Temos o livre-arbítrio… Vc pode até acredita que um pedaço de pau seja uma santidade e para vc será!
    Mas, será simplemente um pedaço de pau. D-us existe independente de acreditar ou não.
    Hoje se fala que introzamentos de fragmentos de DNAS dentro de uma célula, causar mundanças de origens.
    Obvio que sim. A vida física segue leis e uma vez comprindo-as, certamente seria como “obrigasse” a natureza cumprir seu papel. Pelo que vejo seu aborrecimento sempre cai sobre os cristãos… Que mal eles lhe fizeram?
    Para mim e para os que não acreditam em deuses, não aceitamos nem a mais fraca premissa de possibilidade de sua existência. Nunca poderemos provar plenamente a inexistência de nada.

    Resp. Não aceitar, signifique está com a razão! Acaso a ciência também não pode aceitar |”nem mesmo a mais fraca premissa da existência de D-us?
    Claro que ela nao afirmar nada e, porque vcs ateistas teimam assinar aquilo que mesmo a gloriosa ciência não atreve fazer ?

    “ Livre Pensador” disse: O que interessa não é se a inexistência de Deuses pode ser comprovada (Não pode, embora o Oiced tenha postado anteriormente nesse site Alguns argumentos convincentes ), mas se sua existência como ser capaz de enviar sinais inteligíveis a milhões de pessoas simultaneamente e de receber mensagens e de ler os pensamentos de seres humanos, de todas elas simultaneamente é possível.Essa é outra história (sobrenatural), que prefiro chamar de mitologia. Se Você faz alguma coisa ruim, ou alguma coisa boa, o mesmo homem sem pai tudo vê, mesmo que ninguém mais veja. Você pode ser recompensado ou punido, inclusive depois de sua morte. Absurdos que são a abdicação completa de responsabilidade e bom senso.Nossa espécie nunca ficará sem insensatos, mas eu ouso dizer que deve ter havido pelo menos tantos idiotas crédulos que professaram fé em deuses quanto trem havido parvos e simplórios que concluíram o contrário.

    Resp. Não pode ser provada a Inextência de D-us… Embora, teimam afirmar sem provas que Ele não existe! Vai entender!? Pode afirmar algo contrário sem provas? Preferindo acreditar que para existir, basta acreditar está vivo se não tem conhecimento de sua existência? E mais: dando credibilidade há algo sem pé e cabeça!
    …nascendo sem origem…nem mesmo tendo argumento para todo existencialismos. Apenas, surgimos do nada!!!
    Que tipo de ciência poderia assinar abaixo favorável às vossas absurdas descrenças?

    “ Livre Pensador” disse: “JORGINHO siga o conselho do ATEU III ! Crie opiniões independentes com base em seu próprio raciocínio e em suas experiências; não se permita ser dirigido pelos outros, muito menos por “revelações”, dogmas, doutrinas, contos, lendas ou mitos. Ponha todas as coisas à prova, sempre compare suas idéias com os fatos, e esteja disposto a descartar mesmo a crença mais cara se ela não se adequar a eles. QUESTIONE TUDO”

    Resp. Exatamente isso que estou fazendo e aconselho que comece vos questionar tambem!
    Quem sabe na próxima vez podemos dá uma saidinha desse plano e conhecer um pouco mais o mundo segundo as probabilidades e, nós questionarmos à razão de estarmos aqui?

    A vida meu caro, é muito mais que imaginamos!

    • Antonio Leite:

      Jorginho e Livre Pensador,
      Gostei da elevação no nível do debate. Sem xingamentos e expressões típicas de quem esteja agarrado emocionalmente ao Pai ou à Mãe. Ou “lutando por território”, ação típica da história dos grupos humanos sobre o planeta. Acho que a busca da verdade é assim mesmo: religiosos e não religiosos trazem ao cenário as “estórias” que ambos contaram ou estejam contando. A partir daí validam ou desconstroem estas estórias. Com isto, poderemos chegar à HISTÓRIA real. Os grandes erros e acertos de ambos os lados — ciência e religião — precisam vir à tona para a necessária purificação. Com isto, quem contou mais mentiras tende a se defender mais, já que o oponente terá mais munição…
      De minha parte, tendo a ver a LUTA POLÍTICA que se trava já que os religiosos querem continuar a avançar sobre os territórios ainda não “colonizados”. Essa disputa se dá como toda a disputa humana em outras áreas: com ambição, competitividade, desqualificação dos adversários, influência das instâncias políticas para assegurar ganhos, cobrança de vantagens financeiras e sociais etc
      A existência ou não de um Deus, nesse contexto, fica em segundo plano. Os chamados “desígnios divinos” — cujos mediadores são as hierarquias eclesiásticas — são humanos, quando se olha a história de perto.
      Acho que minha tarefa no mundo se torna mais objetiva quando desisto da dependência criada pelos clérigos e passo a andar com minhas próprias pernas.
      Os Ateus e os irreligiosos em geral têm uma tarefa política inalienável: despertar a multidão grosseiramente manipulada e alienada de sua liberdade e força. O jogo de palavras mítico não pode servir a uma casta que não tem compromisso com a Liberdade. Aprisionar o ser humano em dinâmicas de grupo hipnóticas, cerceando-lhe o encontro consigo mesmo, não pode ser aceito por homens de boa vontade e que experimentaram a Liberdade. Todo ser humano deveria ter o direito, desde pequeno, de saber se o que se está lhe ensinando é DOUTRINAÇÃO OU EDUCAÇÃO.
      Êpa…virei missionário!

  • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

    Ateu 3 disse: “O pior cego é aquele que não quer ver. O pior jorginho é aquele que não quer compreende”.

    Resp. Até desejo compreender vossas mentalidades… Mas,arrisquem ao menos responder sem enrolação meus questionamento do ateismo sem pé e cabeça! Se desejar,Partirei por tópicos.

    Ateu3 disse: “Você não quer respostas, você não quer aceitar o grau de racionalidade, sentido e sobriedade das argumentações aqui postas, principalmente as do Oiced Mocam.

    Resp: O que Oiced fez até agora foi pegar histórias e retóricas e “pinta-as” a seu favor! Afim de negar um Criador de forma indireta. Veja se em algum momento ele me respondeu de forma direta e mesma científica… Apenas mostrou ser um cara traumatizado com as religiões e especificamente com cristianismo!

    Ateu3 disse: “Você não quer usar a razão porque você tem uma profunda necessidade de acreditar. Assim são os crentes”.

    Resp. Não quero usar a razão!? Sempre a uso, o que me parece o contrário suas atitudes… Fugindo quando depara com fatos necessário a um autor (Design).
    Alguns de vcs apelam sem argumento sólido quando se pede explicação científica, tais como explicar as origens… preferindo dá mérito algo sem pé, sem cabeça que é o Nada/Acaso.

    Gostaria muito de ver seus conceitos sendo provado por métodos científicos. Faça a prova e apresente-as!
    Dê-me uma razão para que tudo tenha sido originado do “nada” e que ao menos que o “nada” exista.
    Mostre que a vida seja simplesmente amontoados de átomos e tudo não deixa de ser ilusão.
    Já imaginou como é tão complexo o corpo humano… e sua funções tão precisas… que nenhuma máquina tenha aproximado sem que não tenha havido anos e anos de dedicação e lógica para seu funcionamento? Mas, me contento no momento desde que Equacione o caos, e prove ser ele o responsável por sistema orgânico de tamanha complexidade.
    Prove-me tão somente que esse mundo é mesmo ilusão, como supõe os ateistas quando dizem “que tudo acaba quando se morre…” contrariando nossos conceitos relativo a vida.
    Responda essas e partiremos para os próximos tópicos.

    Ateu3 disse: “A ciência não é absoluta, mas as leis da natureza são. Nada escapa a elas. Nada está fora do natural. Não há possibilidade da existência do sobrenatural. É tão obvio! Uma das belezas da ciência é não ser absoluta, diferente das religiões que se acham absolutas.

    Resp. “ A ciência não é absoluta… mas a natureza é “. De fato a ciência não pode afirmar nada que esteja longe de explicação e comprovação ficando apenas em teorias vazias.
    Mas, responda porque a “natureza” é absoluta? Suas leis não podem ser quebradas etc e tal… Deve seguir ditames da natureza como foi determinado… ou pode uma lei (ordem) nascer fruto do acaso?
    Aliás, prove que existe “acaso” e que o “nada” existe!
    Ou melhor, como se originou as leis da natureza… o que era antes dela e como originou oexistencialismo? É sabido que tudo se fez através de força e sem ela nada ser fez e, quem ou o que a originou?

    Ateu3 disse : “ Não, os ateus não estão sozinhos. Crescemos a cada dia mais e mais. As pessoas estão começando a usar o cérebro e deixar a pajelânça de lado. No futuro os “pajés” é que serão raros”.

    Resp. Quando eu disse “sozinho” meu caro ateu3, eu estava dizendo que a “manca ciência” não vos pode amparar! Não entendeu? É sabido que o ateismos cresce e brevemente se tornará uma religião como essas tão comum em nossos dias; exigindo dízimos, ofertas, correntes de fé em nome do santo caos! Como disse antes: “ Não vou dá ibope pra dóido”e que arranque os cabelos!!! sic

    Tente ao menos tirar média, senão será reprovado pela classe ateista! hehehehe

  • Livre Pensador:

    As pessoas religiosas (nen todos) têm que parar de pensar que ateus são imorais e não sabem a diferença entre o bem e o mal, o certo e o errado. Isso é falso – existe toda uma filosofia moral que fez muito bem ao mundo e nos tirou da idade das trevas, por exemplo. Quando deixarem de fazer essas coisas, será ótimo. As pessoas poderão ver que o modo como enxergam o mundo é muito semelhante. Se você é religioso, tente se aproximar de um ateu e entender, sem reservas, como ele enxerga o mundo moralmente, independente de suas convicções fundamentais.

    O Deus das religiões abraâmicas – Judaísmo, Cristianismo e Islamismo -, tem três características principais. Primeiro, esse Deus existe fora do espaço e do tempo e decidiu criar o mundo e as leis da natureza a partir do nada.
    Segundo, ele tem um interesse moral nesse mundo — na diferença entre o bem e o mal, naquilo que devemos ou não fazer. Por fim, esse Deus de Moisés interfere nesse mundo por meio de revelações, escrituras ou milagres.
    O Deus do Antigo Testamento personagem nais desagradável da ficção, é um deus babaca, a farsa tragicômica do ciúme de Deus contra outros deuses reaparece em todo o Antigo Testamento, magalomaníaco, controlador, genocida étnico e vingativo, sedento de sangue; homofóbico, racista, infanticida, sadomasoquista, proibe a produção de imagens esculpidas e proíbe dizer seu nome em vão, malévolo, a favor da escravidão,.um deus mal-humorado, implacável,violento, sanguinário com atributos clássicos de um ditador.

    No Novo Testamento, obra tambem de carpintaria ruim, já parece um cara mais legal, que amadureceu
    e teve controle da raiva antes de ter um garoto.
    Ou os Evangelhos são de certa forma essencialmente verdade, ou toda a coisa é fundalmente uma fraude e talvez fraude moral. Bem, pode ser afirmado com certeza que os Evangelhos quase certamente não são verdade literal, são corrompidos e falsificados. Isso significa que muitos “ditos” e ensinamentos de Jesus são ouvi dizer em cima de ouvir dizer, o que ajuda a explicar sua natureza truncada e contraditória. Alegações que as religiões usam para impressionar multidões de fiéis, são a razão mais forte que muitos crentes têm para sua fé; e milagres, por definição, violam os princípios da ciência. E alegações exepcionais demandam provas exepcionais.

    5 Argumentos refutados para a existência de Deus
    1) O argumento cosmológico:

    1. Tudo que existe deve ter uma causa
    2. O universo deve ter uma causa
    3. Nada pode ser causa de si mesmo
    4. O universo não pode ser causa de si mesmo
    5. Algo fora do universo deve ter causado o universo
    6. Deus é a única coisa que está fora do universo
    7. Deus causou o universo
    8. Deus existe

    Falha: Se tudo que existe deve ter uma causa, quem causou ou criou Deus? Os teístas dizem que suas premissas têm ao menos uma exceção, mas não explicam por que Deus precisa ser a única exceção. O próprio universo poderia existir sem causa. Já que a responsabilidade precisa ir para alguém, por que não para o universo?

    2) O argumento do projeto

    1. Sempre que existem coisas que se combinam de forma coerente apenas por causa de um propósito ou função (por exemplo, todas as complicadas partes de um relógio que lhe permitem marcar o tempo), sabemos que houve um projetista, alguém que projetou com a função em mente; são coisas improváveis demais para terem surgido por processos físicos aleatórios (um furacão soprando através de uma loja de peças não conseguiria montar um relógio).
    2. Os órgãos dos seres vivos, como o olho e o coração, se mantêm coesos apenas por terem uma função (o olho tem a córnea, lente, retina, e assim por diante, que se encontram no mesmo órgão apenas porque em conjunto possibilitam que o animal veja).
    3. Esses órgãos precisam ter um projetista que os desenhou com sua função em mente: assim como um relógio implica um relojoeiro, o olho implica um fazedor de olhos
    4. Essas coisas não tiveram um projetista humano
    5. Portanto, essas coisas devem ter tido um projetista não humano
    6. Deus é o projetista não humano
    7. Deus existe

    Falha: A falácia no argumento é a premissa 1.
    Partes de um objeto complexo servindo uma função complexa não requerem, na verdade, um projetista. Charles Darwin mostrou como processos de replicação podem dar origem à ilusão de projeto e projetista. Replicadores podem fazer cópias de si mesmos, que fazem cópias de si mesmos e assim por diante, dando origem a um sem número de descendentes. Os replicadores precisam competir pela energia e os materiais necessários para a replicação.

    Uma vez que nenhum processo de copiagem é perfeito, podem acabar surgindo erros, e qualquer erro que leve o replicador a se reproduzir com mais eficiência que os competidores resultará na predominância daquela linhagem na população. Após várias gerações, os dominantes parecerão ter sido projetados para replicação eficaz, mas tudo que fizeram foi acumular erros de copiagem, que no passado levaram a uma reprodução eficaz. A Evolução se sustenta porque as evidências a sustentam, e a abandonaríamos num piscar de olhos se surgissem novas evidências que a desmentissem. Os crentes fundamentalistas e perturbados não conseguem enxergar isso e se recusam a pensar nisso, porque isso contradiz o seu livro sagrado. Ela debocha da ciência e mina o intelecto.

    3) O argumento do Big Ban

    1. O Big Bang, de acordo com a melhor opinião científica de nossos dias, foi o início do universo físico, incluindo não apenas matéria e energia, mas o espaço e o tempo e as leis da física
    2. O universo veio a existir do nada
    3. Algo fora do universo, inclusive de fora das leis físicas, deve ter trazido o universo para a existência
    4. Somente Deus poderia existir fora do universo
    5. Deus deve ter feito o universo existir
    6. Deus existe
    Falha: Nem os cosmólogos concordam que o Big Bang é uma singularidade, a aparição súbita de tudo. Ele pode representar a emergência de um novo universo a partir de outro previamente existente, situação explicada por leis físicas. Nesse caso, seria supérfluo invocar Deus para explicar o surgimento de algo a partir de nada.

    4) O argumento das preces atendidas
    1. Às vezes as pessoas rezam a Deus pedindo boa fortuna, e contrariando enormes chances, os pedidos são atendidos (por exemplo, um pai que reza pela vida de um filho moribundo, e a criança se recupera)

    2. As chances de o evento benéfico acontecer são enormemente reduzidas
    3. As chances de a prece ser seguida pela recuperação da criança por puro acaso são extremamente pequenas
    4. A prece só poderia ter sido seguida pela recuperação se Deus a escutasse e a fizesse realizar-se
    5. Deus existe

    Falha: A premissa 3 é verdadeira. Contudo, usá-la para inferir que ocorreu um milagre (uma prece atendida é certamente um milagre) é subvertê-la. Não há nada que seja menos provável que um milagre, já que constitui violação de uma lei da natureza. Portanto, é mais razoável concluir que a conjunção de prece e recuperação seja uma coincidência do que ser uma prece atendida.

    Além disso, dada a amostragem suficientemente grande de preces (o número de vezes que as pessoas pedem a Deus para ajudar a elas é muito grande), o improvável está sujeito a acontecer ocasionalmente. Se Deus atendesse à maioria das orações para que um parente se recuperrase do câncer, o câncer não seria mais problema a ser solucionado pelos seres huamnos.

    5) O argumento do consenso da humanidade

    1. Toda cultura em toda época tem tido crenças teístas
    2. Quando povos, largamente separados tanto por espaço como por tempo, possuem crenças semelhantes, a melhor explicação é que essas crenças sejam verdade
    3. A melhor explicação para o porquê de cada cultura ter crenças teístas é que essas crenças são verdade
    4. Deus existe
    Falha: A premissa 2 é falsa porque povos largamente separados poderiam muito bem inventar as mesmas crenças, só que falsas. A natureza humana é universal, e assim propensa a ilusões universais e deficiências de percepção, memória, raciocínio e objetividade. E é obviamente falso que “todo mundo” acredita em algum deus — quanto mais no deus dos cristãos. Afinal, em termos mundiais, para cada cristão existem hoje dois não-cristãos. Se muita gente tem a impressão de que não existem ateus é porque muitos descrentes se sentem forçados a ficar “no armário” devido ao preconceito e à discriminação que sofrem.

    Para mim e para os que não acreditam em deuses, não aceitamos nem a mais fraca premissa de possibilidade de sua existência. Nunca poderemos provar plenamente a inexistência de nada.
    O que interessa não é se a inexistência de Deuses pode ser comprovada (não pode, embora o Oiced tenha postado anteriormente nesse site alguns argumentos convincentes ), mas se sua existência como ser capaz de enviar sinais inteligíveis a milhões de pessoas simultaneamente e de receber mensagens e de ler os pensamentos de seres humanos, de todas elas simultaneamente é possível. Essa é outra história (sobrenatural), que prefiro chamar de mitologia.Se Você faz alguma coisa ruim, ou alguma coisa boa, o mesmo homem sem pai tudo vê, mesmo que ninguém mais veja. Você pode ser recompensado ou punido, inclusive depois de sua morte. Absurdos que são a abdicação completa de responsabilidade e bom senso.

    Nossa espécie nunca ficará sem insensatos, mas eu ouso dizer que deve ter havido pelo menos tantos idiotas crédulos que professaram fé em deuses quanto trem havido parvos e simplórios que concluíram o contrário

    JORGINHO siga o conselho do ATEU III ! Crie opiniões independentes com base em seu próprio raciocínio e em suas experiências; não se permita ser dirigido pelos outros, muito menos por “revelações”, dogmas, doutrinas, contos, lendas ou mitos. Ponha todas as coisas à prova, sempre compare suas idéias com os fatos, e esteja disposto a descartar mesmo a crença mais cara se ela não se adequar a eles. QUESTIONE TUDO”

  • Livre Pensador:

    Para o JORGINHO “birrento” ”

    Nos bastidores da História

    De onde viemos? Criação de um Deus, de outro planeta o produto da evolução das espécies ?
    Qual o papel do acaso e da necessidade na criação da vida?
    Qual o papel das milhares de religiões, crenças e deuses(as) na influência e comportamento da raça humana ?

    Devemos cultuar deuses, avatares, santos e profetas mortos do passado?
    Devemos acreditar que os acontecimentos históricos são governados por um Deus ou por outras forças místicas?

    Por que alguns historiadores acreditaram poder duvidar da existência real de um dos gigantes da História – Moisés – figura central do Antigo Testamento e sem o qual o judaísmo não existiria? Por que deveríamos acreditar que duas colunas de fogo, uma de poeira e outra de fogo, que teriam guiado os hebreus durante quarenta anos pelo deserto? É difícil de acreditar no personagem que originou uma lenda (às vezes plausível ou duvidosa e inverossímil) que os historiadores chegaram à conclusão que tudo não passou de um mito, pondo em dúvida a existência da biografia dele e de Jesus Cristo.
    Por que transformaram homens tenazes que existiram em mágicos, milagreiros e ilusionistas? No fundo, é essa a motivação de toda a História; a busca da verdade carnal e material dos homens e dos acontecimentos.

    Conseqüentemente, quando acreditamos que as Escrituras são a palavra de Deus, sem ter recebido qualquer revelação imediata do próprio Deus, o objeto de nossa crença, fé e confiança é a igreja, cuja palavra aceitamos e à qual aquiescemos. Aqueles que acreditam naquilo que um profeta lhes diz em nome de Deus aceitam a palavra do profeta, honram-no e nele confiam e crêem, aceitando a verdade do que ele diz, quer se trate de um verdadeiro ou de um falso profeta.
    O mesmo se passa também com a outra História. Se eu não acreditasse em tudo o que foi escrito pelos historiadores sobre os fatos gloriosos de Alexandre ou de César, não creio que o fantasma de Alexandre ou de César tivesse qualquer motivo justo para ofender-se nem ninguém a não ser o historiador. Se Tito Lívio afirma que uma vez os deuses fizeram uma vaca falar, e não acreditarmos, não estamos com isso retirando a nossa confiança a Deus, mas a Tito Lívio.
    Grandes civilizações se autodestruíram, porque todas incluindo a nossa, cresceram em profundo desequilíbrio. Elas desenvolveram grandes tecnologias, mas esqueceram que mesmo o maior progresso tecnológico não irá tornar o ser humano mais extático, mais repleto de paz, mais amoroso, mais compassivo. A consciência do ser humano não cresceu na mesma velocidade que seu progresso científico, e essa foi a causa pela qual todas as velhas civilizações se suicidaram. Não havia causa externa ou perigo externo; o inimigo estava dentro do ser humano. Ele criou máquinas, mas permaneceu muito retardado, inconsciente,summetido a dogmas e doutrinas, quase adormecido, e é muito perigoso dar tanto poder a governantes aliados aos religiosos, que buscam o poder, o domínio sobre as pessoas e inconscientes.

    Foi-se o tempo em que interpretar e estudar história significava buscar o conhecimento de quadros acabados. Pelo contrário, há muito se enfatiza que estudar história significa, essencialmente, olhar o passado com base nos problemas e indagações que nos são postos pelo presente. É evidente que isso deve ser feito com o devido cuidado, para compreendermos as características de outros tempos e espaços em sua especificidade sem as reduzir à nossa visão de mundo. Precisamos considerar que a ênfase recai no olhar sobre o passado, ou seja, no ponto de vista em relação ao que já passou. Esse enfoque, entretanto, é um ato que se faz no presente, por pessoas vivas, atuantes, como pessoas são diferentes (em termos de origem, formação cultural, classe social e religião, por exemplo). Diversos são seus pontos de vista, tornando toda história moderna, mesmo que a “religião” tenha chegado “antes” da ciência.

    Ao mesmo tempo em que existe essa pluralidade de pontos de vista, múltiplas são as “vozes” que nos falam do passado. Essas “vozes”, ou melhor, essas fontes de informações, estão nos discursos, falas e escritos do passado, mas também em monumentos, obras literárias, pinturas e obras de arte. Portanto, para aprender as múltiplas “vozes” do passado, cabe definir um enfoque, sem deixar de apontar a existência de outros.

    Esse nosso olhar sobre a História se faz obrigatoriamente sobre uma “realidade” que efetivamente existiu, sobre situações concretas das quais não podemos escapar, embora não possamos reconstituí-las como realmente foram. Como leitores, é preciso não apenas analisar essa “realidade”, que nos chega de forma fragmentada e interpretada por diferentes sujeitos no passado, mas também desvendar outros pontos de vista à luz da pesquisa e ciência e a forma como eles muitas vezes reconstroem o passado, segundo este ou aquele interesse.
    É preciso considerar que, ao longo da História da Humanidade, muitas vezes, determinados grupos sociais se apoderaram dos destinos de uma coletividade e passaram a escrever a história, utilizando-a para encobrir mecanismos de funcionamento social, que envolveram desigualdades e muitas contradições. Podemos dizer que a história é composta por uma série de disputas entre grupos sociais e suas formas de compreender e de explicar o mundo.

    Quando um grupo chega ao poder e coloca em prática o seu projeto, uma de suas primeiras atitudes é procurar justificar, no campo das idéias, o seu poder. Mesmo para justificar o seu projeto, são utilizados instrumentos, tais como a religião. A colonização da América, por exemplo, baseou-se no principio aristotélico de que alguns humanos nasceram para a liberdade , enquanto outros para os grilhões da escravidão. Com a dicotomia corpo x alma, expressa na filosofia de Platão e tão em voga na cristandade européia, a justificativa colonialista se encorajara na idéia de que os índios não possuíam alma, então entendida como instância superior e divina do ser humano, o que os tornava objetos a serem domados pelos ditos civilizados, possuidores, por natureza, da liberdade das almas brancas. Nesse momento, entra o passado e a forma de contar e explicar os eventos que aconteceram.
    Estar no poder implica para o grupo “vencedor” ter acesso à maior parte dos recursos humanos com que conta a sociedade (religião, sistema de educação, funcionários, intelectuais) e a possibilidade de influenciar – incentivando, desestimulando e até proibindo o que as pessoas falam e escrevem e pensam. Por exemplo : Index dos livros proibidos.

    Isso não quer dizer que os outros grupos, os “derrotados”, não possam contar o passado a seu modo, do seu ponto de vista. Ocorre, no entanto, que essa visão quase sempre é escamoteada, adulterada, ficando numa posição secundária, e pode, aos poucos, ser esquecida, se não dispuser de meios (geralmente controlados pelos “vencedores”, como a escrita ou outras formas de transmitir informações para as gerações seguintes) para se perpetuar.

    É preciso considerar que os “vencedores” não são sempre os mesmos e nas guerras todos são perdedores. Na França revolucionária, por exemplo até 1789, a aristocracia foi o grupo dominante e explicava o mundo e a história a seu modo, embora existissem visões divergentes, caso dos filósofos iluministas e humanistas. Os Ilumistas do século 18, pensaram que tinham vencido, as crendices e o obscurantismo religioso, mas não foi bem assim. Continuamos a viver a história que pensávamos que era a que tinha vencido. Na América, também encontramos exemplos, o dos indígenas , cuja pretensão básica era sobreviver e manter seu estilo de vida livre anterior à chegada dos europeus. Os colonizadores europeus saíram “vencedores” e contaram a “história” do seu ponto de vista e, até há pouco tempo, em decorrência dessa visão, era comum considerar os nativos indígenas preguiçosos, inferiores, traiçoeiros. Quem estava certo? Os que viviam , num mundo sem malícias (embora guerreiros), sem pecados ou desejo consumista ou os colonizadores e exploradores que vieram para dizer a eles como deviam pensar ? Quem “ganhou” realmente ? Assim, não se trata apenas de separar a “realidade” e suas “representações”, mas de analisar e questionar as diferentes formas pelas quais o “real” é representado.

    A história também nos mostra e diz que, que estar no governo e ter sido eleito para exercer o poder, nem sempre são a mesma coisa. Dois exemplos: No Vaticano , o eleito é o Papa , mas quem comanda é a Opus Dei. Nos EUA, o Presidente era o Bush, e o seu vice Dick Cheney dizem muitos que é o seu superior hierárquico, mas que manda junto com os fundamentalistas religiosos, o capital financeiro, companhias de exploração de petróleo e as industrias poderosas de armamentos. Exemplo do vínculo capital com poder nos EUA, é a recusa a assinar o Protocolo de Kyoto. São essas que ditam o seu comportamento, para gastar 3 trilhões de dólares e destruir milhares de vidas, e levar a própria nação à ruína, como na Guerra no Oriente Médio, para matar os talibãs e xiitas no Afeganistão e Iraque e conter as provocações dos fundamentalistas iraquianos, após o atentado de 11 de setembro de 2001, às Tôrres Gêmeas do World Trade Center.
    Enquanto isso bilhões são perdidos com a quebra do sistema financeiro com reflexos no mundo inteiro. Milhares de famílias são vítimas e 40% dos americanos, 2 milhões perderam suas casas para os credores do sistema imobiliário e vivem agora nas ruas, em casas de parentes e seus veículos. A tragédia atingiu duramente também as crianças que estão sem escolas por não terem endereço fixo. Quando o Presidente afirma que sempre se aconselha na política interna e externa, com o Todo – Poderoso, não é a Deus que ele se refere especificamente. Quando usou a palavra “cruzada” para lançar a guerra contra o terrorismo, também se alia aos “deu$ses” dos que tem os mesmos interesses fundamentalistas bíblicos e financeiros. Cheney o vice de Bush foi executivo da Halliburton e mantém ligação com a superempresa, que ganhou boa parte dos contratos sem licitação por influência política óbvia de Cheney, para reconstruir o Iraque depois da invasão americana.

    Estamos hoje em contato com grandes quantidades de informações, com discursos diversos que, se , por um lado, nos oferecem múltiplas possibilidades de aprendizado do presente, por outro lado, devido a seu caráter fragmentário, dificultam a elaboração de um quadro geral, articulado, da realidade em que vivemos. Nesse contexto, a História pode nos servir de referência, de guia, fazendo as distinções entre os tempos colaborando com o processo de compreensão do mundo. Ajuda a analisar o que foi aceito no passado, trazido pelos textos bíblicos de 1600 anos atrás, se ainda podem ou não, servir para o presente mundo globalizado, pré-requisito para o exercício da cidadania.
    Infelizmente ainda hoje, muitas pessoas ainda acreditam que os acontecimentos históricos são governados por Deus ou por forças místicas, ou de que eles se ocupam do mundo e de cada um de nós.

    Nosso conhecimento a respeito deste mundo não tem somente valor acadêmico: quanto mais sabemos, mais devemos acreditar na igualdade dos homens, pois a diferença entre os indivíduos mais inteligentes e os mais ignorantes é modesta comparada com tudo aquilo que se desconhece.

    É extremamente difícil analisar todos as implicações da História no contexto atual com calma e precisão, porque é obrigado a ser ator bem como espectador da história de sua própria geração. Como Napoleão disse certa vez:

    “O que é história, senão uma fábula sobre a qual todos concordam?”

    As culturas mudam, e as sensibilidades as seguem. Tornou-se difícil para nós Ateus e Livres Pensadores, Céticos e Racionalistas, depois de três mil e quinhentos anos, acreditar em dragões, fadas, duendes e literalmente na fragilidade de argumentos dos Livros Sagrados (que se contradizem em seus argumentos), fruto muito mais de talento poético dos autores do que a realidade.

    “Deus é um ser mágico que veio do nada
    criou o Universo e tortura eternamente aqueles que não acreditam nele, porque os ama”

    Steve Knight

    • Jorginho -” Amado pelos ateistas”:

      Resp. ao “Livre pensador”:
      Concordo com quase tudo que disse…
      Embora, quanto aos tocantes científicos, às análises são mais rigorosas que “grandes histórias” contadas por historiadores, que de certa forma, comia nos mesmos pratos dado ao poderio… e, cuja cultura do povo se resumia em cegas obediências, como é também nos presentes dias. Essas histórias pode-se-ia facilmente ser manipuladas. E,cuja contradição torna-se difícil de comprovação.

      Concordo contigo com concessões imperial criadas por organizações políticas/religiosas sobre domínios que se misturam entre si, ficando difícil dizer que tem maior poder sobre a massa dos povos.
      É fato que sempre houve exageros… e como não bastasse, muitos matam e morrem em “nome de D-us”, quando na verdade, estão mesmo satisfazendo seus egos ou seus respectivos líderes, seja políticos ou mesmo religiosos.

      Voltando aquilo tão pouco que sabemos sobre a vida: Todos nossos conhecimentos (como vc mesmo disse), se resume não saber muito além que os ditos “anêmicos mentais”… Pois, o melhor conhecimento não pode afirmar absolutamente nada que fosse conclusivo na esfera do existencialismo. Embora (atualmente), quem parece dar as cartas é a gloriosa ciência por parte de governos e alguns pretensiosos, afim de ganhar a mídia e claro, o tão desejado Nobel… que por sinal tem moldado pobres mentes e acelerando o consumismo desnecessário e desenfreado. O mundo atual, acha que D-us, Criador, Design é coisa criada para preencher nossos vazios… coisa essa da Nova Era, parecendo trazer-nos alguma luz e esperança… no amanhã sem Deus, invisível e indetectável. Hoje a ciência parece ganhar terreno pelo simples motivos de parecer ter resposta para quase tudo. O que considero um grande erro. Pois, ela (ciência) também busca resposta e eternidade não tão diferente quantos os religiosos.
      Em resumo: Não é a ciência ou religião e ainda menos o ateismos, que trará resposta sólidas ao tão misterioso mundo que vivemos. Imagino que nem a quântica pode explicar às origens para tudo que existe! Como explicar o existecialismo de forma absoluta, que tudo tenha se formado por uma força misterios; sem origem e sem dimensão?
      Ela ( ciência) tem buscado resposta… e continuará buscando e morreremos buscando. Pois em nenhum momento a ciência nos garante certeza que a teremos.

      Quando falo Criador, Design, Arquiteto; refiro a razão que “nada pode existir por si… ao menos nessa dimensão.
      Toda força deve, por obrigatoriedade, exigir origem…E essa força não poderia ter nascido sem uma razão.

      O modelos da vida não poderia ter sido originado pelo caos… Nenhum julgamento poderia dá mérito ao acaso.
      Atrevo dizer que Isso é anticientífico como vós supõe ser os religiosos.

  • Ateu III:

    O pior cego é aquele que não quer ver. O pior jorginho é aquele que não quer compreender.

    Você não quer respostas, você não quer aceitar o grau de racionalidade, sentido e sobriedade das argumentações aqui postas, principalmente as do Oiced Mocam. Aceitar que as respostas dele destilam sentido e razão seria um atentado a sua vaidade. É pura birra. Você é um birrento. Você é um fanático e a maior das provas não seria suficiente para convencê-lo. Você não quer usar a razão porque você tem uma profunda necessidade de acreditar. Assim são os crentes.

    A ciência não é absoluta, mas as leis da natureza são. Nada escapa a elas. Nada está fora do natural. Não há possibilidade da existência do sobrenatural. É tão obvio!
    Uma das belezas da ciência é não ser absoluta, diferente das religiões que se acham absolutas.

    Não, os ateus não estão sozinhos. Crescemos a cada dia mais e mais. As pessoas estão começando a usar o cérebro e deixar a pajelânça de lado. No futuro os “pajés” é que serão raros.

    Deixo pra você um link para repensar seus conceitos:

    A prisão lógica:

    https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=sites&srcid=ZGVmYXVsdGRvbWFpbnxqYWlyb2JpZ2JyYWlufGd4OjVkYjY4YjY5OTVkYWUyYTU

  • Jorginho -“queridinho dos ateus”:

    “…o blog do Oiced é fantástico. Coloca qualquer argumentação dos crentes de quatro e enterra sem vaselina.
    Huahuahauahuahauahuahauhauahau!“

    Ateu3, vc é uma vergonha para classe ateísta!
    Acorda mané!!!
    O cara falou,argumentou e, qt a mim; não respondeu nada que a ciência viesse assinar!
    História é história meu caro!
    Na verdade e história volta e meia é refeita… e a ciência não absoluta; sempre estar sofrendo retoques!
    Cada um conta de sua maneira ou vc acredita em tudo que ler?
    Vcs estão sozinhos… Lamento, mas vossos argumentos sem pé e raiz, nem vossas amada ciência podeis assinar em vosso favor!
    Acorda! Pelo que vejo, o único de 4 por aqui é vc!
    …Que por sinal, anda muito sujo!
    (Cansei de dá ibope a doído!!!)

  • Ateu III:

    Aos crentes em fúria perdedora, segue o artigo do J.A. chamado “A prisão lógica”:

    https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=sites&srcid=ZGVmYXVsdGRvbWFpbnxqYWlyb2JpZ2JyYWlufGd4OjVkYjY4YjY5OTVkYWUyYTU

    Um pouco de sabedoria pra vocês, crentes. Vocês vão precisar estar preparados para o ser humano do futuro.

  • Ateu III:

    Antônio Leite, o blog do Oiced é fantástico. Coloca qualquer argumentação dos crentes de quatro e enterra sem vaselina. Huahuahauahuahauahuahauhauahau! Com certeza os aqui crentes ficaram com a ferida aberta depois desse debate maravilhoso. É um pequeno passo para a humanidade e um gigantesco salto para o ateísmo! Vida longa aos seres que pensam, logo evoluem! Huahuahauhauahuahuahauhauahuahauhauhauhauahuahuahauhauhauahuah!

  • Jorginho -“Queridinho dos ateus”:

    …Pois é, se não podem provar a existência de D-us, então Ele não existe! Mas, peço que responda:

    Qual é a tese científica que explique às origens e leis sem usar um Mentor nos finalmente?
    Poderia o “Vazio” ter sido o Auto-Criador e, Dele, todas as coisas se fez?
    Contudo, para que exista vazio deve existir algo que ele passa ocupar.
    O vazio só é vazio se consideramos espaço ou dimensão.
    Antes do vazio, havia algo (dimensão) para que fosse criado vazio(ausência). Mas, Que “Coisa” essa, capaz de dimensionar leis/forças/energia nelas não havendo contradição e nem enfraquecimento? Tudo parecendo ser renovável infinitamente?
    Quem pode responder Onde inicia o Universo…e/ou onde termina? Ou Ainda, se ele é infinito e infinito tem unidades?

    Para pensar:

    Se o Universo (Conhecido) diz ter 13,77777777…..Bilhões de anos e que o Caos, “ordenou” vidas…que ramificasse aos finalmente os “Primos-Chicos” ( que continuam sendo chicos) e, ainda, num período quase paralelo viesse descendência humanos extremamente racionais; porque Não poderia (com toda idade do Universo) sermos originados por Civilizações muito mais poderosa e que tenha nos deixados por experiência… para alguma finalidade… Onde, nós pobres mortais, indagamos como criança: Ei! Sou feito de átomos que é formado de energia !!! Outro responde: – “Isso mesmo… Além de energia, somos espírito!”
    – Quê!?? Prove que existe espírito?

    (Alguém responde)– “Mal conhecemos átomos/energia e vc vem pedir explicação o que é o Espírito!?”

    Matéria explica matéria. Energia explica energia e espírito, afirmo que me sinto no mais profundo do meu ser. Posso falar (como aqueles que tiveram experiências) pois, só quem viu e sentiu sabe que eles existem!

    A manifestação espiritual é rara e não está sujeita a conceitos físicos diretamente. Raramente se manifestam… Embora, muitos puderam constatar fenômenos… Até então inexplicável pela ciência.
    …e não estão sujeitos a metodologias científicas… Como esperam muitos.

    Continuando o delírio do ateísmo:

    Que é o “Princípio” e Quem o originou?
    Então o ateu diz: “Quem é D-us e quem originou D-us?

    Diga-me quantos anos Ele tem (caso aceite por um momento sua existência) e responderei o que Ele é poderá fazer!

    Ora pois, nós que somos meramente “conjuntos moleculares” em torno de trocentos bilhões de anos, vivendo nesse planeta…e bem mais tarde evoluímos a “bicho pensante”. Digo que em pouco tempo de ciência, fizemos grandes progressos… Uma ciência não mais que alguns mil anos, cuja sua modernidade não passa de 150anos… e, em pouco tempo fizemos coisas capaz de deixar muitos de boca aberta e, podemos dizer que estamos apenas engatinhando… Somos como “deuses mortais”, não passando muito de 100anos. Então, Por que(“Eles”) não nos poderia ter deixado nessa dimensão por experiência e por alguma razão?

    Em suma, É muita Prepotência dizer que Não existe um Mentor porque crêem que ELE Não existe… Preferindo dá mérito ao Nada/Caos, Algo sem pé,sem cabeça. Cuja sabedoria dada ilógica e não é suficiente ( nem de longe) para explicar às origens do existencialismo!

    Se D-us não existe, então o Universo nunca será explicado… Pois, sem ele, nada será suficiente para encaixar a razão do existencialismo. Somos mesmo algo vazio que não teria nenhuma razão para a existência.
    O Universo seria ilógico, não existiria dimensões e muito menos paralelos. Em outras palavras: Eu não existo, vc não existe… Nada não existe…
    Tudo é vazio… E tudo é faz de conta.
    Morrer não tem sentido, se nem mesmo existir, existimos!
    Imaginamos ser o que imaginamos… Pois, tudo se resume em energia sem origem… Somos vítimas do inexplicável.
    Perdemos o que não tínhamos(vida). Essa, lamento; é mesmo algo que não se pode ver… Assim,resumindo: não somos nem mesmo um amontoado de átomos que teima achar ser algo físico e racional.
    Explique-me esses e outros mistérios e (prometo)calar se me explicar até o fim.

    Como diz os irmãos: – vou ficar rezando por isso!

  • Jorginho -“Queridinho dos ateus”:

    Pare de sonhar meu caro!
    Não confie em cegos!

  • Jorginho -“Queridinho dos ateus”:

    O puxa saquismos é tanto que os ateus fanáticos desejam provar a não existência de D-us com a ingenuidade que, acabando com as religiões; acabaria com o Grande Mentor! Isso é fé cega e “gnorância” pura, pior que muitos religiosos!
    Fala sério,ateus…agem como aquele que diz: “Fecharei os olhos e por isso me tornarei invisível!!!
    Pare de bla-bla-bla e mostre-me os fundamentos das origens!
    Ou vai dizer que tudo nasceu do nada e que o nada nasceu por si?
    Fala sério pessoal!!!
    Estamos isolado nessa dimensão por algum motivo…
    E isso não nos foi dado conhecer.
    Para mim, essa conversa já deu o que tinha…
    Bandos de fanáticos!

  • ex-Ateu:

    acho sensacional o quanto os ateus se sentem donos da verdade por acreditar que o amor pode ser calculado ou decifrado em fomulas quimicas hueheuheuhe bando de hipocrita q ao sentir o amor por um filho, mae, pai, parente, mulher etc nao param para pensar (se eh q fazem isso mesmo) de onde vem os sentimentos ou o amor. de uma formula quimica? dos numeros? me expliquem os sentimentos, vem do cerebro? nao! o amor transcende esse pano fisico q nos vivemos e nao venham com conversinha mole e mimimi de q isso nao existe. enquanto vcs ficam com essa baboseira toda de ateismo e q nunca provou nada, absolutamente nada da inexistencia de deus, quando colocam a cabeca no travesseiro para dormir devem ficar se indagando sobre muitas coisas q sua ciencia de merda e mentirosa nao explica, ciencia de verdade eh valida mas ciencia para tentar destruir a verdade suprema nunca vingara. a cada passo q a ciencia da para tentar desmentir deus e sua forca mais me faz acreditar nele. se libertem dessa alienacao limitadora do sentidos, vcs estao presos a este mundo fragil e limitado em suas explicacoes, tenham coragem de sair dele e assumir de vez o q sentem realemnte, fantoches hipocritas

  • Ateu III:

    Oiced Mocam. Estou torcendo para que um dia escreva um livro. Já que se despede agradeço pelo aprendizado proporcionado por você. Se o debate fosse uma luta de gladiadores você os teria vencido com apenas um dedo. Boa viagem e feliz carro zero.

    • Antonio Leite:

      Pois é, Ateu III, o Oiced se foi mas pode ser encontrado lá no blog dele. Acho que o forum se esvaziou também porque o tema foi muito pontual: Campanha Ateísta sofre “perseguição”. Se fosse mais aberto, como por exemplo: As religiões levam a Deus?(supondo que exista); ou O Cristianismo leva a Deus (idem); O que é melhor, o Ateismo ou o Teísmo?…
      Algo assim.
      Outro fator que também pode ter contribuido para o esvaziamento foi a pouca conexão das argumentações com o respeito a fontes históricas fidedignas, o pouco esforço em afirmar com provas, o dogmatismo e, principalmente, o sentar-se sobre o paradígma e dizer: “daqui não saio, daqui ninguém me tira”. Esse “muro” do paradígma que a má educação informal e formal cria, que as religiões criam, que os costumes e práticas sociais criam, torna impossível para muitos o olhar para além, ou por cima…(do muro). Enxergar esse fato é uma tarefa às vezes impossível quando nem ao menos nos damos conta dele! Digo isso porque só muito tardiamente consegui — sob choque — entendê-lo. As diversas formas de manipulação da mente causam um estrago na abertura para o entendimento direto e claro das coisas como elas são.
      Temos que suar a camisa e sair da preguiça — se quisermos entender o mundo real e não as projeções que nos ensinaram a fazer.

  • Lucio Soares:

    DEUS VIVE E NÃO HÁ CIÊNCIA QUE IMPEÇA ISTO OU MUDE ESTA REALIDADE!!!

    • Ateu III:

      Improvável!

  • Doutor das Religiões:

    Ronaldo!

  • serico115:

    João Paulo!
    Respeito suas posturas que tem o direito de as ter, e daí nada de mal poderá vir ao mundo.
    Também nada tenho que lhe queira tentar demover. Tudo bem.
    Mas o que me deixa mais estupefacto é o tipo de afirmações incontestáveis em que firmam vossas convicções!!!!!!!!
    …biblia não é fidedígna …

    E onde você vai buscar a fidedignidade????
    Para além de suas convicções nada mais de firmemente bem suportado consegue apresentar……………………..

    …ela é nosso único guia e unico livro que pode nos revelar quem é Deus e seus desejos…
    Porque ela e não outro manual islamita… judeísta… ou quais quer outros, que ao fim e ao cabo assentam também apenas e somente em convicções…

    Não faço este comentário com o mínimo intuito de o demover de suas convicções, mas tão somente porque me faz uma confusão terrível, não conseguirem se desenvencilhar dessa teia circunscrita que vos limita tão fortemente…
    Mas tudo bem, seja feliz você e todos que partilham vossos ideais…

  • joao Paulo:

    A morte é a condição da incosciencia não se vive em outro lugar não tem como destino o ceu, espera ate o julgamento pela decisão divina de viver novamente segundoa biblia “Os que estão vivos estão cientes que um dia morrerão mas os mortos não estão conscios de absolutamente nada” Deus é eterno se ele é relmente é poderoso pode nos proporcionar a eternidade, esta condição o torna o ser mais importante do universo, pois quem deseja um dia deixar este importante lar no qual vivemos? eu não tenho ansiedade de viver eternamente mas estou ciente do poder divino com relação ao meu futuro, afinal quem servira a um Deus que não pode restabelecer a vida novamente?

  • joao Paulo:

    Se a biblia não é fidedígna ou estamos todos condenados ou estamos todos salvos e não pode haver meio termo, porque ela é nosso único guia e unico livro que pode nos revelar quem é Deus e seus desejos.Se me disser que nem todos alcançam o entendimento pleno mais facil digerir.

  • joao Paulo:

    Oiced Mocam, é inútil esse seu diálogo repetitivo, que retrata apenas a bronca que alguem reflete de algo que o imcomoda por achar que descobriu a pura verdade e o resto é cego e burro, imaginando que todo mundo é governado pelo pastor apenas ele é o guia, se vc fosse notoriamente alguem com QI dígno de total respeito, eu até me calaria, mas os furos de conhecimento até aqui explanado, deixa claro a sua bronca que nada tem a ver com amostra de um realidade a se pensar, ja afirmei e sustento que ciencias e nem bons intelectuais conseguirá enfiar guela a baixo de ninguem as suas idéias furadas sem nexo disfarçado de sabedoria, se eu trilhar o mesmo caminho que vc, as minhas dúvidas ficam ainda maiores do que esta agora, então cala a sua boca ou traga algo mais paupável do que essa ciranda cirandinha que vc ja viciou, essa sim eu digo que é o seu ópio que te fez acabeça legal, há se preucupe não, cada qual tem exatamente aquilo que esta plantando toda a sua vida, foi isso que me fez entender as razões pela qual Deus esmiuçará aquele que o afronta, antes eu tentava entender como conciliar Deus a justiça e a execução de uma centença certa tendo ao mesmo tempo amor por todos, visto que os humanos pecam pra caramba, mas os que são dígnos de perdão realmente o alcança, os que escolhem o seu destino dígno dele ele é ,Então Deus não tem sangue nas mãos e sim a consciencia de uma limpesa nescessária, para que os de bem prospere é preciso separar o que presta daquilo que pra nada serve, neste caso a soberania tem de liderar, os que são contra, se forem misturados afrontará Deus e o novo sistema aqui na terra causando sempre desequilibrio, para não haver algo assim no futuro é preciso colocar um termo. vejo que nenhum humano terreno é dígno da misericórdia, porém aquele que acha que pode alcançar se esforça pra isso os que não sofre as consequencias e pronto, é assim deste jeito “Aquilo que semear é o que tambem seifará” seus diálogos nada mais é que um pirraça infantil, dado a pouca informção contida nela e apoiada apenas em um site de pessoa vazias assim como vc de qualquer coisa que sirva. SITE DEUS EXISTE?

  • Ana:

    É… esse assunto tem pano pra manga, mas por favor esse espaço é pra fazer um comentário, não pra escrever um livro se v. não crê não vai convencer com palavras quem crê e vice-versa.

  • Vera:

    Não há argumentos que refute a minha fé e a verdade em cristo, pois a prova maior está dentro de mim e na sintonia que tenho com ele. A resposta virá com o tempo e em seu devido momento, espero que até lá alguns se libertem da alienação pseudo-científica e deixe o senhor guiar seus passos para a verdade absoluta. Fiquem com DEUS!

  • Jorginho:

    Ah! Parabéns. Vc Oiced é o comentarista número 1000!
    Me contento ser o número 1001!(rs)
    Meus cumprimentos a todos presentes e aos que passaram por aqui deixando suas idéias e conceitos.
    Parabéns ao Hs que tem nos tolerado e, sucesso pessoal!

  • Jorginho:

    Caro Oiced, concordo em parte contigo ao tocante às religiões.

    Terei o prazer de encerrar esse tópico de forma racional e espero que possamos fazer isso de forma bem clara.

    Devemos entender que não há outra explicação sensata que indicar um princípio para tudo que existe.
    Afinal, é sabido que tudo tem que ter origem e a própria Ciência exige essa postura.

    Ando sem tempo, mas espero que possa encerrar esse tema(ao menos por enquanto) de forma racional e equilibrada.

    Afinal a verdade é mesmo como cristal, tendo muitas faces;podemos vê-lo de vários ângulos.

    Não podemos resumir ou finalizar dizendo que a religião é um indicativo que não existe um Design para todo existencialismo… Mesmo porque, isso não tem sentido.
    Considerando o fato, Ele é independente de qualquer uma delas.

    Acho mesmo que estamos limitados nessa dimensão por algum motivo e ainda não nos foi dado o saber.
    Espero que cheguemos aos finalmente, esquecendo todos os conceitos religiosos e partimos para o final cujo princípio seja:

    Existe infinito ou simplesmente usa-se esse termo para explicar além do que podemos conceber?

    O Universo teve origem e o sistema mostra altamente inteligente, ordens(leis) e formas altamente complexa como é a vida. Portanto, que explicação pode-se dá para tais fatos?

    O “nada” é outra coisa como dita o “infinito”, ou “nada” existe mesmo?

    Do caos é possível surgir ordens se antes não existisse leis?

    Se não podemos definir o existencialismo como princípio, então nos resta dizer que nada é normal e que, tudo que podemos observar e sentir é mesmo uma mera ilusão crescente e,tudo se acaba quando não mais existirmos.

    Pois nesse raciocínio, somos mesmo um amontoado de átomos pensando existir, quando tudo não passa de faz de conta.

    Não vejo outra opção que não seja essa ou, que estamos sim presos e nada sabemos do “Antes”, porque não nos foi dado saber.

    Acredito que até o fim de semana eu possa concluir meus conceitos e “ouvir” os seus de forma que possamos, sobretudo, reconhecer que nada sabemos.

    E que apesar dos pesares, somos todos criados de forma espetacular; originados de uma fonte poderosa e de supra inteligência… Que para alguns é mesmo um produto do caos… Sem princípio, meio e fim!
    Então, entraremos em loop…
    Voltando onde começamos… o que é muito estressante e grande perda de tempo.

    Por fim, não sou intolerante com os ateus…
    Até aceito a idéia de pensarmos diferente e como sinal positivo, possa clarear a mente de muitos que “amarram” com a forca de muitas igrejas.
    Vejo isso de forma positiva.
    De qualquer maneira permeneço na minha fé… cuja a mesma vc pode ter uma idéia.
    Por isso acho muito relavante o teísmo que o ateismo, com todo respeito.

    Abraço

  • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

    Sobre os MANDAMENTOS: Parte IV (04.08.2011)
    Resposta para Jorginho “Jorginho, que comentou: – …Aponte para mim onde que os 10 mandamentos não são justos.”

    Para começar, não há registro arqueológico ou histórico da existência de MOISÉS ou dos fatos descritos no Êxodo. Também não havia um local chamado Monte Sinai, onde Moisés teria recebido os Dez Mandamentos.

    Sua localização no Egito, foi escolhida entre os séculos IV e VI d.C., por monges cristãos bizantinos, porque ele oferecia uma bela vista. Os textos são lendas com inúmeras incongruências culturais e geográficas entre o texto e a realidade. Seu túmulo nunca foi encontrado.

    Resp. O que vc pode dizer sobre o papiro de Ipuwer?
    http://www.ufrgs.br/museudetopografia/Artigos/O_Exodo.pdf

    Caro Oiced, vc poderia enviar o link desses docs. de forma oficial que anula todos conceitos da estadia dos povos hebreus?
    Além disso a arqueologia/paleontologia sabe tanto do Egito Como Sabe sobre suas Pirâmides e Que Engenharia usaram para tais construções!
    O que sabem sobre as construções e civilizações antiguíssimas espalhadas pela Terra?

    Sobre os achados da arqueologia bíblica,vc encontra muitas coisas.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Arqueologia_b%C3%ADblica#cite_note-44

    O que os Egípcios escreveram sobre outros povos que não tivesse algum interesse sobre eles? Veja um exemplo: http://pt.wikipedia.org/wiki/Estela_de_Merenptah
    Quais foram os fracasso que o Egito escreveu sobre eles?

    Pelo que sei, o povo ou nação Israelenses sempre foram tradicionalistas (conservadores) e sempre levaram a sério seus conceitos religiosos.
    A própria Bíblia (apesar de não ser aceita como argumento nesse caso) ela nos apresenta um povo que sempre praticou sua religião de forma rigorosa… Dias atrás vc os criticou por “terem executados alguns” em zelo à sua religião e estatutos.

    Subtendido, passemos considerar um povo com zelo e nesse caso sempre carregaram seus ensinos de forma responsável e tradicional.

    Como ponto ilustrativo, pode observar as culturas dos Africanos, quando foram escravizados… Consigo vieram seus costumes e também seus rituais.

    Falar de religiões é algo complexo quando posto defronte da razão e a fé.

    Sejamos sinceros para admitirmos que a religião é tão antiga quanto à humanidade e nem tudo está registrado e quando muito; não devemos levar como a mais absoluta verdade.

    A humanidade sempre buscou sentido no “eu” do seu existencialismo e uma nação sempre quis mostrar superior outras.

    Doravante:
    Devemos lembrar que a maioria dos povos da antiguidade era politeísta. A idéia Messiânica foi divulgada pelos profetas. Apontava a vinda do Messias, um enviado de D-us para conduzir a humanidade à salvação eterna. Como é sabido, o povo Israelita não aceita o Cristo (Messias) como tal salvador. Acredita que o verdadeiro Messias ainda não veio. Outra questão que deve ser considerada é que os Israelitas foram para cativeiro por diversas vezes e, estavam sobre a influência de diversas culturas… A bíblia expressa que foram a cativeiro em punição suas transgressões…

    Podemos também imaginar quem interessaria escrever a história de seu povo que não fosse eles mesmos… E, por ser monoteísta, devem receber menos crédito?

    Quem tiver tempo ou curiosidade para saber um pouco mais, veja link’s:
    http://www.historiamais.com/hebreus.htm

    “…O uso da arqueologia forneceu importantes dados nos últimos anos, inclusive ajudando a contextualizar os documentos bíblicos”.
    Mas vamos raciocinar os mandamentos e suas origens:
    = Os 10 mandamentos de D-us para com a humanidade, Não são justos (?) =

    Em Ezequiel 20: 22- 25 Mas contive a minha mão, e o fiz por amor do meu nome, para que não fosse profanado perante os olhos dos gentios, à vista dos quais os fiz sair.

    Também levantei a minha mão para eles no deserto, para os espalhar entre os gentios, e os derramar pelas terras,
    Porque não executaram os meus juízos, e rejeitaram os meus estatutos, e profanaram os meus sábados, e os seus olhos iam após os ídolos de seus pais.
    Por isso também lhes dei estatutos que não eram bons, juízos pelos quais não haviam de viver;

    Mas os 10 mandamento está na raiz da personalidade de Deus com o homem.
    Vamos analisar todos eles:
    Êxodo 20:
    1 – Então falou Deus todas estas palavras, dizendo: Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.

    Não terás outros deuses diante de mim.
    Resp. Motivo óbvio. (Não há Deus além de mim).

    2 – Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam, e uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos.

    Resp. Não preste adoração pagã. “ … Sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade…

    3 – Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente aquele que tomar o seu nome em vão.

    Resp. Justificável. Pois quem gostaria de ser chamado e ao ir, simplesmente alguém diz” Não é nada não!”. Que gostaria de seu nome fosse anunciado sem um motivo?

    4 – Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho; mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou; por isso o Senhor abençoou o dia do sábado, e o santificou.

    Resp. Lembra-te do sábado… e tenha –o como santo. Lembre-se do repouso e a busca espiritual.

    5 – Honra teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá.

    Resp. Os genitores devem ser honrados e nada mais justo que honrá-los.

    6 – Não matarás.

    Resp. Obviamente, relativo ao seu próximo. Todos merecem ser julgados por um tribunal. No tempo de Moisés, os julgamentos eram extremos. Era o tempo de “dente por dente e olho por olho”. Isso moderava a população.

    7 – Não adulterarás.
    Resp. Adulteração geral. Seguir a risca.

    8 – Não furtarás.
    Resp. Por si já fala.

    9 – Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.
    Resp. Seja sincero, independente da situação.

    10 – Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.

    Resp. Não cobiçar as coisas do teu próximo: Mulher, funcionários ou cousa alguma.
    Isso não significa que não possa ter algo semelhante que ele tenha.

    “A religião convenceu mesmo as pessoas de que existe um homem invisível – que mora no céu – que observa tudo o que você faz, a cada minuto de cada dia. E o homem invisível tem uma lista especial com dez coisas que ele não quer que você faça. E, se você fizer alguma destas dez coisas, ele tem um lugar especial, cheio de fogo e fumaça, e de tortura e angústia, para onde vai mandá-lo, para que você sofra e queime e sufoque e grite e chore para todo o sempre, até o fim dos tempos… Mas Ele ama você!”
    Faz sentido, não?

    Resp. Quando vc fala das leis e diz que transgredindo uma delas, já o condena ao “fogo eterno”…
    Esquece que os judeus têm, entre leis 613 estatutos… E não somente 10.
    Por outro lado, quando havia de combate, certamente não desejaria que seu povo contaminasse com paganismo… e deveria se livrar de tudo que pudessem contaminar.

    Outro fato interessante é que nem JESUS honrava pai e mãe:
    Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus. Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus.

    Resp. Do contrário, por qual motivo Ele o confessaria se não o confessasse e, da mesma forma, como o aceitaria se o tivesse rejeitado? Portanto, justo é nessa condição.

    “Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada;
    Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra;E assim os inimigos do homem serão os seus familiares.
    Resp. Isso estaria colocando que haveria discordância entre família… Um exemplo é vc que certamente discorda de alguns membros de sua família ao tocante a fé ou credo… e se vc não tem essa discordância, provavelmente todos são ateus.
    Nessa mesma tangência podemos observar que essa geração não conhece D-us e muito menos prestam “continência” seus progenitores.
    Chamar essa geração para o templo é chamá-los para guerra!
    Preferem alimentar de coisas mundanas, na expectativa que tudo acaba quando morre.

    Por isso, vivem obcecados e os comparo como frango para abate. Não é raro encontrarmos membros de família envolvidos em religiões diferentes… ás vezes tão diferentes como o candomblé, etc, além do ateísmos barato.

    Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim.

    Resp. Essa é a condição à salvação, pelo cristianismo…
    A salvação é peculiar e “aquele que não for por mim, é contra mim.
    Amar sem medida, pois provando com isso a gratidão.
    Há maior prova de amor que oferecer a vida pelo semelhante?
    Em resposta, podemos confirmar o exposto abaixo por vc:

    E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim.
    Trecho retirado de Mateus 10, 32-38.

    Quando ele diz “não vim trazer paz a terra” estava dizendo que não poderia esperar por paz, como muitos esperavam e esperam.Haveria de ter dissensões entre uns e outros. Para ser cristão é preciso (se preciso) ignorar tudo que o afastasse da fé.

    Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada;
    Mensagem um pouco raivosa para um hippie fracassado, não?
    Resp. De fato não veio trazer a paz a terra. Pois, como disse: “ Meu reino não é desse mundo… se fosse, o exército de meu pai já teria manifestado seu poder.
    Contudo, sejam forte, pois eu venci o mundo.

    A guerra é travada entre carne e espírito… E,à exemplo; eis nos aqui!

    Mas se eu devo escolher o QUE interpretar e COMO interpretar, qual a diferença entre jogar tudo isto fora, não acreditando em nada, e simplesmente criar minhas próprias regras?

    Resp. Faça como achar melhor.
    Pois se acha ser descendente de primatas e, que não passa de um depósito de átomos; isso é problema seu! Mas tentar negar um Mentor com essa conversa…Tente ao menos responder minhas indagações.

    Ou imagina que D-us está vivo só por existir religião?
    Estou Esperando Resposta Sem enrolação das Perguntas a ti Direcionada!
    Aponte para mim onde está a injustiça dos 10 mandamentos!
    “…tu acredita na Bíblia como um todo ou não acredita em nada. Escolher o que se deve acreditar é muito conveniente.
    O QUE SUBSTUIRIA A BÍBLIA COMO GUIA MORAL, por
    Robert G. INGERSOLL, leia em:
    Resp. Em resposta a vc e Robert comedor de feijão:
    Eu sempre questionei e levantei a questão que na Bíblia existe alterações feitas de formas tendenciosas… e havia propósito para isso.
    Não confirmei que nela estava a mais absoluta verdade em todos pontos… principalmente devido a política suja envolvida na história.
    Aliás, sempre apresentei que fora adulterada, mas, todavia, existem verdades nela… Principalmente às profecias de Dn, Jr, Ez, Is e Ap. … que simplesmente ignoram por achar não afetar seus propósitos. Uma vez que fala de forma alegórica.

    Oiced disse: “Polícia afirma que atirador que matou 93 pessoas na Noruega é cristão fundamentalista.

    Resp. Muito bem senhor OIced, Vamos condenar 2 bilhões de cristãos por algumas dezenas de loucos!

    Ainda está de pé minhas interrogações, caro Oiced.
    Encarregue de respondê-las sem rodeios, possível!

  • Francisco Ribeiro:

    Mateus cap. 22, vesc. 37-39.
    E JESUS disse-lhe: Amarás o SENHOR, teu DEUS, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
    Este é o primeiro e grande mandamento.
    E o segundo, semelhante a este, é: amarás o teu próximo como a ti mesmo.

    Mateus cap. 5, vesc. 8.
    Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a DEUS.

    Mateus cap. 7, vesc. 13-14.
    Os dois caminhos
    Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz á perdição, e muitos são os que entram por ela;
    E porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.

    Maravilhosa e verdadeira é a palavra de DEUS, alimento que dá vida, remédio que cura, luz para os meus olhos e calçados para os meus pés. Bom é servir ao SENHOR e viver sob a sua graça e o seu Amor. porque somos todos frutos do Amor de DEUS, por isso eu declaro, que o meu testemunho é para honra e glória do DEUS Altissimo, pela graça do nosso SENHOR JESUS CRISTO.

  • Antonio Leite:

    Já passei por algumas indagações sobre a necessidade das Religiões. Dawkins faz várias referências explicativas para a existência/necessidade das Religiões. Não parecem fruto de pesquisa muita profunda, antes boas hipóteses a serem mais aprofundadas. Recentemente li sobre a necessidade delas como fator “estruturante” da realidade social. Não consegui ainda acessar estudos mais concludentes, embasados em pesquisa séria, que mostre a verdadeira função delas. Penso que estamos caminhando rápido na direção de encontrar suas raízes de forma definitiva. Algo que possa ir além das hipóteses — mesmo sérias como parecem ser as existentes — e nos trazer mais luz sobre a facilidade com que se espalham. Recentemente publicou-se uma pesquisa com base estatística mostrando que em 20 anos(?) uns 7 países europeus (?) deixarão de ter religiões. Foi feita com base no crescente afastamento dos fiéis de suas Igrejas. Embora a pesquisa seja discutível, dados estatísticos, baseados em séries históricas têm respeitabilidade e precisam ser olhados com seriedade.
    Se puderem lançar luz – preferentemente com dados embasados – sobre esse tema, agradeço.
    Sei que a pesquisa é difícil, envolve tempo, paciência, capacidade de análise e síntese, certo domínio na busca de fontes… O que torna grande parte do que comentamos nesse site válidas expressões emocionais — projeções de nossos desejos de “ter razão”. Também faço isso inúmeras vezes no dia-a-dia: quero ter razão. Essa energia colocada no debate da busca da verdade faz com que eu me esqueça completamente dela. Creio que essa provocação carrega um pouco da minha preguiça de fazer eu mesmo tal pesquisa. Estou certo de que Oiced, Jorginho, Serico, João Paulo, Francisco Ribeiro,Lucio,Vera…estão em volta da Távola Redonda por amor à Visão. Essa Visão sem a qual nos debatemos um tanto sem rumo. Tanto o Google normal quanto o Google Acadêmico – principalmente este – nos levam para links do mundo todo em que pesquisas estão sendo realizadas, ou já o foram sobre qualquer assunto.
    Namastê

    • Jorginho:

      Ótima observação caro Antônio Leite.
      Estou aguardando o resumo do caro Oiced e demais… que creio, fecharemos no máximo Mil.
      Passando disso, é mera perda de tempo!
      Exceto que haja uma reviravolta nos conceitos físicos e espirituais.

      Abraço.

  • Jorginho:

    Pelo que parece o senhor Oiced, ainda não obteve resposta dos irmãos evangélicos.

    Oiced, Sinta a vontade para contar suas sátiras…
    Aproveite e conte algumas de ateus…enquanto ninguem se manifesta.

    Ou vamos esperar que alguns ateus venham nos revelar o grande segredo do Universo?

    Precisamos fazer algum progresso para o final do post…
    Quem será o comentarista mil?
    Ele ganhará algum prêmio? rs
    Quantas palavras foram usadas e que progresso fizemos?…
    De certo, fizemos várias tentativas e seria muita falta de senso dizer que não aprendemos nadinha.

    Senhor Oiced, gostaria que formulasse suas perguntas de forma direta para que passemos ser mais objetivo e cheguemos a um finalmente nesse tópico, ao menos.

    Espero que possa nos responder “porque não existe D-us?
    Somos órfãos desde nascimento?

    A função da vida é simplesmente nascer e morrer, como nunca tivesse existindo e por pensar assim, e por achar não haver evidência provando o contrário; o que os ateus têm para nos revelar, provando com suas convicções científicas?

    É possível estarmos “presos” nessa dimensão e por isso nada sabemos até um segundo advento ou esse troço de dimensões paralelas é mesmo conversa pra boi dormir?

    Que exemplo nos daria de que a vida foi criada ao Acaso e por qual razão tudo que vemos lá fora não deixa de ser um mundo surreal, longe de nossa realidade?

    Podemos imaginar bilhões de galáxias e Trilhões de Sóis e com esses, Planetas.
    Podemos até imaginar a expansão do Universo e acaso existe infinito?
    Se o Caos foi inteligente para criar sistemas complexos, porque não vemos sinais de vida nem mesmo nos planetas vizinhos como Lua e Marte ou, qualquer coisa que deixasse sua marca em outros sistemas?

    Qual outra obra de tamanha complexidade e inteligência poderia se dá ao acaso, além do grande feito chamado vida?
    Consideremos:
    O “Caos” precisou de massa para criar formas, mas, de onde veio essa massa/energia?
    Se as leis seguem uma ordem, como originou tais ordens?

    Espero que sejamos objetivos para que cheguemos ao consenso.

    Formule e as direcione e passarei meu ponto de vista,caso tenha interesse.
    Abraço

  • Jorginho:

    Caro Oiced, vou esperar que alguém tente ao menos lhe responder…
    E, depois irei lhe responder na íntegra, com todo prazer.

    Na verdade, se vc observar, já poderá tem idéia de minha resposta.

    Vou lhe adiantar algumas questões:
    Que sabemos sobre “dimensões”?
    Sobre os paralelos dessas?
    Sobre a mendiunidade?
    Sobre a matéria… etc . etc. etc?
    E por fim, sobre o Arquiteto.
    Vamos tentar ser imparcial… e certamente chegaremos a um consenso.

    Abraço colega.

  • Francisco Ribeiro:

    A Biblia nos ensina que JESUS CRISTO morreu na cruz para que a humanidade não fosse condenada ao castigo eterno, JESUS levou sobre si as nossas enfermidades e os nossos pecados para que possamos viver libertos e conhecedores do Amor e dos cuidados de DEUS.
    Também aprendemos na Biblia que a luta do cristão não contra a carne e o sangue, mais sim contra os principados e as potesdades do maligno.
    Honra e glória ao DEUS altissimo, pelo nome do seu filho Amado JESUS CRISTO, Amém….

  • Jorginho – “Queridinho dos ateus”:

    DEZ MANDAMENTOS (dando o que falar)
    Oiced disse:

    Serico, comentou: – …Aponte para mim onde que os 10 mandamentos não são justos.
    Eu, se intrometendo disse:

    “Desculpe-me. Mas, se não me engano, eu também disse algo referente… Caro Oiced. Hehehehehe
    Na verdade, acho que disse – “As leis de D-us (segundo reza a Torah) são justas. Posto isso,segue:

    “Resposta de Oiced:

    Por que não 9 ou 11? Por que escolheram 10? Porque 10 decimal dá um toque oficial importante. Os Dez mais para mim é uma lista que não serve para nada.

    Resp. Na verdade colega Oiced, não existe número que pode considerado maior que outro, embora possamos fazer uma grandeza ser expressada por eles.
    Ou seja, o número 10 pode indicar continuidade, pode significar Novo recomeço, etc. Pois 1 é o menor representativo de um número inteiro e 0 (zero) o menor valor absoluto. Zero se torna igual o “nada”; vazio; vácuo etc.

    Também podemos imaginar o zero como uma célula renovadora.
    Pois 1 e 0, unidos se tornam 10, 100, 1000, 1000.000, 10…
    Quanto o valor posicionado de cada lei dos 10 mandamentos, imaginemos (como vc disse) leis morais de D-us e outras relativas ao convívio social.

    Diga-se de passagem que Igreja Apostólica de Roma (primitiva); com a oficialização do cristianismo, ela introduzir mudanças propositais e tendenciosas que está profetizada em Dn 7:25 –“E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo e cuidará em mudar os tempos e a lei; e eles serão entregues na sua mão, por um tempo, e tempos, e a metade de um tempo”.

    As leis de D-us foram mudadas e com ela o tempo.
    Nisso, podemos observar a mudança do sabath para o domingo.
    Até hoje eles prestam homenagens aos seus semideuses de forma oficial (santos e alguns santos mártires) principalmente em países católicos e não raro, evangélicos protestantes prestando continência a velha Roma.
    Seus feriados estão em nosso dia-dia.
    Sabemos que sua marca se encontra nos calendários ocidentais de forma intensa.
    Sem falar dos mitos criado para amedrontar seus fieis, muitas vezes forçados a crer nos seus mitos como algo dado pela Suprema Divindade.

    Não é preciso entrar em detalhes sobre as punições dadas aqueles tidos por hereges.
    Muitos morreram e outros tiveram de negar… Mesmo estando com a verdade. Um deles foi Galileu.
    Se há algum interesse sobre sua origem: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_do_cristianismo

    Mas, vamos as leis (recapitulando):
    Por que não 9 ou 11? Por que escolheram 10? Porque 10 decimal dá um toque oficial importante. Os Dez mais para mim é uma lista que não serve para nada.

    Obs.: Comentada acima e repeti para rememoração.

    Contudo,Se tiver algum preconceito com o número 10, fique feliz que Cristo os reduziu em apenas 2!
    O judaismo tem 613 estatutos entre eles, leis…e não reclamam tanto! sic

    Assim começa dizendo:

    …”Essa é a única passagem bíblica tão profunda que o seu criador do universo sentiu necessidade de escrever fisicamente, Ele próprio, gravando os mandamentos na pedra.
    Sendo assim, poderíamos esperar que estas fossem as frases mais grandiosas jamais escritas, sobre qualquer assunto, em qual quer idioma. Desses preceitos, os primeiros quatro não têm nada a ver com a moral. Tal como são expressos, proíbem a prática de qualquer religião que não seja judaico-cristã (como o hinduísmo), a maior parte da arte religiosa, o uso de expressões com a palavra “Deus” e a execução de todo e qualquer trabalho corriqueiro durante o sábado – tudo isso sob pena de morte.

    Resp. Cristo mesmo disse que viera se revelar aos humildes e “cegar” os sábios aos seus próprios olhos. Falava por parábolas de forma tão simplificada que confundia os fariseus e escribas. No tempo de Moisés,o SENHOR havia tirado seu povo da escravidão e do paganismo Egito. Havia de levá-los à “terra da promessa”… Haveria de reeducá-los… Onde o Próprio D-us teria dito a Moises – “Esse povo é de dura cerviz!”

    Imagine um país ou nação onde não haja lei!
    Imagine um povo obstinado e degradado (humilhado) pelo Egito por séculos.
    Precisaria, sem dúvida de uma reforma radical. Suas leis eram para ser obedecidas, pois elas estariam levantando um povo forte e poderoso.
    O SENHOR dos Exércitos estava sobre o Comando.
    Tudo deveria seguir a risca…Em troca, teria a Sua Proteção.

    Matar por trabalhar no sábado era uma lei para ser obedecida… Essa lei faz um povo lembrar de seu Criador.
    Pois diz: Lembra-te de santificar o sábado.
    Nele não fará nenhum trabalho. Nem tu, seu filho … e nem o forasteiro de sua porta pra dentro. Pois seis dias terá para suas obras. Mas, o sábado servirá de sinal entre Eu e vc.

    Por outro lado, Cristo nos ensinou como observar o sábado… Qualquer um pode entender que Cristo contrariou fariseus e escribas…
    Cristo se apresenta e diz abertamente que, para fazer o bem não temos dias. Também Ele se apresenta em “Não se preocupe com que comer e vestir… pois isso lhe será dado.

    Cristo reduz a lei em duas, quando disse “Amarás D-us de todo seu conhecimento e de todo coração e Ame seu próximo como ti mesmo. E por aí vai!…

    Continua dizendo:
    “…A ideia de um Ente supremo que cria um mundo no qual uma criatura deve comer outra para sobreviver e, então, proclama uma lei dizendo: “Não Matarás” é tão monstruosamente absurda que não consigo entender como a humanidade a tem aceito por tanto tempo.

    Resp. Realmente isso me assusta.Basta ler os livros de Dn, Ez. e Apocalipse cujas profecias nos revela coisas pro fim.
    Por outro lado podemos observar Seu zelo por suas palavras e com ela, justiça (sem misericórdia) e o zelo com seu povo… Que, não obstante, havia Feito uma forte aliança.

    Quem poderia nos dizer que tipo de Aliança D-us fez com seu povo? Ao derredor estava um povo pagão, adoradores obstinados a criar deuses da sensualidade, de paixões carnais, onde predominava rituais e comemoração a um deus feito de barro, metal, ouro etc.

    Um povo cujo seus deuses eram deuses do sensualismo e degradação da alma…Que compromisso teria D-us com eles?
    Está escrito que D-us ama aquele que O ama.
    Embora também tenha dito: “Hoje coloco o céu e a terra como testemunha que lhe proponho a vida ou a morte…”
    Ainda, ” Não tenho prazer na morte do ímpio, mas que ele se converta e viva!”

    Seus deuses eram dos “Carnavais” (carnal)… Qual era a moralidade desse povo?
    Sodoma e Gomorra são exemplos de povos rebeldes e idólatras.
    Quando preciso,D-us usava julgamento com seu povo de forma duras, punindo mesmo com a morte.
    Mais tarde, ele também disse:
    (inspirado)disse: Vos dei estatutos que não eram bons…
    Isso devido à dureza de seu povo.

    Continua dizendo: “…A religião nunca viu problemas em matar pessoas. prova que a religião não liga para “não matarás”. Matar só se rezarem para um deus diferente do seu. Outros deuses? Linguagem assustadora para controlar a vida das pessoas e dos humanos.

    Resp. Concordo em parte com “ controlar pessoas”… Foi e é usada para controlar propósitos meramente humano… Muitos mataram e matam por sua religião. Mas, a maioria, não.
    Sim. A história humana é feita de religião e política e ambas andam de mãos dadas.
    Mas, podemos então generalizar que religião é suja e mentirosa? Que religião mata sem misericórdia?
    Seria isso justo?
    Na verdade a depravação se deu entre a maioria com os povos de D-us.
    “Fizeram uma imagem e adorava-a em sons de festas”.
    Reis hebreus erraram e conseqüentemente os povos foram também atingidos.
    Qualquer um sabe que pagamos pelos erros de nossos líderes, de uma forma ou de outra; pagamos por seus erros!

    Ainda diz:
    “Os mandamentos 5 a 9 de fato tratam da moral, embora não se saiba quantas pessoas já honraram seus pais ou se abstiveram de cometer assassinato, adultério, roubo pu perjúrio por causa desses preceitos. Não adulterarás? E quando a pessoa se masturba, é o que? Não cobiçarás? E quando o seu vizinho compra um piano, para tocar musicas no natal, Você não pode comprar um piano? Produtos e mercadorias geram consumo e empregos. Qual o problema nisso? Admoestações desse tipo são encontradas em praticamente todas as culturas, em toda a história humana registrada. Não há de especialmente incisivo na maneira como são apresentadas na Bíblia”.

    Resp. Por um momento pude observar o poder do consumismo barato. Mas, não vou entrar em detalhes relativos a “Produtos e mercadorias que geram consumo e empregos. Qual o problema nisso?”
    Mas, Adulterar pode significar tudo aquilo que foi adulterado, modificado com ou sem motivo.
    Em outras palavras, malditos são os adulteradores!

    Trata-se de qualquer coisa que adultere um princípio.

    Com relação a masturbação: “Quem nunca se masturbou que levante as mãos!”
    Acho difícil que se masturbe imaginando uma parede branca e tão somente.
    Portanto, a masturbação mesmo que seja um tabus morto pela “liberdade”, eles acham algo normal e saudável. Contudo, conheci pessoas viciadas em se masturbar. Preferindo às vezes “usar a imaginação” que obter prazer de forma convencional. Para a essa geração tudo é permitido e se masturbar é algo normal, quando desconsidera a espiritualidade.

    Chegando ao final, disse:
    “Existem razões biológicas óbvias pelas quais as pessoas tendem a tratar bem seus pais, e a fazer mau juízo dos assassinos, adúlteros, ladrões e mentirosos. É um fato científico que emoções morais – tais como senso de justiça ou o horror à cueldade – precedem qualquer contato com as escrituras. De fato, estudos sobre o comportamento dos primatas revelam essas essas emoções (em alguma forma) precedem a existência da própria humanidade.
    Todos os primatas, nossos primos, demonstram parcialidade para com a sua própria família ou tribo, e de modo geral não toleram o assassinato e o roubo. Também não gostam, de modo geral, de trapaça nem de traição sexual. Os chimpanzés, em especial, demonstram muitas das complexas preocupações sociais que esperaríamos ver em nossos parentes mais próximos no mundo natural.

    Resp. Embora nem sempre podemos ver esses princípios morais entre os animais, embora exista.
    Como já disse – generalizar pode ser muito arriscado.

    Continua…:
    “E o que devemos pensar é que, o criador do nosso universo não conseguiu pensar em nenhuma preocupação humana mais premente e duradoura do que cobiçar escravos e animais domésticos ou de ou de o homem tem liberdade de vender sua filha como escrava sexual?

    Resp. D-us deixou suas leis. E vc tem a liberdade para quebrá-las…Pois também lhe foi dado o livre-arbítrio e usa-o como achar melhor.
    Pois também está escrito que “muitos serão julgado pela lei da liberdade”.

    No caso “vender a filha como escrava sexual”, imagino mesmo sendo filha, não dá direito de fazer tal ato. Embora, isso ter se dado com muita freqüência, inclusive no Brasil.

    Encerrando comentário, disse:

    “Se formos levar a sério o Deus da Bíblia, devemos admitir que Ele nunca nos dá a liberdade para seguir os mandamentos dos quais Gostamos e negligenciar os demais. Ele tampouco nos diz que podemos relaxar nas penalidades que Ele impôs por desrespeitá-los.

    Resp. Como dito acima: vc tem liberdade e escolha aquilo que mais lhe convier.
    Por outro lado, como edificaria dando total liberdade, sem princípios à ser respeitado? Se com leis ele punia, sem ela; o mundo já teria se tornado uma verdadeira Sodoma! Aliás, pelo livre arbítrio isso ter se tornado mundialmente uma verdade.

    Agora SERICO,(?) se Você acha que seria impossível melhorar os Dez Mandamentos como afirmação de moralidade, Você realmente deveria fazer um favor a si mesmo e ler as escrituras de algumas outras religiões.
    (Serico!?) Mais uma vez, não precisamos ir mais longe do que os jainistas. Essa religião prega a doutrina não-violência. É verdade que os jainistas acreditam em muitas coisas improváveis acerca do universo; mas não do tipo de coisas que acenderam as fogueiras da Inquisição. Você rovavelmente pensa que a Inquisição foi uma perversão do “verdadeiro” espírito do cristianismo.
    Talvez tenha sido. O problema, porém, é que os ensinamentos da Bíblia são tão confusos e contraditórios que foi possível para os cristãos queimar alegremente os heréticos nas fogueiras, durante cinco longos séculos. Inclusive foi possível para os mais venerados patriarcas, com santo Agostinho e santo Tomás de Aquino, concluir que os heréticos deviam ser torturados ou mortos logo de uma vez. Calvino e Lutero defendiam oa ssassinato em massa de heréticos, apóstatas, judeus e feiticeiras.
    Mahavira, o patriarca jainista, superou a moralidade da Bíblia como uma única frase:
    “Não ferir, abusar, oprimir, escravizar, insultar, atormentar, torturar ou matar nenhuma criatura ou ser vivo”. Imagine como o nosso mundo poderia ser diferente se a Bíblia contivesse essa frase como preceito central.

    Eu finalizando:
    Quais são os deuses e qual promessa assemelha ao
    Cristianismo? Cada um segue seu destino, sem guia…

    É como dizer “eu sou o meu deus”. Seguirei meus princípios mentais de paz e obviamente seguirei um rumo de paz, achando nisso algo esperançoso e nisso um caminho a ser traçado.

    Isso é bom ou ruim?

    Eu diria os dois. A humanidade busca conforto e onde encontra, ali fica.
    A humanidade gostar de extrapolar emoções… e isso acaba tornando doentio.
    Mas, sabemos que o coração do homem é enganoso.

    Nos finalmente conclui:

    “Os cristãos oprimiram, atormentaram, abusaram, escravizaram, insultaram, torturaram e e mataram pessoas em nome de Deus, Cruzadas em nome de Jesus Cristo durante séculos, 11 de Setembro,Noruega em Julho, com base em uma leitura teologicamente defensável de um livro dito sagrado”.

    Resp. Nesse caso podemos jogar todo cristianismo num saco?
    Só gostaria que anunciasse onde está escrito que cristianismo manda matar, roubar, adulterar etc? E, O QUE SIGNIFICA AMAR SEU PRÓXIMO COMO VC MESMO?

    Termina dizendo: “É obvio demais para ser ignorado, que ética e moralidade independem de fé, e não podem derivar dela”.

    Encerro:
    Resp. Por fim, digo que a moralidade está de mãos dadas com a lei. Sem lei, tudo vira baderna!
    A moralidade deve seguir um princípio e não há princípio sem disciplina.
    A moral mantém firme sua postural diante da sociedade e quando a perdermos, poderemos dizer que o mundo se acabou ou que tudo é lícito e tudo é permitido!

    Por isso, irmãos ateus, digo:
    “Esse galinheiro tem dono e podem continuar arrancando os cabelos!”

    Sem mais.

  • joao Paulo:

    Resposta para João PAULO :
    OICED
    Voltaire, captou bem há muito tempo: “Aqueles que são capazes de convencê-los de absurdos são capazes de fazê-lo cometer atrocidades”.

    BOM, NESTE CASO VOLTAIRE… EM QUAL LADO ESTA O ABSURDO? FICA INCÓGNITA, HOJE COM TODA A TÉCNOLOGIA FICA DIFÍCIL POR DEMAIS REFUTAR DEUS NESTA HISTÓRIA VISTO A SITUAÇÃO EM QUE ESTAMOS E SOBRE O VASTO UNIVERSO EM CONTANTES E VIOLENTAS TRANSFORMAÇOES EM ESCALA JAMAIS MEDIDAS COM PRECISÃO PELO HOMEM.

    OICED:
    Não entendi essa colocação JP: …-” Deus salvará aquele que usou da força física maléfica machucando e ferindo, e não poupará aquele que usou na mera palavra para introjetar o mal sobre a verdade soberana..”

    ISTO JA TEVE MUITO PESO NO PASSADO QUANDO O POVO HEBREU ESTAVA A CAMINHO DA TERRRA PROMETIDA, TERÁ NOVAMENTE NO FUTURO ESTA ESCRITO MATEUS: “O QUE CONTAMINA O HOMEM NÃO É O QUE ENTRA PELA SUA BOCA, MAS AQUILO QUE SAI” JESUS DIZ ESTAS PALAVRAS QUANDO ACUSADO PELOS FARISEUS PORQUE AFIRMAVAM QUE OS APOSTOLOS NÃO TINHAM HÁBITO HIGIÊNICO DE LAVAR AS MÃOS ANTES DAS REFEIÇÕES, COISA QUE PARA ELES ERA NESCESSÁRIO ATÉ UM SERIMONIA DESCABIDA.

    OICED:
    E digo isso para lhe lembrar (com tristeza, pesar e revolta) das mortes e masacre cometido na Noruega por uma fanático e insano religioso “fundamentalista cristão”, com “opiniões hostis ao islão”

    A CULPA DO ÔNUS NÃO CABE A DEUS POR ATOS INSANOS, POIS SOMENTE ELE PODE DECIDIR SOBRE A VIDA, NINGUEM MAIS, O EXEMPLO DISSO É O INSTRUTOR DE LUTAS MARCIAIS ELE ORIENTA PARA QUE SEUS ALUNOS NÃO SAIA ESPANCANDO, MAS ENSINA BEM TODOS OS MÉTODOS DE DEFESA, A DICIPLINA É PARA SABER USAR. A TENTATIVA DE INCULTIR A DEUS AS ATROCIDADES É MAIS UMA ESTRATÉGIA DE SATANÁS PARA QUE ELE LEVE ESTA CULPA POR ISSO ESTA ESCRITO QUE NO FIM DOS TEMPOS O AMOR DE MUITOS ESFRIARIA A FÉ EM CONSEQUENCIA DA VIOLENCIA ESFRIARIA TAMBEM. ESTAMOS VIVENCIANDO UM PROFECIA.

    VAMOS HÁ AULINHA, OS TAIS HOMENS PRÉ HISTÓRICOS OS QUAIS FALA TRATA -SEDE PESSOAS QUE POR DESAGREGAREM DO CRISTIANISMO COM A DISPERSÃO PARA OUTRAS PARTES DISTANTES DESFOCARAM DEUS DE SUAS VIDAS SE APEGANDO A OUTRAS CRENSAS E PRÁTICAS RELIGIOSAS ADORARAM OUTRAS IMAGENS COMO ATÉ HOJE ACONTECE, MESMO COM A INFÁTICA POSIÇÃO DA BIBLIA PREGANDO CONTRA O USO SISTEMÁTICO DE IMAGENS NA ADORAÇÃO, ENTRE ELES O DEUS SOL QUE AINDA HOJE O SOL É USADO COMO SIMBOLO RELIGIOSO PELA IGREJA CATÓLICA, QUANTO A MINHA ESCRITA,EU ESCREVO O SUFICIENTE PARA SER ENTENDIDO, POR ATÉ MESMO LEIGOS EM QUALQUER ASSUNTO,
    _ Nota bem, na passagem biblica onde Jesus enfatiza e com riquesa de informações o modos com Deus executa a justiça sobre todas as infrações cometidas e a intencidade impactante de cada uma, saber relacionar o que se aprende é ismiuçar a ponto de fazer uma comparaçao com emprego correto do sentido, este hábito Jesus usou no passado causando perplexidade e de certa forma deixou muitos confusos da mesma forma com vc esta oiced mocam, Mateus 23 ao 32 ilustra aqueles líderes ditos conhecedores das leis no ponto em se encontravam perdidos com relação aquilo que eles defendiam como sendo verdade, isto verdadeiros conhecedores das leis, estavam cegos usando o tato no escuro, pois as mentes não se abriam ao entendimento, como acabaram planejando a execução daquele que a eles traziam a salvação ( Jesus), a colocação correta do que eu quiz dizer é essa, muitos praticam o pecado mas não estão totalmente conscios da verdade e do poder de Deus, eis aí o perigo de não acreditar nos propósitos divino e na existencia do supremo, estes que ferem e matam estão com as mentes calejadas de viver no erro, no entanto outro ditos religiosos mudam conceitos declarados como capaz de salvar para a vida eterna e aproximar o homem correto de Deus, simbólicamente constrói uma muralha gigantesca fazendo com que a pouca fé existente ao invéz de progredir regrida de forma rápida, além de terem o próprio sangue derramado no dia do juízo final leva consigo um número cosiderável de pessoas que não se salvarão, tendo assim conforme escrito na biblia culpa de sangue por ser negrigente consigo e levando outros no mesmo caminho tornando assim tais pedras de tropeço todos que contribuem para a diseminação da mentira pagará o preço deste ato estando esses conscios do erro pagará com a sua destruição, e pelo material farto neste site, não deixa sombra de dúvidas que tem esclarescimentos o suficiente para saber-mos com o que estão lidando, mas o que aparentemente começou apenas como forma de alucidar os fatos virou um guerra acirrada, com ateus e crentes, o que não era o objetivo, as religiões por eras tem se corrompido com o sistema isto é declarado biblicamente, as chamadas religiões que se envolvem em questóes políticas que agregam idéias de pura mente humana viola os princípios do verdadeiro cristianismo, pegar em armas, treinar combates para uso da violencia, redus a zero a amostra do verdadeiro significado de servir aos propósitos divivino o amor vem de desejar a vida do próximo, somente Deus tem o direito de estabelecer quem deve morrer e quem pode viver o dador da vida pode decidir por ela, amar é querer que o outra tenha liberdade de escolha não escolher a força por ele o que quer, niguemesta aqui pra isso, cada qual vai pagar pelo seu erro, é preciso ter quem o deixa bem informado disso porque daí sirá a sua centença quer morra agora quer viva a té o juízo final, o julgamento é para todos, ninguem safará deste dia. As religiões falsa no mundo mantem fornicação com os líderes e não servem aos propósitos de Deus o julgamento dela esta próximo de acordo com Revelação Apocalipse será destruída e muitos lamentaram pelo fim dela choraram de pesar pelo fim dela uma dentre todas se manterá porque ja tem um imenso rebanho espalhado pelo mundo e segue uma só doutrina e acredita em um único Deus verdadeiro e soberano, incerro com esta frase..SE DEUS É POR NÓS QUEM SERÁ CONTRA?

  • Jorginho:

    Olha aqui de novo!!!

    “Resposta ao Acaso” :
    “Fé e Ciência”
    Revista Super Interessante Ed 263A (leitura e assinatura recomendada)
    CRIACIONISMO X EVOLUCIONISMO
    por Texto Reinaldo José Lopes
    A Teoria da Evolução Acabou de Vez com a ideia de que a vida foi Criada por intervenção Divina.

    Resp. Onde acabou? Poderia informar a fonte dessa grande Descoberta? Eles, até que fim vai detalhar a razão dos megas-saltos evolutivo!
    Vamos esperar algum catedrático nos mostrar verdadeiros conteúdos de suas provas!
    E, não quero ver “emendas feitas de gessos”, como presenciamos em exposições!
    Estou curioso. Espero ver os testes de suas teses…
    Pelo que sei, muitos são os que não entendem de relativismos de Einstein e evolucionismo de Darwin.
    Como sou democrático e paciente, espero “ouvir” o outro lado!
    Quem se encarregar de provar “Conceitos” Sem Um Design?
    Cavemos até onde a Ciência esteja, usando as mesmas “ ferramentas”. Veremos se algum ateu pode justificar sua descrença quando fundamentada sobre a ciência…
    Veremos a possibilidade (se é que há) de “vidas” surgirem de forma casual.
    Que monte laboratórios poderosos…. Que arrumem tudo de forma técnica e prove-me capacidade de criar vidas!
    Que criasse vidas artificiais… Como podemos supor, eu encararia esse fato como algo surpreendente… Mas, foi preciso um laboratório de altíssima capacidade e tecnologia…
    Vejamos uma pequena suposição:
    Preparando o “Sopão da vida” :
    Tudo nos conformes? Sistemas de controle de pólos, sistema de temperatura, sistemas de controle de acidez, pressão normal para o evento…
    Começa então o processo de criação da vida molecular.
    Diante de descargas elétricas e enorme diferença de potenciais, começa então o processo da vida.
    Pergunto: Esperaremos quanto tempo para fim do processo?
    Em outras palavras: Qt tempo levará para que observemos mudanças de estruturas, onde algo simplesmente inorgânico, comece o processo criativo?
    Quais foram os conjuntos moleculares do meio aquoso, sujeito união por (digamos) por eletrolise?
    Como estamos, digamos sendo cooperativistas; que está tudo certinho… Não houve nenhum embaraço…
    Vamos esperar o processo…
    Como estou sendo cooperativista, começamos e vemos moléculas ajuntando… Que maravilha! Estão se ajuntando!!! Sistemas agora começam a se desenvolver… Conjunções começam se formar, como um feto de uma criança na barriga da mãe… Interessante isso! Mas, perai! Quem disse que tudo começou assim !?

    No princípio, apenas moléculas se ajuntaram… o processo da vida está apensa começando! Sistemas moleculares começam organizar… Precisamos de algum tipo de energia… Onde vamos arrumar energia? O Sol, pessoal! O Sol!!!
    O sol ioniza e isso de certa forma é interessante. Pois ionização acaba criando polaridade!(Um ponto para o “Acaso”).
    Pois a “ionização” pode criar sistemas de certa forma organizada. Como polaridade de imã e tão somente.
    Não é capaz de criar sistemas inteligente por si. Interessante mesmo! Concordo plenamente que ionização possa criar polaridade. Mas, criar vida, até então não vi nada que provasse. Mas, digamos que estou cooperando com a criação da vida ao acaso. Então, digamos (de novo), que o sistema começa a se organizar. O sistema precisa de energia para se manter numa seqüência de lógica.
    Pergunto, naquela época como era a intensidade solar?
    O planeta Terra é um planeta, digamos Orgânico e, eu diria um planeta vivo. Mas, naquela época, o que existia em termos de átomos! O planeta teria sistema muito diversificado de minerais… Embora, haja dúvida se havia todos compostos necessário a vida.
    Tanto é que, hoje já levanta uma questão que haveria necessidade de algo externo cooperar. Por isso é muito aceitável o conceito que a vida poderia ter tido grande cooperação com a vida na Terra.
    Nesse ponto prefiro fazer uma pausa.
    Devido mesmo ainda não chegarmos um consenso.
    Daí diante, será meras especulações ou, no mínimo filosofia científica quando baseado por esse lado.
    Pois não falta filosofia sobre a vida… O homem sempre questionou a vida. … buscam razão para ela.
    Independente qual seja nossa origem, devemos ter a humildade para reconhecer esse grande manifesto do “eu”.
    Quem somos? Por que temos certa consciência do mundo que nos rodeia? Esse vazio que nos fica por algum momento em nossas vidas. Sim. Interrogações feitas desde o início de nossa consciência do mundo que nos rodeia.
    Por mais que não admitam um Mentor, hã de convir que é muita coisa para se dado ao “Acaso”… Eu diria mesmo Deus-Acaso!
    Mas, de forma alguma poderiam tirar a personalidade desse Deus–Acaso. Sabe mesmo por quê?

    Voltemos na panela do Sopão:
    Num período da história, já podemos observar leves formações estruturais… Observemos leves organizações juntas e independentes. Pois a elas cabem certas funções.
    Ainda diríamos, “podemos chamar isso de vida?”
    Você sabia que até hoje (além de tantas) não definiram o mundo dos fungos?
    Não definiram se pode chamar de vida um vírus!
    Mas, como estou cooperando para o sucesso da criação esporádica; vou facilitar mais ainda:
    De sistema Unicelular, de alguma forma se dividiram e sofreram mutações dessas…
    Tá bom! Digamos que, nesse sopão,além de célula unicelular; passou existir outra forma de célula. Essas células na verdade são grupos de células da mesma comunidade.
    Porque digo “comunidade”?
    Simplesmente pelo fato que, agora, esse tipo de células passou a ser plúri.
    Cada célula passou ter uma função de subgrupos.
    Ou seja, na vida animal existe aparelho digestivo e isso exige um sistema altamente complexo. Cada célula precisa cumprir suas respectivas funções:
    Células Troncos são direcionadas, se assim posso dizer.
    Fígado, rins, coração, pulmão, visão, audição etc.
    Não vou entrar ainda na função do sistema nervoso.
    Enfim, tudo caminha tranqüilo, sem nenhuma desordem…
    Ainda, no início da vida, nascia (imagino) a vida vegetal primeiramente. Reconheço que fiz um grande salto na história… Para chegarmos nesse ponto.
    Mas, deduzindo esse início, não fica difícil imaginar o quanto foi preciso fazer para criar a vida.
    As células foram unindo no decorrer dos anos e foram evoluindo até chegar num sistema de união tão perfeita que, para a vida animal tornaria tão impossível se nós não contássemos com a cooperação das boas bactérias.
    Por que elas são importantes para vida e Como se deu essa união múltipla tão necessária?
    Afinal, quantos tipos de organismos vivem em nós?
    Além disso, porque razão a vida vegetal ser algo totalmente diferente da vida animal?
    Qual razão dessa diversificação?
    Pense um pouco sobre as leis e suas ordens e não se tem notícia que uma lei aborreceu outra! Elas se entendem, até onde sei. Quantas galáxias e outras muito mais antigas que a nossa, haveria de ter vidas e por ser antigas; vidas muito mais evoluídas que a nossa?
    Quantas dimensões podemos palpar?
    Porque levou tantos anos para evoluirmos e quando evoluímos, evoluímos de forma rápida, deixando nossos irmãos lá comendo bananas? Vejamos a ciência: Quantos avanços em poucos anos!
    Gravuras em rochas ainda não explicadas… Conhecimento desses povos etc? O que podemos imaginar de tudo isso?
    Nada? Que tudo que conhecemos e que ainda não conhecemos, poderia ser originado por acaso? Que base os ateus usam que eu ainda não o conheça?
    Apresente-as! Serei humilde em ouvi-las.
    Devem nos dar uma razão forte e científica por que Não Devemos Acreditar num Criador.
    Na verdade devem responder muitas questões das quais nem mesmo o pai dos conceitos (evolutivo-tronco, comum), ousou explicar… Talvez por não encontrar lógica de algo tão assombroso e enigmático como e a vida, devesse ser mesmo criada por “forças misteriosas” dada ao acaso.Algo sem personalidade, ao menos.
    Pense Nisso.

    Foi dito:

    “No princípio, Deus “não” criou o homem e a mulher – Ou, pelo Menos, Não Literalmente”.

    Resp. Afinal acabou ou não acabou? “Ou, pelos Menos?…”
    Na tentativa de justificar seu ateísmo, diz:
    Continua : “…em 1859, quando o naturalista britânico Charles Robert Darwin publicou A Origem das Espécies, a Teoria da Evolução jogou por terra a tese de que a vida precisou de intervenção divina para existir. A “perigosa ideia de Darwin”, como a apelidou o filósofo americano Daniel Dennett, também pôs em Dúvida outro Conceito importante para Muitas Religiões: o suposto status especial do homem perante os demais seres vivos.
    A maioria dos Biólogos Evolutivos (A maioria!? Pensei q fossem todos!)
    – aqueles que estudam a origem e a evolução dos seres vivos – afirma que somos apenas mais uma espécie animal, com Uma DIFERENÇA DECISIVA em relação às outras: tivemos a SORTE ( Acreditam em sorte) de Desenvolver nossa Capacidade Mental, característica que fez do homem o mamífero de grande porte mais numeroso e bem-sucedido da Terra. Dá para conciliar esse fato com a afirmação de que fomos criados “à imagem e semelhança” de um Deus?

    Resp. O mesmo Darwin (no fim de seus dias) dizia não entender como um processo tão complexo poderia ser dado ao acaso ou no mínimo de forma evolutiva sem um Design. Morreu admitindo que não entendera essa “inteligência inexplicável”.
    Além disso, podemos imaginar (repito) que a evolução “preenchida com gesso” não pode explicar “saltos” macro, como que pulasse de A para D.
    Quando normalmente o próprio organismo tende rejeitar qualquer mudança rápida no processo evolutivo. Por isso pergunto, que mudança radical procederia alimentando algo, cuja sua estrutura tenha mudado rápido, quando deveria rejeitar tal mudança? É nisso que fica a famosa questão:
    Onde está o Elo perdido?

    Continua:
    “Até quem nunca abriu uma Bíblia na vida conhece a clássica história do fruto proibido comido por Adão e Eva no jardim do Éden, instigados pela maliciosa serpente. A interpretação tradicional dessa narrativa, elaborada principalmente por são Paulo e santo Agostinho, afirma que esse primeiro ato de desobediência teria marcado os descendentes de Adão e Eva com o pecado. Dali em diante, todos seriam inerentemente pecadores. A transgressão no paraíso também teria introduzido a mortalidade no mundo – antes disso, os seres vivos seriam imortais por natureza. A morte de Jesus teria tido como principal propósito resgatar a humanidade desse estado de escravidão em relação ao mal.
    Ora, se o primeiro casal nunca existiu, e se a morte nos acompanha desde a origem, o sacrifício de Jesus aparentemente perde o sentido. E pior: Deus teria criado um Universo cheio de sofrimento e dor. São esses os raciocínios mais temidos pelos que se opõem à Teoria da Evolução.

    Resp. Não generalize! “Raciocínios mais temidos”?
    Entenda que, quem serve D-us não teme punição que não seja educativa.
    Aponte para mim onde que os 10 mandamentos não são justos.

    As leis de D-us são justas e posso provar que são.
    Não temo o inferno ou condenação (ex-comunhão com a promessa)… Claro que muitas pessoas temem a condenação eterna… Todavia, D-us nos promete vida em abundância e ele é a fonte da vida. Com relação se era maçã ou uva o fruto da desobediência, o fato relevante é a desobediência…
    Sua ordem era não desobedecer… Ele não tirou o livre arbítrio de sua criatura.
    De fato o homem escolheu o fruto do conhecimento…
    Somos prova disso e a ciência assina abaixo.

    Continua: – “O movimento criacionista (dos que acreditam na criação divina) surgiu no começo do século 20, nos EUA, como forma de combater o evolucionismo. Ele se divide em dois grupos: os defensores do Criacionismo da Terra Jovem e os que seguem o Criacionismo da Terra Antiga. Os primeiros acreditam que nosso planeta tem apenas alguns milhares de anos de idade e que o Universo foi criado em 7 dias por Deus. Para eles, erros de interpretação levaram os cientistas a acreditar que o cosmos tem bilhões de anos.
    Já os da Terra Antiga, como o próprio nome indica, aceitam as datas propostas pelos pesquisadores seculares, mas negam o processo evolutivo. No máximo, admitem a chamada “microevolução” – adaptações sutis em alguns seres vivos ao longo do tempo, como mudanças na cor da pele de uma raposa ou no comprimento do bico de uma ave. Nada, no entanto, que possa explicar a transformação de um mamífero terrestre numa baleia, como propõem os darwinistas”.

    Resp.- Vc esqueceu de dizer que existe os neo-ateístas e neo-darwinistas… Assim como Teístas, agnósticos etc.
    Conclui dizendo: “Crítico moderado Darwin deixou de acreditar em Deus, mas não via em sua teoria uma arma contra a fé. ….A posição religiosa de Darwin na maturidade era o agnosticismo – ou seja, se considerava incapaz de afirmar se Deus existia ou não. O processo que o conduziu até esse estado foi complexo. Durante a juventude, ele estudou para se tornar pastor da Igreja Anglicana e via a Bíblia como a melhor fonte para decidir o que é certo e errado. Mas algumas Tragédias Pessoais Acabaram Afastando-o da fé. A primeira dessas tragédias foi a morte de Robert Darwin, pai do naturalista e não crente confesso. Muito triste, Charles se Recusou a Acreditar que seu Genitor, um homem de Bom Coração, iria para o Inferno apenas por não se considerar Cristão. “Não consigo imaginar porque alguém iria querer que tal coisa fosse verdade.Essa é uma doutrina deplorável”, escreveu em sua autobiografia.Depois, foi a vez de Annie, filha do cientista, que morreu aos 10 anos. Darwin já tinha deixado de frequentar a igreja Pouco Antes. Com a morte de Annie, abandonou a crença de vez. Pelo visto, o que atormentava o pesquisador era o chamado “problema do sofrimento” – porque um Deus permite a existência do mal no mundo? Certa vez, em carta ao botânico americano Asa Gray, Darwin tentou resumir sua inquietação: “Não consigo me contentar em ver este maravilhoso Universo e concluir que tudo é resultado de força bruta. Sinto que todo esse assunto é profundo demais para o intelecto humano. É como um cão tentando especular sobre a mente de Newton”.

    Resp. E nisso foi coerente. Admitindo não poder afastar o grande Design.

    Finaliza:
    “Acordo de paz Para o papa João Paulo 2º, a evolução era “mais do que uma mera hipótese” Em 2008, o Vaticano promoveu uma conferência para discutir o legado de Charles Darwin. E fez questão de lembrar que os livros do naturalista nunca foram oficialmente condenados pela Igreja. Surpresa? Nada disso. Na verdade, faz mais de 50 anos que a Igreja fez as pazes com a Teoria da Evolução. Tudo começou nos anos 50, com declarações do papa Pio 12, um dos mais conservadores da história. Em princípio, disse o pontífice, não haveria problema em imaginar que o corpo humano tivesse evoluído de ancestrais do reino animal. O “processo de paz” continuou com João Paulo 2º. Em 1996, ele reconheceu que a Teoria da Evolução “é mais do que uma mera hipótese” e que tem muitas evidências a seu favor. A opinião foi reiterada por Bento 16 em várias ocasiões”.

    Resp. Interessante como “Roma” faz sua aliança (profecia).
    Pois ela abrirá as portas afins da unificação – Nova Ordem Mundial. Afastar a humanidade de D-us é a pretensão dos poderosos mundiais políticos…
    Pois afastando o homem de D-us, tornaria eles órfãos desde o nascimento… Dizendo que a humanidade é mesmo uma mera criatura criada ao acaso! Afastando a humanidade de D-us, conseguirá metodologias para que sigam seus míseros destinos: Nascer e morrer como nunca tivesse existindo.
    Seria interessante dominar essa massa afim mesmo de perpetuar seu ministério…
    Mesmo nascendo e morrendo, seu poderio seria eterno ou no mínimo quanto vida existisse. Os princípios espirituais perderiam valor e simplesmente seríamos apenas bonecos prestando continência a um líder Mundial.
    A igreja apostatada teve uma boa parte da fatia desse poder… Quando aceitou o paganismo em suas orgias e quem fosse contra seus princípios; certamente perderia posse e iria para fogueira pública!
    A intenção é muito mais obscura que muitos possam imaginar.
    Em suma: Palavras e conceitos, cuja evolução darwiniana falta explicar à razão de megas saltos em sua cadeia evolutiva!
    Mesmo Darwin silenciou diante de tantos mistérios!
    Concluo dizendo: “ Esse galinheiro tem dono e pode arrancar os cabelos!”

    Abraço colegas ateus. Não é por essa diferença minúscula que iremos nos debater de frente.
    Afinal, todos somos iguais e criado da mesma fonte, INDEPENDENTE de qual Seja.

    Eu acredito num Design (D-us) e vcs acredita no Deus Acaso, criado após a Grande Explosão.
    A diferença é que nosso D-us tem personalidade.

  • joao Paulo:

    Se a idéia evolucionista insiste em levar consigo a mente de lideres religiosos que facilmente se corrompem com com sua fé e verdade, que ela leve a dos que não crê na essência da salvação e as palavras contidas no evangelho, pois se tiver-mos que nos salvar será pela fé e não pela ciencia, pois a fé e seus efeitos não se pode explicar nos livros científicos, um esta desligado do outro e não pode compartilhar do mesmo ponto de vista, a não ser de mostrar todo riqueza de detalhes da criação e isto a ciencia faz muito bem, porque é o ferro e a argila nao se consolidaram, a religião se oporá a qualquer explicação dado neste campo que nada mais tem por objetivo cegar a mente dos incaltos, com falso intuíto de revelar os fatos como eles são, a igreja católica sempre buscou moldar-se ao sistema mesmo que lhe custe abedicar da verdade ou esquecer princípios cristãos, isto é fato quando ela não faz isso, vira alvo de ataques dos mais variados, evitar uma briga é tentar amenizar baixas como ela fez ao não se indignar com o nazismo dando a entender que estava colaborando com as atrocidades contra os seres humanos nas mãos de Hitler
    _Fatos são fatos, não adianta lutar contra aquilo que é maior que nós, a saber a verdade absoluta uma delas é a de que Jesus não desceu dos céus para ser julgado e condenado mesmo inocente em vão deixou ser levado e morto da forma mais cruel, ele podia vencer aquilo tudo mas preferiu deixar cumprir o que ja estava profetizado, a idéia evolucionista dentre tudo que foi descutido aqui não se mostra tão eficaz como verdade absoluta, pois não pode ser comprovado na forma consistente na escala nescessária para refutar outras explicações, e isto terão de ingolir os da evolução, macaco nasce macaco e assim morre humanos do mesmo jeito, a evolução em escala micro o qual tentaram nos convencer nada mais é que mecanismos adicionais de defesa ja estariam propositalmente adapitado a estes seres e desencadeado no momento correto.

  • Antonio Leite:

    Oiced,
    Grato pelo envio do texto sobre Marcião e demais. Estimulado por uma de suas colocações, fui ver um autor que estudou e escreveu muito sobre Mitos: Joseph Campbell. Entre seus livros estão 4 muito interessantes, intitulados ‘As máscaras de Deus’, em 4 volumes: Mitologia Primitiva(I); Mitologia Ocidental (II); Mitologia Oriental (III) e Mitologia Criativa(IV). Vou colar aqui um resumo do primeiro, Mitologia Primitiva. Achei esse formato dos bons textos colados muito interessante pois podemos trazer grandes autores direto para a telinha. Se o texto não for demasiado longo, todos podem se beneficiar e apresentar suas contra proposições.
    “Joseph Campbell surpreende nas formas com que aborda o tema da gênese da religiosidade humana em As Máscaras de Deus: Mitologia Primitiva. Este primeiro livro da tetralogia As Máscaras de Deus engloba as relações do ser humano com o divino e a mística desde o surgimento de uma visão não-material humana, ainda no Paleolítico, donde esboça as concepções mitológicas desde os idos de 600 mil a.C., até as concepções xamânicas do Neolítico Superior. O que mais espanta na forma como Joseph Campbell trata da temática é a estreita relação que ele faz entre homens e diversos outros animais – e aqui é impossível não se reportar ao livro de Desmond Morris, O Macaco Nu, onde este autor, ao final do livro, nos faz firmemente reconsiderar nossa posição de animal primata dominante. Com incursões que vão da antropologia convencional à, infelizmente já em desuso, Psicologia Fisiológica, ele aborda as maneiras como o ser humano toma seus primeiros contatos com o mundo, comparando-nos a várias realidades e práticas – por que não dizer – cognoscentes existentes no resto do mundo animal. A partir daí ele procura postular as condições que configuram nossa herança animista e os primórdios mesmos do germe de toda a rede de valores da nossa sociedade. Na segunda parte do livro, ele entra na discussão dos povos do protoneolítico levando suas inferências à uma formação rudimentar de Estado – ou melhor, de estratificação social. Aborda a dimensão do divino – que se configura, então, principalmente na concepção da Deusa-Mãe – estreitamente vinculada aos ritos do par dicotômico fecundidade-morte. Daí passa a analise do universo dos xamãs das cavernas paleolíticas e da organização sociopolítica ao redor da figura do caçador e à concepção de um mundo além da vida. Fala, ainda, das diferenças comparativas às concepções míticas dos representantes de civersas eras do desenvolvimento humano, desde os primórdios neolíticos até a estruturação das primeiras sociedades proto-históricas, como a Suméria e a Acádia.”

  • joao Paulo:

    Ao serico 115:

    Eu não citei um unico versículo para resumo de um todo, mas para clarear o ponto em questão, porque como pode existir um resumo de algo ainda mais profundo em apenas uma frase? esta é apenas uma pequena palha mais tavez pensa que aquele que cometeu um pecado foi quem matou sem pena nem consciencia, causou todo tipo de atrocidades possiveis, e por isso ele não será dígno do perdão, mas quanto a outros que apenas defendeu mesmo que cegamente um ponto de vista particular por simples ecêntricidade ou capricho, esse não pode receber nenhuma centensa, no entanto durante sua convivencia mesmo repentina como tem citado, provocou vasidão na mente de outros com seus pensamentos e plantou a semente da dúvida que ao produzir os frutos contaminados contaminou tambem os que dele provaram que tambem contaminaram outros, na simples curiosidade de defender uma opnião para provar-se diferentes dos outros omitindo e contradizendo sobre algo sagrado que em muitos se tornou fértil para a desgraça do mentor e seus descendentes, Deus salvará aquele que usou da força física maléfica machucando e ferindo, e não poupará aquele que usou na mera palavra para introjetar o mal sobre a verdade soberana, em muitos casos a ação tem menos efeito que o uso irracional das palavras, imagina-se de uma forma comum entre muitos que oposição a essas verdade não lhe custaram a vida porque sabe como a maldade no mundo é grande e isso Deus não importará, mas o equívoco é evidente, pois ao deixar de se tornar uma ferramenta de um bom uso e propósito comtribuem para inverso conscientes ou inconscientes até ter uma oportunidade de ver sob outro foco, assim determinam para si, persistir no erro ou recuar, caso escolha persistir fará por conta própria sabendo que estão errados mas assim persistem. sempre existirá dois lados nessa caminhada até o dia em que tiver de durar, mas para se decidir entre um e outro é preciso existir quem inculte na mente o lado profundo do dicernimento, para que na ausencia da dúvida responda não a Deus por ter de usar a sua justiça mas sim, vc pelos seus próprios atos. Todos precisam de oportunidades para decidir-se no próprio coração, a partir de então respondem por isso.

  • Francisco Ribeiro:

    Gálatas cap. 6, vec. 7.
    Não vos deixeis desencaminhar: de DEUS não se zomba, porque tudo o que homem semear, isso também colherá.

  • Jorginho – ” Queridinho dos ateus”:

    Sim Oiced, “rebobine” o site e veja se alguma vez vc respondeu algo científico às minhas perguntas a ti direcionadas!

    Todos falam alguma coisa, mas provar, ninguém prova nada referente aos mistérios da vida! Einstein foi um grande cientista teórico e, por isso, tudo que ele disse pode ser revelado como a mais absoluta verdade?
    Ele se afundou tanto nos estudos… Entretanto, ficou devendo muito quântica!
    Muitos de seus estudos ficaram inacabados…
    “Eu quero saber como Deus criou este mundo. Não estou interessado neste ou naquele fenômeno, no espectro deste ou daquele elemento. Eu quero conhecer os pensamentos Dele, o resto são detalhes”.

    Acredito que ele não via DEUS de forma tão pessoal, como descreve as religiões.
    Para mim ele morreu Teísta e não ateu. Há muitas frases dele que mostra isso.
    Tantos outros falaram a respeito da vida, de um Design e nenhum pode confirmar sua existência e menos ainda sua inexistência, negando ou afastando um Arquiteto!

    Acho mesmo ignorância ignorar o desconhecido como vem fazendo.
    O existencialismo não se resume em religiões como assim a vida.

    Digo afirmativamente que vc não respondeu 10% das minhas perguntas.
    Raramente passo a mão no mouse para guiar-me pelo Google ou outras fontes de pesquisas.
    E como prova que não me respondeu, faço agora de forma resumidas afim de facilitar e que não se perca pelo caminho:

    Como explica a origem do universo de forma satisfatória, afastando um Mentor?

    Como que o caos, poderia criar sistemas altamente complexo, capaz de deixar a lógica humana de boca aberta?
    Pode mesmo a evolução ter saltado de A para C ou D?
    Prove!

    Aproveite oportunidade e me explique o que é o Infinito e se o tempo existe.

    Responda com precisão devida as interrogações da vida, desde a formação e, permito que monte seu laboratório afim de explicar esses mistérios. Mas, adianto que nem mesmo filosofando a ciência foi capaz de teorizar de forma convincente ou sastifatória.

    Diga-me porque D-us ou mesmo um Design não é necessário para explicar esses mistérios.
    Ou vai dizer também que minhas indagações são ocas e vazias, como disse seu amigo Serico?

    Não fuja dessa realidade. Sua questão histórica não tem valia alguma científica.
    Independente de religião, Desejo que explique a “Desnecessidade” de um Mentor para o Universo e suas leis.
    E, por favor, me poupe de argumentos religiosos!

    Esses argumentos nem de longe pode afastar o conceito de um Grande Mentor.

    Vou ficar no aguardo e responda se puder, ops!Quiser!

  • Jorginho – ” Queridinho dos ateus”:

    Ehhhhh…. Jorginho! Você está mesmo desesperado!!![

    Resp. Ehh… O Sr.Sérico Não mostra desespero… Tem uma confiança em seus veredictos, seguro aos passos do Oiced!
    Isso que chamo “comer no prato alheio”.

    Meu caríssimo Sérico, onde ver desespero em meus comentários?
    Tenha ao menos argumento próprio para poder falar alguma coisa.
    Ao menos tentou responder minhas questões referentes à vida e tudo que existe nela?
    Tem certeza que caminha com seus próprios pés e prepara sua refeição à gosto?
    Tenho minhas dúvidas!

    Serico disse: “Talvez porque falando tanto não conseguiu dizer nada! até repetiu seu comentário…

    Resp. Hahahaha! Ainda me julga pelos comentários repetidos! É difícil perceber que não tenho domínio sobre o Site HS?
    Apenas perguntei por que não havia postados meus comentários e repeti-os… e por algum motivo duplicaram-no! Tem Culpra eu?

    Sérico continua desesperadamente : “As consEderações que apresenta, denotam mesmo um grande desespero por não conseguir ter argumentos válidos e bem alicerçados para rebater o OICED…

    Resp. É verdade. Não tenho argumento para o Sr. Oiced e muito menos para vc!
    Mas, ele (como vc) têm todas as respostas questionadas… Se percebe claramente isso!
    Ele(com todo respeito) só levanta questão que as “religiões são enganos” e, através das Religiões, Pode Negar o Design!
    Ele e vc conseguem explicar todas as lacunas por mim questionadas… Sei, sei…
    Até pode Provar que D-us Não existe!
    Ele explica às origens do existencialismo, leis e formação através do caos, de forma jamais reveladas!
    Ele explica a expansão do Universo e até explica o que é o INFINITO!
    O que era antes do “ Ovo Cósmico”… e o que compõe a vida!
    Só gostaria de ver onde está postada as respostas das minhas questões levantadas!
    Serico continua no puxa-saquismo cegamente: “…É que ele não só explana pontos de vista, como descreve as fontes e apresenta os respectivos textos, que você ou qualquer outra pessoa pode consultar… uma chatice mesmo para si/vós…

    Res. Interessante o que o Google pode fazer! Embora, vc e ele’s não podem explicar nada além que “ Não esteja explicado” ou aceito como verdade por alguns…
    Embora, seja suas evoluções feitas de forma que “A” normalmente se dá à B, C, D…
    E não um estouro evolutivo de “A” para B ou C, como que saltando de forma macro. O que colocam para fechar essas lacunas?
    Como lembranças das Eras, só temos os primos “chicos” que nada evoluíram e continuam comendo bananas e dormindo em árvores e cavernas! Sei, sei…

    Certamente podemos encerrar todas as pesquisas históricas e ouvir os grandes sábios de histórias… Na ignorância de podem explicarem que D-us não existe, através de históricos religiosos e tendeciosas como é na maioria das vezes! Aff!
    É Muito fácil falar… Até papagaio fala!

    Serico meio aborrecido diz : “Também um pouco aborrecido porque eu não vejo nada que me mereça sequer replicar, pois o que diz é tão OCO e VAZIO, que não vale a pena perder meu tempo lhe dando esse praze”r.

    Resp. O que eu denomino “OCO e Vazio” são as tentativas de elevar conceitos históricos como a mais absoluta verdade!

    Serico diz: “Você acredita no que quer, ou melhor, lhe impingem. Os motivos porque o faz, só você sabe, e eu até nem estou interessado em saber. Apenas volto a repetir: Seja muito feliz vivendo em sua santa ilusão… jé é bom…

    Resp. Acredito no que refere “impigem” (que o senhor disse), esteja dizendo que forço alguém acreditar em mim? De forma alguma! Só espero respostas às minhas indagações… Coisa essa que tenha esperando pacientemente “ouvir”… E apenas “ouço”: “Religiões são mentiras”. Como que isso provasse que tudo nasceu do INEXPLICÁVEL e de Forma miraculosa o surgimento da vida através de um grande laboratório a céu aberto, através de descargas elétricas!
    Nem mesmo com os mais poderosos laboratórios conseguiram criar uma célula de ameba… Quando irão provar ser capaz em criar uma célula humana?
    Acaso já parou para pensar como funciona seus organismos?
    Quanto tipos de “sociedade” vivem dentro de ti, cooperando com todos seus metabolismos? Podemos mesmo dá mérito ao Caos?
    Isso sim é coisa Oca e Vazia, …dizer que todas as complexidades veio mesmo do Sopão planetário!

    A propósito, poderia me dizer se os cientistas( a venerada ciência) chegou ao consenso que a vida teve alguma cooperação de alguns meteoros caindo no planeta Terra?

    Ou eu perdi a Parte que explica como Surgiu o Universo de tal forma ordenada… Ou que, “Do Nada, tudo surgiu?
    Gostaria de analisar vossas provas científicas!
    Pode passar suas teses?

    Claro que não!!! Vai ficar na mesmice de sempre: “Religiões são falsas e D-us não existe!!! “
    Quanto “viver de ilusão”. Sem dúvida que fechar os olhos é bem pior!!!
    Mas, pode continuar acreditando que vc é apenas um amontoado de átomos e nada mais!
    Seja feliz também, mesmo que cegamente. Provando com isso – “Do pó viste, do pó voltarás”, tão somente.
    AMÉM!

  • joao Paulo:

    O conhecimento do oiced chega a ser assombroso tanto conhecimento no qual não pode provar nada só serve pra isso “debater”

  • joao Paulo:

    Vc serico, defende uma verdade substancial na qual nem vc pode estar certo dela vc e os demais que dividem a mesma idéia, muitas respostas fica a desejar quando decidimos não crer nas coisa que vc julga serem fúteis porque não lhe dão respostas práticas, isto não se pode negar, o fato de não termos as respostas prontamente sobre as dúvidas de onde viemos e para onde iremos, qual o real destino da humanidade, é sob prova de decidirmos no coração se devemos crer ou ignorar, e isto não faz de vc ou de outros um bom visionário, pois nós somos imperfeitos e como tal tambem vacilamos,eu sei que a decisão de crer ou não é pessoal e por isso não imponho minhas idéias e nem falo no fim do eteismo pois bem sei que há verdades absolutas e uma delas é a de que o eteismo não vai acabar e que tambem não prosperará muito, como talvez possa acreditar, porém estamos partilhando das mesmas condições,porque se há uma idéia pra se opor a existencia de uma divindade, tambem existe pra existencia, entre escolher viver enganado mas ser obediente no final, a travar uma luta contra o invencível, prefiro a primeira porque nada estou perdendo, aquilo que eu não entendo perfeitamente prefiro a cautela pra não escorregar isto por si só denota sabedoria, enquanto que pra vc sabedoria é desafiar, mas lembrando que os desafios do homem levou de desgraças a heróis, herói é algo que não pretendo ser se isto me custa ser decepado no final caso esteja errado, mas a paciencia e o tempo se encarrega de colocar as coisas como tem que ser, será sempre assim esta é a minha filosofia, no entanto procuro não no medo pois sei que o medo não é um propulsor das idéias e nos submete ao dominio alheio, como vcs citam constantemente neste site, mas eu prefiro entender que a sabedoria nos freia de acometer em loucuras insanas como as que vejo aqui em ambundancia, todas as expressões nos levam ao raciocinio e apurado há lógica isto vc pode acreditar muitos crentes tem, pois a luz emitida diretamente no cerebro destes tem origem divina, muitas são as coisas a mim reveladas desta fonte, que me faz acreditar na sua real existencia, e tambem sei que os que não depositam fé nesta luz não pode se beneficiar dela, é uma verdade biblica, isto significa que são cegados automáticamente ao se opor e para ajustar isto tem que buscar na humildade, quando duvidamos e não aceitamos não absorvemos esclarescimentos,a humildade é uma prova de fé e não da falta de uma verdade ou sabedoria, saiba de uma, coisa os caminhos são inversos quando imagina saber demais para julgar tudo e todos__” os mansos viverão para todo o sempre na terra e quanto ao iníquo serão arrancados dela” mansos esta relacionado com aquele que ouve e absorve mesmo pedindo esclarescimentos ele não deixa de ser manso mas se opor de forma sistemática a algo só porque não digeriu ainda direito, é não precisar de um mestre é ser vc o próprio mestre e sabedor de todas as coisas,esta escrito “O maior entre vós é o menor no reino de Deus, e o menor será o maior” menor brandura, alto dominio, temor. muitas perguntas eu fiz muitas dúvidas eu tive, mas nunca afirmei conhecer mais que todo mundo e sei que nunca conhecerei, porque estou sempre aprendendo, mas me orgulho e por demais das coisas que hoje domino bem sem menosprezar os que pouco conhece. este é um sinal de humildade e não de falta de conhecimento, o cosmos é um infinito inóspido atormentador, a vaga idéia de não existir alguem que controla td isto é ainda muito mais assustador, deixaria louco o cerebro mais irracional entre os homens completamente louco. sem falar na incrível capacidade do homem moderno em lidar com isto, eu prefiro viver como um ignorante, a provar no final que fui dentre todos ignorantes o mais estúpido deles o que somaria os dois prepotente e irracional. Deus não precisa de nós ele quer que o enxergamos mesmo vivendo em meio o tormento que é esta vida, é daí que ele tira a sua glória ele ser glorificado e será porque ele disse nada irá ate ele sem resultado algum e afirma “Eu terei êxito certo naquilo para o qual enviei” Isaías 55:9-11 entre ficar do lado do perdedor escolherei o ganhador que disse afirmou e sua palavra ja é promessa cumprida sem nescessidade de provar nada porque ja sabe o minuto seguinte e qual desfecho terá todas as histórias, a cautela é para os sábios a certeza no próprio coração é pros ímpios, e ele se alto destruirá pela sua arrogancia e falta de aptidão pela humildade.

    • Serico115:

      João Paulo:
      Não nos conhecemos pessoalmente nem sequer essa hipótese põe. Mas lhe digo muito sinceramente que adoraria poder fazê-lo.
      Formulará a pergunta: Porquê?
      Não teria a veleidade de o convencer de nada que não aceite. Mas acho que teríamos um diálogo interessante, sob nossos pontos de vista, sem que isso pudesse criar qualquer tipo de crispação.
      Repare numa coisa: Não lhe vou dizer que conheço melhor ou tão bem como você, todos esses textos que estão sistematicamente na bases de suporte de tudo que para aqui carreia. Mas Tome como base, o facto, de que, ao que julgo, ambos termos nascido no meio de uma família católica (cristã). Eu fui praticante, não direi desvelado, mas assíduo no cumprimentos daquilo que considerava ser correcto para quem se quer afirmar crente e cristão.
      Em que divergimos?
      Você continuou submetido aos ditames duma doutrina que em meu entendimento o aprisionou de tal forma, que se não consegue libertar desse jugo.
      Eu, a certa altura de meu percurso, não conforme com a falta de respostas devidamente suportadas e bem alicerçadas, e, começando a verificar mais atentamente o que a ciência nos mostra de forma efective e real, senti que teria de me libertar desse jugo que agora, a cada dia vou verificando cada vez mais com a lucidez de que sou capaz, e passei a trilhar uma perspectiva bem mais concreta, assente em factos reais e devidamente comprovados e demonstrados.
      Continuo no meio de pessoas que nutrem convicções iguais às suas, sem que isso crie o menor obstáculo para que convivamos de forma bastante harmoniosa ainda que respeitando as convicções de cada um.
      Li este se texto, devagar, para ver se conseguia detectar algo que me pudesse fazer repensar minha postura. Mas franca e lealmente lhe digo que não consegui ver mesmo nada, para além de sua forte tenacidade em querer afirmar-se, até em certos pontos se atribuindo ser dono de verdades incontestáveis, mas assentes apenas num pressuposto de sua forma de ver uma realidade utópica, que é sua, mas cujas bases são apenas baseadas no manual que para vós é a “fonte de toda a verdade” pois não aceitam minimamente que alguém que também leu, mas com o devido espírito crítico ali viu tantas contradições e falta de bases sólidas e credíveis vos procure trazer para uma realidade exógena a esse vosso manual…
      Claro que, para que se possa entender outra realidade, tem de haver abertura. E isso vocês não estão, pelo que mostram querendo ou sendo capazes de assumir. Logo Com as portas fechadas, nem saiem nem deixam entrar…
      Mas cada um em seu mundo de realidades. E não sei se já um dia terá pensado qual a estrutura psicológica (para vós espiritual), necessária para se abdicar dessa vossa postura de submissão a uma pseudo protecção baseada num ente superior que está de plantão ininterruptamente para vigiar todos vocês e a cada momento poder ter a avaliação que o faz ter sobre todos um julgamento de cada um?
      Pois nós, os que já não dispomos dessa muleta, temos de saber estar de pé, sem necessidade de a ter, para continuarmos«s a ser “seres” equilibrados e sociáveis, se viver aterrorizados com o final para que a NATUREZA nos criou. Até me parece ser o cerne da questão… Vossa falte de capacidade para viverem sem essa muleta. E por outro lado lhe digo, Se????? vossa perspectivo fosse real e verdadeira, nós não sentimos qualquer temor em enfrentar essa pseudo-realidade, pois se procuramos ser pessoas dignas e honestas, não vejo por que haveríamos de ser condenados aos terrores do INFERNO… E sobre inferno, teríamos muito que dissecar… Como é que um deus se permite criar um tormento eterno para que pecou apenas num curtíssimo espaço de tempo em que viveu??? Mas que justeza desse deus???
      Olhe, desejo-lhe tudo de bom, e que viva se sentindo sempre bem com suas convicções. Se leu algo sobre psicologia, sabe do efeito benéfico que esses placebos podem propiciar a quem os aceita como realidades incontestáveis….

  • Serico115:

    OICED!!!
    Eu fico sem palavras vendo tudo que aqui explana e apresenta…
    Será um sentimento de espírito de missão, que avocou em sua actividade ao longo de sua vivência?
    Só poderá ser, pois aqui pelo que me é dado ver, é como estar pregando sermão aos peixes1
    Mas pessoalmente, sinto-me grato pelo que escreve e apresenta. Fruto de uma grande procura de se sustentar em tudo que apresenta. Pena mesmo é que os que o assediam, não conseguem ter a capacidade de o emtender e reconhecer o, de muito valioso que para aqui vem carreando.
    Deixo um abraço para si, e reitero minha admiração por tudo que me tem proporcionado poder tomar conhecimento.

  • Jorginho -” Queridinho dos ateus”:

    Sr.Oiced, até concordo em muitas partes de seu comentário – Tradição, indução etc.

    Mas,tudo tem que ter origem. A ciência exige isso! Diga-me algo que não teve origem e me calarei.

    Se perguntar qual é a origem de D-us, eu diria: Sabemos pouco Dele… Que possa ser usado como prova científica. Mas, como explicar todos os fatores do existencialismo?
    Baseando nesse ponto, podemos imaginar que nenhuma teoria científica pode responder os por quês de tantas complexidades e leis…
    Nenhuma teoria pode retratar o que é infinito e o que é o “nada” de forma qualitativa ou quantitativamente.

    É estranhíssimo depararmos com essas interrogações e negar um Mentor. Não é questão de preencher “vazios”.

    E difícil engolir “ o nascimento pelo caos”!
    Nada pode ser explicado sem anterioridade.
    Não conheço nada nem de longe que pudesse criar sistemas aleatoriamente de forma complexa como a vida.
    Veja que para tentar explicar a origem da vida; foi preciso criar um “grande laboratório”, ainda que isso não foi possível ser provado… nem mesmo no maior laboratório real.

    Ainda, alegando o caos, algo existiria antes dele.
    O que deu origem o Universo ou mesmo o “grande pequeno ponto” antes dele?
    Que força seria essa que ordenou/modelou a vida, cujo o funcionamento deixa qualquer máquina de boca aberta?

    Não é por não falta de provas que encerraremos a questão. Pelo contrário – Começamos.
    Não é porque os astronautas foram para o espaço e não viram D-us; signifique e Ele não exista!

    Hoje a ciência especula outras dimensões.
    Então por que não poderíamos estar presos nessa?
    Vc pode perguntar: Que prova vc tem de outras dimensões?
    Eu diria nenhuma e, pergunte os cientistas …talvez eles tenha alguma!

    Assim e a vida. O que sabemos dela? Que prova temos sobre espíritos? Tive experiências Suficiente para crê em suas existência(já relatei algumas aqui).

    Porém, não temos respostas concretas, e a ciência tem? É possível haver vidas ou viajantes espaciais nessa e outras galáxias?… Alguns ignoram essa possibilidade devido à distância que nos separa!
    E, isso quer dizer que não existam? Uma vez que centenas e centenas de pessoas dizem ter passado por experiências?
    Muitos São os mistérios que nos cerca… Muitas gravuras, civilizações cultas e outras, surpreendendo mesmo pesquisadores… Calam-se por não saber resposta.

    Em referência a nossa lógica limitada… E ainda em evolução intelectual; o que podemos dizer sobre o existencialismo?

    Concordo com quase tudo que disse nesse último comentário.
    Mas, de forma alguma, elas explicam às origens ou pode negar um Design.

    Abraço

  • Jorginho -” Queridinho dos ateus”:

    Outra coisa:
    O que o Oiced diz referente D-us, Design, Mentor…
    É como um cara que atira desesperadamente para todos os lados!
    E, mais: Não leio 20% do que ele escreve.
    Sabe mesmo porquê?
    Ele fica na mesmice de sempre – “AINDA PROVO QUE DEUS NÃO EXISTE, USANDO A RELIGIÃO COMO ARGUMENTO!”
    Fala sériuu DouutÔ!!!
    Não perco tempo com isso!
    Apenas 20%, faço o milagre de responder 100% !
    Basta!

    OBS – Postei e foi rejeitado pelo Hs essas mesmas postagens.
    Gostaria de saber onde está os excessos de meus comentários. Pode responder?

  • Jorginho -” Queridinho dos ateus”:

    Perai Sr.Serico! Diga-me que não está generalizando.
    Pois, o que pretende concluir com : -”enredar completamente numa visão de “verdade” que nada tem a ver com realidade”?
    Acaso você e o colega Oiced nos esconde a mais absoluta Verdade?
    Pois, escreveste:
    “…Apenas argumenta muito circunstanciadamente Seus Motivos para Não acreditar, e manifesta, Como Eu algumas vezes, o “DÓ” que lhe Causa ver Você e Todos que Se Deixaram Enredar Completamente numa Visão de “Verdade” que Nada tem a ver com Realidade.”
    O que vc pode dizer sobre ” Verdade e Realidade”?
    Diga-nos com base científica o que vc entende Por “Verdade e Realidade”!
    Continua: ” …fontes fidedignas para se basear de forma suficientemente credível.”
    O senhor nos poderia apresentar algum conceito que seja cristã ou qualquer outra religião que pudesse ser argumento contra um CRIADOR?
    Ele precisaria de religião ou seria o contrário?
    …Poderia isso ser prova que não existe mesmo um Mentor?
    Como existem os neo-ateístas, também os Neo-Teístas.
    E pelo que vejo, os argumentos do Oiced é direcionada meramente aos religiosos cristãos.
    Ele Não poderia nem ser chamado de Neo.
    Mas, Mostre-me uma fonte fiável, por gentileza… Que não exista um Mentor para todo existencialismo?
    Continua: “…É Como se estivessem Enclausurados num Convento Sem Portas para o Exterior, Para o Mundo Real…”
    Mundo REAL!!?
    O que poderia dizer um “amontoado” de Átomos sobre a Realidade? Pois, não são os ateus que dizem que, “ Tudo não deixa de ser Obras do Caos”?
    O que somos e como surgiu todas as coisas?
    Isso é realidade!
    Realidade é: Como pôde algo tão complexo e sensível como é a vida, ter sido criado pelo caos?
    O que é o infinito?… Sua mente pode conceber?
    O que é antes da expansão e por quê o Universo se expande?
    São perguntinhas de crianças, como o senhor deve saber!
    Se não sabe, caro colegas (ateus), suas realidade se resumem num amontoado de átomos!
    E, se não sabe o sentido da vida ou, o que é realidade; saibam que vcs não estão sozinhos… Pois, os cientistas buscam essas respostas desde que Ciência Nasceu!
    Eles buscam também a vida ETERNA como os Religiosos!
    Embora, sabemos que uma célula morta,eles não podem ressuscitá-la… Indicando que a vida não é meramente um amontoado de matéria.
    No conceito de um Mentor, digo:
    “Nada pode existir por si, ao menos nessa dimensão” e estamos presos nessa dimensão de lógica onde 2+2 = 4 !
    Ainda ousa finalizar com nomes de alguns ateus, como prova de razão. Kkk…
    Fala sériu meu-mão! Desde qd esses caras sabem ou sabiam de alguma coisa e, ainda, que seus palavreados tenha validade científica?
    Aprenda de uma vez por todas que: “Não é tentando acabar com a religião que acabará com o GRANDE DESIGN!
    Ver se aprende isso!
    Outra coisa: “Jamais generalize qualquer cousa”.
    A verdade é como cristão, tem mil faces!
    Abraço.

    • Serico115:

      Ehhhhh…. Jorginho! Você está mesmo desesperado!!!
      Talvez porque falando tanto não conseguiu dizer nada! até repetiu seu comentário….
      As consederações que apresenta, denotam mesmo um grande desespero por não conseguir ter argumentos válidos e bem alicerçados para rebater o OICED… É que ele não só explana pontos de vista, como descreve as fontes e apresenta os respectivos textos, que você ou qualquer outra pessoa pode consultar… uma chatice mesmo para si/vós…
      Também um pouco aborrecido porque eu não vejo nada que me mereça sequer replicar, pois o que diz é tão OCO e VAZIO, que não vale a pena perder meu tempo lhe dando esse prazer.
      Você acredita no que quer, ou melhor, lhe impingem. Os motivos porque o faz, só você sabe, e eu até nem estou interessado em saber. Apenas volto a repetir: Seja muito feliz vivendo em sua santa ilusão… jé é bom…

  • Jorginho:

    Outra coisa:
    O que o Oiced diz referente D-us, Design, Mentor…
    É como um cara que atira desesperadamente para todos os lados!
    E, mais: Não leio 20% do que ele escreve.
    Sabe mesmo porquê?
    Ele fica na mesmice de sempre – “AINDA PROVO QUE DEUS NÃO EXISTE, USANDO A RELIGIÃO COMO ARGUMENTO!”

    Fala sériuu DouutÔ!!!
    Não perco tempo com isso!

    Apenas 20%, faço o milagre de responder 100% !

    Basta!

  • Jorginho:

    Perai Sr.Serico! Diga-me que não está generalizando.

    Pois, o que pretende concluir com : -“enredar completamente numa visão de “verdade” que nada tem a ver com realidade”?

    Acaso você e o colega Oiced nos esconde a mais absoluta Verdade?

    Pois, escreveste:

    “…Apenas argumenta muito circunstanciadamente Seus Motivos para Não acreditar, e manifesta, Como Eu algumas vezes, o “DÓ” que lhe Causa ver Você e Todos que Se Deixaram Enredar Completamente numa Visão de “Verdade” que Nada tem a ver com Realidade.”

    O que vc pode dizer sobre ” Verdade e Realidade”?
    Diga-nos com base científica o que vc entende Por “Verdade e Realidade”!

    Continua: ” …fontes fidedignas para se basear de forma suficientemente credível.”

    O senhor nos poderia apresentar algum conceito que seja cristã ou qualquer outra religião que pudesse ser argumento contra um CRIADOR?
    Ele precisaria de religião ou seria o contrário?
    …Poderia isso ser prova que não existe mesmo um Mentor?

    Como existem os neo-ateístas, também os Neo-Teístas.
    E pelo que vejo, os argumentos do Oiced é direcionada meramente aos religiosos cristãos.
    Ele Não poderia nem ser chamado de Neo.
    Mas, Mostre-me uma fonte fiável, por gentileza… Que não exista um Mentor para todo existencialismo?

    Continua: “…É Como se estivessem Enclausurados num Convento Sem Portas para o Exterior, Para o Mundo Real…”

    Mundo REAL!!?
    O que poderia dizer um “amontoado” de Átomos sobre a Realidade? Pois, não são os ateus que dizem que, “ Tudo não deixa de ser Obras do Caos”?

    O que somos e como surgiu todas as coisas?
    Isso é realidade!
    Realidade é: Como pôde algo tão complexo e sensível como é a vida, ter sido criado pelo caos?
    O que é o infinito?… Sua mente pode conceber?
    O que é antes da expansão e por quê o Universo se expande?
    São perguntinhas de crianças, como o senhor deve saber!

    Se não sabe, caro colegas (ateus), suas realidade se resumem num amontoado de átomos!

    E, se não sabe o sentido da vida ou, o que é realidade; saibam que vcs não estão sozinhos… Pois, os cientistas buscam essas respostas desde que Ciência Nasceu!

    Eles buscam também a vida ETERNA como os Religiosos!
    Embora, sabemos que uma célula morta,eles não podem ressuscitá-la… Indicando que a vida não é meramente um amontoado de matéria.

    No conceito de um Mentor, digo:
    “Nada pode existir por si, ao menos nessa dimensão” e estamos presos nessa dimensão de lógica onde 2+2 = 4 !

    Ainda ousa finalizar com nomes de alguns ateus, como prova de razão. Kkk…

    Fala sériu meu-mão! Desde qd esses caras sabem ou sabiam de alguma coisa e, ainda, que seus palavreados tenha validade científica?

    Aprenda de uma vez por todas que: “Não é tentando acabar com a religião que acabará com o GRANDE DESIGN!
    Ver se aprende isso!

    Outra coisa: “Jamais generalize qualquer cousa”.

    A verdade é como cristão, tem mil faces!

    Abraço.

  • joao Paulo:

    O oiced perde um tempão com seus longos textos, da canceira só de passar o mouse, só perde tempo, porque não tem conteúdo maduro para postar a não ser suas duras críticas infundadas e sem qualquer impácto contra Deus religião e religiosos.

    • serico115:

      João Paulo, eu já estou a quebrar o que me propus fazer, não mais intervir. Mas vendo a futilidade de suas afirmações em relação ao OICED, fico pasmado com seu enorme bloqueio de compreensão ao que ele apresenta devidamente e bem fundamentado. Ao que me foi dado ver, ele nunca lhe pediu para deixar de ser crente. Apenas argumenta muito circunstanciadamente seus motivos para não acreditar, e manifesta, como eu algumas vezes, o “DÓ” que lhe causa ver você e todos que se deixaram enredar completamente numa visão de “verdade” que nada tem a ver com realidade. É. Vocês vivem se escudando no que um manual tem escrito que nem de utopia se pode considerar, dadas as incoerências e falta de rigor e fontes fidedignas para se basear de forma suficientemente credível. É como se estivessem enclausurados num convento sem portas para o exterior, para o mundo real…
      Mas é óbvio que se assim se sentem bem e felizes, deixem-se ficar. Não precisam é de assediar quem não se deixa enredar como vocês… Sejam felizes para sempre e eternamente como acreditam que vai acontecer. Leia José Saramago, Bertrand Russel, Frederic Lenoir, e tantos outros cuja lucidez os fez até perder a vida “Socrates”…

  • joao Paulo:

    A tentativa do oiced em insentivar as pessoas a não crer em Deus e religião é comparado a tentar fazer com todas essas pessoas comecem a viver sem agua, que neste caso segundo é simbolizada pela agua a palavra inspirada, isso sem exagero a comparação, ele significa um grão de areia no oceano… faça o favor! continua na sua ignorancia mas sem perder o seu tempo em vão, porque essa sua luta é no mínimo ridicula sem citar extremamente cega elevado a potencia de dez. Dá um tempo Sr. oiced!!!

  • joao Paulo:

    O termo religião foi usado para diferenciar, esta é sua finalidade, separar daqueles que não pregam conceitos de qualquer gênero, as diversas entidades religiosas tem a finalidade de separar uma das outras com custumes e doutrinas, o cristianismo foi o recurso para definir o destino de todas elas juntas como religião fundamentalizada em uma única fonte verdadeira da salvação,com intuíto de acabar com a confusão determinando um único caminho para fazer a vontade celestial obedecendo os mandamentos, as várias doutrinas e interpletações evangélicas tanto faz encontrar os perdidos como perder os que não buscam na forma sincera de servir e obedecer, esta visão é narrada nas escrituras, “Persisti em buscar como o ouro como a prata” “Conhecereis a verdade e verdade vos libertará” portanto a falta do conhecimento esta intimamente ligado a crensas não nas palavras de Deus mas nas de homens,não na busca da vontade de agradar a Deus mas de satisfazer a si próprio quando há desejo ardente de servir ao Deus verdadeiro há esclarescimento caso contrário se perde indefinidamente, o desejo de ser livre e não se agregar a nenhuma crensa por não agradar a si evitar ter compromisso a cumprir não alivia as nossas responsabilidades, lançar desafio a Deus para que ele prove a sua existencia para depois acreditar nele não é ele o prejudicado, pois quem precisa de médico é o doente assim quem precisa ser salvos somos nós acolheremos a Deus se pretende-mos a salvação, dai as costas a ele se queres o contrário, pois aquilo que quer é exato o que terá, o próprio Jesus ja afirmou isso.

  • Francisco Ribeiro:

    1 Corintios cap. 10, vesc. 22-23.

    A liberdade e caridade cristãs.

    Ou irritaremos o SENHOR? somos nós mais fortes do que ele?
    Todas as coisas me são licitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são licitas, mas nem todas as coisas edificam.

    DEUS não criou religião. a religião nada mais é do que práticas pecaminosas do homem.
    ateus, deixa eu falar uma coisa que vocês não sabem, vocês que dizem que não acreditam em nada, saibam que existe um ser que está aplaudindo de pé essa atitude de vocês, saibam que vocês estão renegando o DEUS, único e verdadeiro.
    A Biblia diz que aquele que não é de DEUS, é contra DEUS.
    parem de servir ao engano e a mentira, parem de fazer a vontade de santanás.
    não reneguem o Amor de JESUS CRISTO…

  • Antonio Leite:

    Oiced, Sérico…
    Existem alguns teólogos que preconizam uma espiritualidade não separadora, não nutridora de “adversários”, não excluidora dos “outros” Deuses, não infantilizada por mandatos parentais (no sentido psicanalítico)…
    Se não me engano, um tal Máximus(?)– vencido por oposicionistas próximo do início da era Cristã — queria extinguir da Bíblia e dos evangelhos seus conteúdos pouco edificantes. Assim como ele, algumas correntes se desagregaram da obediência ao texto como ele é…e buscam fundar uma espiritualidade adulta, em relação horizontal com um Deus criador sem muitas semelhanças com o Deus bíblico. Esses teólogos, penso, perceberam a insustentabilidade da estrutura de religiões que se tornaram cartórios mais preocupados com os próprios ganhos.
    Conversar com esses teólogos é um papo mais filosófico e menos teológico. Um deles, Leonardo Boff, da teologia da libertação, transita livremente entre crentes e não crentes.
    Sabemos que os teólogos vêm fazendo um grande esforço de adaptaçao para se situarem na modernidade. A cada avanço científico, buscam ajustar de novo e de novo seus raciocínios, suas propstas de religião.
    Acho que essa nova espiritualidade pode nos dizer algo muito positivo quando se trata de não cairmos nos erros do passado. O espírito partidário, aguerrido, separatista, egóico, deslocado da vivência — vivência, não expressão verbal — real do amor e da unidade começa a diminuir nesse grupos que perceberam esses significados que Oiced nos traz. Gostaria muitíssimo que representantes dessa modernidade pudessem dialogar aqui sobre essa ótica que não se subordina a hierarquias terrenas ou espirituais. É uma pena que seus representantes sejam pouco afeitos ao debate (respeitoso). Alguns amigos representam esse novo caminho mas não têm desejo de catequese, preferem o silêncio e a meditação…
    Imagino que esse grande grupo — alguns os chamam de New Age — quer um encontro, uma re-ligação, consigo mesmos. Acreditam que, se Deus existe, está definitivamente dentro de nós e não precisa de cruzados a “serviço dele”. ELE SIMPLESMENTE É.

  • Francisco Ribeiro:

    Salmos 1. vesc, 1-3.
    Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
    Antes, tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
    Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas,a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará.

    Honra e glória ao SENHOR JESUS CRISTO.

  • Francisco Ribeiro:

    No livro de Isaias cap. 43, vesc. 10-11. diz:
    Vós sois as minhas testemunhas, diz o SENHOR, e o meu servo, a quem escolhi; para que o saibas, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá.
    Eu, eu sou o SENHOR, e fora de mim não há SALVADOR.

    O SENHOR me fez sua testemunha, para anunciar o Evangelho de JESUS CRISTO, e o seu Amor, e a sua verdade, e a sua justiça, e a sua misericórdia, e a sua bondade e todas as coisas que provém de DEUS. e eu não preciso de ensinamentos ou instruções que não venham de DEUS, peço ao SENHOR JESUS que me fortaleça, porque só absorvo e tomo pra mim aquilo que irá me edificar.
    e eu sou testemunha do SENHOR, somente, e somente para honra, glória, louvor e adoração ao DEUS altissimo.

  • Antonio Leite:

    Pois é, Sérico, a disputa fora do campo das evidências é extenuante e muito ideológica. Pode criar um ambiente emocional que perde o foco e nos leva à regressão…Mas percebo muitos conteúdos bons que vou aproveitando…Vale a pena!

    • Serico115:

      Obrigado António Leite!
      Como lhe referi, aprecio o equilíbrio e bom senso de seus comentários, e isso eu acho o essencial para que se possa manter uma intercomunicação mais fértil e esclarecedora.
      É com grande pena que vi que o OICED MOICAM vai abandonar este fórum.
      Achei pessoa de largos e profundos conhecimentos e todo um trabalho de investigação bem alicerçado e muito coerente.
      Não se trata de querer minimizar quem tem ideias opostas, mas o António, se ler atentamente, constatará a pobreza de argumentação dos que tentam a todo o custo fazer passar suas posturas como as mais credíveis, mas que esbarram na pobreza de argumentos bem alicerçados. Não conseguem sair dos conones da bíblia e tudo a que tentam responder o fazem enunciando os passos de trechos inseridos na mesma.
      Sabe que por vezes fico pensando e perguntando, como é que esses escritos conseguem colonizar completamente os cérebros de quem a ela se deixa prender, e a forma obstinada de como tentam querer fazer prevalecer suas convicções!!!
      Não sei se leu de BERTRAD ROUSSEL “Porque não sou Cristão”. Acho que é um bom começo para que as pessoas possam começar a ter a capacidade de por em causa tudo que se não encontra alicerçado em bases sólidas, credíveis e aceitáveis.
      Como possivelmente já se terá apercebido, eu fui educado na religião cristã que pratiquei de forma activa até. Mas a partir do momento em que não consegui ver respostas coerentes para as minhas perguntas, meu percurso tomou rumo diferente, e hoje debruço-me mais sobre a NATUREZA e todas as descobertas e evolução que a ciência nos proporciona de forma real com provas muito concretas quer pelo que nos mostra, quer por todos os benefícios que tem posto ao serviço de um progresso efectivo de toda a humanidade.
      À medida em que vou tomando mais conhecimento dos avanços de toda a investigação e resultados obtidos através da CIÊNCIA, fica mais clara a incoerência de querer acreditar na existência dos deuses que ocupam as mentes de tanta gente….
      Mas isto não significa que não aceite o direito de viverem em sua doce ilusão, na medida em que isso os faz felizes. Aliás vivo no meio de uma família onde existem as duas convicções, e nem por isso deixamos de ser uma família onde as boas amizades prevalecem.
      Desculpe a extensão de meu texto, mas faço-o por achar que me merece minha atenção e consideração. Um abraço.

  • Francisco Ribeiro:

    Amigo Oiced Mocam, JESUS CRISTO é o bom pastor que dá vida pelas suas ovelhas, é ele quem te consola quando estás angustiado, é ele quem te livra dos perigos nos maus momentos, é JESUS que é teu amigo em todos os momentos da tua vida, mesmo quando você não acredita. e ele nunca te abandonará, sabe porque? porque ele Ama você, ele quer salvar você, ele quer te fazer conhecedor de todas as coisas que ele tem preparado pra você.

  • Francisco Ribeiro:

    DEUS não criou religiões, religiões são seitas criadas pelos homens, pelos cegos e ignorantes de espirito. JESUS CRISTO não prega seitas mais sim o evangelho, o reino de DEUS. aceitar a JESUS CRISTO como SENHOR e SALVADOR significa torna-se nova criatura, ou seja, se desprender dos velhos costumes, dos atos que nos afastam de DEUS, e passarmos a praticar as coisas de DEUS, e não os desejos da carne. o pecado entrou no mundo por causa da desobediência do homem, mais DEUS, através de CRISTO nos deu a cura, nos faz conhecedores do arrependimento e do perdão. JESUS CRISTO foi sacrificado para que possamos estar livres da mentira, da enganação, do ódio, das ciladas e buracos que muitas pessoas caem e não conseguem se libertar.
    No livro de João cap. 3, vesc. 15, diz a respeito de JESUS:
    Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha vida eterna.
    e ainda no cap. 4, vesc. 10 de João:
    JESUS respondeu e disse-lhe: se tu conheceras o dom de DEUS e quem é o que te diz: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.
    Convertei o vosso coração ao SENHOR, adorai-o em espirito e em verdade e ELE te concederá o desejo do teu coração, ELE suprirá todas as tuas necessidades, te livrará de todo o mal. a água que JESUS menciona no texto acima, é na verdade o Amor, o perdão, a misericórdia, a graça, a bondade, a justiça, a esperança, o respeito e o cuidado que DEUS tem por nós.
    No livro de Mateus cap. 5, vesc. 8, diz:
    Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a DEUS.
    A paz de JESUS CRISTO seja com todos. Amém.

  • joao Paulo:

    Quem mais ai tem estomago de avestruz pra continuar ouvindo as lorotas do oiced heim?… ele fala da condição das pessoas de fé hoje com a condição de quando as pessoas ingatiavam na questão dos direitos e deveres e conhecimento pobre devido as condições impostas pelos grandes lideres religiosos que ocultavam a biblia de pessoas leigas e dominava o acesso a ela para continuar a enganar avanço no conhecimento sobre deus e seus desejos baseado nas escrituras esta as mãos de quem quiser é só estender as mãos e pegar, mas poucos se atrevem, e vivem balboseando pelos achometros, sem se dar conta do tamanho de sua cegueira, cá pra nóis, aja paciencia pra continuar a dar ouvidos pra um Sr. de cinquenta com mente de um de dois.

  • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

    Espero que sejamos mais coerentes. Que não venhamos apelar por sentir nesse direito. …Do contrário. Podemos imaginar qual será o final desses nosssos belos discursos.

    Não seria agradável que finalizássemos de forma amigável?
    Sem ofensas?
    Não esqueçamos que somos iguais perante a lei de D-us e dos homens. Embora essa última tenho dúvida.

    Vamos, acima de tudo, manter o princípio da raiz e o tronco, sem deixar de falar dos galhos e folhas.
    Somos igualdades no mais belo princípio de “viva e deixe-me viver!”

    Estou direcionando com objetivo de abranger todos demais.
    Não me colocando acima e nem abaixo.
    Portanto, continuando nesse nível; particularmente me retiro dessa página desde já.

  • joao Paulo:

    Author: serico115
    Comment:
    Pois João Paulo, se existe cegueira, e acredito que sim, você e seus apaniguados SÃO O EXPOENTE MÁXIMO DESSA CEGUEIRA TALVEZ, na medida em que não conseguem ver, ou querer ver o que está para além de vossos limitados horizontes….

    Será que vc esta consciente por completo disso? eu acredito que não, conheço bem a essencia no ser humano e sei que ele é muito covarde gosta de bater e quando a coisa fica feia corre e muito rápido, faz suas concepções baseadas em conclusões superficiais sem a nescessidade de qualquer exame prévio de sanidade mental dígno de quem não tem se quer a terça parte de massa cinzenta, para estes seus argumentos protestantes preconceituosos que não pode ferir a ninguém, pois ter pena da pessoa de tal conduta é mais válido, isto apenas servirá para sua própria condenação, mesmo que morra agora, terá de conhecer a Glória deste Deus que vc é tão opositor, mesmo para ser lhe impostado o julgamento eterno para poder ver uma uma única vez a sua glória, vc e os que compartilham do mesmo pensar. Qualquer um com um leve nível de conhecimento respeita aquilo que ele não pode explicar de forma convincente no seu caso e nos muitos que aqui presenciei estão na profunda escuridão do conhecimento exato, a menos que sofra de uma sequela mental grave, talvez este seja o seu caso que no caso Deus não levará em consideração dado ao nível superlativo de sua sabedoria e misericórdia infinita, caso contrário se prepare pra conhece-lo um dia mesmo que seja em um milhão de anos, prestarar contas de suas obras quer seja contas do bem ou do mal. NINGUÉM SERÁ IMUNE DISSO PODE ACREDITAR.o SEU CONHECER NÃO É SIMPLES CONHECER,É FRUTO DO PURO PRECONCEITO CONTRA QUEM DEFENDE O OUTRO LADO que se quer vc se define no seu,A SIMPLES DURAÇÃO DOS PROTESTOS ETEISTAS JA FOI DIAGNOSTICADO PELOS PRÓPRIOS ETEISTAS INDÍGNOS DE COSTUMES ATEUS USAR ETEISMO COMO FERRAMENTA DE PREGAÇÃO CONTRA QUALQUER COISA ou pensamento.o ETEISMO É SIMPLESMENTE NÃO CRER E NÃO IMPOR SEUS PENSAMENTOS FORÇA COMO SE QUISESSE IMCULCAR NA MENTE ALHEIA OS SEUS PENSAMENTOS E DESEJOS que nem de longe revela racionalidade dado o número insignificante de ateus no nosso mundinho. A pustura dos criticos no HS se dizendo ateus nada mais é que protestos contra Deus e religião se Deus realmente não existisse pra vcs ja teriam abandonado este debate inútil e que não vai dar em absolutamente nada,porque esse debate para nada serve mesmo.

  • joao Paulo:

    Falam do uso da racionalidade para justificar atos insanos contra deus e contra as coisa sagradas para previlégio próprio atos totalmente deliberados e conscientes porque Deus não nos criou como os animais que vivem pelo extinto e não podem usar o raciocinio dos espertalhões como se Deus fosse tolo, tolo realmente são que pensam serem muito espertos capazes de livrar se da sentença divina com falsos argumentos a tolice nos derrota e entrega as mãos do sofrimento e consequentemente colheremos os resultados dos nossos atos sem demora, as leis que regem todo o universo da conta de cada ato atitudes e pensamentes, jamais livraremos daquilo que nos aguarda o futuro todos vão ser pesados na mesma balança, independentes do que pensam ou coloquem em ação.

  • Lucio Soares:

    como era d se esperar… verborragia por cima de verborragia sem respostas, apenas bla bla bla e mimimi. vc vem falar d alcorão etc. sempre os ateus fogem das perguntas objetivas e simples, tentam enrolar com palavrinhas bonitas, mas q ao lermos não tem nenhum coerencia e veracidade hehehe ao menos vc tentou oiced. ah! sua prova d q deus não existe eh uma das mais toscas q ja escutei 🙂 mas vlw por tentar te respeito por isso mas tenta inventar uma mentira melhor…

  • Lucio Soares:

    como era d se esperar… verborragia por cima de verborragia sem respostas, apenas bla bla bla e mimimi. vc vem falar d alcorão etc. sempre os ateus fogem das perguntas objetivas e simples, tentam enrolar com palavrinhas bonitas, mas q ao lermos não tem nenhum coerencia e veracidade hehehe ao menos vc tentou oiced. ah! sua prova d q deus não existe eh uma das mais toscas q ja escutei 🙂 mas vlw por tentar te respeito por isso mas tenta inventar uma mentira melhor

    • Serico115:

      Você é mesmo o rei do bla-bla-bla… é preciso muita pachorra para ver suas incoerências e muito pior querendo ver o que não consegue….

    • lucio Soares:

      serico o coitadinho… só responde poh! deixa de enrolar como todos os ateus aqui, responde sem enrolar… acho q sua raiva eh pq vcs sabem q não podem responder nada e não podem provar nada contra deus hahahahaha

      seus argumentos fracos e tolos não impediram de serem julgados por deus assim como eu serei.

  • Lucio Soares:

    PERGUNTAS AOS ATEUS QUE NUNCA RESPONDEM SÓ ENROLAM! CHEGA D MIMIMI QUERO RESPOSTAS!

    1 – suponhamos q nós cristãos estejamos certos d tudo (e estamos) e vcs ateus estao errados, o q vcs diriam a deus lá no final para justificar sua descrença?

    2 – prove q deus não existe!

    3 – prove q o q eu sinto quando busco a deus não eh o espirito santo (não vale aquela besteira já batida de poder da mente pq ja foi provado q essa força não deriva da mente)?

    4 – de onde vem o sentimento repentino de amor ou amor a primeira vista (quimica corporal tb não serve pq num cola nem aki nem na china, pq os processos quimicos se manifestam após sentirmos algum sentimento)?

    5 – se vcs dizem q viemos do big bang o q tinha antes disso e antes e antes e antes e antes e a origem?

    6 – o tal big bang num poderia ser tb um estalar de dedo de deus?

    7 – em algum momento da sua vida vc sentiu um calafrio ou uma anormalidade corporal q não derivava de questões fisicas (não vale mentir, acho dificil) ¬¬?

    8 – se vcs não acreditam em nada, em q vcs acreditam e o q acontece quando moremos? é só isso a vida, nascer e morrer?

    9 – como e pq vc se tornou ateu?

    10 – jesus existiu como carne aqui na terra (isso é fato cientifico) e vive hoje como luz divina, então como pode um ser q nasceu, viveu, morreu e ressusitou em uma epoca onde TV, jornal, radio, avião, carro e net não existiam e q para se chegar a um lugar com poucos kilometros levavam-se dias a pé ou com animais este ser chamado jesus q era pobre e filho de pobre causou tanto auvoroso, fama, “nome”, repercusão mundial até os dias de hoje mais do q qualquer homem já existente (reis, pensadores, artistas, imperadores etc.)?

    11 – um homem tão pobre e humilde poderia mover um planeta dessa maneira até hoje e ser alvo de tanta injustiça só pq está escrito em um livro assim como centenas de milhares de outras religiões e mesmo assim ele é o q mais se destaca dentre todos?

    12 – pq em toda historia homens ligados ao mau (ate falsos profetas, igrejas principalmente catolica, papas etc.) tentaram destruir esta historia (biblia)? sera q era por ser falsa ou por conter a verdade da vida?

    13 – vcs ateus acreditam em ETs?

    14 – como explicar as afirmações de Francis Sellers Collins diretor do Projeto Genoma Humano e cristão sobre seu livro The Language of God: A Scientist Presents Evidence for Belief? Nas quase 300 páginas da obra, o biólogo conta como deixou de ser ateu para se tornar cristão protestante aos 27 anos e narra as dificuldades que enfrentou no meio acadêmico ao revelar sua fé. Ele escreve neste livro que a crença na evolução das espécies não entra em contradição com a sua fé 😛

    Poucos sabem, mas afastamento entre fé e ciência não deveria existir, tendo sido um mito criado pelos iluministas e ateístas nos dois últimos séculos.

    Nos últimos anos, dezenas de obras científicas têm sido publicadas no mundo por pesquisadores e cientistas desfazendo o mito que fé e ciência se chocam, isto é, desconstruindo o mito de que a crença em Deus e na Bíblia é algo absolutamente impossível à luz da ciência moderna. Hoje, sabe-se que tal afirmação é fruto de uma distorção da história implementada após o advento do Iluminismo, tendo lamentavelmente preponderado até hoje.

    FINAL

    Não só a Bíblia e a ciência não se obliteram, como já se sabe que a visão de mundo criacionista foi a base do método de pesquisa científico dos cientistas do passado e que os levou a perseguirem e conseguirem suas extraordinárias descobertas. Além do mais, avanços recentes na área de cosmologia têm demonstrado ser tolo não acreditar que o mundo foi criado. Tudo indica que o mundo é obra de um Ser inteligente, onipotente, onisciente e pessoal, como descrito na Bíblia Sagrada.

    fonte do texto final:

    http://protestantismo.ieadcg.com.br/noticias/cientistas_cristaos.htm

    responde ae fiot!!!!

  • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

    Oiced, com todo respeito, mas, o que vc sabe da minha vida sexual?
    Está dando agora médico adivinho? rs

    Interessante que vc não é o primeiro a me dizer isso aqui no HS… e, acho mesmo que não entenderam e nem entenderão a realidade que vivemos;Conformo-me com isso, pois nem minha família me entende. Snif, snif!…

    Meu filho mesmo está tentando me convencer atestar um laudo psicológico,senão um psiquiatra mesmo!
    Achando que sou maluco! kkkkkkkkk

    Uma pena que as pessoas (a maioria) não dão conta que estamos viajando pelo Universo e aqui mesmo em nosso sistema solar, muitas coisas acontece…e, na verdade não somos nada além de “átomos pensante” (sic)… Pior é a situação daqueles que não tem esperança na vida após a morte.
    ( pois seria um deslize da Natureza que criasse sistemas altamente complexos para que o fim fosse mesmo voltar ao pó, tão somente!).
    Quando, nada acaba; tudo se transforma e nada pode existir por si mesmo… Estamos presos nessa dimensão que a ciência tateia em busca da realidade e da vida eterna.

    Só resta lamentar e continuar “pedalando” rumo à perfeição.

    Muito lamentável…pois “são poucos que conseguem ver com seus próprios olhos, já dizia Einstein.

    Vou fazer de conta que vc não deu conselho para experimentar o Viagra, colega Oiced, …na tentativa desviar o assunto.

    Fiquem na paz queridos ateístas!
    De qualquer forma espero que vivam suas vidas como fosse a única! : >)

  • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

    Oiced, com todo respeito, mas, o que vc sabe da minha vida sexual?
    Está dando agora pra médico? rs

    Interessante que vc não é o primeiro a me dizer isso aqui no HS… e, acho mesmo que não entenderam e nem entenderão a realidade que vivemos.
    Conformo-me com isso, pois nem minha família me entende. Snif, snif!…

    Meu filho mesmo está tentando me convencer atestar um laudo psicológico,senão um psiquiatra mesmo!
    Achando que sou maluco! kkkkkkkkk
    Sou!???

    Uma pena que as pessoas (a maioria) não dão conta que estamos viajando pelo Universo e aqui mesmo em nosso sistema solar, muitas coisas acontecer…e, na verdade não somos nada além de “átomos pensante”(sic). …Pior é a situação daqueles que não tem esperança na vida após a morte.
    Quando,nada acaba; tudo se transforma!

    Só resta lamentar e continuar “pedalando” rumo à perfeição.

    Muito lamentável…pois “são poucos que conseguem ver com seus próprios olhos, já dizia Einstein.

    Vou fazer de conta que vc não deu conselho para experimentar o Viagra, colega Oiced, …na tentativa desviar o assunto.

    Fiquem na paz queridos ateístas!
    De qualquer forma espero que vivam suas vidas como fosse a única! : >)

  • joao Paulo:

    Author: serico115
    Comment:
    Pois João Paulo, se existe cegueira, e acredito que sim, você e seus apaniguados SÃO O EXPOENTE MÁXIMO DESSA CEGUEIRA TALVEZ, na medida em que não conseguem ver, ou querer ver o que está para além de vossos limitados horizontes….

    Será que vc esta consciente por completo disso? eu acredito que não, faz suas concepçõs baseadas em conclusões superficiais sem a nescessidade de qualquer exame prévio de sanidade mental de seus argumentos protestantes preconceituosos que não pode ferir a ninguém, apenas servirá para sua própria condenação, mesmo que morra agora, terá de conhecer a Glória deste Deus que vc é tão opositor, mesmo para ser lhe impostado o julgamento eterno para poder ver uma uma única vez a sua glória, vc e os que compartilham do mesmo pensar. Qualquer um com um leve nível de conhecimento respeita aquilo que ele não pode explicar de forma convincente, a menos que sofra de uma sequela mental grave, talvez este seja o seu caso que no caso Deus não levará em consideração dado ao nível superlativo de sua sabedoria e misericórdia infinita, caso contrário se prepare pra conhece-lo um dia mesmo que seja em um milhão de anos, prestarar contas de suas obras quer seja do bem ou do mal.

    • serico115:

      Não se preocupe João Paulo.
      Para além de até ter sido seminarista, fiz subsquentemente uma vida administrativa e aprendi a organizar dossier’s. Logo o meu está prontinho para depois poder prestar essas contas de que você tem toda a certeza sem qualquer sombra de dúvidas que vou ter de prestar…
      Sabe o que mais me deixa pesaroso em relação a vocês? É a forma arrogante como se apresentam e a prosápia da firmeza de vossas certezas que, de prova provada, nada apresentam. São como que ficcionistas que conseguem acreditar profundamente em toda vossa ficção.
      Quando refiro vossa arrogância, estou concretamente a constatar no que escreve:
      …”apenas servirá para sua própria condenação, mesmo que morra agora, terá de conhecer a Glória deste Deus que vc é tão opositor, mesmo para ser lhe impostado o julgamento eterno para poder ver uma uma única vez a sua glória, vc e os que compartilham do mesmo pensar”…
      Já antes referi noutro comentário que não sinto minimamente necessidade em provar que Deus não existe. São vocês que estão demasiado preocupados em demonstrar sua existência… Nada tenho contra, mas fico sempre sem conseguir ver demonstradas razões ou argumentos concretos para que eu consiga ter uma motivação para alinhar convosco.
      E também me deixa pesaroso vossa falta de capacidade para entenderem aquilo que vos não está interessando saber e cujos motivos só vós sabeis, e que a mim me não desperta a mínima curiosidade em saber.
      Diz você, e outros o têm referido também, que eu me adianto pouco em sustentar argumentações. É verdade. E para que havia eu de estar aqui a pregar aos peixes?
      E acham que eu estou sendo agressivo para convosco??? Bem, não digo para o fazer, mas se reparar bem, meus argumentos assentam mais é na agressividade que vós demonstrais para comigo, quando faço apreciações positivas de quem senhor de mais saber que eu, confesso, e então apontam arma e lá vai “besta” (projéctil). E depois lá vai o troco. Mas como disse pregar aos peixes não compensa… sejam todos muito felizes… Ah! E depois lá nesse juízo final, pode ser que nos encontremos para tomar umas “bejecas”… faço questão de pagar…

  • serico115:

    OICED!
    Essa foi de mestre!!!!!!!!!!
    Um abraço

    • Lucio Soares:

      babão de oiced responde meu questionário se vc é tão bom? 😛

    • serico115:

      E você acha que não tenho mais que fazer do que alimentar suas bobagens????

    • lucio Soares:

      q saida mais fraca. só responde fiot eh tão dificil assim? uehuehueheuhe

  • Francisco Ribeiro:

    Está escrito no evangelho de João cap. 1, vesc. 4-5.
    Nele, estava a vida e a vida era a luz dos homens; e a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.

    Apocalipse cap. 22, vesc. 13.
    Eu sou o Alfa e o Ômega, o Principio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro.

    Isaias cap. 45, vesc. 5-6.
    Eu sou o SENHOR, e não há outro; fora de mim, não há DEUS; eu te cingirei, ainda que tu me não conheças.
    para que se saiba desde o nascente do sol e desde o poente que fora de mim não há outro; eu sou o SENHOR, e não há outro.

    Isaias cap. 45, vesc. 11-13.
    Assim diz o SENHOR, o Santo de Israel, aquele que o formou: perguntai-me as coisas futuras; demandai-me acerca de meus filhos e acerca da obra das minhas mãos.
    Eu fiz a terra e criei nela o homem; eu o fiz; as minhas mãos estenderam os céus e a todos os seus exércitos dei as minhas ordens.
    Eu o despertei em justiça e todos os seus caminhos endireitarei; ele edificará a minha cidade e soltará os meus cativos não por preço nem por presentes, diz o SENHOR dos Exércitos.

    Isaias cap.55, vesc. 6.
    Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

    Honra, glória, louvor e adoração ao SENHOR JESUS CRISTO, para todo o sempre, Amém.

    • serico115:

      Francisco:
      Com tanta repetição sempre do mesmo, me surge a ideia de que um DVD totalmente gravado com suas repetitivas citações, iriam ser um tónico infalível para o ajudar a adormecer feliz com seus anjinhos….
      Pense nisso pois ideias destas nem sempre se oferecem…

  • Antonio Leite:

    Oiced, Jorginho, Sérico, Lúcio…todos,
    Grato por compartilharem comigo vossa experiência.
    Percebo que algumas vezes o papo se torna mais pontual e às vezes a emoção toma conta e tendemos a “apelar”. Desistimos da simples troca argumentativa por reações estereotipadas doutrinárias. Também faço isso às vezes. Nesse sentido, gostaria de fazer uma convocação geral para que tentemos, ao máximo, ser pontuais, argumentarmos para além da emoção produzida por pré-aceitação e alinhamento automático. Não sou mediador mas vejo que podemos aprender muito se cada um de nós se responsabilizar por um diálogo construtivo, fruto de séculos de pesquisa científica e aperfeiçoamento das teologias. Não seria o caso de estabelecermos alguns parâmetros para uma discussão respeitosa, objetiva, baseada em estudos históricos, científicos, teológicos com fontes claras e reconhecidas? Dois são os temas em andamento, ao que vejo: Deus existe? É a Bíblia um livro divinamente inspirado?
    Solicito à “maioria silenciosa” que ajude também essa qualificação do debate. No final das contas, penso, somos todos interessados na verdade…a menos que julguemos já tê-la encontrado. Neste caso, talvez não houvesse necessidade de reflexão ou convencimento doutrinário dos outros. Ou seria?
    Sabemos que Doutrinação e Educação são conceitos diferentes. Na Doutrinação é difícil o contexto de abertura plena para o diálogo, de responsabilidade pela Liberdade humana de escolha. Os Doutrinadores geralmente já sabem aonde querem chegar. A Educação, ao contrário, cria e recria um ambiente de pesquisa, abertura, diálogo, respeito ao livre arbítrio. Talvez por isso o esquema de Doutrinação e Catequese praticado pelas religiões ao longo dos séculos deixa entrever o pouquíssimo amor das estruturas religiosas pela Liberdade. As hierarquias religiosas, como a existente na Igreja Católica, funcionam à semelhança do Exército: padre, cônego, monsenhor, bispo, arcebispo, cardeal…papa. Lutero contribuiu imensamente para quebrar essa rigidez.
    Mas os políticos em geral também não gostam da Liberdade. Gostam da manipulação; gostam da liberdade de expressão apenas enquanto ela lhes facilita a continuidade no poder.
    Por outro lado, a Ciência também, às vezes, cai na Doutrinação. O patrulhamento ideológico daqueles que têm outras inclinações a partir dos mesmos dados científicos e/ou filosóficos é bem visível nos ambientes acadêmicos. Só que na ciência não se costuma matar ou prender quem demonstra o contrário…
    Sei pouquíssimo de tudo! Estou aqui para aprender e às vezes me sinto fechado — particularmente quando vejo expressões emocionais que não se pautem pelo tema pontual de que se trata.
    Seja na discussão sobre a existência de Deus ou dos acertos e desacertos bíblicos, penso ser necessária a argumentação objetiva, não doutrinária, não catequética…Acho que nós, que colocamos todas as “verdades” sob suspeita, precisamos cuidar para não cairmos também na tentativa antiga de “colonizar” mentes. Sabemos todos que neste mesmo instantes milhares de missionários tentam “colonizar” a mente de índios para que troquem seus Deuses ancestrais por outros, “julgados mais certos, adequados” pelo Colonizador.
    Namastê (o divino que habita em mim saúda o divino que habita em você)

    • serico115:

      Olá António Leite, boa noite.
      Aqui onde me encontro, Portugal é já noite e por isso os termos de minha saudação.
      Como talvez esteja ao corrente, o tema desta continuidade de post’s, dura há já uns tempos. Estive até muito tempo sem por cá passar, mas ao ver alguns post’s, poucos em termos de postantes da corrente mais céptica em relação às crenças não resisti a entrar de novo, ainda que com muito poucos contributos, na medida em que reconheço não estar devidamente conhecedor de uma grande parte das fontes adequadas para alimentar esta polémica. Mas gosto de ler tudo o que se mostre bem apresentado, de forma clara e lúcida e assente em fontes fidedignas.
      Dirijo-me a si, não pelo facto de estar enunciado em seu comentário, mas sim pelo facto de o ter lido e no mesmo deixar transparecer algo que considero de elevada relevância.
      Não é com assédios menos éticos que se pode deixar um testemunho válido e útil para ambas as tendências, mas antes, como bem diz num diálogo de “cavalheiros” (palavra minha), sem a pretensão de querer colonizar os interlocutores.
      Vou realçar algumas enunciações suas que achei muito pertinentes e próprias de quem gosta de dialogar com total respeito pelos interlocutores:
      …”Não seria o caso de estabelecermos alguns parâmetros para uma discussão respeitosa, objetiva, baseada em estudos históricos, científicos, teológicos com fontes claras e reconhecidas?”…
      …”No final das contas, penso, somos todos interessados na verdade…a menos que julguemos já tê-la encontrado. Neste caso, talvez não houvesse necessidade de reflexão ou convencimento doutrinário dos outros.”…
      …”Doutrinadores geralmente já sabem aonde querem chegar”…
      E esta que para mim merece especial relevância:
      …”Só que na ciência não se costuma matar ou prender quem demonstra o contrário…”…
      …”Acho que nós, que colocamos todas as “verdades” sob suspeita, precisamos cuidar para não cairmos também na tentativa antiga de “colonizar” mentes”…
      Manifesto-lhe com muita sinceridade minha admiração e até gratidão pelo seu equilibradíssimo comentário.
      Aceite meu abraço…

    • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

      Estou em acordo, sr. Antônio Leite.
      Quem começa?

  • serico115:

    Olá OICED!
    Fico-lhe grato por sua deferência em a mim se dirigir.
    Tenho tido a oportunidade de constatar seu profundo conhecimento sobre este tema.
    Eu não estou ao seu nível neste saber, apenas meu gosto pelo conhecimento me leva a navegar por aqui, sempre numa perspectiva mais psico-filosófica, onde este e outros temas se enquadram também.
    Não assumi de forma expressa a postura de “ATEU”, que em nada me constrange, mas apenas costumo dizer quando me perguntam se acredito que Deus existe: NÃO SEI e nunca consegui vislumbrar algo que me faça crer que ele existe.
    Já na área da ciência e investigação os factos são palpáveis e constatáveis, com emanação de tantos progressos na resolução de problemas em todas as áreas tecnológicas e do conhecimento de que beneficiamos.
    Como é óbvio, é imperativo que acredite e admire nestes progressos da CIÊNCIA e investigação.
    Quanto ao tema base, estou como o OICED: pesa-me que tanta gente insista em não querer ver o óbvio e acabe por fazer o jogo desses GURUS, que sabem muito bem gerir as mentalidades de quem a eles se submetem, deixando-os completamente amorfos na abertura ao verdadeiro conhecimento, a fim de beneficiarem todas as benesses que ciosamente não ousam nem admitem poder perder. (Igreja Universal do Reino de Deus – o caso mais vertente e polémico, pelo menos aqui em Portugal.
    Mas faz-me muita confusão, tanto aí, como aqui, como no resto do mundo, pessoas que são conotadas como grandes valores no mundo da intelectualidade se absterem de tocar nesta área, e afirmando-se até também crentes convictos!!! (resta saber se é mesmo verdade ou se é apenas para vender a imagem)???
    Em épocas recuadas, e hoje ainda também, e o OICED melhor que eu sabe, que afirmar-se não aceitante dos ditames das crenças levava até à morte ou ostracização. Mas hoje não se vê já em certa medida a necessidade de obedecer a esses ditames. E a pergunta fica: Porquê tanta gente, e refiro-me concretamente a quem possui um bom nível cultural e académico, não ousa sair da esfera desse jugo que acabam por ser todas as crenças ou religiões???
    Mais uma vez lhe manifesto a minha gratidão, e para si vai meu abraço de generosa amizade.
    Se um dia me quiser contactar, pode pelo blog: estouaqui-serico115.blogspot.com

  • Jorginho – ” Queridinho dos ateus”:

    Querido Jorginho!
    Grato pelo “querido”.

    Quem Necessita Abrir os “olhos” e tambem os ouvidos e principalmente a sua razão é Você e não o Serico!

    Resp. Por falar em Sérico, certamente para economizar papel ele escreveu apenas algumas linhas. rs
    Ainda bem! Já imaginou dois Oiced?

    Oiced Continua – “Veja por quê? Deixa de ser “preguiçoso” e leia mais sobre os assuntos abaixos! Ou a sua teoria não não é nemhuma dessas abaixo? Cem anos de descobertas da ciência, não lhe dizem nada?

    Resp. Onde foi que eu disse que não significaria nada?
    Até pelo contrário. Nesse site já postei alguns avanços tecnológicos pela ciência nesse século de descobertas. Ainda enfatizei sua subida quase vertical desde os microchips. Todos que estão envolvidos diretamente em pesquisas científicas sabem que ao deitar, pela manhã já tem novidades relativas aos estudos… Feitas por outros pesquisadores do outro lado do planeta. É um corre-correr, principalmente quando a pesquisa é para tender lucros!

    DE ONDE VIEMOS?

    Resp. Boa pergunta!

    Oiced continua – “A partir de um caos de fatos ( CAOS de fatos?), fantasias, e lendas se formaram algumas idéias, teorias e teses, acerca da nossa origem, que apesar de não ser basicamente antagônicas, ainda hoje se digladiam, para imporem suas versões sobre a criação.

    Resp, Certamente Sr.Oiced, com isso Não está dizendo que a ciência tem resposta para todas essas perguntas, referente a vida, né?

    Tese I: Existe um Deus, criador do céu, da terra e do homem (este a sua semelhança).

    Resp. Isso, obviamente contraria o conceito da evolução como “anuncia” a ciência. Não é mesmo? Claro que há registros de fósseis que até hoje mostrou ancestrais próximo ao homem. E, gatos e onças também são parentes, né?
    Os gatos são anãozinhos. Largatixas é versão miniaturizado de jacarés. Minhocas são parentes de verme tamanho gigante!
    Ornitorrinco é uma confusão danada de bichos… Que não tinha certeza qual caminho evoluir. etc

    Na verdade há cientistas que divergem em seus conceitos de achados, narrando com isso uma história “mal desenhada” da evolução. A exemplo >Sua datação, quanto mais remota, menor é a precisão, além do dever de considerar mudança que podem ter sida alteradas no decorrer dos tempos.
    Bem, deixaremos isso para outra oportunidade.

    OIced, continua:
    “Tese II: Foram seres do espaço que permitiram ( ?) que o homem se tornasse homem, ou numa versão mais humilde, a vida começou no espaço e encontrou na Terra apenas um terreno propício para se desenvolver.

    Resp. Ainda estão em dúvidas quanto a isso!… Obviamente não sabe. Apenas suposição. Apesar da grande probabilidade do espaço ter contribuído mesmo que indiretamente. Contudo, não explicam a origem da vida através desses conceitos.

    “Tese III: Foi uma conjugação de acaso ((acasos!?)) e necessidade ((? necessidade!?)) que, sem intervenções exteriores de espécie alguma, fez surgir a vida a partir da matéria inanimada, deixando-a desenvolver-se através de milhões de anos até sua atual variedade, que inclui o próprio homem.

    Resp. Você diz – evolução da abiogénese? Não duvido que a matéria seja os “tijolos” para a manifestação física. Mas, por isso vou dizer que somos uns “amontoados” de átomos, somente? Podemos dá vida uma célula, Considerando em bom estado de conservação?
    Se a vida resume em moléculas e essas a células, podemos imaginar que tendo todos os átomos estruturados (célula morta); podemos restabelecer vida a ela?
    Ainda não foi possível. – Lamento!
    Eu já comentei aqui no HS, mesmo que reestruturação ou conjuntos moleculares viesse tornar-se replicante; indicaria que a vida poderia ter começado, por ai mesmo! Entretanto, nem com os mais poderosos laboratórios, não foi possível!

    Continua Oiced – “Os seres humanos, que desde a noite dos tempos se perguntavam de onde viemos e para aonde vamos, já podiam buscar respostas no século passado fora da esfera divina. Como o mundo foi criado?

    Resp. A ciência já tem resposta?

    Oiced diz : “A leitura do que outras pessoas pensaram e a História pode ser útil quando precisamos construir nossa própria imagem do mundo, da vida e de como devemos viver.

    Resp. … Sei. “…construir nossa própria imagem do mundo, da vida e de Como Devemos Viver”(?)

    Continua Oiced – “Os grandes cientistas, poetas, filósofos, pensadores e satiristas já haviam matado o mito da história dos Deuses e foram considerados insensatos.

    Resp. Agora só falta dizer que todos eram ateus!
    Continua – “Não sabemos quantas pessoas devotas eram descrentes e viram que a religião era causa de ódio e conflitos. (Não está absolutamente errado aos conflitos gerados pelas religiões. Contudo, o cristianismo em particular; seu fundamento era Amor, humildade… E, foi depois que Roma-pagã entrou na igreja que começou a perseguição… vc sabe disso.)
    “…Esses nomes conhecidos elaboraram teorias para o mundo e para a natureza humana que prescindiam das explicações tradicionalmente oferecidas pelas religiões. Mais do que prescindiam: competiam com elas, com todas as vantagens oferecidas pela lógica e pela irreversível marcha da história.

    Resp.: Apresenta-me que o Cristianismo-real é contra a ciência e que mandou fazer guerras ou usar de autoritarismo, que não fosse criado por questões políticas entre seus líderes? Pois,a igreja se contaminou pelo paganismo… e, isso é profecia.

    Oiced continua:
    “5 anos do WMAP revelaram três grandes segredos do Universo: os neutrinos primordiais, o fim da idade das trevas e a inflação cósmica.

    Resp. Já sei:
    http://eternosaprendizes.com/2008/09/02/5-anos-do-wmap-revelaram-tres-grandes-segredos-do-universo-os-neutrinos-primordiais-o-fim-da-idade-das-trevas-e-a-inflacao-cosmica/
    Até fiz comentário sobre isso.

    Continua –“Trata-se de um tesouro de informação, que contempla, entre outras, essas três grandes descobertas: Novas evidências que um verdadeiro mar de neutrinos cósmicos, permeia o Universo (o ‘fundo cósmico de neutrinos’);2. Claras evidências que as primeiras estrelas levaram mais de quinhentos milhões de anos para criar um nevoeiro cósmico;3. A teoria da inflação cósmica (expansão do Universo durante o seu primeiro bilionésimo de segundo) foi refinada.

    Resp. Hehehehehe. Ainda falta quantos trilhões de anos luz para termos a resposta chave?
    Se conseguimos detectar energia de 10 bilhões de anos luz da Terra, provalvemente ela deva ser bem mais velha… Sem considerar o efeito Doppler para o vermelho.
    Portanto, para mim, as palavras da ciência (nesse tocante), as tenho como ficção científica… Pois, estão mesmo num oceano sem bússola e sem carta de navegação. Estamos a cada dia mais próximo de alguma coisa que não sabemos o que exatamente! A ciência está palpando no escuro, em outras palavras.

    Espero mesmo que ela explique o que é o Universo, sua expansão e o que é antes da expansão, entre tantas outras dúvidas, incluindo o Infinito!
    Estão tentando entender a matéria e, vem a quântica jogar areia!
    Estou ansioso para receber as respostas definitivas… Mesmo que eu não concorde com algumas experiências feitas, como é o caso do LHC.

    Oiced diz_ “Estamos a vivendo em uma época extraordinária”, exclamou Gart Hinshaw do Centro Aeroespacial Goddard da NASA emGreenbelt,Maryland. “A nossa geração é a primeira na História da Humanidade a realizar medições tão detalhadas e em distâncias tão longínquas no Universo.”

    Oh! Maravilha!!! Pela fortuna gasta, deve haver um grande motivo para tais aplicações. Ao menos ao tocante da Lua , Marte… que já têm a bandeira Americana!… “Esses Planetas são nossos!” Ou será que gastam bilhões de dólares apenas por curiosidades?

    Seja bem vindo as descobertas. …Só faltando entregar-nos o “segredo da vida” e com ela, o segredo para eternidade!

    Abraço querido Oiced-Serico.

    • serico115:

      Pois Jorginho, só tenho de lhe pedir desculpa em ler seu texto, com suas esfarradas alusões, em nada conclusivas a não ser no campo da ficção.
      Mas prometo-lhe que não vou mais perder tempo em ler seus amontoados de pseudo explicações que não levam mesmo a lado nenhum, senão à sua ânsia de querer fazer prevalecer seus pontos de vista assentes, ao que voltei a confirmar com muita falta de nexo e em piso muito escorregadio.
      Seja muito feliz na companhia de seus parceiros e “com muitas prendinhas pelo Natal”…. Ah! na companhia da vóvó….

    • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

      Serico, lamento por sua decisão.
      Mas não pude resistir em parafrasear seu comentário:

      ” …a não ser no campo da ficção”.

      Bem, posso então escrever ficção como alguns vendedores de livros para ateístas?

      “…não vou mais perder tempo em ler seus amontoados de pseudo explicações que não levam mesmo a lado nenhum, senão à sua ânsia de querer fazer prevalecer seus pontos de vista… com muita falta de nexo e em piso muito escorregadio”.

      Serico, escorregadio?
      Vai me dizer que escorregou?!

      “Seja muito feliz na companhia de seus parceiros e “com muitas prendinhas pelo Natal”…. Ah! na companhia da vóvó….

      Pode deixar meu colega ateu que mandarei uma prendinha dentro de uma caixa vazia, explicando o mundo sem pé, sem cabeça dos ateístas!

      Abraço e até outra vez!

    • serico115:

      Foi com prazer que vi a celebração do acordo luso-brasileiro para a nossa língua.
      Mas acabo de ver que, até conseguirmos nos identificar na interpretação da mensagem, que pretendemos fazer chegar, ainda há muito para desbravar.
      E sua interpretação do que eu escrevi, é a prova concreta do que pretendi fazer passar e não entendeu mesmo.
      Nem percebeu o sentido de escorregadio, nem as prendinhas da vóvó…
      Mas com o tempo vai chegar lá, quero acreditar.
      Até lá seja feliz.
      Independentemente do que aqui estamos esgrimindo, tenho de ser-lhe muito franco e sincero. Amo os irmãos brasileiros e sinto mesmo um carinho especial por eles, ao invés, infelizmente de alguns compatriotas daqui, felizmente poucos, pois não conseguem entender que em todas as sociedades existem ovelhas negras, e querem fundamentar suas aversões nessas negativas excepções. Mas não alinho com eles. Convivo com pessoas brasileiras encantadoras e prezo muito suas amizades.
      Independente de nossos assédios, creia que se aqui viesse até sentiria prazer em o poder convidar para um convívio mais cordial… felicidades

  • serico115:

    Olá Oiced!
    Você se antecipou, na resposta ao Jorginho.
    Na realidade eu não iria dar uma resposta tão exaustiva. Antes pelo contrário. Iria apenas dizer-lhe o seguinte:
    Não sei ler com os ouvidos, mas antes com os olhos com que a generosa Natureza me dotou.
    Não me sinto na obrigação ou necessidade de provar que Deus não existe. E porque me havia eu de preocupar?
    Quem parece que está muito precisado de provar a sua existência é o Jorginho e seus parceiros de crenças.
    Bem que argumentam, mas assentes sempre na mesma fonte da qual, ao que imagino, se sairem ficarão sem chão firme para assentarem seus pés…
    Lá vão procurando alguns subsídios de outras fontes, mas que, depois de dissecados ficam com uma mão cheia de coisa nenhuma.
    Aqui em Portugal, por graça usamos dizer: deixai-os senhor, que eles calarão-se-ão….
    Estes estão muito persistente em querer não mais se calar. Mas se isso os faz felizes, porque havemos nós de desfazer seu “barato”….. É a sua forma de se sentirem felizes em sua Santa Ignorância…

  • joao Paulo:

    A cegueira previlégio de muitos, a visão de alguns poucos, muitos afirmam enxergar baseado nas suas convicções de visões meramente filosóficas originadas de forma pessoal ou de outrem, sem muitos ou nenhum mérito devido ao estreitamentos do que veem e o desnudo tom de arrogancia tornando os normalment cegos ou com tapa olhos, insistem decididamente afirmar ter olhos de águia no entanto são limitados em tecer boas respostas e elementos convincentes, ou pelo satisfatórias, Jesus teve o desmerecimento de ater com estes o que ele preferiu chamar de ipócritas e filhos do diabo pois não podiam crer nem mesmo no que viam diante dos olhos que o ser diante deles resplandecia de forma única entre outros humanos, pois enxergavam de forma míope, e insistiam em dizer-se conhecedores das leis de Deus. as palavras pregar para os peixes ainda significa pregar para algo que tem vida, em contrapartida que pregar para as rochas que nada tem a temer pelo sua vida pois não sente dor e nem pode reclamar, a misericórdia do nosso infinto criador esta disponivel a aqueles que temem pelas suas almas, os que não se glorificam em vão por achar que sabem mais que todo mundo junto, pois rochas não temem e não sentem dor tenho minhas dúvidas se caso se cortarem sai o líquido vermelho do ferimento dos pobres de conhecimento indígnos de qualquer ouvido.

    • serico115:

      Pois João Paulo, se existe cegueira, e acredito que sim, você e seus apaniguados SÃO O EXPOENTE MÁXIMO DESSA CEGUEIRA TALVEZ, na medida em que não conseguem ver, ou querer ver o que está para além de vossos limitados horizontes….

  • Jorginho – “Queridinho dos ateus”:

    Como sempre -bla-bla-bla.
    A moda agora é escrever para ateus!

    Ai não tendo argumentos científicos que lhes dê respaldo; apegam a esses tipos de escritores…
    Aconselho que leia “O delírio do caos”.

    Em suma, ateísmo não tem base científica… Nem a ciência por mais poderosa que aparenta, ela não responde a ordem e origem do existencialismo. A ciência ainda não conhece a base da lei quântica e ainda Deliram em falar em Universos paralelos e expansão do mesmo…sem mostrar conceitos básicos(fundamento) de tudo isso.

    É função dela buscar conhecimento e não essa política de lucros e famas como vejo por aí.
    Em suma: Nem Darwin se tornou ateu e nenhuma ciência pode afimar se existem ou não espíritos ou qualquer coisa nessa linha de raciocínio.

    A moda é escrever para ateístas…
    Estão esperando o tempo certo para lançar o livro. Isso é, se terão grandes resultados($$$)
    Acaso esse livro tem algum respaldo de alguma academia científica? Mande a fonte( link oficial).

    Pois nesse capitalismo louco, é bom mesmo ganhar dinheiro nas costas desse “otários”!
    Não existe centenas de livros místico e religiosos?
    Porque não haver livros direcionados aos povos ateísta, agnóstico etc?
    Com relação ao ataque dirigido aos cristãos, lamento ateus, pois até hoje pouco se sabe sobre Cristo…
    Há relatos superficiais de alguns historiadores que existiu um homem bem parecido em termos de poder.
    Acho nem ser preciso falar de Flávio Josefo, Tácito, Suetônio, Plínio o Moço, Tertuliano, os Tamuldes entre outros fazem menção ao Cristo.
    http://www.cacp.org.br/estudos/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=906&menu=7&submenu=3

    Com relação a espíritos, nem vou comentar minhas experiências e gostaria muito de concluí-las, embora faltem patrocinadores para arcar com a equipe.
    Enquanto isso, deixo algumas frases para reflexão de alguns:

    ” A pessoa que concorda com tudo o que você diz, ou é tolo, ou está se preparando para enganá-lo.” (Kin Hubbard).

    “Eu nunca aprendi nada na minha vida através de qualquer homem que tenha concordado comigo.” (Dudley Field Malone)

    “O que eu espero senhores, é que depois de um razoável período de discussão, todo mundo concorde comigo.”
    (Sir Winston Churchill)

    “Poucos são aqueles que vêem com seus próprios olhos e sentem com seus próprios corações.” (Albert Einstein)

    “Existem apenas dois modos de viver a vida: um é como se nada fosse milagre; o outro é como se tudo fosse um milagre. Eu acredito no último.” (Albert Einstein)

    “Esse galinheiro tem dono, queira ou não!”

    • Oiced Mocam:

      Resposta para Jorginho, que comentou:

      Ou seja, aquele que tem sede:
      “Esse galinheiro” tem dono e não adianta arrancar os cabelos!”
      Por outro lado, há esperança segundo “seja sua fé”.
      A fé é um mistério que nem a quântica pode explicar… A fé é a base…
      ==================================================================
      Você já deve ter ouvido “testemunhos” para lá de estranhos, como um que, há algum tempo, virou motivo de zombaria na Internet, pelo qual certo pregador afirma que galinhas, em um galinheiro, teriam sido “batizadas com o Espírito Santo”. Uma delas, inclusive, teria falado em línguas angelicais, sendo interpretada por um galo!
      Eu não publico este vídeo da “unção da galinha” para não zombar de quem afirma isso, pois o meu objetivo não é expor pessoas ao ridículo, e sim alertar o povo de deus. Mas é óbvio que esse “testemunho” é antibíblico e blasfemo. Não se trata do “galinheiro” ao qual o Jorginho se referiu.

      Muitos têm argumentado:
      “Deus não usou a boca de uma jumenta? Por que não pode usar galinhas? Não podemos pôr Deus dentro de uma caixinha”. Oh, sim, porém, nas circunstâncias que envolviam o mercenário Balaão, não havia ninguém, de fato, para ser usado por Deus. Foi uma exceção à regra. Não vemos depois daquele episódio Deus usando outros animais para transmitir mensagens com voz humana. Ah, e não nos esqueçamos de que o “diabo” também usou a boca de uma serpente, no primeiro caso em que um animal falou (Gn 3.1).

      Deixando um pouco de lado o assunto do galinheiro, muitos crentes se perguntam se Deus usou mesmo a boca de uma jumenta. É claro que sim. Como teria aquela jumenta raciocinado e repreendido o profeta, que a espancava?

      Foi Deus mesmo quem abriu a boca da jumenta. E foi somente depois de Balaão ter reconhecido o seu erro, ao ouvir as palavras do animal, que Deus abriu os seus olhos! “Que te fiz eu, que me espancaste estas três vezes? (…) Porventura, não sou a tua jumenta, em que cavalgaste desde o tempo que eu fui tua até hoje? Costumei eu alguma vez fazer assim contigo? E ele respondeu: Não. Então, o Senhor abriu os olhos a Balaão…” (Nm 22.28-30)

      Deixando um pouco de lado o assunto do galinheiro, muitos irmãos me perguntam se Deus usou mesmo a boca de uma jumenta. É claro que sim, mas não como se ela fosse um profeta de Deus, que diz “Assim diz o Senhor”. Sabemos que jumentas não falam; não raciocinam como homens, pois não foram dotadas da mesma capacidade humana para falar. Como teria aquela jumenta raciocinado e repreendido o profeta, que a espancava?

      Foi Deus mesmo quem abriu a boca da jumenta. E foi somente depois de Balaão ter reconhecido o seu erro, ao ouvir as palavras do animal, que Deus abriu os seus olhos! “Que te fiz eu, que me espancaste estas três vezes? (…) Porventura, não sou a tua jumenta, em que cavalgaste desde o tempo que eu fui tua até hoje? Costumei eu alguma vez fazer assim contigo? E ele respondeu: Não. Então, o Senhor abriu os olhos a Balaão…” (Nm 22.28-31). O profeta só viu o anjo depois de ter ouvido a repreensão da jumenta!

      É, pois, um equívoco pensar que Deus apenas abriu a boca do animal, que, por conta própria, raciocinou, articulou bem as sílabas e impediu a loucura do profeta! Deus abriu a boca da jumenta e lhe deu palavras inteligíveis, como se fosse uma pessoa falando, a fim de repreender Balaão (II Pe 2.16). Isso foi um milagre, uma ação divina sobrenatural! Não houve mensagem profética, do tipo “Assim diz o Senhor”, mas, quanto ao fato de deus ter usado a jumenta, não há dúvidas.

      Eu já havia lido em 1 Samuel 5:9, sobre o “castigo do Senhor” com o surto de hemorróidas letais…
      Bem, voltando ao episódio da galinha que teria falado em línguas angelicais, sendo interpretada por um galo, em um galinheiro repleto de aves “batizadas com o Espírito Santo”…essa é demais!

      Jorginho disse, , A fé é um mistério que nem a quântica pode explicar…
      Concordo com Você! Haja fé!

    • Jorginho – “queridinho dos ateus”:

      Sinceramente Oiced, por um instante pensei que tivesse pregando a Bíblia para mim!

      Apesar de não tem entendido bem onde deseja chegar nesse seu comentário acima; vou lhe dá um positivo por minha conta e risco!

      Ao menos pude observar que referiu o Mérito em Maiúsculo…indicando certa consideração.
      Sobretudo, desejo que saiba que apesar de nossas diferenças, tenho todos vocês como irmãos.
      Falo de coração.
      Não devemos deixar que essas diferenças possa nos distanciar desse momento tão importante na história humana. Sim, vivemos num momento nobre da humanidade; faltando mesmo haver irmandade.
      Momento de reflexão… Sem rotulagens.
      Momentos de descobrir que a vida não é só comer, beber e dormmir.
      A vida também é significante quando ajudamos as pessoas não só com alimento substancial…

      Saiba meus caros ateus, que nem por um momento tive vocês como adversários.
      E, confesso que aprendi muito!
      Pois a vida é um eterno aprendizado.
      Aprendemos até quando ensinamos.
      Pois, independente que seja a realidade, estamos todos no mesmo barco.
      E, nos finalmente, se me perguntar o que é fé;eu direi que ainda estou me aperfeiçoando.

      Contudo, acredito piamente num novo tempo e numa nova vida!
      Acredito num Grande Arquiteto.
      Pois, do contrário, somos as criaturas mais vazia desse Universo.
      Pois, que coisa é essa que simplesmente nos dá consciência, sentimentos e nos tirar a vida como se ela fosse insignificante e sem sentido?

      Por isso vejo um forte motivo para as coisas ser como são e digo mais:
      Estamos mesmo “presos” nessa dimensão por algum tempo e por algum motivo.
      Mesmo em nosso querido planeta observamos grandes mistérios que desafia a ciência e ela sabe que tudo tem uma explicação.
      Não devemos subestimar o desconhecido.
      As coisas não estão por está e nem foram criadas do “nada”. A única explicação que vejo por estarmos aqui nesse mundo cheios de interrogações é que estamos dentro de um sistema entre tantos outros ainda desconhecido.
      Talvez a vida seja bem mais simples que imaginamos e muito mais cheia de sentido.

      Talvez sejamos resultados do “eu” na carne!

      Talvez a resposta não esteja lá fora como muitos imaginam. Mas sim, dentro de nós de alguma maneira.
      Talvez saberemos disso na mais absoluta certeza quando passarmos dessa para outra dimensão.
      Por que, do contrário; somos mesmo um monte de átomos pensando ser algo além de átomos.
      Embora, eu afirme que não me vejo assim.
      E tenho forte razão para isso.

      Abraço.

  • Lucio Soares:

    serico115 põe o oiced mocam dentro d uma casa e vive junto poh ehuehuehue rasgação d seda mais gay eh essa kkkkkk vcs são muito tolos sempre usam nomes d papas ou algum membro da igreja para justificar suas bobagens. cara um papa tb eh humano e erra e sem falar q a igreja catolica foi uma das mais contraditorias ate hoje do q vem a ser a biblia. na igreja catolica não se pratica o verdadeiro evangelho muitos dogmas foram criados e muita coisa e pregada sem inspiração divina eh muito facil diferenciar esses dogmas humanos da verdade biblica basta ler ela.

    sinto pena d vs q acreditam q usar argumentos tão vagos e sem fundamentacao biblica para querer desmoralizala seja respeitado. ate o momento o senhor oiced nao respondeu nada do q eu perguntei pq nao tem resposta finge q nao ve e foge.

    vcs serao devorados por sua propria ignorancia. libertem se desta mentira q vcs vivem iludidos e alienados. libertem se desta fantasia fantasiada de verdade cientifica. acordem!

    so pq somos cristaos nao quer dizer q nao lemos ou estudamos outras coisas o problema eh q nada do q lemos por ai nos convence d q deus nao existe pq isso e impossivel. ate hoje nao encontrei nenhuma prova q me fale ao contrario tudo converte para deus no final. nao sei como pessoas q se acham tao inteligentes se deixam ser manipulados por escritores de mente e espirito pobre q eram desesperados por nao compreederem sua existencia e nao aceitavam deus como seu criador mesmo sabendo disso.

    dentro do cristianismo existe muito charlatao e sempre existiu, mas isso a propria biblia nos advertiu ate mesmo nos advertiu sobre pessoas como vcs, homens de pouca fé e impios q sao apenas fantoches nas maos de satanas e nao falo q vcs sao satanistas, mas sao obra dele.

    acordem desse sono espiritual profundo e enxerguem a verdade suprema

    • serico115:

      Mas que mente conspurcada a sua!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!…..
      Fáz dó…..

Comentários fechados

Os comentários deste post foram encerrados.